PplWare Mobile

Ubuntu também vai passar a recolher informação dos utilizadores


Pedro Simões

Apaixonado por tecnologia, encontro no Pplware a forma ideal de mostrar aos outros os meus conhecimentos e de partilhar tudo o que me interessa neste intrincado universo

Destaques PPLWARE

51 Respostas

  1. SoulReaver says:

    Se forem só mesmo estas as informações recolhidas, e visto que não solicitam dados do utilizador, só mesmo do hardware, comparado com o Windows não acho muito problemático, apesar de que todos começam assim e depois já querem recolher tudo e mais alguma coisa…vai ser um ponto negativo para a canonical… espero que os derivados como o mint não adotem o mesmo sistema…

  2. asd says:

    eu não vejo problema, vamos lá ver, se eu sou desenvolvedor, preciso de saber o que as pessoas usam, senão amanha vou fazer coisa Y e o que o pessoal precisa mesmo é coisa X… faz parte da personalização das coisas…

    não obstante, assim como aconteceu no WIndows 10, isso tornou-o mais propricio a bugs e coisas desnecessárias, estás a personalizar as coisas para 90% das pessoas, e os outros 10% que não usam e são obrigados a ficar com isso?

    no Windows 10 a recolha de dados não é má de toda, a ideia foi boa mas agora estão a concentrar o Windows para um nicho especifico, embora esse nicho seja a maioria dos seus utilizadores, o pessoal que foi excluido desse nicho agora toca viola…
    só espero que os devs do ubuntu não cometam o mesmo erro e obrigue as minorias a usar a porcaria que a maioria usa, eu não precisa da porcaria de uma app do facebook a rastejar no menu…
    ao menos que metam uma cena durante a instalação do tipo “avançado” e deixem o pessoal escolher se quer instalar os programas e definições “recomendados” ou não…

    • RS says:

      “o pessoal que foi excluido desse nicho agora toca viola…”??
      Que nichos é que estas a falar? Achas que a Microsoft esta a fazer o windows para leigos?

      • eu says:

        acho que ele nao percebeu bem o conceito de “nicho”

      • asd says:

        RS
        Um nicho é um grupo De pessoas que sao o alvo do que fazes.
        Exemplo: se estou a desenvolver uma app android de vestir bonecas, o grupo alvo sao crianças femininas entre 4-12 anos, entao o nicho é isso, crianças femininas de 4-12 anos, isso é que é um nicho.

        Mas nicho é muito mais do que isso, por exemplo, o windows mixed reality, ambos temos os aparelhos, mas tu usas eu nao. Entao, apesar disso, ambos fazemos parte do mesmo nicho, embora eu nao use.

        Um nicho tem muitas definicoes interligadas, mais vale ires pesquisar a net, como conselho recomendo procurares a definicao de nicho aplicada ao conceito de gestão ja que sao mais elaboradas e concisas.

    • Jorge Rosa says:

      Concordo a 100%. Esses dados servem mais para um programador, do que uma outra “coscuvilhice” sobre a vida do utilizador. Para já, e para mim, não me parece nada de mais. (A não ser que nos tenha sido omitida informação de modo propositado por essas empresas, claro. E também, já não seria a primeira vez…)

    • Victor says:

      “esse nicho seja a maioria dos seus utilizadores”

      adoro paradoxos

  3. Henrique says:

    A diferença é que neste caso qualquer pessoa pode ver quais são os dados que são recolhidos, tendo em conta que se trata de um sistema operativo de código aberto.

    Para alem que os dados que vão ser recolhidos parecem-me bastante “inocentes” e cheira-me que se trata de uma forma da ubuntu melhorar o processo de instalação.

  4. AiOGajo says:

    Ai e tal no Linux… XIU!! XIUUU!!
    Windows rules.

    • Ranhoso says:

      Linux é um bolo muito grande. Ubuntu é apenas uma fatia… por isso, XIU tu!

    • arc says:

      Não é Linux…é na distribuição Ubuntu, o que é TOTALMENTE diferente. E além do mais, todos se encontram avisados com antecedência, do que vai ser recolhido pela Canonical, sendo que os dados vão ser públicos. Assim fica transparente o procedimento da Canonical.
      Esses dados, NÃO são críticos para a integridade do Ubuntu e muito menos para a segurança do utilizador.
      Mas existem mais distribuições para além do Ubuntu, caso se sintam “melindrados” com essa tal recolha de dados.
      Não quer usar Ubuntu, não usa, quer usar, sabe de antemão o que tem a fazer, caso não pretenda enviar esses dados.
      Todavia não vai passar de uma questão académica/filosófica para a EEF e a FSF, voltarem a esgrimir armas e quem vai rir é mesmo a Linux Foundation.

      Windows, Mac, Linux, etc…cada um escolhe o que melhor se adequa às suas necessidades…o resto é…conversa para adormecer!

    • CMatomic says:

      Windows uma Empresa “americana”
      Linux ” varias empresas”
      xiiiiiiiiiiiiiiuuuuuuuuuuu

    • SoulReaver says:

      É mais “Windows`s rules 🙂 🙂 🙂

  5. arc says:

    A Canonical, já no lançamento do Ubuntu 12.10, com a busca integrada no Unity, em que os dados pessoais dos utilizadores eram recolhidos, como tendo o FIM de aprimorarem as pesquisas, NÃO convenceu ninguém à época.
    Depois, no Ubuntu 13.04, que ainda iria recolher mais dados…mas que dava ao utilizador a possibilidade de a busca ser desactivada.
    Vamos esperar pelo 18.04 LTS e ver…no entanto já vão levar com a EEF e a FSF.
    Ops…eu não espero nada…não uso Ubuntu.

  6. Clodoaldo says:

    Quem acha haver invasão de privacidade tem duas opções. 1 não compartilhar dados 2 usar outra distribuição. Não vejo motivos para “pânico”!

  7. Pedro Simões says:

    Vai ser agora que vai começar a ser um Sistema Operativo aserio 😉

  8. Jorge Rosa says:

    – Eu até penso que essas empresas (proprietárias dos SO) deveriam colocar esses dados à disposição para a polícia (por causa do assédio a crianças, ceitas, gangs, grupos secretos, ações suspeitas, liguagem agressiva e ameaçadora para outros, etc, etc, etc), mesmo por iniciativa própria!
    – Mas dar esses dados a governos (e outras organizações políticas) isso não!!

  9. navyseal says:

    Já recolhia dados, vinha por defeito seleccionada, basta ir ao Software Sources, menu Statistics e desabilitar.

  10. António Fagundes says:

    Cada vez mais a tendência será esta.
    E defendo que caso exista transparência sobre o que é partilhado nem vejo motivo para existir uma opção de desabilitar a recolha.
    Têm de perceber que a ideia é melhorar o SO, logo servir os utilizadores.

  11. Jonas Tadeu says:

    Ao contrário da Microsoft, a Canonical avisa o que quer, para o que quer, e há opção (que aparenta funcionar, no Windows 10 bem podem desabilitar tudo que a informação continua a fluir) para não partilhar essa informação. Na parte que me toca não me melindra.

  12. Victor says:

    No Windows activando ou não a opção para recolha de dados não fazemos ideia se mesmo assim estão a ser enviados, no caso do Ubuntu….é a mesma coisa para leigos! Portanto, e à parte que me toca é indiferente mas como em (quase) tudo é preciso fazer um trabalho de pesquisa para saber a opinião das massas sobre o que é mais relevante. Poderiam fazer inquéritos mas assim é muito mais directo e fácil

    • Pérolas says:

      Entendo e tens ai um ponto, mas, ponham é a opção de escolha para o utilizador aceitar ou não o envio dos dados de instalação ANTES de começar a própria instalação, porque se for depois da instalação quando formos desactivar os dados, entretanto já foram enviado, certo! A outra coisa é na migração da versão 16.04 LTS para a 18.04 LTS; a questão da opção de escolha DEVE SER FEITA ANTES da nova instalação. Por último, se alguem por uma questão de principio não aceitar a situação tem sempre o Debian…

  13. Napoleon Bonaparte says:

    Ah! Ah! Ah!
    Tudo bons rapazes! Porque não têm nada a esconder, obviamente…
    Com esse tipo de forma de pensar e agir, com certeza que vão longe. Nem nunca ouviram falar da maldade das pessoas, da natureza humana ou das sacanices que o acesso a determinada informação permite praticar…
    Coitados: ninguém é pobre senão de espírito…

  14. Napoleon Bonaparte says:

    Ah! Ah! Ah!
    Tudo bons rapazes! Porque não têm nada a esconder, obviamente…
    Com esse tipo de forma de pensar e agir, com certeza que vão longe. Nem nunca ouviram falar da maldade das pessoas, da natureza humana ou das sacanices que o acesso a determinada informação permite praticar…
    Coitados: ninguém é pobre senão de espírito…

  15. archuser says:

    como uso arch é para o lado que durmo melhor mas a Canonical tem vindo a perder usuarios para outras distro e não acho seja este o caminho para os recuperar…

  16. Luís says:

    Mais tarde ou mais cedo outras distros poderão seguir os passos, basta elas começarem a crescer mais e os argumentos virão …

  17. Silvio says:

    Na instalação do Ubuntu vai ter a opção de compartilhar ou não as informações do PC, coisa que no Windows 10 tu é forçado a aceitar.

  18. informado says:

    Isto é só no Linux Ubuntu. Ora bem, eu uso o Linux Fedora, por isso, nada se passa. E mesmo no Linux Ubuntu a Canonical está a avisar com antecedência o que vai recolher e diz como podemos optar por não enviar. O Windows fez o que quis , não disse a ninguém e pronto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.