Quantcast
PplWare Mobile

Com o novo elementary OS 5.1… não vai querer mais o Windows 10

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. PTdoNorte says:

    Acho que deveria de ser mais “Com o novo elementary OS 5.1… não vai querer mais Macbooks”

  2. Fulano says:

    Com o novo elementary OS 5.1… não vai querer mais o MacOS.

  3. mais do mesmo says:

    A instalação é igual em praticamente todas as variações do ubunto, podiam era apresentar algo novo, por exemplo, dicas de otimização pós instalação, sugestões de aplicativos com a capacidade de atenuar a mudança de ambiente windows/mac para Linux, isso sim era interessante e talvez levasse alguém a testar linux.
    Estes tutoriais de nada servem são sempre iguais praticamente só muda a interface do instalador.

    Já agora façam a instalção em maquinas reais onde podem surgir problemas numa maquina virtual qualquer um instala Linux.

  4. Astrix says:

    Qual a compatibilidade com software de faturação. Etc? A compatibilidade é exatamente a mesma do Windows 10? Obrigado

    • Vítor M. says:

      Depende do software. Por exemplo, o Colibri tem total compatibilidade, tem uma versão Linux. Outros, que funcionam na cloud, por exemplo, com avesso via browser, também irão funcionar. Além destes, ainda existem outros com suporte Linux. Só ficam de fora os mais “tradicionais” rígidos para Windows.

      • Antonio Silva says:

        Caro Vitor

        Os ditos mais tradicionais, que devem ser mais de 95% do mercado são Primavera, PHC, Eticadata, Sage, Artsoft, Centralgest, WInrest, Gestware e muitos outros que só correm em Windows e nem sequer estão presentes na nuvem com versões decentes e completas (alguns com umas mini versões).

        Não devia abrir a boca para dizer asneiras ou defender os patrocinadores. Colibri ? Quantos utilizadores terá?

        Cumprimentos

        • Vítor M. says:

          António, não são patrocinadores, nós apoiamos o projeto, porque é bom e em muitos casos, melhor que os que citou, mas como não sabe do que fala, pronto, mandou o bitaite da publicidade. Típico.

          Depois, pese o facto de ter interpretado à sua maneira, não citei nenhum desses porque só correm em Windows, e não foi isso que foi perguntado. Esse seu comentário, inútil, poderia ser útil se mostrasse que mesmo esses softwares têm serviços cloud que funcionam em Linux, mas como não sabe, lá mandou a boquica 😉

          Para dar aqui utilidade a este comentário, quero referir que a Primavera tem um serviço muito interessante que pode correr em Linux, chama-se Jasmim. Assim, este software de gestão cloud tem sido uma escolha de muitos empreendedores e PME. É mais do que um software de faturação. Atenção, é grátis para quem está a começar.

          Cumprimentos António, espero ter ajudado.

          • Fernando says:

            O PHC também ja esta está prensente na versão web.
            Tem ainda opção da loja web

          • Paulo JaPaulo Jaimeime says:

            epa gostei…tem pessoas que vêem logo com aquela atitude superior de que eles é que sabem e o que os outros dizem é m…. ! Podia ter dado a opinião dele de forma humilde; assim levou com o mesmo tom!

        • Alex says:

          Winrest corre em Linux.

        • carlitos says:

          Um ERP ou sistema integrado de gestão é algo diferente de um vulgar software de faturação (certificado). Para aprox. 99,9% das empresas portuguesas isto basta ao que se pode acrescentar um office open source do qual só vão aproveitar menos de 50% da sua capacidade e a habitual fotocopiadora para os papéis. That´s it.

        • Alex says:

          Primavera tem versão cloud… enfim!

    • Pedro Pinto says:

      Hoje quase tudo funciona na cloud. Apenas necessitas de um browser

    • Samuel MG says:

      Através do Wine a compatibilidade é mais de 80% tudo depende das dll que se encontram na versão do Wine.

  5. Rosa says:

    “Mas há alternativas igualmente fantásticas e a custo zero. Uma das nossas sugestões é o elementary OS, uma distribuição baseada no Ubuntu e direcionada para desktops”…?? Parece-me que é necessario pagar, pelo menos eu não consigo o downlod que não seja a pagar.

  6. jorge santos says:

    Para muita gente, como eu, o DESKTOP tem de permitir ter ícones pois isso faz parte do nosso fluxo de trabalho.

  7. David says:

    Sair do windows para ir para isso… deve ser para voltar para trás no tempo…

  8. Diogo says:

    Eu o meu daily driver. Gosto bastante desta distribuição e da filosofia dos seus programadores. A loja de aplicações é óptima com aplicações desenvolvidas especialmente para o elementary e na minha opinião a distribuição que melhor implementou o suporte a pacotes Flatpak. Podiam ter referido isso.

  9. carlos says:

    Esta distribuição já tem o bug da rotação do ecrã nos portáteis HP corrigido?
    A última que experimentei, anterior a esta, depois de instalar a par com o windows, rodava o ecrã sempre que iniciava (uso um portátil HP Pavilion 14-ce2002np).

  10. Samuel MG says:

    Eu não confio numa distro que tenha Ubuntu por base.

  11. Boris says:

    Linux é vida, usei muito o fedora, fui para mint Xfce (mais fácil para minha mãe e irmã usar), desde o windows 10 foi lançado (queimou a minha placa de WiFi), desde então tenho gostado muito, no início tem que testar vários sabores do Linux, estou querendo experimentar o elementary quem sabe.

  12. Cortano says:

    Pronto, voltaram os titulos da treta.
    Lançaram aí uma meia duzia de artigos com titulos adequados, mas já voltaram ao sensionalismo ridiculo.

    Já agora, porquê atacar o Windows 10 e não meter antes “Com o novo elementary OS 5.1… não vai querer mais o MacOS”
    Têm alguma explicação lógica?!
    É que ainda por cima, o interface o Elementary é mais parecido com o MacOS do que com o Windows.

  13. JCFB says:

    Prefiro arch linux e ubuntu com um DE leve

  14. Daniel says:

    De todos os users Linux por aqui, o que aconselham para gravar blu-ray? Eu, na minha partição Windows 7,uso imgburn, mas como não tenho interesse em usar o 10 (nenhuma razão em especial, apenas não gosto), estou a experimentar algumas distro de Linux.
    Na partição secundária do PC, tenho Mint, no pc da esposa, zorin… Mas procuro algum software de cópia… Sei que o imgburn funciona bem com wine, mas gostava de saber um pouco mais… Uma dica?
    Obrigado

  15. Ask Me says:

    Que vergonha de titulo.

  16. JMonte says:

    Uso o Linux Mint no desktop e Macbook Pro como máquina principal, é uma conjugação agradável.

    A razão de eu usar o L.Mint era aproveitar um velho e fiável PC, juntei nele vários HDDs para
    criar a minha versão pobre de um JBOD. Funciona lindamente e poupei algum dinheiro.
    Partilhei os discos com o MBP entro e faço o meu trabalho tranquilamente.

    Fica a dica.

  17. Luis says:

    Adoro! Gostava de instalar num mini PC Samsung N102 slim com uma pen e não consigo… Alguém para ajudar?

  18. Paulo says:

    Uma sugestão para a Pplware:
    Artigos sobre como instalar esta ou aquela distro de Linux há “aos montes”, sobretudo com títulos do género “deixe o Windows e passe para ….”
    O que eu vos pedia, se for possível, é um tutorial sobre como instalar Windows 10 e Linux em dual boot. Já procurei e não encontrei, além de que agora há essa coisa da UEFI que nem sei bem como funciona.
    Se eu podia usar o Linux que já vem incluido no Windows 10? Poder podia, mas não é a mesma coisa…

    • Vítor M. says:

      Viva Paulo. Temos já isso no passado, mas é uma boa sugestão para atualizar o tema.

      Cumps.

    • Cortano says:

      Criar dual-boot nem é complicado, por vezes o mais complicado mesmo é quando queremos acabar com o dual-boot.

      @pplware: quando fizerem o tutorial para dual-boot, façam um também em acabar com o dual-boot, em especial se optarmos por só ter novamente o Windows como único boot, principalmente quando a gestão do dual-boot passa a ser feito pelo GRUB da distro linux e não o boot windows.

      Em tempos tive o computador em dual-boot e acabei por retirar o dual-boot porque passava o tempo a ter de reiniciar o PC para trocar de sistema.
      Hoje em dia prefiro ter as distro Linux a correr no Hyper-V (VM nativa do Windows Pro) – claro que depois depende da máquina e dos recursos físicos que podes “dar” à VM.

      • carlos says:

        Experimenta procurar (em inglês) como retirar o dual-boot no youtube e também no google ou outro. No meu caso, procurei no google e youtube e consegui desinstalar o Linux, voltar às partições de origem e depois através de linha de comandos também o Grub/gnub (não me lembro bem do nome, voltando a usar o W10, até terem isto arranjado.
        Já tive o Elementary 5.0 no portátil, e este experimentei, mas volta com o erro do ecrã invertido 🙁 , mesmo em demonstração. Vou ver outras versões, ou pesquisar sobre linhas de comandos sem ter de instalar patches.

  19. x says:

    mike, outro linux? em que ano andas? vais falar a vida toda do mesmo e que todos ja conhecem?
    Achas que disseste alguma coisa nova?

  20. Roni says:

    Até não queria, mas ainda preciso do win10.

  21. Acogero says:

    Em muitos casos o Windows ainda é melhor. Por exemplo, para os jogos. Eu trabalho muito melhor no Linux, mas meus jogos rondam somente no Windows. 😐

  22. astrix says:

    Olá. Não consigo Instalar na Virtual Box. Da me um erro logo ao início. Tenho o print, onde posso pedir ajuda? Contactei a Pplware no Facebook por msg privada mas não tive resposta. Onde posso pedir ajuda? Obrigado

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.