Quantcast
PplWare Mobile

Ataques DDoS a partir do sistema Linux aumentaram 254%, diz Microsoft

                                    
                                

Fonte: Microsoft

Autor: Marisa Pinto


  1. Profeta says:

    E quantos desses ataques tiveram sucesso ?

  2. Nuno Pinto says:

    Só falta dizer que o Windows é mais seguro… e que as contribuições deles para o kernel e afins foi na lógica embrace extend extinguish…

  3. Samuel MGor says:

    E eu pensava que a Microsoft já tinha realizado que não pode destruir o Linux 🙁 Bem agora revelou que é uma empresa “feijão frade” (2 caras).

  4. eu says:

    Logo a 1ª acção para se defender do XorDos ” use of Microsoft Edge”
    Sim claro. Nem parece nada mais uma jogada para ver se começam a usar mais o Edge…
    Vindo da Microsoft, é logo para desconfiar

  5. Adeus says:

    A Microsoft agora acha que está na vanguarda da segurança. É o que andam a dizer aos clientes com o Windows defender Cloud. Estão a abandonar todos os esforços nos produtos on-prem com a desculpa que são menos seguros. Mas o que querem é que paguemos serviços. Se deixas de pagar vai tudo à viola

  6. JS says:

    Microsoft a fazer das suas..

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.