PplWare Mobile

Sony PS5: a nova consola vai mesmo suportar todos os jogos PlayStation


Desenvolveu desde cedo o gosto pela escrita e comunicação. Em leis formado, tem como hobbies a aquariofilia e a música. Mas é na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e no Pplware a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.

Destaques PPLWARE

  1. António says:

    Era fixe é se tivéssemos os jogos da PS2 disponíveis em formato online ou em formato de disco, mesmo para as consolas novas, ter jogos da PS3 isso é a coisa mais banal e a biblioteca de jogos excelentes que estão a morrer na prateleira da PS2.

  2. Marcio Sousa says:

    Se fosse retrocompatibilidade com todos os jogos mesmo os da PS1, PS2 upa, upa eu queria ver a loucura que não era a venda da consola.

    • Mateus Pinto says:

      A PS4 e PS5 e XBOX S/X usam a mesma arquitetura (apenas SO diferentes) e neste âmbito a base do jogos é muito idêntica e alterando poucas coisas consegue -se fazer correr os jogos. A PS3 e anteriores tem outra arquitectura para a qual necessitam pagar royalties e isso não compensa. Essa é a vantagem dum PC: o software e hardware melhoram mas a retrocompatibilidade é altíssima.

      • Toni da Adega says:

        Sendo do mesmo fabricante, para a PS5 correr jogos da PS3 ou PS2 as royalties sao pagas a quem?

        • Carlos Santos says:

          No caso pra IBM e Nec que junto a Sony criaram o processador Cell. E a NVidia que é detentora das patentes das GPU’s do PS2 e do PS3.

          • Toni da Adega says:

            Comprendo isso, mas isso sao patentes para hardware. Aqui estamos a falar em correr jogos de uma plataforma, talvez utilizando uma VM ou emulador. Mesmo que seja a emular HW, é simplesmente uma camada de SW.

            Quer isso dizer que para a Sony fazer um Emulador ou VM da PS2/PS3 tem que pagar royalties?

        • TheWayOfTheDodo says:

          Ora bem do que eu me lembro da altura da PS3 e mais recentemente da retro compatibilidade do
          Xbox, a ps3 usava hardware (SoC) e Xbox usa emulação. Tal como a PlayStation Classic. Ps3 com SoC (System on a chip) basicamente era como ter uma ps2 dentro da ps3 a nível de hardware. Daí basta por um disco e rodar pra jogar qq jogo. Desvantagem era mais caro e daí a Sony ter removido em versões posteriores da ps3. Emulação requer ajustar/ reescrever algumas coisas o que nem sempre é tão fácil alterar o que é preciso. Tipo para suportar as novas resoluções, para fazer upscallings, etc. o problema deste método é que a nível de licenças e até suporte por parte dos estúdios que lançaram os jogos, muitos mudaram de mãos, outros deixaram de existir ou qq outra situação. Por isso não vemos na Xbox nem na ps4 Psn store, logo imediatamente, todos os jogos que existiam anteriormente. Sendo um processo gradual.
          Depois por último tem a ver com a própria filosofia da empresa. A Microsoft apostou forte e acreditou que era um factor importante. A Sony considerou que a percentagem de jogadores que realmente usam da retro compatibilidade era uma percentagem insignificante para justificar o tempo e investimento em retro compatibilidade na ps4. Daí haver escassos remasters de gerações anteriores.
          Não respondi directamente à questão, a questão da compatibilidade com jogos anteriores passa por isto.
          Agora o que vai a Sony fazer com a ps5? Pessoalmente acho que é demasiado optimista pensar que vão fazer algo ao nível do que fizeram com a ps3. Sendo realista acho que se vão preocupar com uma retro compatibilidade mais centrada na ps4.

  3. César Boaventura says:

    recuso-me a pagar para jogar online sou mais pc gamer a gratuito

    • Abel says:

      vai jogar lol

    • Mateus Pinto says:

      Por isso é que os patrões são mais chular os empregados e não pagarem (Ou pouco). Pelo menos se ficares desempregado terás muito tempo para jogar…

    • Hugo says:

      Gratuito? Supondo que uma consola dura 6 anos, o dinheiro que tens de investir num pc que dure o mesmo tempo chega e sobra pra consola + mensalidade.
      Btw, é o serviço que é e não se trata de aceitar ou não. Quem quer tem de pagar e pronto.
      E sim, também prefiro o pc.

      • me and me says:

        @hugo, nao necessitas de investir assim tanto….
        nao esquecer que para obter os mesmos resultados que uma consola, nao necessitas de usar o high-end do pc…
        depois temos a questao dos jogos das consolas serem mais caros que a contrapartida PC… por isso, sais sempre a ganhar com pc

        • Pedro says:

          A malta esquece-se que até uma torre de 800€ encosta as consolas a um canto, mas pronto, deixa-os andar 🙂

          • Hugo says:

            Com 800€ dificilmente montas uma torre (material novo) equivalente a uma consola acabada de sair embora esta custe metade desse valor.
            Eu também prefiro o pc, mas factos são factos.

        • Hugo says:

          Para isso ser justo fazemos o seguinte: Quando sair a ps5 compra um pc semelhante pelo mesmo orçamento. Se conseguires sim, é equivalente, mas não vais conseguir.

  4. João Paulo Prudêncio says:

    Basear uma notícia numa patente colocada por uma empresa e usar expressões como “vai mesmo” parece me um pouco pôr a carroça à frente dos bois. Claro que seria óptimo e esperemos que aconteça mas uma patente não garante em lado nenhum a implementação da ferramenta/ideia no produto ou projecto. Talvez da próxima vez tentem fundamentar melhor as vossas notícias. Mas isto digo eu com os nervos

    • Vítor M. says:

      Calma nos nervos. O título e o texto do artigo organizam a ideia e a certeza que a Sony está a trabalhar afincadamente para colocar uma retrocompatibilidade na nova consola. Aliás, tantos são os rumores e indícios, que, juntando mais este, é possível dizer que a Sony vai mesmo ter tecnologia que permite à próxima consola suportar todos os jogos playstation, como mostramos no artigo. A patente mostra que a consola tem tudo para essa retrocompatibilidade e irá receber tecnologia para isso.

  5. Spoky says:

    A PS5 é mais um tiro no pé, infelizmente pagasse por uma consola e ainda temos que pagar para jogar online uma tristeza, é por isso que PS3 foi a melhor consola que saiu.

    Desde ai, deixei de jogar PS4… Pagar a consola e ainda ter de pagar para jogar online? E ainda ter de comprar jogos? Não concordo com isso.

    Btw, fazendo as contas

    Pacote de 3 meses: 25€ x 4 = 100€
    Pacote de 12 meses: 60€ / ano

    Olhe só como são enganados, olhem o quanto poupam ao ano com o pacote de 12 meses.

    Recuso-me a pagar para jogar online, com esse dinheiro posso investir em outras coisas bem melhores.

    • Nelson Cabral says:

      Tipo PC? ahahha

    • Ze says:

      Não sei se falas pagar para jogar online no geral, ou no caso especifico do PS Plus. No caso do PS Plus estou em completo acordo contigo.

      No entanto jogo online WoW e Final Fantasy XIV e acho que as monthly fees são justificadas, pois a cada x meses novo conteúdo é adicionado, ou seja o jogo está em constante desenvolvimento e isso tem de ser pago.

      • TheWayOfTheDodo says:

        Isso é relativo. Sei que é um exemplo já muito usado mas contra factos não há argumentos. Digital extremes e o seu warframe. Há monetizing mas nada que te obrigue mesmo a gastar dinheiro para jogar. Não precisas de comprar o jogo. Não requer subscrições. Podes gastar muito dinheiro no jogo se quiseres como podes não gastar sequer um cêntimo. E tens a experiência total do jogo e constantes updates de conteúdo, conteúdo muitas vezes faz envergonhar outros grandes jogos e estúdios.
        No entanto eles não te dizem “isso tem que ser pago”
        Não sei. Há sempre quem esteja virado mais pro negocio e Blizzard já foi uma melhor companhia. Era grande fã, hoje recuso me sequer suporta-los nem que seja com um download gratuito de hearthstone lol

    • Hugo says:

      Então mas era suposto 3 meses ser mais barato que um ano?
      Tu não te recusas a pagar nada, tu simplesmente escolhes outra alternativa, porque se futuramente tiveres de pagar para jogar no pc ou pagas ou não jogas.
      É um serviço e quem não quiser basta não aderir.

    • TheWayOfTheDodo says:

      Tenho PS4 e apesar de muitos jogos requerem PSPlus para online, há ainda muitos títulos que não pedem psplus. E os jogos free to play não requerem psplus. Mas é escolha limitada e serviços como Xbox Live e Psplus dão sempre a sensação de que estamos a pagar pelo privilégio de usar a internet que já pagamos.

    • Fabio says:

      Ta certo Vc tem razão a PS5 vai ser um tiro no pé assim como foi o Ps4 perto dos 100 milhões, agora vamos voltar pra nossa realidade

    • Filipe Ezequiel says:

      Sem duvida, a ps3 foi uma coisa fantástica, eu passava horas, dias seguidos a bombar Lost Planet, sem stress de ter que pagar uma mensalidade, foi a melhor época dos videojogos sem duvida!

    • Douglas says:

      Cara, pagas pela Plus, mas se a sony der dois jogos relativamente bons, já compensa a assinatura

  6. Don says:

    E nem sequer referes que o ps plus te dá jogos gratis todos os meses, podem não ser os melhores, mas já que estás a pagar e estás para poder jogar online sempre tens algum retorno do investimento.

  7. Antonio says:

    A previsão para o próximo console PS5 para quando

  8. wonderboy says:

    Esta ideia do querer jogar online e não pagar, nos dias de hoje é um bocado absurdo. É como ter um Ferrari mas não ter dinheiro para a gasolina e então peço ao vizinho para me ficar com ele na garagem para utiliza lo quando me der jeito. os servidores têm q ter manutenção e como ja foi falado muitas das vezes o preço da subscrição traz novo conteúdo. Acho muito bem que haja retro compat e que haja com psp que alem da ps2 tem uma libraria fenomenal de jogos. Espero também que nao aconteca cm aconteceu a ps3, em que retiraram em alguns modelos a retrocompatibilidade. Força nisso, eu apoio e compro 🙂

  9. Carlos Roberto says:

    Alguém sequer leu o documento que está na imagem? Não tem nada a ver com retrocompatibilidade, ele fala sobre um recurso de troca e doação de jogos digitais.

    • Rui Bacelar says:

      Obviamente que o documento foi escrutinado de ponta a ponta.

      Além das certezas e indícios sobre o que a Sony tem em mente, existem pontos concretos que levam-nos a afirmar o que referimos sobre esta patente. Entre esses pontos destaco:
      “a processor that executes instructions stored in memory to: retrieve the modified digital copy from the collectible database based on the unique identification code”.
      Um algoritmo / software que dirá à consola como atua na presença de jogos anteriores, de gerações antigas – retrocompatibilidade.
      Ainda assim, esta patente deve ser conjugada com esta: https://www.j-platpat.inpit.go.jp/web/PU/JPA_H31503013/TKBS_GM302_Detailed.action

      Submetida no Japão, foi entretanto removida. Ainda antes de alinhar este artigo, vimos reproduções da mesma e aí era explícito que a empresa pretende criar um dispositivo que reconheça aplicações (jogos) de outras plataforma. Assim, por meio de um reconhecimento de registro do software, o sistema é “enganado” e operaria como um hardware antigo.

      Por outras palavras, um algoritmo que “engana” a consola, claramente descrito na patente japonesa, presente nas entrelinhas da patente norte-americana.
      Ainda assim, claro, para já é difícil ter certezas.

      • Carlos Roberto de Oliveira Queiroz says:

        Agradeço pelas informações, mas a imagem do artigo referência um documento que não tem nada a ver com retrocompatibilidade.

      • Joao Sousa says:

        Traduzir : “a processor that executes instructions stored in memory to: retrieve the modified digital copy from the collectible database based on the unique identification code” para “Um algoritmo / software que dirá à consola como atua na presença de jogos anteriores, de gerações antigas – retrocompatibilidade” é ridículo.

        Não fala nem em gerações antigas, nem em algoritmos / software.

        Na realidade diz que existe um processador que executa instruções para retornar uma cópia digital numa uma base de dados colecionável, com base num código de identificação único.

  10. Leandro says:

    Eles vão ganhar muito dinheiro fazendo retrocompatibilidade e vendendo na PSN.
    Porque só tem jogo podre lá. Kkkkk

  11. Gibba says:

    Retro com ps3 e ps4 nao teria importância!!
    Queria mesmo do play 1 e 2 onde estaria os melhores jogos que jogamos a 20 /30 anos atras!!
    Poderiamos jogar um syphon filter, black, os medal of honor, twisted metal e assim por diante!! Isso sim seria legal!!!

  12. Elizandro Schmidt says:

    Sinceramente, depois do ps2 todos os consoles para mim não teve mais valor, se suportasse jogos do ps2 e ps1 sinceramente compraria, vim li a manchete e achei que era isso…

    • Jose Gonçalves says:

      Sim concordo. A PS2 sempre leu jogos da ps1

      • J T says:

        A PS3 original também lê jogos da 1 e da 2. As ps3 mais recentes lêem apenas da 1. E vários dos clássicos da ps2 estão disponíveis em formato digital para 3. Durante as promoções da para comprar por menos de 2 e 3eur. A PS3 é a melhor consola de sempre. Ainda da para meter Spotify e Netflix.

  13. Koso says:

    E retrocompatibilidade com o VR e periféricos atuais e antigos?

  14. Elton says:

    Acho que essas patentes servem mais como proteção legal da empresa, para poder processar os emuladores, que realmente recursos que virão no próximo console.

  15. Ricardo Resende says:

    Não desvalorizando qualquer consola que tenha saido ate hoje pc é pc para mim será sempre superior.
    Tenho uma torre que comprei em 2011 e rodo emuladores ps1 ps2 e qualquer consola e ate hoje nunca fiquei apeado na hora de jogar qualquer jogo

    • Hugo says:

      Tendo em conta que podes sempre ter um pc topo de gama claro que é melhor. Também é mais caro.
      Já agora que pc tens? A menos que já tenha feito upgrades dificilmente rodas jogos actuais tão bem como dizes.

  16. Ricardo Resende says:

    em relação aos emuladores ainda se as empresas os querem ver pelas costas expliquem me o facto de a Playstation classic ter sido nada mais nada menos que um dispositivo que roda uma emulador…

  17. José Roberto de Jesus Soares Jose says:

    Que massa foi as melhores coisas que a Sony criou não vejo a hora para chegar aqui no Brasil para mim comprar o meu com fé em Jesus Cristo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.