Quantcast
PplWare Mobile

Unboxing Starlink: A internet da SpaceX chegou a Portugal

                                    
                                

Autor: Vítor M.


  1. Jota says:

    Por 99€ vão ter o que a Maria teve no meio do centeio!

  2. Tiago Teixeira says:

    Viva Vitor. Testa as rotas internacionais sff
    Faz ping a sítios como China, Portugal, América, Australia e compara com os pings que obténs com fibra nacional. O starlink faz comunicação entre os satélites em vez de usar as rotas terrestres. Seria extremamente interessante ver se com o starlink consegues ter menos latência a sítios extremamente longínquos.
    90ms de ping de Portugal para Espanha (Lugo, foi o servidor que escolheste para correr speedtest) é “mau”, mas imagina que tens 90ms de ping de Portugal para o Brasil?
    Mostra traceroutes e afins. Tenho mesmo interesse em saber como está estruturada a rede do starlink

    • Vítor M. says:

      Sim, vou fazer isso sim. Este foi um primeiro olhar para a tecnologia. Agora vou tentar explorar um pouco mais. Esses inputs são importantes, obrigado.

      Update: teste ao servidor da MEO, os valores já são diferentes.

      • rui says:

        e umas chamdas voip / sip o jitter parece bom talvez aguente com esse ping
        é possível ter ip fixo e ipv6? é um bom fallback para redundância de operador

  3. Mitra says:

    Pings de 90 é mau, vi reviews na América e lá tem 20ms de ping.

  4. s_junior says:

    Feliz por haver mais opções, triste por saber que haverá mais lixo electrónico no espaço.

  5. Miguel says:

    lol 99 euros para ter pior net do que eu tenho com 29 euros por mes. Ok next

    • Vítor M. says:

      Óh… a beira da estrada, com a estrada da beira. Muito gostam de misturar as coisas!!!

      • Ana Santos says:

        exacto, misturar 99 euros com os 29, para se ter um serviço pior!

        • Vítor M. says:

          Um comentário sem nexo, totalmente despropositado e que demostra falta de noção.

          • Filipe Coelho says:

            Sr. Victor M., não adianta… Apesar do vosso esforço constante para informar as pessoas, muitas preferem escolher a ignorância e a burrice.

            Aproveito o comentário para deixar uma sugestão: testar o serviço em jogos. Por embora a velocidade não seja o mais importante nesses casos, a latência pode ser decisiva. Nesses casos, tendo a estação terrestre mais perto do servidor do jogo pode trazer benefícios.

            Obrigado pelo bom trabalho.

          • AJ says:

            Para malta que vive literalmente no meio do mato e não tem serviço é fantástico… certamente que daqui a 2 ou 3 anos esse valor desce para metade…
            Na aldeia onde moro se não tivesse 4G da NOS e se quisesse uma largura de banda decente teria de optar pela Starlink.

        • rui says:

          á zonas que pagas quase 50€ e tens 1mbit/128kb talvez não seja tão mau quanto isso

        • Técnico Telecom aturar ig says:

          Isto apenas demonstra tamanha ignorância.

          Este serviço destina-se a clientes, que possam adquirir, e que tenham casas e/ou empresas em zonas completamente remotas.
          Temos milhares de empresas que ligações ADSL/HFC/FO não chegam ou nem sequer existem na zona e a única alternativa que tem é MiniLink & Airmux ( quando existe LOS – Line of Sight), o que custa 100€ + IVA por mês só por 20mbps por ser uma ligação dedicada.

          Por isso isto não está mau para quem não tem qualquer outra opção

    • Jorge says:

      alhos e bugalhos…

    • JR says:

      Estás a comparar coisas sem nexo algum…
      Se não percebes o projecto em si, estuda primeiro

    • Alex says:

      Em lugares aonde nem rede movel há quero ver a contratar um serviço desses a 29€. Este tipo de serviços serve mesmo para isso…. Para não falar na mobilidade……

    • David Diogo says:

      Se a ideia é ter a pior net do mercado, coloquem a NOS e a sua “Fibra” a NOS está a fazer um excelente trabalho nesta área, eles tem se aplicado bastante para garantir que são os piores, para quê pagar 99 quando podes pagar 29 pelo pior serviço?

    • Ricardo Cristina says:

      Miguel, nota que podes ter essa mesma velocidade no “cú de judas” onde não há rede de coisa nenhuma. Ligas um gerador ou uma UPS e tens internet decente, e hoje há uma fracção dos satélites pretendidos para o objectivo de 12000 deste projeto.
      Ai sim, não tens rede de telemóvel mas fazes uma videoconferência como se tivesses ligado por linha terrestre.
      Está em fase Beta com algumas pessoas normais, na fase Alpha ainda terá sido pior nos testes dos fulanos da StarLink.

  6. kodiakshadows says:

    “… conseguimos uma velocidade de download de 143 Mbps e de upload de 13,9 Mbps…”
    Só pode ser anedota, eu com £30 por mês tenho 500Mbps de Download e de Upload á mesma velocidade, e só não tenho um 1Gb ps por £36 porque não tinha interesse.
    Muito lento para o que se paga a não ser que seja para ter num casebre lá na aldeia porque na cidade não vejo interesse. Tudo muito caro em Portugal

  7. Helio says:

    Boas, 499 o kit + 99 por mês? A sério? Ninguém acha isto um roubo? 499 eur pago 1 ano e meio de fibra em casa com TV… Abraço

  8. Nick says:

    Não há vídeo do unboxing?

  9. Pedro Ferreira says:

    A malta não percebeu que isso é uma alternativa, de qualidade, para quem não tem internet.

    • Jorge says:

      Este comentário devia estar no topo!

    • Ricardo Cristina says:

      Em em fase de testes ainda, com menos de 1/6 dos satélites em órbita e sem limites geográficos. É ter um painel solar para alimentar baterias e tá safo.
      Podes acampar e levar uma internet a sério contigo.
      A Vodafone em 4G dá pouco menos de 80Mbps Download, 15 de Upload e 159ms de ping em Vilamoura, junto à praia.
      Não temos nada assim tão fantástico na rede 4G, não pensem

      • Técnico Telecom Aturar Ignorantes says:

        Tenho testes feitos em Lagos, com um cartão não prioritario, com downloads a 300mbps/up a 40mbps e ping de 36

        Na MEO, só em alguns, chegou a 260mbps

  10. meister says:

    Seria interessante saber o comportamento em dias de chuva moderada e forte.
    Sem estar a desejar chuva, embora ela também seja necessária 🙂

  11. HUGO SANTOS says:

    Estoua ver este tipo de serviços em locais remotos onde não existe rede fixa, nem tão pouco 4g / 5g. Em Portugal esses locais serão residuais, mas em zoans desérticas está aí a solução. Africa provavelmente agradece.

    • Ricardo Cristina says:

      E expedições no Ártico,
      Ou no meio do pacífico, em navios, imagine-se o potencial.
      Um iate de luxo, com internet permanente, ou um cargueiro, o pessoal não iria gostar de ter os prometidos +de 1Gbps?

  12. Sardinha Enlatada says:

    Pelo menos pode ser util para aquelas pessoas que vivem em locais sem acesso a internet.

  13. Joao says:

    Bom é onde não tem fibra, comprar isso.
    E criar uma partilha de wifi (antenas yagi) ou WiMax para vizinhança..

  14. João Honesto says:

    Por alguns comentários… Percebo que há gente que não faz a mínima ideia do avanço tecnológico que isto é…

    • Paulo says:

      COM ESTES PREÇOS DEVEM TER UM EXCELENTE FUTURO EM PORTUGAL, E NENHUM TARIFÁRIO É ILIMITADOO, REPARARAM NISSO? SÓ PODE SER ANEDOTA…

      • Vítor M. says:

        Possivelmente nem em Portugal nem em qualquer outra parte do mundo com serviço de fibra ou de 4G/5G. Mas em muitos sítios onde não existem estas tecnologias, o serviço da Starlink é uma possibilidade. E há muito lugar onde em Portugal onde não há internet por falta de infraestrutura.

        Claro, onde existe fibra ou GSM… com estes preços, não vão ter hipóteses, mas mesmo assim, quando impreco começar a baixar, pode em muitos locais ser uma hipótese a considerar.

        Vamos ver como evolui. Vamos ver se chega aos comboios, aos barcos, aos carros (e aos pesados) inclusive.

    • Carla Silva says:

      Sim, por isso é sempre bom fazer ideia do que se fala.

      Aqui esta um vídeo bom sobre o assunto:
      https://www.youtube.com/watch?v=2vuMzGhc1cg&ab_channel=CommonSenseSkeptic

      Os fanboys não gostam muito de se informar, mas como diria o Alberto: o sabor não ocupa lagar!

      • Vítor M. says:

        Haha esse vídeo é uma treta. O serviço funciona e o cliente que não tem outra alternativa já consegue ter internet por este método. Os custos referidos estão erradamente calculados, aliás, vão buscar dados que não fazem sentido, até misturam outras empresas e projetos para iludir os distraídos que comem estás baboseiras. Aliás, diziam o mesmo da Tesla. Apesar disso, a Tesla continua a crescer e a tornar-se num gigante da indústria automóvel. Até aqui foram buscar uma mentira, a dizer que o primeiro carro de Elon elétrico fora roubado 😉 mas estas tretas mantêm ali o povo toninho atento.

        Resultados práticos disto; o cliente que compra e usa tem internet, que de outra forma não tinha. O resto é conversa para entreter os “do contra” 😉

        Claro que é ainda um serviço caro. Mas para muita gente é a única forma de ter internet. E torna-se barato. Ponto.

        • Vivas says:

          eu no se como e que ainda da seguimiento a estas cumbersas tolas, gabolle a paciencia

        • Ricardo Cristina says:

          Caro é um conceito relativo. Se trabalhares num cargueiro e andares de porto em porto, pagas os 99€, juntas 8 ou 9colegas no barco e partilham os custos. Continua a ser má ideia?
          A nossa realidade é comodista e podemos usufruir de todas as mordomias de uma metrópole.
          Reclamamos que a água na torneira tem pouca pressão, e ignoramos que há quem ande 3km a pé para carregar 2 garrafões às costas.
          Somos privilegiados pelo sítio e condições em que vivemos.
          “Bah, tenho melhor e mais barato em casa”
          Só revela não entender o que se está a desenvolver e o potencial de evolução civilizacional que isto nos pode trazer.
          Evoluímos mais nestes últimos 120 anos do que nos 1900 anos anteriores.
          Uma evolução potencia tantas outras, uma infinidade de possibilidades.

  15. Francisco Esteves says:

    Vitor, se usar um iPhone vou jogar alguma diferença nessas velocidades?

    • Vítor M. says:

      Com estas velocidades não se nota nada, comparativamente com a qualidade quer do 4G, quer de ligações Wi-Fi partilharas por esses locais onde usamos (fora de casa e local de trabalho). Muitas vezes temos muito pior, só que nem temos essa noção.

      Depois, o serviço vai melhorar, ainda está em fase beta.

  16. Toni da Adega says:

    Vendo os comentários isto é pessoal que diz que barco é algo inútil porque não dá para andar no meio do trânsito.

  17. Samuel says:

    Já encomendei em Fevereiro, continuo na lista de espera, estou numa zona sem Fibra, nem ADSL nem 4G e vejo gente da cidade a receber o kit para “testar” e eu aqui a precisar… Não percebo. RIP lógica.

  18. Rui Machado says:

    Várias vezes critiquei aqui os artigos do Vitor, desta vez tenho de vir em sua defesa, ainda que ele não precise.

    Este serviço é caro para quem tem fibra, 5G por cá ainda ninguem tem e em sitios com 4G isto pode ser opção pois muitas zonas 4G tem velocidades inferiores a ADSL (limitações de largura de banda de antena ou outras).

    Dito isto o serviço é excelente para quem tem um péssimo serviço, nem todos vivemos no parque das nações.
    Muitas zonas do nosso país será uma opção a ter em conta.

    As empresas muitas delas em zonas com fraca cobertura de internet preferem pagar 99€/mês para ter internet de qualidade do que pagar 60 para ter uma pessima internet com uma televisão que não lhes serve para nada.

    Os particulares se três vizinhos dividirem a conta poderão ter uma internet razoavel em sitios onde o ADSL é mau e em sitios onde o 4G muitas vezes é igual ou pior ao ADSL em velocidade.
    Desta forma por 33€/mês já seria interessante.

    Muito provavelmente os custos nos proximos anos irão baixar e as velocidades aumentar. esperemos que tambem consigam baixar o ping.

    Eu pessoalmente tinha o kit reservado mas este ano fui contemplado com fibra e claro pago menos por 500Mb do que iria pagar pelo serviço starlink e por isso desisti.
    Mas no futuro quem sabe o serviço fica competitivo.
    Não esqueçam que a rede starlink é mundial e a economia de escala vai permitir custos de escala reduzidos. Neste momento obliterou toda a concorrencia nos servicos de internet por satelite, sendo mais rapida, sem limites de trafego e com ping bem menor.

  19. João says:

    Para quem viveu anos e anos com net no máximo a 2Mbs e sempre a falhar, é uma esperança.
    Agora, acho que só daqui a uns 5 anos ou mais é que será “viável”, porque tem de baixar muito de preço e melhorar os pings essencialmente.
    Mas, sendo do Musk, infelizmente não terá nada a ver com serviços. A Tesla, o SpaceX e todas as empresas do Musk não são para ter lucros operacionais. (OK, parece que a Tesla ao fim de mais de 10 anos começa a ter “lucro”). São empresas que vivem de ganhos financeiros e de marketing. Quantas vezes a Tesla esteve tecnicamente falida? Só não fechou a tasca porque teve muitas mãozinhas a ajudar.
    Aliás, o Starlink está pensado para fazer grande parte do dinheiro com micro proveitos através do ganho de ms nas transacções mundiais da bolsa. Não pela “venda” de serviços de internet ao público em geral. Além disso, as promessas de que não seriam visíveis no céu ou um impedimento à exploração telescópica a partir da terra são completamente mentira e ainda só estão instalados alguns dos muitos satélites. Mas pronto. O tempo dirá…

    • Vítor M. says:

      Mas quantas multinacionais não deram 10 anos de prejuízos e hoje são colossos globais? Tirando as empresas estatais, que dão praticamente todas prejuízos (tirando algumas ligadas a determinados produtos e serviços que fazem mover o planeta), poucas são as corporações que partem para investimentos desta magnitude com salto positivo nos primeiros anos de atividade. Aliás, o problema são gigantes a darem saldo negativo com décadas de mercado. A Tesla foi vaticinada tal como estás agora a vaticinar a Starlink. E vemos como está hoje a Tesla.

      Depois, não é justo misturares alhos com bugalhos. A questão do lixo espacial na órbita baixa da Terra é um problema, mas já o era, apenas não se falava porque tinha um efeito “intangível” para o comum mortal. Com estes projetos mais de proximidade, fala-se mais. O problema tem é de ter uma resolução, porque as comunicações por satélite não são de agora, mas ainda estamos a começar uma enorme era.

      Quando falas em mãozinhas a ajudar, querias dizer investidores certo? Mas é assim que se fazem omeletes. Vamos ver no que dá. 😉

    • Ricardo Cristina says:

      Eu lembro-me do modem de 56kbps fazer barulho, ficava horas a sacar alguma coisa e se me telefonasse ia tudo ao ar e começava de novo.
      O meu smartwatch tem mais capacidade de processamento do que o módulo que foi à Lua,.
      Temos que ser humildes e observar como evolui a cobertura e as condições deste serviço.

  20. Zé Fonseca A. says:

    Vitor, estou a pensar adquirir uma coisa destas para a minha segunda casa que é um monte no alentejo, no entanto tenho curiosidade em testes mundo real, nomeadamente dias de nevoeiro matinal e dias fechados de chuva.
    Quando tiverem essas condições achas que podes fazer uns testes e partilhar com a malta?

    • Vítor M. says:

      Exatamente. A ideia é mesmo essa, fazer testes nessas condições para, no próximo artigo, partilhar os resultados. Até ao final de semana devo testar já com condições de céu nublado.

  21. Luis Carlos Guerreiro Rodrigues says:

    Com chuva perde sinal

  22. Paulo Francisco says:

    Olá Vítor,
    A ativação implica algum compromisso de permanência? Caso não obrigue, podia ser interessante para levar para férias, por exemplo, se pudesse só pagar esse período.

    • Vítor M. says:

      1.3 – Período de Vigência. A obtenção do Serviço não está sujeita a qualquer período mínimo de vigência contratual.

      O cliente pode cancelar o Acordo e os Serviços em qualquer momento, de acordo com a Secção 3.2, podendo a SpaceX cessar o Acordo nos termos da Secção 8.

      3.2 – Direitos de Cancelamento. O cliente pode interromper o pagamento mensal recorrente e cancelar os Serviços em qualquer momento através da sua conta Starlink, acessível no Portal de Cliente Starlink.

      O cliente não terá direito a quaisquer reembolsos, exceto os previstos nas Secções 1.2 (Depósito Reembolsável), 3.3 (Cancelamento/Direito de Desistência, Devolução e Reembolso Integral) e 3.4 (Cancelamento, Devolução e Reembolso Parcial).

      3.3 – Cancelamento/Direito de Desistência, Devolução e Reembolso Integral. O cliente pode devolver um Kit Starlink não danificado, e quaisquer acessórios, para obter um reembolso integral, no prazo de 30 dias a contar da data do seu recebimento, por qualquer motivo, incluindo a incapacidade de receber os Serviços na sua morada devido a problemas relacionados com um campo de visão desobstruído. Para devolver o Kit Starlink ou quaisquer acessórios, basta seguir as instruções da Política de Devolução, acessível no Portal de Cliente Starlink.

      O cliente é responsável por embalar corretamente o Kit Starlink para devolução, e pelo pagamento da devolução. A SpaceX fará o reembolso integral logo que possível, e em qualquer caso, 14 dias após ter recebido o kit Starlink sem danos e sem estar utilizado. A SpaceX reserva o direito de cobrar a desvalorização do Kit Starlink devolvido, caso este tenha sido manuseado para além do necessário para comprovar as respetivas características.

      3.4 – Cancelamento, Devolução e Reembolso Parcial. A SpaceX dará ao cliente a opção de: (a) devolver e substituir o seu Kit Starlink em virtude de uma reclamação válida ao abrigo da garantia, com base na Secção 4.3 (Reparações Limitadas); ou (b) receber um reembolso parcial do valor do Kit, se a SpaceX implementar uma Alteração Substancial no prazo de 12 meses a contar da data de aceitação do seu Pedido, e não der ao cliente uma opção que lhe permita continuar a usar o Serviço com base nas suas condições originais durante o período restante do prazo de 12 meses. Esse reembolso parcial será calculado de acordo com uma depreciação com base no método linear a 12 meses.

      Por exemplo, se a SpaceX implementar uma Alteração Substancial três meses após a data do Pedido inicial do cliente, este terá a opção de devolver o Kit, cancelar os Serviços, e a SpaceX reembolsará ao cliente 75% do valor da compra pago pelo Kit (o cliente não tem direito a reembolso das taxas recorrentes pagas nos primeiros três meses dos Serviços). Alteração Substancial significa um aumento de preço superior a 50% ao mês, ou uma correção em baixa das metas de desempenho nas Especificações Starlink superior a 50%. Estas opções não alteram os direitos legais do consumidor ao abrigo das leis aplicáveis.

  23. J says:

    Numa moradia com 2 andares, se colocar a antena no topo do telhado como é indicado, como é que é a qualidade do sinal Wi-fi, por exemplo, no rés-do-chão? Óptima?

    Pergunto isto, porque, como leigo no assunto estou a comprar a antena a um router, e no caso do router o sinal de andar para andar perde qualidade.

  24. André Moreira says:

    Boas,

    Vitor seria interessante para muitas pessoas perceberem, a realização de testes de velocidades pings e muito mais comparando por exemplo com o 4G ou falta dele na mesma zona.

  25. SANDOKAN 1513 says:

    Ah,grande Vítor Martins que já tem o iPhone 13 Pro Max,como não podia deixar de ser.E agora servido também pelos serviços da Starlink,a internet da SpaceX,da empresa do Elon Musk.Sempre na vanguarda,é assim mesmo. 🙂

  26. Rui Machado says:

    Estou a tentar remover de receber notificaoes a minha resposta. No entanto clicando no link do email recebido nao da.
    GERIR SUBSCRIÇÕES
    You are not allowed to access this page.
    Alguem pode ajudar?

  27. Ricardo Graça says:

    boas venho deixar a minha experiencia ao fim de um dia de uso do stralink na zona de Coimbra, velocidade máxima 280mb média 200mb mínima 109mb e ping de 54ms e na experiência de uso diário muito boa sem nutar nenhum problema até agora

  28. CG says:

    Epá, ganhem juízo, a tecnologia está no seu arranque e neste momento é apenas viável para empresas e pessoal em lugares remotos.
    É uma absoluta certeza que as velocidades e latências vão disparar não tarda nada, e os preços vão esmagar para valores competitivos, acham que o musk brinca em serviço?
    A intolerância e ignorância são duas coisas terríveis.

  29. B. A says:

    Eu tb recebi o meu equipamento Starlink esta semana. Vivo no Alentejo e onde moro mal sinal tenho de tlm… até agora tinha Nos “4g” mas as velocidades eram tipo 2mbs de download e upload tipo 500kb… sendo que no Verão com as pessoas a virem de férias é para esquecer! Agora com Starlink velocidade mínima de down é de 50mbs! é toda uma outra qualidade de vida (lazer e profissional). Vale bem o preço. Óbvio que este serviço não é para quem tem fibra ou similar. O target são pessoas que não têm mais nada e conseguem fazer este investimento.

  30. Ricardo Cristina says:

    Ao pessoal das cabeças quadradas:
    Imaginem cancelar a internet em casa, comprar o kit, usar em casa, levar para o monte no alentejo, para a casa no algarve, para casa da avó que nao tem internet, etc. Não há uma linha Adsl que possamos desviar sempre que quisermos.
    Eu compraria um kit e cablagem de instalação extra e deixava a pré instalação feita na casa de férias. Tiras o prato, o modem e deixas os cabos. Na casa de férias, liga-se tudo e pronto. Eu acho boa ideia

  31. Sardinha Enlatada says:

    Sempre foi assim. Numa fase inicial e sempre tudo muito caro e com pouca qualidade. Mas a medida que o tempo vai passando e mediante a lei da oferta e da procura o produto vai-se tornando mais maduro, depois o mercado dita se fica estabelecido ou nao. Mas tendo em conta o historial do Elon, nao me parece que ande a lancar produtos no mercado a ver se da nalguma coisa. Tudo isto ja foi estudado previamente, e de certeza que fizeram estudos de mercado para o efeito. Agora e esperar e recolher os louros. Mas leva sempre algum tempo ate isso acontecer.

  32. RichardCooper says:

    Parece muito promissor, tendo em conta que é um tecnologia muito recente, e ainda não tem escala.
    Não tenho duvidas que isto vai ser um mercado muito competitivo, vai obrigar a baixar os preços.

  33. Rui Machado says:

    Será que vou ter que apresentar queixa a alguma entidade para poder gerir, neste caso remover as subscricoes?
    Este site está horrivel. Então não é que agora que se tenta escolher não ser notificado para novos comentários a opção não funciona?

    “You are not allowed to access this page.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.