Quantcast
PplWare Mobile

Eletricidade: Seria um erro político favorecer combustíveis fósseis

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. says:

    Eles bem são alertados , mas baixar os impostos (mesmo que temporariamente) é que por nada , as empresas que se vão abaixo , o dinheiro entra por outras “frestas” da janela , enfim é o que temos ” Esq – Centro – Dir”
    tuti a misma cosa.

    • Manuel Costa says:

      Baixar os impostos era aumentar o lucro das empresas… foi o que aconteceu, a 150%, com redução do IVA na restauração.

      • Jorge says:

        Deves ser funcionário publico …

        Aumentar os lucros das empresas (que não seria o caso) seria permitir investir, crescer, criar emprego, criar sustentabilidade empresarial e reduzir as importações.

        É graças a pessoas com a tua “visão”, que os políticos de todos os quadrantes se mantêm no tacho a vida inteira, por mais incompetentes que sejam, como é exemplo o labrego que deu origem a este “post”.

        • Iris says:

          Diz isso às milhares de empresas que “oferecem” ou sugerem serviços aos possíveis clientes com preços sem IVA, tentam fugir aos impostos de mil e uma maneiras, pagam o menos possível aos empregados e ainda tentam que trabalhem fora de horas e sem compensação.

          Não acredito que sejam todas as empresas assim mas também não acredito que investir, crescer e criar emprego seja sinonimo de distribuição justa de lucros criados.
          Prova disso são os paraísos fiscais e milhões que lá param de empresas portuguesas, empresários, políticos etc.

          Portugal tem uma cultura/educação fiscal muito negativa, aprendemos a cometer crimes fiscais como se nada fosse, os políticos não ajudam em nada ao ser exemplo mais evidente desta situação.

          • darksantacruz says:

            Nao discordo do que diz mas quem dá trabalho/emprego as pessoas? Empresas. Qual é o motor da economia? Empresas. Esta história de ver as empresas como vilão está antiquada e é mais uma forma de atirar areia para os olhos das pessoas, problemas existem? sim! As empresas são santas? óbvio que não!

            O que é necessário fazer é regulamentar, controlar, é esse o papel do estado e é esse o verdadeiro problema, pergunto porque é que os políticos não apertam com a regulamentação e leis eficientes? Porque são os primeiros a usufruir de leis que não são claras e eficientes.

      • Miguel Ferreira Pinto says:

        Se os combustíveis e energia estão a aumentar, ou a empresa aumenta os preços de forma proporcional, ou os lucros (muitas vezes já ténues) diminuem ou anulam-se.

        Se o governo baixasse nem que fosse 5% os impostos sobre os combustíveis todos ganhávamos poder de compra, o governo não perdia, porque os impostos são uma % sobre o valor do produto que está a subir, pelo que amealhariam o mesmo, e as empresas podiam manter as margens, sem colocar em perigo postos de trabalho e competitividade no mercado global.

        Não entender isto é ver o mundo à lupa vermelha

        • Zé Fonseca A. says:

          Questão é que a ideia do governo PS não é não perder dinheiro, é manter impostos mas conseguir obter maior retorno dos mesmos, por isso não querem baixar.
          À boleia das emissões co2 vamos ver muita coisa aumentar o preço, convem não esquecer que aumentos nos combustiveis ditam aumentos no transporte de produtos, isso significa que isto pode significar o aumento de literalmente tudo.

      • darksantacruz says:

        alerta: Funcionário Publico!

      • Toni da Adega says:

        Quando se deu o crash económico, muitos países uma das primeiras coisas que fizeram foi baixar os impostos de forma aumentar o consumo e meter a economia a funcionar.
        Mas como sao paises ricos nao devam saber o que fazem. Portugal é obviamente o exemplo a seguir

  2. Zé Fonseca A. says:

    Ainda bem que empobrecer as famílias não é um erro político.

  3. André R. says:

    Querem favorecer a Eletricidade? Tirem os impostos associados… o pessoal já começa a pensar duas vezes…

  4. Antonio says:

    Se não houver bom senso, a continuar assim, dentro de pouco tempo vamos ter as prateleiras e as bombas vazias, porque não vai haver empresas que transportem mercadorias com preços de combustíveis cada vez mais caros.

    • Manuel Costa says:

      Disseram o mesmo em 2008, 12 dos 12 líderes dos grevistas estão ou estiveram presos, por tráfico de droga e por transportes irregulares de milhões de euros.
      Alguns ainda estão fugidos à justiça com dinheiro que ninguém sabe onde foi obtido. E a maioria dos camionistas não concordava com eles. Simplesmente quando estacionam 2 camiões em frente aos portões, não os podem empurrar de lá para fora.

    • Samuel MG says:

      Isso já acontece no UK mas para acontecer em Portugal tinha que a UE cair (dissolver-se).

  5. Kiko says:

    “é um erro, do ponto de vista do objetivo da neutralidade carbónica do país, fazer uma intervenção que favoreça a utilização dos combustíveis fósseis”.
    Ta certo, então até a população ter toda um carro eléctrico vamos levar com o aumento de preço dos combustíveis? Portanto, o português não consegue comprar um elétrico porque é demasiado caro para a nossa carteira, então o tuga vai juntando uns trocos quando pode para mais tarde o fazer, mas com a gasolina a chegar aos 2€ por litro, essa poupança torna se ainda mais difícil.
    Mas vamos embora, tudo em nome da neutralidade carbónica.

  6. RatazanaDoPunjab says:

    Não votaram neles?
    Agora aturem-nos.
    Ai aguenta aguenta..
    Onde é que andam os grandoleiros e os indignados profissionais das 09 às 17…?
    Desapareceram?
    Erro político é meter gente desta a mandar.
    Cada vez mais pobres.
    Mas as pessoas não aprendem, não dá para mais.
    É o que temos…

  7. J. MD says:

    Se para a maioria das pessoas é praticamente impossivel comprar um carro electrico, a solução podia passar por o Estado dar um incentivo á conversão de carros existentes em hibridos ou electricos. https: //www.motor24.pt/sites/conversao-de-veiculos-a-combustao-para-eletricos-uma-oportunidade-para-portugal/1486817/
    (Ao pesquisar por isto só se encontram paginas do Brasil, das duas uma: Ou isto é fake news só divulgado no Brasil ou Portugal não quer saber da carros electricos.)

  8. eu2 says:

    Agora que já têm o dinheiro da bazuca e dos impostos do carbono já podem incentivar a compra de VEs e solar a metade do preço para toda a gente

  9. Pjs says:

    Este é um xuxa do pior!!

  10. Tuga apenas no tutano says:

    Boa noite.
    Penso que já que a EDP teve 77 milhões e Galp, 29 milhões de euros, de benefícios fiscais, já pagámos a neutralidade carbónica durante o próximo ano. Mas para o PS, é melhor continuar a esfolar o povinho até ao tutano, já que quando saírem do Governo, sempre têm que ir para algum lado… Gostava de ver agora a cara do rebanho que andava atrás do Costa nas autárquicas… Cumps.

  11. JS says:

    Não posso com este ministro
    È um autêntico Boy

  12. KeyboardWarrior says:

    Já não há eleições, agora podem carregar à vontade

  13. Nelson Fernandes says:

    Um erro político é votar no PS

  14. Há cada gajo says:

    Não podem fazer nada quanto ao aumento dos combustíveis? Esta gente goza com a nossa inteligência: na última crise dos combustíveis em 2008, o preço do litro de gasóleo e gasolina era mais baixo e o preço bdo barril de petróleo era mais alto do que agora. Então, o que é que está a mais no preço ? O ministro e os impostos.

  15. HB says:

    Onde está a redução do IVA da electricidade?

  16. Paulo Fernandes says:

    Falam de boca cheia porque têm carros elétricos que não compraram, e carregam com eletricidade que não pagam!
    Siga, rumo aos 2€ Litro

  17. darksantacruz says:

    O ministro afirmou que ninguém “mostra satisfação com o aumento dos combustíveis”, mas reiterou que “o Governo não tem nenhum papel para poder intervir”.

    Questionado sobre a possibilidade de reduzir os impostos sobre os combustíveis, o responsável pela tutela frisou que “é um erro, do ponto de vista do objetivo da neutralidade carbónica do país, fazer uma intervenção que favoreça a utilização dos combustíveis fósseis”.

    Hipócrita e incompetente! O verdadeiro motivo de não retirar/reduzir impostos é a de não perder a receita enorme que entra nos cofres do estado.

    E já agora a eletricidade não depende do gás natural? se continuarmos a rumar o pais só para a eletricidade os aumentos desta serão extremamente elevados devido ao aumento do gás natural que obviamente nenhuma empresa do ramo fechará os olhos.

  18. paulo says:

    inflacao chegando e governos a tentarem conter precos onde foi sua culpa!

  19. TiagoC says:

    Seria um erro os portugueses que vivem perto da Espanha não abastecerem lá as suas viaturas. E depois o Governo ainda quer que na raia, os contribuintes gastem cá o dinheiro?!!

  20. Carlos says:

    Em 2012, tivemos os combustiveis mais caros dos últimos anos com a gasolina a rondar os 1.75€ e o Gasóleo a chegar quase aos 1.5€. Naquela altura, em 2012, o barril de petróleo estava a 111$ e neste momento, em 2021, custa 84$.

    Como todos sabemos, actualmente os valores dos combustiveis já passaram largamente os valores de 2012 e dado que não é pelo preço do petroleo, ou é pelos impostos, ou pelas margens dos vendedores.
    Seja de um forma ou de outra a meu ver é descaradamente mentira quando é dito “o Governo não tem nenhum papel para poder intervir”.

  21. Mario says:

    Intervenção estúpida do Ministro, para justificar o injustificável.
    Ninguém está a pedir para os combustíveis fósseis serem beneficiados. Só não queríamos era que fossem tão prejudicados. Estão a forçar uma transição energética demasiado rapidamente e isso vai ter consequências nefastas para os consumidores/contribuintes, que vão arcar com os agravamentos dos custos.
    Não temos as estruturas adequadas para possuirmos massivamente carros elétricos. Tanto em matéria de abastecimento público de energia como das instalações elétricas das nossas casas. Para termos um carro elétrico (com um pack robusto de baterias) a carregar em casa e recarregar as baterias em apenas algumas horas, é necessário instalar um carregador específico e isso pressupõe reforçar o sistema elétrico caseiro ou instalar uma nova linha. Quanto é que isso vai custar a mais? E porque é que não fazem essas contas, com honestidade, e informam as pessoas?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.