Quantcast
PplWare Mobile

Certificado digital COVID pode ser obtido nos Espaços Cidadão

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. António says:

    Realmente não é difícil.
    Difícil é receber o certificado, mesmo quando a operação é bem sucedida

  2. Eu sei lá says:

    Para alguém info-excluído.
    Um familiar meu foi vacinado com a segunda dose, ontem de manhã. Perto de noite já estava disponível o certificado no site do SNS24.
    P.S. A tal app que lê o código QR do certificado diz que é inválido até passarem 14 dias.

  3. Não posso mais com esta palhaçada digital says:

    …sns24.gov.pt
    …ajax.googleapis.com
    …google.com
    …gstatic.com
    …readspeaker.com
    …f1-eu.readspeaker.com

    Penso que ninguém é obrigado a:
    1. partilhar dados com quem não quer… Google por exemplo.

    2. efectuar contrato com entidades privadas para exercer um direito ou dever. MEO , vodafone, sapo, ou outro como a Google.

    Sendo os dados gerados um activo pergunto qual será o offshore que irá lucrar, pois tudo indica que andamos todos a trabalhar não para a nossa economia mas sim para a de outros matando a nossa.

    Parece que algumas leis desapareçam , um pouco como “os dados de manifestantes de Lisboa” que depois deu no que deu … Falta a multa que todos os Portugueses teram que pagar.

    Com “o lado negro” a internet no seu melhor a pessoas são forçadas a irem para a boca do lobo.

    Escândalos uns atrás dos outros de grandes marcas que não gostam de leis…(Google, Microsoft, Apple,FB, dados expostos e vendidos, espionagem, burlas, fraudes, roubo, etc ).

    Como posso confiar ?

    Deixo também de confiar em quem tem o dever de proteger o direito em Portugal dado o que se vê e tem visto e em especial nesta matéria.

    Parece que quem não tem internet, e-mail e telemóvel ( já não é ser humano nem contribuinte nem doente ), deixa de estar ao abrigo da constituição e de outras leis internacionais sérias , sim, porque depois existem também outras de índole duvidosa como todos sabemos…

    A autoridade confirmou que ninguém é obrigado ter telemóvel, NET, e e-mail.

    Não posso mais com esta palhaçada digital.

    • Eu sei lá says:

      Eu é mais com as rotundas. Antigamente a realidade era bidimensional, num plano. As estradas confluíam num cruzamento, de 3 ou 4 direções, os semáforos regulavam quem passava, ou respeitava-se a prioridade à direita. E com placas no cruzamento que explicavam todas as direções.

      Fizeram rotundas muito mal desenhadas. Das grandes, com o espaço central sobreelevado, nem se consegue ver todas as saídas. Que haja rotundas com o relevê ao contrário, enfim a água tem que escorrer para algum lado. Chega-se a uma saída, não se sabe se aquela é a terceira que dizia o sinal há 100 metros atrás e a direção da placa que lá está mal se vê.
      E nas rotundas desniveladas, em viaduto, pior!. Resultado – é preciso usar GPS (e mesmo assim …)

      Qualquer autoridade diz que ninguém é obrigado a ter GPS. Mas o que é facto é que sem GPS já não se consegue ira lado nenhum.

      Não posso mais com a palhaçada das rotundas!

  4. Lucas says:

    Se o número de telemóvel não recebe o SMS após inscrição no site, e se esse mesmo número está no centro de saúde registado, o que fazer?

    • Eu sei lá says:

      Ir ao site sns24.gov.pt
      Iniciar sessão
      Ver se o nº do telemóvel está correto.

      Ou, instala a app SNS24. Para funcionar vai-te pedir o nº de utente do SNS e para inserir um código enviado para o telemóvel. Se receberes o SMS está tudo bem, senão o nº de telemóvel de inscrição no site do SNS24 não está certo
      Não me ocorre mais nada.

  5. Eu sei lá says:

    A app SNS24 foi atualizada para iOS (primeiro foi para Android). Também já aparece o certificado digital.

  6. zeze@couves.pt says:

    A malta mais atenta sabe que esta app está alojada nos Países Baixos nos servidores da Microsoft. Quem acredita que a Microsoft não sacou a informação toda pra eles, levente a mão.

  7. sei que nada sei says:

    Nunca fui capaz ou tive a capacidade de fazer comparações incomparáveis ou dito de outra maneira .
    Penso que comparar direitos básicos com GPS é algo do qual não me vou pronunciar, mas mostra bem o arquétipo com semenhante capacidade.
    Sei que nada sei mas também não sei como tal será possível.

  8. CS says:

    Os nazis e o seu certificado digital, para limitar o acesso a locais públicos a não arianos.
    Parece que estamos no bom caminho para uma ditadura totalitária.

  9. Sardinha Enlatada says:

    Nao se passa nada, isto e tudo normal. Ate ao dia de escolherem a cor das nossas cuecas.

  10. XneloX says:

    Acho que os restaurantes vão poder ter um espaço para clientes sem certificado tal como tem para os fumadores

  11. Lucas says:

    No sns24 diz número telemóvel incorretos. Mas a verdade é que o centro de saúde convocou através de telemóvel correto.

  12. . says:

    “a verdade é que o centro de saúde convocou através de telemóvel correto” Se o tiver e quiser dar, porque ninguém é obrigado a ter NET, telefone, telemóvel ou e-mail e sendo assim a convocação é feita por carta.
    Ninguém pode ser obrigado a fazer contratos com particulares para exercer um direito ou dever, e também não pode ser descriminado negativamente e isto está plasmado em lei.

  13. Maria Dias says:

    Ao meu pai está a acontecer a mesma situação, no site dá que o contacto está incorreto, no centro de saúde está tudo certinho. Mas já sei como podemos resolver. Deve dirigir-se a loja do cidadão, no meu caso está situada na Câmara Municipal e lá nos dão o Certificado Covid.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.