Quantcast
PplWare Mobile

Censos 2021: Códigos das cartas são para usar na Internet

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Samuel MG says:

    Fogo!! Só mesmo para o governo saber o que as pessoas fazem!!

    • Jorge says:

      Via AT como já sabem o dinheiro que as pessoas gastam, onde gastam e o que compram, só falta saberem com quem dormem os portugueses.
      E tendo em conta que toda essa informação (AT, INE, …) acaba por ir parar às mãos dos grandes grupos económicos … dá para ver a bela “democracia” em que se vive.

      • André silva says:

        Caro Jorge.
        Os censos sempre foram feitos pelo INE e são a base de muitas decisões. Parece que só agora o atual governo tem culpa.
        Mas se prefere ficar sem apoios que são baseados nestas informações.
        Não.sei como com o Chico espertismo português ainda não fomos á lua, não descobrimos a cura para o cancro, nem temos um rol de cientistas de última geração.

        • Vítor M. says:

          “ Não.sei como com o Chico espertismo português ainda não fomos á lua”… 😀 mesmo!!! 😀

        • Chicos says:

          Infelizmente o chico espertismo também faz parte do seu ADN.
          Os dados, para sua informação, são possiveis de colectar sem haver a possibilidade de ligação entre os dados, e a pessoa singular, e para os estudos que o senhor quer, para lhe ofercer depois apoios, não há a minima relevância em saber se os dados pertencem ao Manel, ou à Joana.
          Chicos espertismos há de varias formas, o seu deve ser mais requintado.

          • Samuel MG says:

            “2 – Digite o código e a password indicados na carta” A prova de que eles vão saber a quem pertence os dados!!

          • SSD says:

            O INE sim, vai ter acesso aos mas garanto que deve ser das instituições que melhor respeita a proteção de dados, tive o prazer de trabalhar com eles e pude constatar isso, a proteção de dados é algo que eles levam bastante a sério, tanto que nem o governo pode ter o acesso aos dados completos que eles têm.

          • Samuel MG says:

            Se for assim como dizes então que venham os códigos!!

      • Filipe says:

        Só quem anda muito distraído é que ainda não reparou que o que foi instaurado não foi uma democracia. Esse nome é só “para inglês ver”. Mudaram o nome, mas o total controlo continua a acontecer na mesma.

        • André silva says:

          Filipe, pergunto lhe, em que pais vive? Ou saiu agora da caverna? Sempre houve sensos e são essenciais para o país funcionar. Nos outros países também os há.

          • Emanuel46 says:

            ..e quando eram em formulário/papel, tbm tinham a identificação do lugar/habitação e ninguém se queixava .. não havia redes sociais, talvez seja essa a única diferença!

      • Rui Costa says:

        Jorge, tira os óculos de Penafiel!

        Se achas que vivemos numa ditadura, vai viver uns meses para a China e aí terás o ponto de comparação.

    • André silva says:

      Você vive neste país a quanto tempo? Já foram feitos censos em 1981, 1991, 2001, 2011 e agora 2021.
      Mas se fosse o venturinha a pedir a informação já lha davam todos contentes.
      Todos os países civilizados fazem isto e sempre fizeram.

      • Chicos says:

        Os censos estão feitos não de modo a proteger a privacidade da pessoa individual, mas para colectar e agregar dados da população.
        Entre o que se quer saber sobre a população e é perfeitamente aceitavel, e o resto que é recolhido e é apenas abuso de querer controlar, a linha é ténue.
        Tem aqui o que foi a parlamento, veja a pagina 4 so para introdução https://bit.ly/3wBLbbF

        Há mais materia sobre o assunto, e sem ainda ter visto a implementação deste censos, não há a possibilidade de argumentar, mas olhando para todos os anteriores, nenhum passava pelo crivo da protecção de dados, se a avaliação fosse feita de forma séria.

      • Chicos says:

        Já agora, tem este pdf tbm, leia com atenção.
        https://www.ine.pt/xurl/doc/265780966

    • PGomes says:

      Que disparate completo.
      Nota-se bem que não sabes o que são os Censos e a sua importância.

      • Samuel MG says:

        Eles só que saber onde vivemos, como vivemos e com quem vivemos segundo o site do INE mas fazem alguma coisa para melhorar as condições?? NÃO!! Se isto não é querer saber o que as pessoas fazem então o que é??

        • SSD says:

          Mas isso eles sabem, os censos servem por exemplo para se saber se houve um grande número de crianças ou de idosos numa certa localidade, se há mais homens ou mulheres e até a idade média e com base nisso tomar decisões em relação a por exemplo, o tipo d estabelecimentos a apostar. Se depois decidem ignorar isto e fazer o que lhes apetece é diferente, agora os censos podem ser bastante produtivos.

        • André Silva says:

          Sempre foi feito! É uma das regras de viver em sociedade.
          Eu se fosse a si deixava de beber água, porque depois a empresa das águas sabe quantos litros bebe… malvados.

          • Samuel MG says:

            Obrigatório e não fazem nada! Eu só vou responder ao que eu quero!! Mas gostava é que não me manda-sem a carta 🙂

  2. Luís says:

    Ninguém quer dizer nada ao Governos (informações) mas depois é FB, Instagram, YT,… redes sociais a bombar…
    “Efim”, mais do mesmo… nada a acrescentar…
    Vamos longe vamos!!

  3. Há cada gajo says:

    O tamanho da ignorância contida em alguns comentários deixa-me preocupado. Estes autodenominados defensores dos dados apenas querem o caos e anarquia. Não tem a mínima noção do que é governar um país.

    • SSD says:

      Vivemos num tempo engraçado. Metade da população não vê problema em “mandar” até o corpo por aí, a outra metade fica indignada porque o governo (ou neste caso,uma instituição não governamental que já trata deste processo há anos) se usar em perguntar quantas pessoas vivem na sua casa

  4. André Silva says:

    Ah e tal não respondo aos Censos porque o governo é isto e aquilo e o outro.
    Facebook, instagram, google e afins: Coletam dados desde sempre. Chico Tuga: Não posso passar sem o meu fácebooke, Tiktóke e ‘stragram.

  5. Gil says:

    Já que é obrigatório Qual a penalização de não preencher os censos?

  6. Daniela says:

    A multa começa nos 250€.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.