Quantcast
PplWare Mobile

Aproveitando a falha do WhatsApp, Telegram encaixou mais 70 milhões de utilizadores

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. Miguel says:

    O problema de tanta segurança e anonimato muito pessoal hoje em dia usa o telegram para fins ilegais e isso a médio prazo vai arrebentar com a plataforma, não tarda a ser banido em alguns países. 🙁

    • australopithecus says:

      Ouvi dizer que vão banir os carros porque muitos também são usados para fins ilegais. O Telegram é banido em ditaduras que não conseguem controlar o Telegram, problemas de liberdade de expressão e não de uso ilícito da app.

  2. Apenas Sempre says:

    e bem. e não é por acaso que é superior. O telegrama além de ser um messenger é também uma plataforma de alcançar conteúdo.

    Há um índice interessante para isso: https://t.me/indicetgportugal

  3. lopes says:

    Interessante, mas lá está é preciso haver quem use a dita, eu nos meus círculos ninguém usa telegram seja pessoal ou profissional, é tudo pelos tradicionais whatsapp, menssenger, face, insta visto serem os mais populares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.