PplWare Mobile

Tesla enganou-se nas contas da autonomia do Model 3?


Pedro Pinto

Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

29 Respostas

  1. Rui Afonso says:

    Mas ainda tem mais autonomia… caso o vento esteja por trás, é só abrir as portas e navegar.

  2. sakura says:

    É perfeitamente normal no processo de fabrique haver tolerâncias de +-10..20% em 80 000 Wh esse valor é desprezável.

  3. QuimRoscas says:

    A Tesla está a fazer o que lhe compete não enganar os clientes, o que não falta por ai fabricantes de automóveis a enganar as pessoas com números manhosos.

    Se a Tesla acha que colocar uma margem de erro negativa é melhor para a bateria e para as expectativas do consumidor, acho uma boa politica!

  4. 77 says:

    Como diz o outro:”tu queres é aparecer, pá!”

  5. Ricardo says:

    Mau para a empresa?
    Os donos ficam muito mais satisfeitos sabendo que afinal a bateria dá para mais, do que nunca chegam ao que anunciam… como em tantas coisas que se compram…
    Isso a meu ver a médio prazo é muito melhor para a Tesla do que se imagina.

  6. ThreadRipper says:

    Varias razões para o terem feito.

    – aumentar o número de ciclos da bateria. Quando menor for a profundidade de descarga mais ciclos se conseguirá extrair das baterias.
    – não criar falsas expectativas. Elimina-se o “ah e tal vocês publicitam 500km mas na prática não se passa dos 450”.
    – ter em conta pequenas variações no processo de fabrico.

    Não vejo nenhum problema numa marca publicitar uma autonomia inferior ao suposto máximo. É como pagar net de 100Mb e ter 120Mb.

    • ThreadRipper says:

      Outra razão pode ser garantir a autonomia em condições extremas. Um Tesla na Rússia com temperaturas negativas não vai ter a mesma autonomia dum Tesla em Portugal com 24º.
      Duvido que a EPA tenha testado o carro em -10º….

      • Belmiro says:

        Eles não testam em Portugal, não há pastel para comprar nem dá para quitar e meter a fazer mais barulho e fumo negro, daí que as vendas serão um par delas 😀 mas sim, tens razão. A Tesla não são as marcas europeias, em especial as alemãs que publicitam 5L/100 mas depois essa média é a descer pinheiros.

        • O estranho says:

          A descer pinheiros e com o carro desligado!

        • Rui says:

          não há pastel não… sem haver uma unica loja official e com a officina mais perto para lá do meio de espanha já havia mais de 50 teslas por cá, quando mais agora com loja oficial e oficinas…

          • informado says:

            Já existe quase 300 em Portugal. Eu sou um orgulho owner de um X P100D 🙂 com um S 100D a caminho

          • informado says:

            E existe uma oficina em Lisboa, no Prior Velho (na sede da ZEEV) onde a equipa da Tesla está a ser formada e onde nos podemos dirigir em caso de problemas. Também é onde as entregas sao feitas até a abertura do Service Center esperada no inicio do ano que vem.

    • fercos says:

      E qual é o fornecedor que faz isso com a internet?????????

  7. Alberto José says:

    Bom saber que é assim. Pelo menos tem uma atitude contrária à tendência deste mercado, onde nos último anos, como aliás temos fresco na memória, o consumidor é mesmo anganado.

    • censo says:

      MAs o consumidor foi enganado, como ? Se falas do caso NOX, desde quando há legislação que determine níveis máximos de emissão de NOX ? E de onde vieram as acusações da fraude nas emissões ? Não endeusem a Tesla, que isto é tudo farinha do mesmo saco. Esta história das baterias ainda tem muito para dar. Como vai ser na altura de serem substituídas ? Quanto vai evoluir o preço do carregamento… Há algum estado que abdique da receita dos combustíveis ?? Não sejam ingénuos.

      • informado says:

        Substituir baterias? quando tiver de substituir uma bateria num tesla já tem o carro a cair de podre. já há teslas com mais de 500000 km e a norma é 7% de degradaçao total. Nao fole o senhor do que nao sabe, muito menos comentar.

  8. Goiano says:

    Deve ser pq baterias elétricas não podem ou não é recomendado que descarreguem totalmente, sendo assim anunciaram a autonomia um pouco abaixo da capacidade total das baterias, para que os proprietários não a descarreguem totalmente antes de recarrega-las.

  9. luis santos says:

    Enganou-se ou foi apanhada na curva . .. E os meses de testes contínuos ..servem para quê …

  10. Zepiadas says:

    Com baterias a descarregar tantos volts ate ja estou com os cabelos em pe:-)!

  11. Bruno M . says:

    Não vejo problema alguma.
    Engano acho que não foi, contudo aposto que foi propositado. Em vez de publicitarem 300 milhas e só dar 250 fizeram o que todos deveriam fazer, publicitar 300 milhar e dar 350!

    Porquê perguntam alguns?
    Reputação da empresa, não criar falsas expectativas, ter uma margem de erro maior o que faz com que automaticamente os problemas de falta de bateria expectável sejam resolvidos por defeito.

  12. Teslanauta says:

    Podia ser aquilo que o Bruno Me disse… Ter uma margem de erro para cima .
    Ou mesmo podia ser uma ferramenta de marketing .. assim que anunciou o carro , Tesla ficou nos jornais , depois dos carros sairem a Tesla ficará +1 vez nos jornais e no centro do média por ter baterias com mais autonomia do que prometiam.. para que os clientes ficassem em pulgas com o próximo lançamento deles… Que é o camião eletrônico.. isso dará mais confiança aos consumidores.

    Poderei ou não ter razão :P… opinião é opinião

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.

Blogs do Ano - Nomeado Inovação e Tecnologia