Quantcast
PplWare Mobile

Sem apoio ao Layoff? A culpa pode ter sido do tamanho do ficheiro

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Pedro says:

    Pois….o problema afinal nao foi do ficheiro, foi do funcionário. Depende se sabia ou não abrir os ficheiros dentro do zip.

  2. M.Manuelito says:

    A iliteracia digital existe e não é só nos idosos. Há pessoas nas empresas ou na administração pública, não têm conhecimento para fazer as coisas mais básicas, como compactar ou descompactar ficheiros, reduzir tamanho de um pdf, etc.

    • R says:

      A impunidade de quem se esconde atrás de um erro ou dificuldade informática é grave.
      Há um erro ou não consegue abrir o ficheiro? Contacta o remetente; mas não – ignora.
      O problema? O emprego é viatalício…

      • ze says:

        Se perdessem o tempo a contactar os remetentes não tinham ninguém para processar os subsidios.
        O problema além do emprego vitalicio é serem pessoas acomodadas e pouco trabalhadoras.
        Recrutamento na função publica é o pior de sempre.

  3. A.F, says:

    No meu caso, só a nona tentativa é que foi de vez, sempre com erros infundados, porque o Srº. funcionário só lia as gordas. A ultima vez dizia que não tenha IBAN registado nos serviços, tive que tirar o print da janela da S.S. onde se via e provava que ele estava errado. O meu registo foi aprovado.

    • Hugo Tavares says:

      Tive a mesma situação, torna se ridiculo

    • Ze says:

      Chama-se a isso: Desculpas de mau pagador
      Parecem aqueles clientes que quando recebem a conta inventam desculpas e problemas para evitar pagar, no entanto já têm o problema deles resolvido. Neste caso sendo o estado, se falharmos com eles, estamos tramados; se forem eles a falhar connosco, não há problema nenhum

  4. golo says:

    dado a situação que estamos a passar, agora que foi obrigado o uso de sistemas informáticos para trabalhar com tudo e mais alguma coisa, só veio comprovar aquilo que já se sabia, a existência de muita gente a ocupar cargos e funções só porque sim, e não possui a formação necessária para lidar com coisas básicas no dia a dia nos sistemas informáticos, depois é só entraves e desculpas, quando o real problema está na pessoa que está a tratar das coisas não estar devidamente habilitada para trabalhar com as ferramentas que tem disponíveis…

    Portugal no seu melhor…

  5. Carlos Oliveira says:

    Sem querer justificar os funcionários, tentem ser mais pacientes e menos julgadores. Isto não é fácil para ninguém. Há muito para aprender à pressão e muito a ser feito em teletrabalho ou em condições anormais.
    Os próprios funcionários têm que se desenrascar e adaptar-se, e o acesso à informação também é diferente.
    É fácil apontar o dedo e dizer que podiam fazer melhor… demasiado fácil.
    Isto é fod*d* para todos infelizmente… respiremos fundo e tentemos colocar-nos do lado de lá sempre… ponham os cenários em perspetiva e as forças externas e variáveis a que poderão estar sujeitos.

    • Nuno Leao says:

      Se estas situações bizarras só fossem de agora. Digamos que esta situação só potencializa este tipo de situações, porque lidar com instituições do Estado em geral e com a SS em particular é kafkiano, com os senhores funcionários em vez de apresentarem o tipicamente português “desenrascanço” pelo tradicional funcionalimos “complica”.

    • R says:

      Até concordo consigo. E há realmente bons funcionários. O problema está nos que são péssimos mas não são despedidos porque têm empregos vitalícios… E isto mina a percepção da sociedade e o próprio desempenho do serviço em causa.

  6. JS says:

    Pois mas o mal não é só esse estamos em Lay- off e funcionários públicos/ministros/deputados etc ?
    Não deviam fazer o mesmo?
    Ainda ontem mais um pais Nova Zelândia cortou os salario de ministros e deputados em 20% e cá é sempre a mesma treta pagam sempre os mesmos

  7. A. M. says:

    Como já muitas vezes aqui referi, estas notícias do PPlware que tanto gosto de ler, padecem de um mal que não me parece nada correcto. O título das mesmas, não bate certo com o conteúdo. Na minha opinião, isto devia de ser corrigido (pplware, aproveite a ideia de se achar bem!!), pois induz em erro quem vai à espera de encontrar o conteúdo, baseado no título. Neste caso, e peço desculpa se estou a vêr mal, o tamanho do ficheiro não é referido em lado nenhum!!! Afinal qual é o tamanho do ficheiro que pode ser aceite!!??
    Cumpts.

    • Vítor M. says:

      Boas. Não concordo, até porque no título não diz que o tamanho está referido no texto. No título diz que a culpa de alguns processos de pedido de Layoff ficarem sem resposta deve-se ao tamanho do ficheiro. Depois, dentro do artigo é explicado o processo de pedido de Layoff e refere o problema, diz assim:

      O problema do ficheiro a enviar para a Segurança Social

      As empresas têm de enviar um modelo de requerimento em formato PDF e a listagem dos trabalhadores abarcados pelo layoff em Excel

      Paula Franco, bastonária da Ordem dos Contabilistas Certificados (OCC), revela ao JN que…

      A informação que tínhamos era no sentido de enviarmos os dois ficheiros separados. Mais tarde, surgiram instruções no sentido de serem zipados num só ficheiro. No entanto, houve empresas que enviaram em separado e o pedido foi aceite. Noutros casos, não. Há ainda quem envie os ficheiros zipados e, ainda assim, surgem problemas. Isso depende do funcionário ou centro distrital da Segurança Social

      Portanto, tal como foi avançado por várias fontes, o problema estará no tamanho do ficheiro (seja ele em zip, PDF ou xlsx, que ninguém sabe qual é), mas que ao enviar os ficheiros em separado, alguns entram com sucesso, quando são zipados e enviados, há problemas nuns e noutros não. Mas ninguém diz qual é o tamanho, dizem que foi por causa do tamanho. Não fomos nós que não dissemos o tamanho 😉

      Em resumo… na dúvida, mais vale enviar de forma separada (ficheiros pequenos), porque provavelmente quem gerou a plataforma para receber os documentos não acautelou o tamanho permitido para importação desses ficheiros. Está lá a dica de como tratar a coisa 😉

  8. nop90 says:

    Andamos a descontar para pagar ordenados a incompetentes. No meu caso, sempre que renovo o C.C. tenho uma discussão com a senhora porque quero activar as assinaturas digitais e ela faz sempre a mesma questão: mas isso serve para quê? não sei fazer isso tem de ver com a minha colega.
    É isto que temos e PAGAMOS.

    • R says:

      Já tive duas discussões com funcionários de organismos públicos que não estavam a reconhecer a validade da assinatura digital. Teve de ser o superior a desbloquear… Irra…

  9. LUIS FERNANDES says:

    Estamos no sec.XXI e existem apps para tudo e mais alguma coisa, no entanto a S.Social ainda está no sec.XVIII ou menos!! Tudo isto era evitado se em vez de ser em papel o RC3056 ( preencher, imprimir, assinar, digitalizar em pdf com cuidado de não ultrapassar 2MB), depois ainda preencher o anexo RC3056/1 em excel, por fim juntar os dois num ficheiro zipado com o nome do NISS e enviar nos documentos de prova ( ufa…), poderiam ter feito um formulario online com permissões e validações, ficando logo registado o envio e praticamente validado! Mas não… Conclusão: burocracia a mais, quando se necessita de respostas rápidas dos serviços! Vamos para maio e ainda não pagaram março! Onde está o simplex?!

    • O Monstro Precisa de Amigos says:

      Não está. O Lay-off “simplificado” é tudo menos simples, tem levantado muitas dúvidas a todos, empresas, contabilistas, advogados e funcionários públicos, e eu, que não sou adepto das teorias da conspiração, acho que a legislação Covid-19 em geral está a ser propositadamente complexa para criar alguns constrangimentos, de maneira a impedir o rombo das finanças públicas. Cria-se a aparência de apoio para tranquilizar a economia, espalham-se umas cascas de banana e depois vai-se gerindo a situação aos poucos. É assim que a política funciona.

  10. Ricardo Sebastiao says:

    Por acaso se se tentasse enviar um ficheiro maior q 2 MB o sistema dá erro, não diz que erro é, só diz erro na submissão (é para a malta se pôr a adivinhar qual terá sido o problema).

    O portal da segurança social directa é péssimo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.