Quantcast
PplWare Mobile

Proibido circular entre concelhos até 5 de abril! Conheça as exceções

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Nuno says:

    E terminam dia 5 às 00:00, 05:00, ou ás 24H de dia 5?

  2. Pedro Fernandes says:

    Como os que querem ir de férias por saber estas medidas já não o fizeram…. quem quiser ir arranja sempre forma, apesar de arriscar e estar sujeito.
    O Governo se quisesse fazer bem as coisas… as declarações tinham que ser efectuadas através de uma plataforma Governamental…… mas é como em tudo dá trabalho, neste momento tem outras situações com que se preocupar.

    • Há Cada Gajo says:

      Tens tudo no site do Conselho de Ministros onde são feitos todos os comunicados.

    • Sujeito says:

      É isso. Mais poder ao governo sobre o povo, porque isso correu sempre bem ao longo da história. Bela veia de ditador que corre nessa veia.

    • José Fonseca Amadeu says:

      Eu vou amanhã de férias, previsto nas excepções “Deslocações necessárias para saída de território nacional continental;”.
      Como vou estar em teletrabalho vou para os Açores 2 semanas, de fosse mesmo de férias era ainda melhor, mas fazer 20/30h de avião com mascara não é para mim.

  3. Cláudio Andrade says:

    declarações do photoshop servem.. lol passa sem problemas a GNR nao vai ver se realmente trabalham ou nao na empresa..

    • Oscar says:

      E arranjas para os filhos, e toda a família?

      • Cláudio Andrade says:

        eu nao preciso de nada, eu tenho a da minha empresa que nunca precisei de mostrar, de resto nem saio de carro.. vou dar umas voltas a pé pois tenho bem por onde andar

    • Há Cada Gajo says:

      Essa atitude e comportamento ajuda a explicar muita coisa.

      • TugAzeiteiro says:

        O problema/realidade é que a GNR está a marimbar-se se a declaração é photoshop, se tem assinatura/carimbo escrita à mão ou impressa, se o condutor trabalha, etc…. O principal objetivo é apanhar malta sem a dita declaração, controlar seguros, cartas de condução, colocar radares onde não lembra ao diabo, e claro colocarem-se em sitios estratégicos onde acabam/começam os concelhos (aqui por norma esse sítios ficam ao pé de supermercados), aos fins de semana. Ou seja, tudo o que seja fácil e rápido para uma multa! A isto tudo há sim o comportamento das pessoas, que deixa muito a desejar (festas, jantares, tudo junto no jardim a apanhar sol, etc), e principalmente dos patrões, que querem os trabalhadores todos na empresa, mesmo que o trabalho que desempenham seja 100% compatível com teletrabalho.
        Há muito comportamento errado em Portugal (e não só), tanto da parte do Zé povinho, do patrão como das autoridades…… Só espero é que lá para maio não estejamos todos novamente apertados!

        • Cláudio Andrade says:

          alguem vai ter que pagar os layoffs, novos bancos e estas treta toda de rebentarem com a economia.. por isso multas fáceis, dinheiro fácil.. o socialismo sempre foi assim

    • JP says:

      Isso não é de todo o mais sensato e promover essa atitude, mesmo de forma indirecta, muito menos.
      Vivemos um problema universal e temos que nos unir para conter a pandemia e os seus efeitos, que chegam a ser letais.
      Por muito que vos custe, façam esse esforço até que consigamos garantir uma vacinação e maior imunidade para voltarmos a ter uma vida mais normal e abrir as portas para colocar “o pão na mesa”.

    • Anon says:

      So prova que quem pensou nesta lei é burro que se farta.

  4. PoPeY says:

    Eu so fiquei confuso quando li que era OBRIGATORIO o DEVER de ficar em casa…

    • scp says:

      Dever é um comportamento obrigatório. Dever é sinónimo de obrigação ou acto a cumprir. Podes verificar no dicionário online priberam.

      • PoPeY says:

        Tem razão sim Sr. Fui consultar e o Dever é o ato de cumprir sob pena de uma sanção. Dai o ditado do “poder, podes, mas não deves” ou seja, podes ir mas se fores apanhado es punido.

        Obrigado pela dica. Sempre vivi enganado em relação à palavra dever.

  5. Luis says:

    Preciso de levar a minha mulher ao trabalho. É considerado excepção? Ela tem a declaração. Uma vez que não há transportes públicos disponíveis e ela não conduz. Há algum problema?

  6. Há Cada Gajo says:

    Isto é simplesmente vergonhoso : https ://executivedigest.sapo.pt/um-milhao-de-portugueses-foi-dormir-a-mais-de-100-km-de-casa-na-vespera-da-proibicao-de-circulacao-entre-concelhos/

  7. antonio nobre says:

    Abaixo o estado policial disfarcado de covid , para trabalhar podemos ir para Alemanha de autocarro ,para ver a familia n se pode sair do conselho.

  8. DOMINGOS RIBEIRO VELOSO says:

    Os simpáticos portugueses atuam conforme os ensinaram, um pouco manhosos e incumpridores, pouco esclarecidos e sempre cheios de certezas, mas atenção, não me estou somente a referir a classe que está na base da pirâmide. Claro que para controlar esta “malta” só mesmo com medidas duras. A verdade é que vamos pagar isto bem pago. A economia está de rastos agora, imaginem o reflexo deste desastre?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.