Quantcast
PplWare Mobile

Poluição do ar voltou a subir em Portugal! A culpa é do uso do automóvel

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Ricardo says:

    Parece me é que a culpa foi das pessoas que voltaram a trabalhar

  2. rikardo pereira says:

    eu nao percebo estas noticias, ficou tudo em casa ( baixou a poluiçao “lógico”) agora voltou a subir.. mas estavam à espera de que ? que voltasse a baixar ? porra…. que noticias que so servem para encher…

    • eu2 says:

      serve para mostrar que o que era bom acabou-se, e para lembrar que o problema da poluição ainda está por resolver, e motivar a fazer algo para mudar isso

    • Fiu says:

      Claro, como não há nada de útil para “noticiar”, constata-se o óbvio. Daqui a pouco vêm dizer que está calor porque é Verão. O escândalo!

    • Miguel says:

      Faltam-te as notícias da Europa civilizada
      onde, durante esta situação, tomaram medidas ainda mais fortes e ainda mais sérias para a mudança de paradigma.

      Menos carros e menos carros.

      E com essas notícias perceberias esta.

    • Toni da Adega says:

      Estas notícias são necessárias, não falta por ai defensores dos carros a combustão que juram a pé juntos que os carros não poluem e que o ar das cidades é bem limpo.

      • Karol says:

        Toni toda a gente sabe que os carros e avioes poluem e entao? São indispensáveis ao quotidiano ainda para mais em tempo de pandemia as pessoas deviam evitar transportes publicos.

        • Miguel says:

          Não são indispensáveis

          • Jorge says:

            São indispensáveis pois a grande maioria não tem condições para ter um carro elétrico.

          • Miguel says:

            Isso é carro na mesma.
            NÃO É indispensável

          • Sujeito says:

            Exeto se forem.

          • Dk says:

            Miguel, desculpa-me, mas nem toda a gente vive no meio da cidade, com acesso directo a metro e autocarros, que os levam a todo o lado.
            Onde vivo por exemplo, simplesmente não há transportes, como iria para o trabalho? Explicas-me? Tenho 2 alternativas, carro, ou mota. Não há outra.
            Moro a 50km do trabalho (100 por dia), por isso bicicletas, trotinetes e afins também é impossível.
            Lá por tu morares na meio da cidade, não penses que o mundo és tu e gira à tua volta. E sabes como sei que moras no meio da cidade? Basta olhar para a curta visão e não conseguires-te pôr no lugar dos outros…
            Nem toda a gente mora no meio de Lisboa e do Porto. As pessoas precisam de se deslocar, e nem todos têm acesso aos mesmos meios.

          • Miguel says:

            Sabes tão bem que moro no meio da cidade que.. estás completamente errado.

            Mas também decidiste que todos os 10.000.000 têm de trabalhar um ou dois municípios ao lado de casa.
            (Isso é que é por no lugar dos outros?)

          • Simples says:

            Qual é a sua alternativa ao carro gasolina/diesel?
            Morar ao lado do trabalho? Impraticável para 90% ou mais que trabalham nas grandes cidades.
            Ir de transporte publico? Dado a situação de covid19 impraticável também.
            Comprar um veículo eléctrico? Compra carro a gasolina/diesel por 1000eur facilmente, eléctrico ou híbrido impossível.
            Os carros combustão são essenciais e continuaram a ser por décadas.

          • Dk says:

            Miguel, eu nunca assumi que os 10 milhões de pessoas têm de trabalhar no município ao lado, apenas disse que nem toda a gente o pode trabalhar ao lado de casa, nem toda a gente tem os mesmos acessos. Dizer “nem toda a gente”, não é dizer “todos”, nunca disse em lugar algum que todos precisam de carro.
            O único aqui a assumir por todos foste tu, dizendo “carros não são indispensáveis”, para ti não são, mas para muita gente são.
            Por isso relativamente à tua questão: “Isso é que é por no lugar dos outros?” – sim. Pus-me no lugar de todos, tu nem por isso.

          • Pedro says:

            Concordo. Eu vou de Mafra para Lisboa, todos os dias. Deixo a corro na Ameixoeira e sigo de metro para a cidade e depois faço 4 km, de trotinete eléctrica para o meu local de trabalho. Sendo que trotinete é pessoal, pelo que faz o primeiro trajecto na bagageira do carro, depois numa bolsa de transporte no metro.
            Ahh… e estava-me a esquecer, pelo caminho deixo duas crianças no infantário, em Loures.

            Moral: O carro na cidade é indispensável… só não é para quem não quer!!

      • O pirata says:

        Os navios poluiem mais que os carros e ninguem faz nada, os aviões, ninguem quer saber, mas o carro é que são o poluidor…

        Já agora carros a combustão são necessarios sim, os eletricos só tem logica em cidade

  3. atum says:

    Aqui está o verdadeiro coronavirus e ninguem faz nada

  4. Rui says:

    A PPLWARE tem de deixar o seguidismo que reina entre nós, que tenta doutrinar-nos através da comunicação social! Já estou farto de ser bombardeado a toda a hora de notícias contra o Trump e o Bolsonaro, deixem lá os infelizes em paz. Até parece que Espanha e Itália aqui ao lado fizeram melhor na COVID-19….. atendendo à população de cada país!!!!!! Agora temos o caso do polícia morto, a culpa é também do Trump, sem sequer referirem uma única vez que ambos Mayor e Governador da Luisiana são Democratas!!!!! Eu lembro-me de que quando aconteciam desgraças nos EUA com o Obama como Presidente, os culpados eram os mayors e Governadores dos estados Republicanos……

    Agora a poluição! E a poluição aumentou só por causa dos ligeiros? E os autocarros? Navios? E quando os aviões levantarem voo?

    Irrita-me estas notícias dirigidas sempre no mesmo sentido, alimentadas pela esquerda e extrema-esquerda, que só fala em transportes públicos que só existem nas grandes zonas metropolitanas e duplamente pagas com os nossos impostos (através dos subsídios do estado que é o único ou accionista maioritário e através dos passes subsidiados pelos desgraçados que vivem nos 250 concelhos do país sem acesso a transportes públicos). Dos 308 concelhos do país, quantos são servidos por transportes públicos? 50? 60? E os outros 250 que nada têem? Agora até a TAP é uma companhia regional de …… Lisboa, mas subsidiada com dinheiro de todos nós…..

    Eu gostava que viessem pessoas livres do cancro esquerdista que olhassem para os problemas e falassem a verdade. Dos maiores poluidores do país, não constam lá os automóveis ligeiros, nem os pesados, vejo sim as Centrais a Carvão, as Refinarias da Galp, as fábricas de cimento navios de grande porte, aviões (a TAP é acusada pela Zero). Por senhores da Zero, sejam consequentes com o que afirmaram em Dezembro, onde não aparecem lá os automóveis e fechem os maiores poluidores: Centrais a Carvão, Cimenteiras, Galp, TAP…..

    https://tvi24.iol.pt/sociedade/ambiente/clima-centrais-a-carvao-de-sines-e-pego-sao-instalacoes-que-mais-emitem-co2

    • Vítor M. says:

      Bom dia Rui. Nada de seguidismo, nem pensar. Aliás, o que tem a ver o aumento da poluição, os valores deste aumento, com o Bolsonaro ou com o Trump? NADA 😉 ainda mais quando colocas no argumentário democratas e republicanos, direitas e esquerdas. É errado sequer ligar-nos a isso. Qual esquerda qual quê! ZERO política ZERO!!!

      O que interessa é percebermos como a poluição aumenta, em que proporção, qual o setor e esta é uma altura muito particular para o percebermos. O resto que dizes, algumas coisas pessoalmente até posso concordar, outras discordo totalmente mas são completamente fora do âmbito da nossa informação. A nós a política não nos rouba sequer um minuto para falarmos dela, muito menos para escrever tanto texto como escreveste sobre esses assunto relacionados com alguma concordância ou discordância partidária.

      O nosso foco é tecnologia, inovação e ciência. Fora isso, esquece 😉 não queremos nada com esses aspetos que falaste.

      Cumps.

      • Rui says:

        Bom dia Vítor.
        Óh Vítor? Basta vermos as notícias na TV e jornais (é a isso que refiro), para sermos todos os santos dias bombardeados pelo Trump e Bolsonaro, principalmente por causa do COVID-19 e nem 1 única palavra desagradável para com os hermanos socialistas-comunistas que tão bem lidaram com o COVID-19 aqui ao lado e até tem números bem piores que o Brasil e EUA. Isto para além de eu próprio achar que o Bolsonaro não tem sequer postura para ser Presidente de um país tão grande!!!! E Achar o Trump um lunático!

        Em relação à Zero, então que seja consequente e peça para fechar os maiores poluidores, que volto a repetir e a citar os próprios artigos da ZERO: Centrais a carvão, refinarias, fábricas de cimento e companhias aéreas!!!!!

        • Miguel says:

          Portanto

          a culpa é de quem te faz a eletricidade que gastas
          de quem te faz o combustível que queimas
          de quem te fez o cimento da tua casa
          mas tu não tens nada a ver com o assunto

          Génio

          • Rui says:

            Bem, parece que tenho de fazer um boneco! Não fui eu que identifiquei os maiores poluidores do país, foi a Zero. Gostava que me dissessem onde é que aparecem os carros como maiores poluidores, sem quererem fazer passar por burro!?

            Percebeu?

          • Miguel says:

            Os carros aparecem como maiores poluidores em todo o lado em que contabilizem *no carro* a poluição gerada a produzir-lhe combustível/eletricidade, a transporta-lo para o local de compra, a transportar-lhe peças óleos e afins, …

          • Sujeito says:

            Miguel, o carro é insignificante no panorama global. É um mero erro estatístico.

            Retira todos os carros que quiseres da equação. Mal muda o resultado.

            A questão aqui é diferente. Não é a poluição que é analisada, é a poluição especificamente nas cidades.

          • Miguel says:

            Não conseguiste interpretar o que escrevi

        • Vítor M. says:

          Teria todo o gosto de conversar sobre esses assunto num âmbito fora do pplware. Como referi, hás muita coisa que pessoalmente concordo e outros pontos de vista que discordo. No entanto, confesso que muita coisas que passam na TV já nem me afeta, porque pouca TV vejo. Mas sim, há um exacerbar de certas posições.

          Abraço.

    • Miguel says:

      Ainda está para aparecer um direitrolla que saiba que esses 250 municípios *recebem* impostos dos outros 56

      • Rui says:

        Ai sim? Então explique-me lá, já que é mais inteligente que eu, onde é que quase todas as empresas multinacionais pagam impostos (ONDE É QUE TÊEM AS SUAS SEDES), que registam as receitas de todas as vendas do país? Ora pense lá um bocado!!!!!
        Se eu comprar um parafuso do Continente, Auchan, Jumbo….. se eu comprar um carro ao importador nacional, se eu pagar uma multa à GNR, PSP, um bilhete da TAP, comprar combustível….. e podia escrever sem parar, diga-me lá em que concelho é que é registada a factura?

        Diga-me lá já que é mais esperto que todos os outros!?

        • Miguel says:

          47% da população está em Lisboa e Porto
          mas os outros 250 municípios é que fazem dinheiro

          É isso é isso

        • Miguel says:

          A fatura é registada na loja/posto em que o produto/serviço é disponibilizado

          • Rui says:

            Ai sim? Já olhou para o raio de uma factura do continente? Veja lá se aparece a morada e contribuinte da loja que fala ou se é da SEDE obviamente que aparece na factura. Olhe bem!?!!?
            A zona metropolitana de Lisboa açambarca os impostos de quase a totalidade das multinacionais, que estas fazem a vender para o país inteiro!!!! Veja lá também onde os bancos têem as sedes, a comunicação social, etc…….
            Fartam-se de ganhar dinheiro à custa do país!!!! Depois falam em transportes públicos a gozar com a maioria que não tem acesso a eles…….
            Ide fazer pouco ……..

          • Miguel says:

            Fui olhar.
            Tem a morada da loja

          • Rui says:

            Pesquise lá o número de contribuinte e veja lá onde está registado!!!!!

          • Miguel says:

            ‘Escapou’-te a parte de

            25% da população NÃO faz dinheiro para dar nada a 50%

          • Miguel says:

            ‘Escapou’-te a parte de

            25% da população NÃO faz dinheiro para dar nada a 50%

          • Rui says:

            Ai não? O IRS (no máximo só 5% fica no concelho, o resto vai para o estado que tem a sede onde?), IRC, IVA, SS, CGA…….. ficam no concelho? Não me diga!!! Tenho de voltar à Escola para estudar fiscalidade!!!! Já agora que falei em Escola…… veja lá quantas Universidades há no interior!!!!!

            Seguindo a sua lógica, abandonamos o interior e vamos todos morar para Lisboa!!!!!

          • Miguel says:

            Eu assino a petição para que todos os impostos do teu municípiozinho fiquem aí.
            MAS o Estado passa a não meter um único centavo aí.

            É que assino mesmo.

          • Rui says:

            Municipiozão é Lisboa e o resto é paisagem, não é verdade!?!?!?

            Ridículo!

            É engraçado que os Lisboetas nem ao menos percebem que dependem do resto do país para tudo, caso contrário nem água tinham para beber! De onde é que vem a vossa água, sabe? E energia eléctrica? Não me diga que é produzida em painéis fotovoltaicos que colocaram nos telhados da capital! E os resíduos que produzem mandam-nos para onde? Fica aí em Lisboa?

            O seu desprezo para com os outros concelhos do país, demonstra bem o porquê do desprezo que Lisboa trata o resto do país, quando temos um PM que é antigo autarca da capital do império!!!!!

            Tristes e ridículos!

          • Miguel says:

            O direitrolla em total alucinação.
            Até decidiu que sou de Lisboa 😀

          • Rui says:

            Reductio Ad Hitlerum……

          • Miguel says:

            Sim, aplica-se-te na perfeição.
            ( mas não deves ter noção disso … )

    • Toni da Adega says:

      Ainda bem que falas da TAP. Sabias que as Refinarias da Galp poluem mais que a frota toda da TAP (que usa produtos das refinarias).
      Caso nao saibas refinaria é um local altamente poluente onde se transforma um produto poluente (crude) noutro produto poluente (combustivel) para ser utilizado num veiculo poluente (automovel).

      O facto de utilizar menos um veículo a combustão além de reduzires a poluição enquanto , reduzes a poluição na extração, no transporte, e na transformacao.
      Ou seja a forma de reduzir a poluição de um refinaria é reduzir o uso de transportes a combustão.

      A energia eléctrica muita ainda é produzida com Centrais a Carvão mas isso está a mudar imenso e a tendência é para acabar, e todos sabemos que existem imensas alternativas para a geração de eletricidade.
      Para carros a combustão não há alternativas. A alternativa é continuar a extrair, refinar e queimar combustivel.

  5. João says:

    em outras noticias… após uma rotação do planeta… voltamos a ter uma noite desde a ultima noite à 24horas atras

  6. EuTech says:

    “Poluição do ar voltou a subir em Portugal! A culpa é do uso do automóvel”
    “Esta calor no Verão! A culpa é do sol

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.