PplWare Mobile

Portugal: Menina aliciada no Facebook obrigada a fazer filmes porno


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. Bruh says:

    Volta pena de morte, estamos muito necessitados da tua existência.

  2. Adolfo Dias says:

    E um corretivo à antiga envolvendo pau de marmeleiro neste animal?

    • Amilcar Alho says:

      E já agora também aos pais.

      • Hugo says:

        Oi? Então agora este tipo de disfunções são provenientes da educação? Esta é boa.

        • censo says:

          Não são ? Essa também é boa !

          • Hugo says:

            Se fosse assim tão linear seria simples evitar este tipo de situações não? Devem fazer parte daquela fatia que acha que são os video jogos e o heavy metal que fazem as pessoas violentas.

          • Louro says:

            @Censo,
            Depois de ler o teu comentário onde dizes querer que os pais da crianca que foi aliciada sejam “condenados” de igual forma que o pedófilo, vinha cá dizer que eras parvo, mas depois pensei melhor e cheguei a conclusao que nao…

            A serio? Os pais sao culpados por os filhos menores serem aliciados por pedófilos? Já daqui a nada vais dizer que as mulheres é que sao culpadas por serem violadas, para além de andarem bem vestidas nao colaboram…

            Valha-nos Deus… (E eu nao sou religioso imagina lá).

          • censo says:

            Não deturpes e não digas nada que eu não disse. O uso que um adolescente faz da rede social é fruto da educação que tem, da educação que lhe deram e da educação que lhe estão a dar, e disso não tenhas qualquer duvida. E então ?

          • AS says:

            Estás errado.
            Por muitas vezes as crianças com a maior e melhor das educações e privações, na sua inocência acabam por não perceber que estão perante um tipo de situações deste género. Enquanto que por outro lado, se for uma criança com várias experiências e liberdade, acabam por ser “mais sabidas”, e conseguem proteger-se contra este tipo de situações.
            Uma educação “perfeita” pode não evitar casos destes. A educação de um jovem não passa só por aquilo que houve em casa, felizmente.

          • Hugo says:

            Obviamente AS. Nem entendo como alguém pode discordar disso e achar que a apenas a educação dada em casa é relevante para a formação de uma pessoa.

            Os pais do pedófilo também deviam ser presos. Foram eles que o “treinaram” lol

          • censo says:

            Hugo e As : aquilo que vocês falam é educação. Aquilo que eu referi é educação. O conceito de educação com privação foi o AS que introduziu. Eu não falei em privações. E o pedófilo ? Claro que é fruto de uma qualquer educação. Mas vocês tem dúvidas disso ? Tudo é educação. Tudo é resultado de algo. O conceito é muito mais abrangente qua aquele que vocês demonstram.

          • Hugo says:

            Ou seja, um filho de um casal gay, vai ser, ou ter maior probabilidade, de ser gay? Isso é completamente falso.
            Tão falso como dois irmãos gémeos terem a mesma educação e serem pessoas exactamente com a mesma mentalidade.
            Tão falso como a grande maioria dos filhos “bem educados” seguirem os passos dos pais.

          • censo says:

            Mas quem é que falou em orientação sexual ? Que confusão. A orientação sexual pode, claro, ser resultado de educação, e o que tem isso de mal ? Como qualquer outro tipo de orientação, por exemplo, politica, religiosa, ideológica, clubística…o que queiras. Falamos de comportamentos nocivos. No teu entender a orientação sexual é um comportamento nocivo ??

          • censo says:

            E confundes educação com “seguir os passos dos pais” ? Desculpa lá, mas tens de organizar as tuas ideias.

          • Hugo says:

            Foram apenas exemplos para desmontar a tua “teoria”.
            Eu não tenho de organizar nada, lê os teus comentários. Ora falas numa coisa ora falas noutra. O que tem a ver o comportamento ser ou não nocivo para esta questão? Era bom defenderes um ponto de vista até ao fim.
            É óbvio que em última análise TUDO pode depender da educação, a questão que defendo aqui é que essa influência não é tão grande como tentas fazer parecer. (numa educação NÃO ditatorial como é óbvio)
            Considero que fui bem educado, numa sociedade religiosa e apreciadora de futebol. Se eu ligo alguma coisa a estas duas últimas? Não ligo nem vou ligar NUNCA. E como eu conheço pessoas até não mais. Chama-se personalidade e se o teu filho escolher ser do Porto ou gostar de mulheres não haverá nada que possas fazer para mudar isso.
            Mas quando metes religião, política e orientação sexual dependente da educação já se percebe a tua definição de educação. Só falta a cereja no topo do bolo que é dizeres que dar umas boas açoitadas faz com que os filhos te respeitem mais.

          • censo says:

            Falo numa coisa ora noutra ? O comportamento de que se fala nesta discussão é benéfico ? Para quem ? E agora já tudo depende da educação ? E quem é que falou em ditadura ? …e o resto das considerações que são tuas, não minhas. Queres comentar ? Queres tentar responder a estas questões ?

          • Hugo says:

            Eu não quero responder a nada.
            A minha pergunta inicial foi: “Oi? Então agora este tipo de disfunções são provenientes da educação? Esta é boa.”
            Depois de tanto texto em vão argumentas com mais perguntas?
            Argumenta lá o porquê da obrigatoriedade da relação criminoso/educação.
            E sim, digo obrigatoriedade, pois se queres “condenar” os pais pela educação seria bom haver certezas do que dizes.

        • Amilcar Alho says:

          És pai?

          • Hugo says:

            Não sou Amilcar. E não estou de certeza 100% certo sobre este assunto, mas é óbvio que o censo ainda mais longe está.

          • censo says:

            Pois é Hugo, não és pai. O juízo que fazes é fruto da educação que tens, que te deram e que te estão a dar. E surpresa : vais continuar a ser educado até morreres. Estás preparado para isso ?

  3. d4rkw3b says:

    Uma corda ao pescoço resolvia o “problema” de forma mais barata e eficaz, e justiça era feita!

  4. Rui Csta says:

    Esta notícia, mesmo grave é digna do CM ou outro qualquer jornal diário. Não vejo qualquer relação com este blog tecnológico, exceto na utilização das palavras “facebook” e “rede social”.

    Não eswtraguem o blog, por favor com estas notícias. Para isso vou ao site do DN ou CM.

    • Pedro Pinto says:

      Rui, desculpa discordar da tua opinião. A menina foi aliciada através de uma plataforma digital…que neste caso foi simplesmente a rede social mais usada no mundo. Mais que não seja, dá para alertar que este tipo de casos não acontecem só em outros países…

      • Rui Csta says:

        Pedro, tudo bem em relação a esse facto, mas isso acontece “todos os dias”, seja pelo facebook ou whataspp ou sms. Acontece há anos. Podes dizer-me qual foi a ultima vez que publicaram uma notícia deste cariz no pplware?

        • Joao says:

          Não é certo. Felizmente não é algo assim tão frequente em portugal. Não discordo que estas coisas sejam aqui noticiadas. Até pode ter um efeito preventivo.

          • Paulo Simões says:

            efeito preventivo começa pelos pais dos menores monitorizarem os seus passos online.
            mas acredito que seja mais facil a menina estar fechada no quarto online sem chatear…

          • Hugo says:

            Monitorizar? Queres dizer vasculhar o histórico ou em casos extremos analizar o tráfego de rede?
            E que tal meter uma câmera oculta na mochila e um localizador gps?
            Educar está muito além de censurar e proibir.

          • Louro says:

            @Joao,
            Sim vamos fazer uma pequena Coreia do Norte dentro de casa…

            Está a custar mesmo a acreditar que em 2018 ainda existam pessoas com este tipo de mentalidade.

        • Vítor M. says:

          Notícias de alertas quando está em causa sistemas e serviços informáticos são uma preocupação. Seja neste tipo de conteúdo seja de outro qualquer. Aqui o desalinhado és tu, desculpa lá. Até porque este tipo de informação deveria servir de alerta para todas as pessoas, e tu estás a levar isso para um rumo completamente diferente, como se fosse banal acontecer. Eu não concordo nada nada contigo.

          • Rui Csta says:

            De discordares até dizeres que eu sou desalinhado vai um longo caminho. Não tenho culpa de teres acordado mal disposto!
            Concordo com os alertas, mas aí terão muitas notícias do género para disponibilizar no blog, já que a banalização das redes sociais veio trazr aos incautos muitos casos de bullying, assédio, pornografia, entre outros.

          • Vítor M. says:

            Não acordei mal disposto nada, apenas não concordo contigo face ao tipo de critica que fizeste. Acho que percebeste o que quis dizer, estás desalinhado do que deve ser feito. Não podemos esconder, sendo uma área que abrange a tecnologia e são essas tecnologias que estão muitas vezes a servir de cenários para determinados crimes, neste caso a suposta falsa identidade para atrair uma menor para certas práticas onde envolve chantagem e assédio sexual, não podemos de todo deixar de alertas.

            Sobre mais notícias destas, bem, isso é que fazemos sempre. Se tiveres algum tempo disponível procura por bullying, por burla, por baleia azul, por outros termos que podem ser ligados à redes sociais e a outros maus hábitos no usufruto da tecnologia.

            Se não encontrarem centenas e centenas de artigos, diz sff.

    • darkvoid says:

      Blog tecnológico relata um crime onde foi usada uma plataforma tecnológica emergente e actual.

      Perdeste uma oportunidade para ficar calado!

  5. Miguel M says:

    Caro Rui csta, permita-me discordar com a sua observação, pois esta noticia é de caracter social e tende a alertar os internautas, nomeadamente os mais jovens dos perigos de “falar” com desconhecidos nas redes sociais. Sendo este site utilizado por uma percentagem significa de leitores dentro dessa faixa etária, concordo com a apresentação desta noticia! Basta ter ajudado uma pessoa a ser precavida com esta noticia, para que tenha valido a pena a sua publicação.

  6. O Homem da Motoserra says:

    Prisão perpétua numa qualquer cadeia africana.
    Forçado a passar 12h por dia na zona dos duches.

  7. Cristiano Venancio says:

    Se fosse com minha filha quem iria preso era eu. FDP! Castrar é pouco…

  8. Mathew says:

    A “miuda” de 15 anos, para andar a mandar fotos despida a uma pessoa na net também deve ser fresca 😀
    Como este caso devem haver mais. Vamos la ver o que faz a justiça agora

    • Mike says:

      Como?!? Miúda= Pequena, menor, CRIANÇA!!! A palavra diz tudo, mas uma criança com a mente em desenvolvimento, a atravessar um período complicado a nível hormonal e emocional e tu achas que ela é “fresca”??? P.S.: Épah, nem me respondas!!!

      • censo says:

        Onde estão os pais da miúda ?

      • Diogo S says:

        Com 15 anos já tem idade para ter juízo também… Eu tinha e a minha namorada também.

      • pois..... says:

        Se aos 16 anos já pode ser julgado como adulto, aos 15 já devia ter um minimo de tininho….

      • Louro says:

        Confesso que quanto mais comentários leio neste post mais chocado fico…

        Ora é um a querer que os pais sejam culpados pela situacao, outro a dizer que a miuda deve de ser fresca…

        Só me ocorre mesmo um f***-se e algumas palavras que nao posso dizer aqui.

        @Mike
        Nunca tiveste 15 anos? Ou ainda nao lá chegaste e és daqueles putos que sao muito certinhos e que nunca fizeram nada de mal na vida?
        Yah, na minha altura as miudas nao andavam a mandar fotos delas nuas pelo facebook e afins, mas nao era porque nao o quisessem fazer, era porque pura e simplesmente nao havia nada disso.
        Logo se nao havia elas nao podiam mandar.

        Os miudos sao miudos e como tal fazem asneiras, fazem coisas sem pensar nas consequencias e na verdade quanto mais os pais controlarem pior.

        @Censo,
        Yah os pais deviam de fazer algo, deviam de se fazer passar pela filha marcar um encontro para lhe fazer uma embuscada.
        Eu pessoalmente e claro que sem apelar a violencia teria todo o gosto em ajudar e participar, havia de olhar todos os dias para o espelho e lembrar-se que ser um homem é muito mais do que ter um chourico, é acima de tudo respeitar os outros seja sexualmente ou nao.
        Por isso pergunto eu, onde estao os pais da miuda?

        Provavelmente estao ocupados a trabalhar para tentar dar uma vida melhor a filha, para que nao lhe falte comida na mesa enquanto o Governo Portugues de vez em quando lá os vira de pernas ao ar a ver se cai mais umas moedas dos bolsos.

        Provavelmente nenhum de voces é pai, eu sou, tenho duas filhas ainda pequenas, por mais que tente estar próximo delas e evitar que algo deste genero possa vir um dia a acontecer, nao invalida que nao possa.
        E é isso que fará com que seja um bom ou um mau pai?
        Devo de fazer o que? Controlar tudo o que é conversa que as minhas filhas tenham com seja quem for?Se elas souberem que controlo a conta de Facebook delas usam o whatsapp, se souberem que controlo o whatsapp e o Facebook vao usar outra coisa qualquer.
        É culpa minha?Nao, nao é, é culpa de quem nao tem moralidade nem principios e que tenta acediar uma crianca “inocente” e indefesa.

        • Mike says:

          1.º E antes de mais, controla as boquinhas foleiras… Seja para quem for, mas pessoalmente sou “puto” ha pouco mais de 40 anos 2.º Ou não leste o que EU escrevi ou é engano! 3.º Partido do principio que é engano da tua parte, porque só pode, desabafa, como eu, mas não percas tempo a teclar que não vale a pena… Não digo que não o faças, mas… Aje!

        • Diogo S says:

          Mas é que a questão é que podem mandar as fotos todas que quiserem nuas, para quem quiserem mas tenham a inteligência de não mandar a cara. Não digo que a culpa foi da rapariga mas sinceramente acho que se ela tivesse sido um bocado mais inteligente não tinha acontecido nada disto.

          Agora tu podias era parar de distorcer metade dos comentário que estão aqui escritos e tentar ter uma discussão decente mas infelizmente hoje em dia na Internet parece ser algo impossível porque pessoas como tu gostam muito de defender mas pouco de pensar.

          • Mike says:

            Concordo que ter uma conversa com alguém mentalmente imaturo sobre, como tu, é muito complicado. Mas entre as tuas duas contas aqui no site, revelas-te ter cerca 24 anos, o que na distopia actual, é comparável aos meus 16/17. Concluo que essa tua mentalidade “infectada” e distorcida pela bolha utópica em que vives, em que cresces-te e cresces, não é minimamente capaz de opinar sobre algo desta natureza. Não te venhas fazer de coitadinho, aproveitar o cobertor fofo e quentinho que é estar atrás de um monitor, e culpar a, segundo tu, actual toxicidade da internet… Sempre foi toxica!

        • Louro says:

          @Mike,
          Como deves de ter percebido o meu comentário não era para ti.

          Este assunto deixame tão fora do sério que nem reparei que te mencionei em vez do Diogo s

    • Mike says:

      Serio, estou parvo com estes comentários!!! Os Pais?! Juízo com 15 anos?! Vocês tem a audácia de apontar o dedo à vitima à criança, repito, CRIANÇA por ter feito algo errado?! RIDÍCULO e preocupante! Nem vale a pena… We’re watching

      • Diogo S says:

        Referindo me ao comentário lá em cima visto que não tem botão de resposta.

        Mike ainda bem que conseguiste provar o que eu disse, é muito mais fácil quando as provas vêm ter contigo. Já agora um concelho para o futuro não devias assumir e talvez focar te mais em factos que insultos, as pessoas que interessam normalmente não têm grande gosto por ignorância.

  9. Diogo says:

    Esse tipo de pessoas roubam o melhor que os nossos filhos tem, nunca mais na vida seja qual for o castigo aplicado, lhes irão devolver o que lhes foi tirado por essa gente, que é a juventude, a alegria entre outras coisas. São doentes? Solução: era levá-los para Guantánamo, ou Índia, la podem ter o que merecem. Abraço e boa continuação com estas notícias.

    • censo says:

      E como ficam os pais da miúda neste caso ? Que pais são estes que permitem que a miúda tudo faça perante uma rede social ? São pais porque é moda ser pais ? “Compraram” um filho numa prateleira de supermercado ?? Ser pai ou mãe dá muito trabalho. E estes terão pensado que educação é coisa para os outros, pois “esta menina, tão nova e sá sabe trabalhar com estas modernices todas”. Ah sociedade hipócrita.

      • Hugo says:

        Quem não queria ser teu filho era eu. As pessoas não são cães. A educação não é de todo linear como pintas, nem de perto.
        Os meus pais sempre me deixaram à vontade para tudo. Experimentei o que quis, quando quis. Se eles me tivesse proibido o que teria mudado? Não sei, provavelmente nada. Mas cada qual é como cada um.

        Quanto a “esta menina, tão nova e sá sabe trabalhar com estas modernices todas” só podes estar a gozar. Vives decididamente no século passado. Até uma criança de 6 anos consegue mexer num browser. Para o bem e para o mal.
        Evolução meu caro. Podes defender que uma enxada nas unhas é que era educação, mas quer queiras quer não, a sociedade evolui, tudo evoluiu. Apenas alguns ficaram para trás.

        • GM says:

          Portanto, Hugo, pelo comentário que apresentaste, todos estes últimos casos que vieram a público, envolvendo, imagine-se, a mesma “rede social”, nunca deveriam ter sido apresentados como tal, pois decorrem da dita evolução, e como tal, como dizemos no nosso país, se comemos a carne também temos de comer os ossos, certo? Tenho uma opinão muito própria, e como tu dirias, do século passado (apesar de usar as mesmas ferramentas, como neste momento). Para mim o problema todo passa pela simples existência das ditas “redes sociais”, como já referi noutros tópicos anteriores! Sem essa facilidade de acesso, universal nos escalões etários e nos estratos da sociedade, muitos dos problemas estariam à partida resolvidos. E não abdicavas da tecnologia, continuavas na mesma a utilizá-la, exactamente as mesmas ferramentas. Agora, em vez das notícias e os assuntos e a publicidade etc, etc virem a ti, como acontece no FB e nas outras “redes sociais”, terias tu de ir ao encontro delas. Claro, certamente muita coisa te passaria ao lado. É a vida. Mas, enquanto estás a tomar atenção a toda essa profusão de informação que te entra pelos olhos dentro, a analisar, a seleccionar o que interessa e o que não interessa, a atender ao que te interessa, despendes tempo, tempo esse eventualmente precioso para o aplicares na tua actividade profissional (tal como este tempo agora na minha) ou de estudo no caso da menina do artigo. Ora, se pensarmos nos tempos despendidos pelos milhões que têm acesso, no seu local de trabalho, às “redes sociais”, vê as milhões de horas que são perdidas. E quem ganha? A “rede social”!

          • Hugo says:

            Não digo que a evolução não traga consigo tudo o que de mal possa existir. O que eu afirmo é que “antigamente” já existiam todos estes problemas, pelo que a solução não passa por simplesmente barrar a tecnologia. E não vamos ser hipócritas pois não há muitas décadas atrás tínhamos casos de abusos etc etc que nem denunciados eram por “vergonha” ou “medo” de represálias.
            É mais provável eu ter um acidente de carro do que um filho meu seja vítima de pedofilia. É por isso que eu deixo de conduzir? Não. Porque os benefícios de ter viatura própria são superiores aos malefícios.
            Dificilmente a tecnologia irá regredir. Há que educar e não proibir.

        • censo says:

          De certeza que não és meu filho. De certeza que não és um cão, mas de certeza que serás mais inteligente. Quando tiveres filhos, ficas habilitado a entrar neste tipo de discussão. Mas cuidado, és tu que os vais ter de educar perante os novos desafios que hoje enfrentam. E terás de estar à altura. Evolução sim, mas não à mercê de um qualquer tarado.

      • Louro says:

        @censo,
        E como ficam os pais neste caso?

        Felizmente nunca passei por algo do genero mas como pai e ao ver os comentários(principalmente os teus)aqui sou capaz de te conseguir responder.

        Ficam devastados, principalmente porque ao pensarem que alguém tirou aos seus filhos algo que só a eles lhes pertencia e que só eles(os filhos) tinham o direito de saber quando haveriam de perder ou nao e como.

        Depois, devido a comentários de otários que acham que os pais é que sao os culpados ou que devem de ser culpados ou que insinuam sequer que os pais podem ter algum tipo de culpa numa situacao destas, ficam a pensar que fizeram algo errado, quando na verdade nao fizeram… outros ficam frustrados porque a vontade era de agarrar no gajo e dar-lhe tantas mas tantas que ele nunca se haveria de esquecer.

        Era pegar num x-acto e fazer-lhe umas feridas nao muito profundas no dito que até cada vez que ele fosse urinar se lembrasse.

        Eu confesso que fico parvo com estes comentários, desculpem lá o palavreado mas estas coisas tiram-me do sério principalmente quando vem alguns armados em espertos a dizer que “E os pais?” epah… p### que par###

        • censo says:

          Meu caro, é claro que os pais ficam devastados. Mas é pouco claro se fizeram tudo o que estaria ao seu alcance. Esta fronteira é muito ténue. MAs não tenho duvida que a educação hoje parte da sociedade para dentro de casa, em vez de fazer o percurso inverso. E isso aflige-me. É a ditadura das massas. E, que raio, a ditadura já se enterrou há muito tempo. Ou não ?

          • Louro says:

            @censo
            Não meu caro, uma criança/adolescente com estas idades é normal procurar dialogar é normal que esteja interessada em arranjar um namorado.
            O mesmo acontece com os rapazes, o que faz com que seja fácil de pelas redes sociais um destes psicopatas se faça passar por um jovem nas mesmas idades e seduzir.
            Não tem a ver com educação, tem a ver com o crescimento e enganate se pensares que os teus filhos (se os tiveres) são Santos e que foram muito bem educados por ti.

            São coisas normais, faz parte os miúdos se conhecerem a si próprios e aos restantes, o que não é normal é um psicopata anormal tentar seduzir uma criança.

            E tão anormal quanto isso é alguém ainda dizer “e os pais”… Enfim

          • censo says:

            Louro, o que falas é consequência da educação. Educação é uma termo abrangente e não se confina a uma sala de aula ou a uma relação de porreirismo com os papás. Educação é muito, mas mesmo muito mais do que isso. É claro que é normal a criança ser curiosa e procurar coisas novas. Mas tem de ser educada para não cair na ratoeira. Imagina que a tua filhinha de 3 anos corre livremente por um campo relvado com flores coloridas e que nesse campo sabes que encoberto por vegetação mais densa está um poço. Vais deixar que ela caia no poço ? Ou vais evitar que ela caia no poço ? …e santos ? Quem falou em santos ? Nem sei o que são santos. Mas se os meus filhos estiverem bem preparados, e embora saiba que nunca o vão estar, a probabilidade de tudo correr pelo melhor é alta. E aqui entra outra variável : a probabilidade. É disso que se trata. Se houver uma educação acertada e dirigida, a probabilidade de sucesso, não tenhas duvidas, será maior. MAs a educação não tem fim. Já o disse mais acima. Tu mesmo tens de estar preparado para continuares a ser educado até morrer. Estás preparado ?

          • Louro says:

            @Censo,
            Claramente nao sabes do que falas e vives num mundo imaginário, tal como esse tal campo cheio de flores.

            As coisas nao sao assim, por mais que ensines, por mais que prepares a crianca nunca está preparada para nao cair na ratoeira.
            Podes ter andado anos e anos a preparar a tua filha para isso, um dia ela pode cair na mesma, nao é imaginacao é um facto.

            De quem é a culpa?é tua? foste tu que a aliciaste a crianca? Foste tu que te fizeste passar por uma crianca para a atrair para a tua ratoeira? És tu como pai o psicopata?

            Pelo amor de Deus, deixem de demagogias e conceitos da treta e de tentar culpar os pais por algo que eles nao tem absolutamente culpa nenhuma.
            Mesmo que fossem pais ausentes, que nao se preocupassem com a filha continuam a ter 0% culpa acerca do assunto.

            Ali quem tem de ter juizo nao é a crianca de 15 anos, é o psicopata com mais de 50 e contra isso existem zero argumentos.

          • censo says:

            Louro, cuidado com as considerações. Pensa antes nas conclusões. Pensa no exemplo que te dei. Pensa na situação sobre a qual se está aqui a discutir, mas sobretudo não tentes desvalorizar o papel primordial que a família tem na educação dos filhos. Elimina os problemas ? Não, mas é claro que não. Minimiza os problemas ? Sim, mas é claro que sim.

          • censo says:

            E, meu caro, se fores pai ausente, resolve isso já. Um dia vais perceber finalmente que o tempo não volta para trás. E geralmente quando se chega a esse ponto, é tarde demais.

          • Louro says:

            Se não eliminam então porque raio queres culpar os pais?

            Não meu caro não sou pai ausente e isso nada tem a ver com o assunto.

  10. Hefesto,o Grande says:

    Estou estupefacto com o que li.Com 15 anos ?? Coitada da rapariga,estou chocado. 🙁

  11. Miguel Porto says:

    Um grupo de pessoas deu uns açoites em alguns jogadores de futebol e ficam em preventiva.
    Este animal foi apanhado com provas em que o “inocente até prova em contrário” roça o zero é posto em liberdade. Pode ser que tenha algum tempo para apanhar mais uma inocente… 🙁

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.