Quantcast
PplWare Mobile

Tags: PJ

PJ: Atenção às burlas informáticas e falsificação de documentos

A falsificação de documentos não é uma prática recente. No entanto, com as novas tecnologias, torna-se cada vez mais difícil detetar, numa primeira análise, se estamos perante um documento origial ou falsificado.

A Polícia Judiciária, através da Unidade Nacional de Combate ao Cibercrime e à Criminalidade Tecnológica (UNC3T), em estreita colaboração com as autoridades policiais de Espanha, França e do Reino Unido, procedeu, durante esta semana à detenção em flagrante delito de quatro indivíduos pela prática de crimes falsificação de documentos.

PJ: Atenção às burlas informáticas e falsificação de documentos


PJ já identificou Youtuber que se “infiltrou” no Zoom nas aulas online

Outra vez o Zoom? Sim, mas não é culpa da plataforma. Por causa da COVID-19, as aulas online não começaram lá muito bem! Não porque as plataformas tenham apresentado alguma debilidade ou falha, mas sim porque um youtuber decidiu querer dar nas vistas.

O youtuber obteve os códigos de acesso às aulas online e “infiltrou-se” nas mesmas. Muitas das aulas acabaram mesmo por ser canceladas. Em comunicado, a Polícia Judiciária diz já ter identificado o autor da “brincadeira” que pode vir a ser responsabilizado penal e civilmente.

PJ já identifico Youtuber que se "infiltrou" no Zoom nas aulas online


Rui Pinto: O hacker português vai sair da prisão e colaborar com a PJ

Com a pandemia por causa do novo coronavírus foram muitos os temas que deixaram de ser falados. Um deles foi claramente o “Rui Pinto”, o hacker português que foi acusado de vários crimes. No entanto, de acordo com notícias recentes, o hacker aceitou colaborar com a Justiça, saindo da prisão preventiva, onde se encontra há precisamente um ano.

Rui Pinto vai agora ficar em prisão domiciliária.

Imagem: Expresso


PJ alerta para campanhas fraudulentas com o tema COVID-19

Como já tínhamos revelado, os oportunistas continuam a atacar aproveitando-se do tema do momento, o COVID-19. Apesar de parecer que o país está parado, a PJ diz estar de olho nas campanhas fraudulentas e está já investigar.

A PJ aconselha também a máxima prudência no acesso, na receção e na partilha de conteúdos digitais associados à temática da pandemia Covid-19.

PJ alerta para campanhas fraudulentas por causa da COVID-19


PJ detém grupo responsável por vários casos de Skimming

A Polícia Judiciária (PJ) revelou hoje que deteve um grupo responsável por vários casos de Skimming. As operações realizaram-se através da Unidade Nacional de Combate ao Cibercrime e à Criminalidade Tecnológica (UNC3T).

Foram detidos seis indivíduos (5 homens e uma mulher) com idades compreendidas entre os 21 e os 52 anos, presumíveis autores de crimes de burla informática, branqueamento de capitais e associação criminosa.