Philae pousou com sucesso no cometa 67P


Destaques PPLWARE

56 Respostas

  1. Tavares says:

    Tenho estado a acompanhar a emissão com imagens diretamente da ESA.Embora saiba que a NASA também está associada a este programa,não há dúvida que foi um passo de gigante que a Europa deu no campo da exploração espacial.Mas,entretanto,as grandes empresas tecnológicas Europeias(salvo algumas raras ezcepções) vão desaparecendo…

  2. DIRCEU JACOB DE SOUZA says:

    Está correto dizer ATERROU?

  3. JEFE says:

    Por desconhecimento … aterragem ? alunagem ? ou cometagem ? 🙂

  4. paulo says:

    Incrível, o que irão descobrir os filhos dos nossos filhos! Acho que ainda estamos na pré história. Parabéns aqueles que pousam seja lá o que for a 500 milhões de kilometros da Terra..

    • JP says:

      Você tem razão…. ainda estamos na pré-história. Mas se verificar bem, os avanços cientificos e tecnologicos têm-se sucedido a um ritmos cada vez mais rápido. Se calhar ainda pode ter uma surpresa conseguir assistir àquilo que os filhos dos seus filhos possam descobrir. Não estará longe o dia em que o crescimento exponencial do conhecimento Humano irá suplantar tudo aquilo que julgava possivel….

  5. Tavares says:

    …afinal parece que nem tudo correu como se esperava.
    “Temos indicações de que os arpões podem não ter sido ativados, o que quererá dizer que pousámos num material solto…Não sabemos exatamente onde e como aterrámos. Dentro de algumas horas, saberemos mais”informou Stephan Ulamec, responsável pela Philae. Bem…mas “acertaram” no “calhau” o que já não é mau!!

  6. Fernando Rebelo says:

    Estou tremendamente satisfeito por este passo de gigante dado pela ESA, a Europa está de parabéns.

  7. Paulo F says:

    Não tenho palavras para descrever aquilo que acabo de ver neste video de 2:39 minutos,e,se eu pudesse,adorava ter 1 pedacinho desse cometa para enfeitar uma das prateleiras do móvel aqui da minha sala. 🙂
    VIVA A CIÊNCIA E VIVA O COSMOS !!! 🙂

  8. Justiceiro says:

    É urgente que acabem com a dezena de agências espaciais que existem e criem apenas uma só em todo o mundo. O lixo espacial e satélites individuais é algo nojento que qualquer dia regressará em força à terra.
    Se metade das empresas de TI desaparecerem, é indiferente, o importante nisto é poupar dinheiro, juntar esforços e deixar a palhaçada de cada parvo ter o seu satélite e a sua expedição.

    • JP says:

      Para bem da Humanidade, é urgente que acabem as divisóes entre os povos que habitam este planeta e que o ser Humano comece a agir como um povo GLobal. Só assim conseguiremos ultrapassar os enormes desafios que se nos põem quando pensamos em explorar o cosmos. Temos que nos lembrar que um destes dias, ume menino destes ( com 4 Km de diametro ) poderá querer fazer uma visitinha ao nosso quintal, e só se começarmos a colonizar primeiro o sistema solar, e depois as estrelas, poderemos evitar o fim mais do que certo.

  9. Marco says:

    É um motivo de orgulho para a União. Que continuem e sejam mais ambiciosos ano após ano.

  10. André Melo says:

    Um passo importante da humanidade na incansável procura do conhecimento. Pouco interessa se foi a Europa, a EUA ou a Rússia a atingir este marco. O conhecimento não tem território nem fronteiras.

  11. Jorgfe Alves Pereira says:

    O Homem quando quer é espetacular. Parabéns

  12. Carlos Ramos says:

    Gelo já temos… tragam o Whisky.

  13. Bahh says:

    Os tipos da NASA e da ESA podiam comprar o livro “O Nascimento da Terra” por “Roselis Von Sass”, editado pela “Ordem do Graal na Terra” ISBN-85-7279-047-0 e ficavam a saber tudo sobre como surgiu a Terra de verdade, por “meia dúzia” de tostões, e poupava-se as teorias parvas que mudam de semana para semana dos cientistas… e o dinheiro dos povos (que ficava melhor por exemplo para despoluir o mundo inteiro, que é onde toda a gente tem mesmo de viver)… claro que a desculpa para gastar os rios de milhões de euros e dólares em tretas sem valor real desaparecia, mas pronto… assim é como procurar apanhar estrelas no céu com enxadas… não chegam lá!

    • Alexandre says:

      O Sr. “Bahh” devia mas era estar calado se não concorda, pois há conta de “teorias parvas e que mudam todos os dias” como diz, é que V. Exa. tem as tecnologias actuais e que neste preciso momento está a usar bem como todos os avanços na medicina que um dia lhe poderão salvar a vida a si ou aos seus familiares.

    • JP says:

      Eh pah….. mais um pouco vai-se por aqui a falar de OVNIS. Quando vi o post ainda pensei que fosse Testemunha de Jeová, mas depois fui pesquisar e compreendi que era mais um maluquinho…. lool

      • Bahh says:

        É triste ainda estar assim na ignorância, e depois ainda tem o displante de chamar ignorante a quem sabe.
        Quanto aos OVNIS é mais uma daquelas teorias parvas do raciocínio humano. Claro que não há naves espaciais transportando seres de outros planetas fisicamente falando. Tal não é, e nunca será possível.

    • jd says:

      Olhe à volta e veja que mais de 50 % da tecnologia que o rodeia foi inventada/descoberta para a pesquisa espacial à uns anos atrás… e agora toda ela se encontra à sua disposição…

      por exemplo: os telemoveis touch só foram possiveis de existir pois os sistemas de controlo de satelites/vaivens/foguetes necessitavam de paineis gigantescsos… então surgiu a ideia de fazer um ecrã pequeno e que pudesse mudar e controlar mais facilmente

      agora pense nisto cada vez que usar o telemovel ou que veja alguem a usar um com o “dedo”

      • ervilhoid says:

        Aí não concordo, daqui a pouco estamos a dizer que todas as guerras valeram a pena, há coisas que podem ter sido apressadas por este motivo ou aquele, mas não pode servir de desculpa, os ecrãs touch são uma evolução “natural” dos anteriores, mais tarde ou mais cedo..

  14. Naum Condicionare says:

    É uma pena que todo esse dinheiro não tenha sido investido no combate à pobreza e violência. Os governantes e cientistas deveriam olhar as necessidades reais aqui mesmo, na Terra. Do que adianta tantas descobertas científicas se a psicologia humana continua a mesma desde antiguidades remotas: cobiça, destruição, pobreza, orgulho, desigualdades…

  15. Carlos Campos says:

    eu sou preguiça, alguém que faça as contas da media de km/h da sonda !!

  16. Gonçalo Damas says:

    Boa… mais matéria para estudar…
    Só teorias, teorias, teorias. Ainda hoje fiz mini-ficha de Geologia sobre a formação do Sistema Solar e ando farto. Para quê meter as teorias que o Kant e o Laplace fizeram se já foram desmentidas? E os nomes dos meteoritos, porque não meteoritos de ferro, de silicatos, para que é o nome aerolitos, para quê complicar esta coisa que em si já é bastante complicada.

    Não vejo a hora de começarmos a dar Biologia, isso sim, é que eu gosto (sim quero ser médico, mas gosto bastante de Química).

  17. JM says:

    “nunca será possível.”
    É uma daquelas frases de completa ignorância, que o digam aqueles que leram qualquer compendio de história.
    Quantos ilustrados ignorantes disseram isso?

  18. JJ says:

    Acho que o mais incrível nisto é o facto de que a sonda saiu da terra a 10 anos. O que quer dizer, que se falha-se alguma coisa (que podia muito bem acontecer porque isto nunca tinha sido feito antes nem se sabia como era um cometa tão perto), mas tudo correu bem.

    Se não tivesse corrido bem, era trabalho de 10 anos deitado fora… tinha de se trabalhar mais 10/15 anos para chegar ao mesmo ponto.

    Seria o mesmo de algo que já deve ter acontecido com todos… estar a fazer um documento em word/excel/powerpoint, bastante complexo e durante horas, e quando se termina sair sem guardar ou o PC encravar e perder-se o trabalho todo.

    É realmente um feito, que ira permitir conhecer mais sobre o nosso sistema solar e sobre os objectos que por lá andam.

  19. Pica pau says:

    Enfim…. é o que há….

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.