Quantcast
PplWare Mobile

O misterioso drone soviético que sobrevoou países da NATO

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Rui says:

    Parece uma provocação para a NATO envolver-se directamente na guerra!!!!

  2. jota says:

    Independentemente de eu achar que para além do Putin, o Zelensky também tem muitas culpas nos milhares de mortes e milhões de vidas destruídas na Ucrânia, aqui não pode haver hesitações, quando um drone ou avião russo sobrevoar países da NATO, tem que ser imediatamente abatido! Não pode haver condescendências!

    • João Santos says:

      concordo tudo o que seja para espiolhar e que não seja da NATO é para destruir

    • Tadeu says:

      sim, claro, a vitima tem sempre culpa de não fazer o que o criminoso quer.

    • Luís Costa says:

      Tem muitas culpas? Explica lá melhor isso

    • João says:

      Claro que tem…
      Se ele se rendesse de imediato aos russos nada disto acontecia.
      Aliás se todos os países do mundo se rendessem à Rússia os clones do PCP ficavam satisfeitos.

    • Zé Lenskas says:

      Tira lá o Zelensky da equação, quando o problema nasceu o homem nem político era:
      https: //expresso.pt/guerra-na-ucrania/2022-03-09-como-mario-soares-e-pulido-valente-previram-o-que-esta-a-acontecer.-putin-nao-recuara

    • Ze says:

      defender o pais zelensky e um heroi deves ser daqueles que se metem de baixo da mesa quando o perigo aperta ou entao es cumuna a guera nao existe para ti tem vergonha

    • AlexAlex says:

      O equipamento que seria utlizado para abater essa aeronave seria (via de regra) um sistema de defesa de mísseis, que no âmbito da NATO são (via de regra) os “Patriot” Americanos, que são quase que completamente inúteis.

      Para começar a história, os mísseis não estão posicionados na vertical (como os Russos) mas inclinados, pelo que o mesmo tem que estar posicionado para o lado certo ou ser reposicionado.

      Além disso, esses sistemas não ficam ligados 24/7, então ele antes precisaria ser inicializado o que demora uns 30 min, e o raio de ação (IIRC) é de apenas 150km.

      Em outras palavras, a não ser que já se saiba de onde e quando virá o ataque, até que consiga colocar tudo em ordem o ataque já acabou faz tempo…

      Não é a toa que a Turquia comprou S-400 da Rússia e não os Patriot. Custam 500 milhões, ao invés dos 2 mil milhões do Patriot, são superiores em todos os sentidos e comprovadamente funcionam como publicitado.

  3. Mig21 says:

    Estando a NATO em estado de prontidão naquela área, acho muito estranho terem permitido um aparelho desses sobrevoar durante tanto top espaço NATO.
    Será que estão mesmo prontos para alguma coisa ou é só para “russo” ver?

    • AlexS says:

      Não estão nada prontos, é tudo conversa. Tens um caças prontos a descolar em 5 minutos não há preparação alguma.
      Nos anos 80 também um caça sovietico se despenhou na Bélgica.

  4. Técnico Meo says:

    “…. o Zelensky também tem muitas culpas…”

    Porquê?

    • Samuel MGor says:

      Ele tem culpa em não ter comprado mais armamento.

      • RPG says:

        Talvez, no entanto em nada mudaria o resultado final, uma vez que a discrepância face às forças russas, continuaria a ser abismal.

        • Joao Ptt says:

          Era só comprar uns mísseis de longo alcance, e ameaçar que se a Rússia entrasse iria concentrar as forças militares todas a destruir todas as centrais nucleares na Rússia e dentro da própria Ucrânia se não fosse possível destruir as Russas. Ia ver quão rápido a NATO se mexia para ir proteger a Ucrânia, e a Rússia tinha que baixar a bola, que explodir bombas atómicas é tudo muito bonito e tal, mas se rebentarem com as centrais nucleares todas, não há festa por muitas décadas nem para aqueles lados nem para lado nenhum.

          • AlexAlex says:

            Se ler os reports da própria NATO/USA vai descobrir que o espaço aéreo Russo é virtualmente impenetrável.

            A melhor “solução” que os militares da NATO conseguiram encontrar até hoje, é aumentar a quantidade de F35[1] aos vários milhares para a mioria ser abatida e assim talvez alguns conseguirem passar os sistemas de defesa Russos, que estão instalado em várias camadas.

            Mas isso não leva em consideração o sistema de EWS instalado em Kaliningrado que tem um raio de ação de mais de 3000Km, e desabilitaria tudo quanto for equipamento electronico até mesmo em Lx, o que naturalmente inclui os equipmentos militares todos… E há outro ainda mais potente em Murmansk com raio de ação de 5000Km podendo chegar a 8000km nas condições corretas.

            Os mesmos reports indicam que a Rússia pode desabilitar TODA a Europa em 48hs… Nem se quer consideram lutar por terra pois com excepção da Turquia, a NATO não possui um exército ou artilharia que sirva para algo…

            O que está a ver nessa operação na Ucrânia não é nem uma pontinha da capacidade militar Russa, EWS não está sendo utlizado (ou utlizado muito pontualmente) para não causar histeria na população. Com excepção dos Kalibr e um ou outro Skander[2], estão a trabalhar com equipamento antigo.

            É basicamente uma operação policial feita pelas forças armadas…

            [1] não existe essa coisa de stealth contra os Russos… lembrado que do 90’s a Sérvia derrubou um F-117 utilizando um S-125 soviético, que já era uma relíquia na época.
            [2] além de uma vez que um dos S-400 estacionado em Belarus foi utilizado para abater uma aeronave Ucraniana a 150km de distância (por sí só um recorde em combate, mas ela é eficaz até uns 400Km).

          • AlexAlex says:

            Se encontrar algum piloto da NATO que teve o desprazer de encontrar algum caça Russo por aí, vai descobrir que os pilotos Russos entram em “dog fighting” mesmo que estejam totalmente desarmados (sem mísseis etc.).

            O sistema EWS instalados nos caças Russos rapidamente “parasitam” os electronicos dos adversários (funciona partircurlarmente bem contra contra equipamentos da NATO), e eles assumem o controle do armamento adversário…

            Não é um espaço aéro muito amigável…

          • Joao Ptt says:

            Como se os aviões militares modernos e outros equipamentos, de qualquer nação, não fossem blindados contra a interferência electromagnética. Isso é um insulto à inteligência.

            Mesmo a interferência electrónica para baralhar o equipamento do adversário é um jogo do gato e do rato, e que conforme as coisas acontecem ambos os lados fazem ajustes para se proteger e atacar o outro melhor.

            E quanto aos russos terem um sistema de defesa aérea impenetrável, é para rir, ninguém tem um sistema de defesa aérea impenetrável, é só uma questão de quantos mísseis/ aviões/ artilharia temos de lançar para sobrecarregar as defesas inimigas.

            Se a NATO quiser mesmo atacar, vai ver o quão vulneráveis a Rússia realmente é. A única coisa que trava tal é as armas nucleares, e nada mais! Existam políticos que se estejam a lixar para a ameaça das armas nucleares e vai ver como é realmente a segurança “impenetrável” da Rússia. O resto é propaganda.

            E o mesmo para os países ocidentais que tenham sistemas de defesa aérea… só protegem até certo ponto, e é por isso que todos se juntaram, para que uns cubram as falhas dos outros.

            Se houver uma guerra mundial e a Rússia se envolver: vai perder, agora que vai causar muitos estragos não tenha a mínima dúvida… que eles não andaram a preparar-se nos últimos anos à toa.

    • Toni da Adega says:

      Existe muito pessoal que pensa que a Rússia está a libertar a Ucrânia, e em seguida a Europa, dos opressores. Basicamente um Salvador da pátria

    • João says:

      Não ligues. Os clones do PCP estão em todo o lado, mas os líderes ainda não condenaram a invasão, aliás recusam-se a usar o termo invasão, se calhar porque pensam que o mundo é todo deles e ninguém invade o que é seu.

  5. Técnico Meo says:

    Para quem não é um bot soviético, e tem duvidas de quem é Putin, vejam este video que alguém conseguiu sacar a 2 dias da invasão. cada um que chegue ás suas conclusões:
    https://www.reddit.com/r/ukraine/comments/tcln3m/putin_publicly_lashing_out_at_spy_chief_for/

    • Joao Ptt says:

      O homem não tinha estado na reunião antes da aparência em publico, e então não sabia o que era para repetir (papagaio) em público.
      Tinha sido divertido o chefe da espionagem dizer ali que o Putim estava a colocar a segurança e qualidade de vidas das 144 milhões de pessoas na Rússia em risco por um motivo estúpido, e que deveria ser considerado um perigo à segurança nacional da Rússia e preso.
      O chefe dos serviços secretos sabia perfeitamente o quão perigoso é para a Rússia criar uma guerra, porque no limite se a UE ou mesmo a NATO se envolverem pode ser a terceira guerra mundial, e não vão ser apenas os outros a morrer, os russos também vão morrer e em larga escala, mesmo tendo bunkers e tal. Se não têm consciência, é na boa, mas se preocupam-se com o bem estar do próximo é algo a ter em consideração (evitar os problemas).

  6. Horas do Diabo says:

    Acho é que a Ucrânia já se arrependeu mil vezes de ter enviado para a Rússia, a troco de garantias pela sua integridade Territorial, o arsenal nuclear que tinha no seu território à altura da desagregação da URSS, e que era “apenas” o 3.º maior do Mundo na altura. Tivessem esse arsenal e ainda operacional, e não só não teria havido invasão como não ainda tinham a Crimeia, não se falava em independências de Dombasses e não havia um soldado Russo a menos de 50 Km da fronteira. Fiaram-se em Tratados com os Russos … deu no que deu.

    • Joao Ptt says:

      Eles não tinham dinheiro nem para comer, quanto mais para manter armas nucleares.

      Os EUA pagaram, e bem, para eles mandarem para os Russos, se não tudo quanto é estado parasita já tinha aquelas armas nucleares em posse deles.

      O erro deles, foi não ter pedido como contra-partida para se verem livres das armas pertencerem à NATO, porque mal começassem a ver as movimentações dos Russos os outros países poderiam movimentar-se e actuar directamente… assim mandam para lá coisas e a medo a ver se a Rússia não fica demasiado chateada.

      Seja como for os Russos só invadiram porque é um bando de totós, fosse eu o presidente e ameaçava logo explodir com todas as centrais nucleares tanto na Rússia, como até dentro da Ucrânia. Iam ver se os Russos não recuavam, e se a NATO não intervinha para proteger a Ucrânia… que ficar o planeta todo radioactivo por décadas não seria nada interessante para ninguém.

      • Memória says:

        Joao Ptt, é muito difícil perceber o que você escreve, você não diz coisa com coiso, embora você talvez pense que o que escreveu está muito claro.

        Simplificando o que percebo do que você diz ( … ameaçava logo explodir com todas as centrais nucleares . . .) está aqui ilustrada a sua solução:

        https://www.youtube.com/watch?v=3edi2Wkr5YI
        Dr Strangelove Major Joao Ptt Rides The Bomb

        • Joao Ptt says:

          Li novamente em dois dias diferente e continuo a achar bem perceptível o que escrevi, não alterava nada. Se não quer esforçar o cérebro, tudo bem.

    • Memória says:

      O arsenal nuclear estacionado na Ucrânia era propriedade da Rússia, tal como o actual arsenal nuclear estacionado na Holanda, ou em Portugal, ou na Grécia ou na Turquia (e esse é um caso bicudo) é propriedade dos USA. Quando os holandeses perguntaram, receberam uma resposta claríssima

      Está protegido e trancado às ordens dos USA, com pessoal americano e estes países todos não têm nada a dizer em caso de emergência sobre o seu uso ou não-uso.

      Se Portugal (ou a Turquia) resolverem sair da Nato ou forem expulsos, “perdem” a proteção do guarda-chuva nuclear, por mais ridículo que o conceito pareça (e seja).

      A Turquia é um caso especial e muito perigoso, até a Google lhe pode explicar porquê.

      Convém não alimentar ainda mais pesadelos nucleares, os que existem já chegam

  7. Carambolas says:

    Um drone antiquado que já ninguém ou quase ninguém usa, sobrevoar livremente vários Países da NATO que devia estar em alerta Máximo contra intrusões, e sem ser abatido? Ou há muita gente a dormir na forma, ou afinal a defesa anti-aérea da NATO não existe.

    • PJA says:

      Exactamente, se não fosse grave dava vontade de rir.

    • Memória says:

      Faz lembrar *um pouco* o acontecido no 11 de Setembro, não faz?

      Sabiam muito bem que era um drone Ucraniano (misterioso de fabrico soviético, LOL) mas pensaram que ia cair num descampado qualquer. ou ter auto-destruição automática.

      O problema é que não caiu num descampado, e também que testar a auto-destruição custava muito dinheiro (e um drone, LOL), e que os croatas não são tão submissos “como deviam ser” e meteram a boca ao trombone. ROTFL

    • Joao Ptt says:

      Tanto quanto sei, pelo menos em Portugal não existe defesa aérea terra-ar integrada com sistema radar e coordenado com os aviões caça, a acho que na maior parte dos outros países é igual… está tudo dependente de os detectarem nos radar e depois dos caças os interceptarem… como se vê o sistema tem falhas de conceito… os Russos claramente não cometem tal erro, nem os Israelitas (estes à custa da própria experiência com as centenas/ milhares de mísseis que lhes lançam com alguma frequência ao longo dos anos).

      Excepto talvez a Suécia, desconfio que eles têm os aviões, sistemas de radar e sistemas de misseis terra-ar integrados por causa da SAAB ser lá sediada.
      Mas também tiveram acho que 4 aviões espiões da unidade nuclear a sobrevoar o território e não foram abatidos, foram só “escoltados” dali para fora. Se fosse ao contrário duvido que os Russos não os abatessem ou no mínimo que os obrigassem a aterrar.

      Aliás, com a entrada daquela aeronave, supostamente de droga, algures pelo Algarve cujos caças F-16 perderam de vista porque não conseguem voar tão lentamente, ficou identificada outra vulnerabilidade extremamente grave que Portugal tem que é a: falta de helicópteros de combate, como por exemplo o MD 969 Twin Attack Helicopter.
      Para responder a este tipo de perigos (aviões lentos, helicópteros, drones, embarcações, etc.).
      Por esta altura já deveríamos ter pelo menos o MD 969 Twin Attack Helicopter (ou similar), para servir simultaneamente para responder a ameaças aéreas (tem armamento) e nos casos em que aterram num sítio qualquer, para terem equipas de militares para os cercar imediatamente até à chegada da PSP/ GNR para tomar conta da ocorrência. Claro que não basta uns 10, é preciso alguns 100 ou mais para estarem espalhados por todo o território nacional e dessa forma conseguirem responder a qualquer intrusão no espaço aéreo para o qual os F-16 não sejam os adequados. Ao contrário por exemplo do Airbus Tiger, estes são mais polivalentes, e por exemplo em teoria dá para serem utilizados para outras funções como transporte VIP, transporte de evacuação em catástrofes, combater incêndios, fazer evacuações médicas, busca e salvamento… é só uma questão de adaptar as necessidades em cada momento, e em caso de perigo militar para o país, converterem rapidamente as unidades todas para missões de combate.

  8. Valium33 says:

    Veio de uma falha no continuum espacio-temporal através de um portal aberto em 1990 e esteve dado como desaparecido até agora. Para o drone passaram apenas umas milésimas de segundo.

    • Memória says:

      Às vezes existia, outras vezes não existia, quando existia às vezes era russo, outras ucraniano.
      Por vezes existia e não existia ao mesmo tempo, e ao contrário também.

      Passou definitivamente a existir e a ser ucraniano devido ao colapso da função de onda quântica,
      — O facto dos croatas o terem observado e observado também a cratera que fez e terem contado ao mundo.

      A culpa é dos croatas

  9. Memória says:

    A DEFESA DA PÁTRIA PORTUGUESA
    (Fernando Pessoa)

    A Minha Pátria é a Língua Portuguesa

    Não tenho sentimento nenhum político ou social. Tenho, porém, num sentido, um alto sentimento patriótico. Minha pátria é a língua portuguesa. Nada me pesaria que invadissem ou tomassem Portugal, desde que não me incomodassem pessoalmente. Mas odeio, com ódio verdadeiro, com o único ódio que sinto, não quem escreve mal português, não quem não sabe sintaxe, não quem escreve em ortografia simplificada, mas a página mal escrita, como pessoa própria, a sintaxe errada, como gente em que se bata, a ortografia sem ípsilon, como o escarro directo que me enoja independentemente de quem o cuspisse.

    Sim, porque a ortografia também é gente. A palavra é completa vista e ouvida. E a gala da transliteração greco-romana veste-ma do seu vero manto régio, pelo qual é senhora e rainha.

    • Técnico Meo says:

      Passo 1
      Pré-aqueça o forno a 180 ºC.
      Passo 2
      Numa tigela bata os ovos e o açúcar durante 5 minutos até formar um creme esbranquiçado.
      Passo 3
      Junte o sumo e a raspa de laranja e misture bem.
      Passo 4
      Adicione a farinha cuidadosamente.
      Passo 5
      Coloque numa forma de bolos forrada com papel vegetal e leve ao forno 45 minutos a 170 ºC.
      Passo 6
      Retire do forno, desenforme e deixe arrefecer antes de servir.

      • Zé Lenskas says:

        🙂
        Técnico Meo, já agora sff diz lá as quantidades.
        Só tu para divertires esta malta toda, qualquer dia és presidente!

        • Técnico Meo says:

          Uma porção de humanidade. Outra de bom senso. Alguns cabelos brancos .Alguma coragem á mistura. Empatia genuína para quem é destruído e obrigado a fugir de um louco. Quem defende as narrativas que se escutam por aí anti Nato e mais isto e aquilo, são pessoas demasiados fechadas em conceitos articulistas pseudo intelectuais, fossem eles de perto ver o êxodo de pessoas obrigadas a fugir de um país que era a casa deles depressa percebiam o quanto estão errados. Basta imaginar genuinamente o que é sentirmos cair bombas mesmo ao lado da nossa casa, aqui em PT . O resto é semântica. E o mais paradoxal é que estas narrativas que temos lido por aqui são oriundas de blocos políticos que dizem defender-nos contra a tirania. E assim crescem os extremos. Obrigado Zé.

        • Memória says:

          Ele esqueceu-se do principal:

          – Lágrimas de crocodilo o suficiente para encher uma piscina olímpica
          – Hipocrisia em doses ‘imensas’
          – Censura de opiniões e informações contraditórias
          etc.
          E o melhor de tudo:
          * Tentativas esfarrapadas de “doxing*
          * Ameaças (neste fórum) de pelotão de fuzilamento, ou tiro na nuca
          * Paranóia a precisar urgentemente de acompanhamento clínico

          De resto da receita para presidente tem tudo o que é preciso

          • Técnico Meo says:

            ” …* Ameaças (neste fórum) de pelotão de fuzilamento, ou tiro na nuca…” hahahahaha eu pagava para me mostrar isso homem hahahaha

            Mas se eu sou isso tudo, deve gostar não, assim bem ao estilo de Putin, não?
            Boa tentativa memoria, boa tentativa….. Não percebem que ninguém já aluga a vossa narrativa barata…aliás, é com regozijo que observo isso em muito ladoe não só aqui, as pessoas estão a ficar incomodadas com a vossa propaganda dissimulada e digo mesmo, muito suspeita, cada vez mais.

    • Memória says:

      . . . Se você escrevesse seus poemas em bolinhos de arroz gordos,
      nem mesmo o cachorro de um mendigo os comeria.

      In: Cold Mountain Poems
      https://terebess.hu/zen/chang/HanshanPoems.pdf

      • Técnico Meo says:

        Não é cachorro, é cão, e não descrimine os sem abrigos; tão sensível é e não percebe a miséria que padece um sem abrigo. Sensibilidades bolcheviques, não há Putin que as entenda…

  10. Memória says:

    Óh Técnico, cachorro e cão é o mesmo. cachorro usa-se mais no Brasil!

    “Mountain” é simbólico em Zen (o mesmo que “Meditação”) para “Mind”, “Mente”.
    “Cold Mountain” é um símbolo da mente lúcida, fria, objectiva, sem preconceitos como no Cristianismo se
    fala em “Pobres de Espírito”, não-corrompida

    Eu vejo que você está mal, mas são os bolcheviques ou o Putin que o perseguem?
    Eu não descrimino ninguém, sou um português na Diáspora.

    Um cantor da Diáspora (que também já morreu. de uma doença rara e fatal) é o

    Graciano Saga – Porque Choras Criancinha
    https://www.youtube.com/watch?v=1dkAqJYhI4E

    Não ganhe fixações mórbidas , não vale a pena, a vida é curta, a Arte é longa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.