Quantcast
PplWare Mobile

Samsung: Agora é a vez da Microsoft processar a gigante Coreana

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Simões


  1. Alexandre Carvalho says:

    Não percebi muito bem, no que é que a Microsoft têm a haver com android para ter cedido patentes e ajudas a samsung..

    • Mota says:

      A MS recebe uma taxa por cada android que a google (ou outras marcas, samsung, lg, etc) venda.

      Ou seja, é basicamente isto. A MS tem acordo estabelecido com as empresas, ou seja, as empresas usam as patentes da MS e paga À mesma, para nao irem a tribunal.

    • ze says:

      a muitas tecnologias que pertencem a MS
      https://pplware.sapo.pt/smartphones-tablets/android/microsoft-patentes-secretas-do-android-reveladas/

      a MS ganha mais dinheiro com o android que com o wp.

    • Luis Costa says:

      Pergunto o mesmo ???

    • Rudi says:

      Boas, se não conheces o termo “Patent Troll” passas a conhecer, e é extremamente comum nos EUA porque o sistema de patentes é um completo absurdo e está “broken”.

      Nos EUA esta empresa também é conhecida por usar muito o FUD (fear, uncertainty and doubt) em que diz que uma empresa está a usar patentes e que lhes vai meter em tribunal, só as custas do tribunal é capaz de levar a empresa à falência logo optam por um acordo quase sem conhecerem as patentes que estão a infringir.

      http://www.zdnet.com/microsoft-profits-from-linux-patent-fud-7000001598/

      http://www.zdnet.com/blog/hardware/are-microsofts-patent-claims-against-android-fud/16394

      Outro Link que comprova o que o zé disse e bem.

      http://arstechnica.com/tech-policy/2014/06/chinese-govt-reveals-microsofts-secret-list-of-android-killer-patents/

      E o android é a galinha de ovos de ouro

      http://www.zdnet.com/microsofts-most-profitable-mobile-operating-system-android-7000015094/

      São tácticas empresariais altamente agressivas que faz com que muitas pequenas empresas tenham medo de tentar inovar porque não sabem quantas patentes vão pisar por usar algo que é óbvio.

      • Marco says:

        Esta mesma empresa leva os “Patent Troll” muito a sério, sei de quem foi comprados por eles e no primeiro mês após a compra todos os programas da empresa foram revistos por causa das patentes.

      • Andre says:

        Faltou foi referir que a Microsoft, pelo que parece, é uma empresa de software que usa e desenvolve essas patentes para seu uso, e não para litigiar. É o seu ganha pão, e não surgiram do nada… Podes chamar óbvias quando quiseres, mas são óbvias porque apareceram nos produtos da Microsoft e agora parecem obvias… Ler e escrever parece uma necessidade óbvia, mas foram precisos milhares de anos para alguem inventar isso…

        Logo, não é nada patent troll.

        Há coisas mais importante que telemóveis baratos…

        • Daniel says:

          A MS não desenvolveu a maioria das patentes (se não todas). Garantidamente a vasta maioria das patentes foram as que obteve com a compra, em concórcio, da Nortel (e não vês a Apple a fazer o mesmo e foi parceira da MS na compra).

          • André says:

            Ai não?

            Então quem é que desenvolveu?

            Foram os meninos da Google a tosquiar o cãozinho no trabalho, não?

            Andam a dormir os gajos da Microsoft? Ou pensas que a Microsoft é só programar o Windows e Office, e já está?

            Não, não são patentes da Nortel, e se fossem? Vai ver os documentos leakados (se é que são verdadeiros), e vê de quem são a maioria das patentes.

            E se foram compradas, a Microsoft pagou por elas, que mais queres? A Google também quis comprar as patentes da Nortel…

          • ze says:

            desde a ajuda financeira da Ms a Apple nos anos 90, que tem acordo de patentes.

          • Nunes says:

            @ Daniel
            A maior parte é da Nortel?
            Não sei onde é que vais buscar tal coisa, mas não faz qualquer sentido. Em primeiro lugar porque as essas as patentes da Nortel só foram vendidas em 2013, e o acordo da Microsoft com a Samsung é de 2010. Em segundo lugar essas patentes da Nortel continuam quase todas sob a alçada do consórcio, e haver algum pagamento e acordo seria com o consórcio, não directamente com a Microsoft

          • Nunes says:

            onde digo 2013, quero dizer 2011

        • Rudi says:

          Boas, para já todos os telemoveis são baratos porque são feitos na China, até o iPhone custa menos de 200€ quando sai da fabrica e há quem o compre por mais de 500€.

          Quanto aos milhares de anos… bom os computadores como os conhecemos só existem há algumas decadas, e ainda microsoft nem 30 anos se não estou em erro e touch screen num smart phone cerca de uns 6 anos, então inventar o facto de fazer zoom com dois dedos para mim é mais do que obvio, mas é uma patente da Apple.
          É como ter a uma bola e um pé e fazer uma patente o facto de pontapear a bola, sem esquecer que depois vem a patente de fazer golo, foram precisos milhares de anos…

          O sistema de patentes americano esta a baixar niveis tão grandes que a ultima patente mais estupida é de fazeres uma consulta medica telefonica.

          Mais uma coisa a Microsoft faz 11 000 patentes todos os anos de coisas bizaras que nunca usou como um tablet para crianças na decada de 1980 que nunca fez nem nunca usou, até o facto de ter janelas com cantos redondos ou mesmo o duplo clique
          Ora tens um botao e tens um dedo clicas quantas vezes quiseres, mas clicares duas vezes e abrir um programa é uma patente?

          Estou deveras abismado com a inovação tecnológica, vou patentear os 3 cliques no rato para tirar um café, é obvio ou inovação tecnologica?

          • André says:

            Pois são todos muito baratos…

            O iPhone saiu da fábrica a custar 200€, mas para o fazer a 200€, a Apple teve de fazer encomendas de milhões deles…

            Para o “inventar”, teve de gastar milhares de milhões de dollars em técnicos, consultoria externa, licenciamento de patentes, etc.

            Depois disso, tem de gastar milhões em publicidade, e a cada cinco ou seis iPhones que vendem, têm de contar com outro que vai de volta para a garantia, que vai ter que ser substituído por alguma coisa, etc…

            Por isso pagas 699€, mas 568€ é o que recebe a loja.

            A loja tira uns 100 ou 150€ para pagar-se a si, aos empregados, á empregada de limpeza, e para a mafia de em vez de pôr o iPhone na estantes, por o Samsung…

            Logo a Apple só recebe uns 400€ por cada um…

            Achas que arranjas um iPhone nos chineses, assim com o iOS, qualidade de construção de topo, qualidade de hardware de topo, e a pagar aos milhares de engenheiros que a Apple emprega, por 200€?

            Ou uma cópia meio pirata do Android, assim, sem pagar licenciamentos?

            Juizo!

            Fazer zoom com os dois dedos, é tão simples, então porque é que ninguém se lembrou de patentear?

            Pois…

            O problema não é fazer o zoom de dois dedos, o problema é detectar os dois dedos, com apenas uma película tão transparente que nem faz diferença na qualidade do ecrã…

            Isso não é algo que se diga aos chineses para fazer, e eles fazem aos milhões.

            Se não gostas do sistema de patentes americano, tens bom remédio, faz em qualquer ou país, e está feito. As patentes americanas não funcionam aqui, a menos que patente aqui também…

            Oh espera, a Microsoft, Apple, Samsung, etc. também têm sucursais aqui que também patenteiam as coisas, e como vês, funciona da mesma maneira.

            Para dizeres que as patentes tão estúpidas, então não sabes de certeza do que estás a falar.

            Como essas empresas, que em declarações à empresa, queixam-se “do sistema”, quando são eles a infringir…

            Mas a Samsung também tem patentes, e já as usou para “chatear” outras empresas.

    • ToneZe says:

      Assim por alto… A Msft recebe mais de um telemóvel Android que a própria google. (Excepto nos motorola e excluindo os ganho indirecto de publicidade e afins)

    • MAC says:

      ‘Ter a ver'(relação) e ‘ter a haver'(crédito) são coisas completamente diferentes.

    • Alexandre Cunha says:

      Exato, a microsoft não tem nada. Este esquema é conhecido como Máfia e carateriza-se pelo exigência do pagamento de uma “proteção” forçada. O mafioso recebe uma quantia e em troca o burlado não será incomodado. Se o “cliente” não pagar, será seriamente incomodado e não conseguirá fazer a sua vida normal.

  2. gustavo says:

    “até porque grande parte dos rendimentos da empresa advêm precisamente das royalties que recebe dos fabricantes que usam Android.”

    Que eu saiba, 2 biliões de $$$ são peanuts para a Microsoft… mal seria se esse valor representasse a maior fatia do lucro anual da MS! ROFL

  3. Daniel says:

    O problema é que essas ditas “patentes” que a MS nunca dizia quais eram, só dizia que a Samsung violaria a sua propriedade intelectual e como tal ou a Samsung (e HTC e afins) assinavam de cruz no escuro ou descobririam que patentes eram em tribunal, vieram a público e é mais que claro que a MS abordou as tecnológicas e negociou o acordo em má fé. E como tal agora vai ver como elas mordem. Já a B&N pedia ao DOJ para averiguar o caso contra a MS (ainda antes de se saber que patentes eram), agora esta acção da MS parece-me mais desespero que outra coisa, é o lançar dos últimos foguetes antes que a festa termine. A ver vamos nos próximos meses se a MS não se vê em mãos com mais um processo de antitrust.

    • Tobias says:

      “O problema é que essas ditas “patentes” que a MS nunca dizia quais eram, só dizia que a Samsung violaria a sua propriedade intelectual e como tal ou a Samsung (e HTC e afins) assinavam de cruz no escuro…”

      “Acreditas mesmo no que dizes ou acordaste mal disposto e lembraste-te de dizer coisas dessas?
      Achas mesmo que uma empresa como a Samsung iria assinar um contrato sem saber o que estava a assinar? LOLOLOL

      • Daniel says:

        Giro… Na volta por eu saber PRECISAMENTE como funciona a indústria na qual trabalho é que me faz ter tanta certeza no que escrevi. E tu, qual a tua autoridade para supores que acordei mal disposto ou por em causa o que eu escrevi? Não te esqueças que a Samsung foi a última das grandes a assinar o acordo, havia pressão q.b.. Basta olhar para a Barnes & Nobles, que a MS pressionou para assinar o acordo, esta recusou-se e nada de mais foi feito contra a B&N, excepto o reverso, o impensável: a MS investiu na B&N (comprou cerca de 20% da empresa, e a B&N iria criar a app NOOK para o Windows 8). Certo…. com um portfolio “tão sólido” de patentes e a gigante desiste e ainda vai investir na empresa com a qual tinha disputa….

        Muitos destes acordos assinados são de “inoculação”: não se sabe se alguma vez terão algo a perder ou não a não ser chegando a hora (e indo a tribunal), então mais vale assinar por serem valores “irrisórios” face às potenciais perdas.

        E já agora, vai ver o termo “patent thicket”, é algo elucidatório, mesmo para situações em que se tem conhecimento de quais as patentes em causa.

        • Carlos says:

          E por trabalhares na industria o que quer isso dizer?
          Eu posso lavar pratos e isso não me faz chef ou, neste caso, especialista em direito internacional/patentes.
          Se trabalhasses no Registo de Patentes, poderia se presumir que eras especialista, se trabalhas na industria és igual a qualquer outro.
          Há cada um…

  4. Tavares says:

    “… a Samsung (e HTC e afins) assinavam de cruz no escuro…” Mas sabes aquilo que estás a dizer?? Então empresas como a Samsung,com a “bateria” de advogados a quem pagam, assinam contratos sem conhecer o que TODAS as alíneas querem dizer?? Para fazer comentários como este era preferível estares quieto…a Microsoft está,e muito bem,a defender aquilo que pensa serem os seus direitos.Por alguma razão a Samsung(e não só!) pagaram até agora…eu também gostava de ganhar dinheiro à custa do trabalho e do investimento dos outros.Mas ninguém me dá essa “balda”…

    • Daniel says:

      Primeiro, se queres insultar vai insultar alguém com o qual sejas intímo ou tenhas relação próxima. Não me conheces de lado algum nem tão pouco me conheces profissionalmente, seria normal seres céptico sobre o que eu escrevi mas o facto de partires para argumentos ad hominem só mostra que não tens qualquer argumento.

      Segundo, a propriedade intelectual não era inicialmente da Microsoft, foi comprada a terceiros. Se estivesse a defender alguma coisa seria o seu investimento e interesse em facturar.

      Terceiro, e talvez a mais relevante: lê a minha resposta ao Tobias.

      • Cátia says:

        Daniel qualquer que seja a tua situação profissional acredita não estas nem de perto do assunto. Acredita sei mais do assunto do que tu pensas, acho este site um dos melhores de tecnologia em Portugal e pela primeira vez vejo alguém a ser gabarolas como tu. Repito venhas com o que venhas tenho muito mais acesso que tu… Cumprimentos.

      • Nunes says:

        Só que dessas patentes quase nenhuma foi comprada a terceiros, são patentes da Microsoft já com muitos anos. Basta pensar que o acordo com a Samsung já é de 2010, bastante anterior ao negócio das patentes que deves estar e pensar (Nortel, 2012), e são poucas as patentes que passaram para a Microsoft desse negócio, já que quase todas continuaram no consórcio

  5. André says:

    Agora, será que vão fazer anúncios a gozar com a Microsoft/Nokia, como fazem a gozar com a Apple?

  6. Benchmark do iPhone 5 says:

    Aí mais para cima os ânimos andam inflamados 🙂
    O que sei é isto.

    O acordo da Microsoft com a HTC, a Samsung e outros fabricantes de Android são globais, não são patente a patente. São do tipo “Paga X, e não o chateamos com as nossas patentes”. Mas é irrealista pensar que quem estava a pagar – muito – dinheiro não tinha nem ideia de que patentes eram.

    Quando, em Abril, a Microsoft anunciou a compra da Nokia, o governo chinês aproveitou para sacar à Microsoft um compromisso sobre as suas patentes necessárias ao fabrico, por empresas chinesas, de um smartphone Android.

    A partir deste post da Arstechnica, do link que estå no fim (“April 8 blog”) e, neste, o link do 2° parágrafo, que leva ao compromisso da Microsoft, fica tudo bastante claro, embora a lista das patentes que integram o anexo não tenha sido publicada. Resumindo:

    – são cerca de 200 famílias de patentes
    – em 2013 a Microsoft disse que 50% dos smartphones Android eram fabricados por empresas que tinham acordo e estava próxima dos 70% (obviamente contando com a Samsung que, entretanto, deixou de pagar)
    – estima-se que o valor desses acordos renda à Microsoft 2000 milhões de dólares por ano, o que representava 9,1% do seu lucro líquido de 2013.

    http://arstechnica.com/tech-policy/2014/06/chinese-govt-reveals-microsofts-secret-list-of-android-killer-patents/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.