Quantcast
PplWare Mobile

Microsoft comprou o GitHub por 7,5 mil milhões de dólares

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Vítor M.


  1. João says:

    Tentativa desesperada da MS de se manter relevante.

    A Microsoft precisava de fazer isto? Não.

    Faz sentido para uma empresa como a MS comprar este serviço? Não.

    A única razão da Microsoft comprar o GitHub é simplesmente porque o GitHub é cool e atrai novos programadores, a Microsoft não é, a Microsoft tenta comprar “cool”.

    • Vítor M. says:

      Não é bem assim 😉 a Microsoft está a fabricar o seu caminho num novo modelo. Repara que este produto é uma aquisição com várias vertentes, mas sobretudo é a intenção e necessidade de levar até si um número grande de developers, coisa que tem faltado à Microsoft desde há pelo menos 10 anos.

      A empresa com compras como o Skype, o Linkedin e agora o GitHub fica bem posicionada em vários serviços relevantes e populares. Tem havido uma gestão muito competente por parte deste CEO.

      • Pérolas says:

        Pois, o grande problema da M$ é o registo negativo que tem em «take overs» como este… o tempo o dirá…, mas, dificilmente o escorpião muda a sua natureza…

        • says:

          Registo negativo ? Isso depende muito do objectivo, o qual nós não sabemos qual é.

          • Pérolas says:

            Podemos falar de uma das mais emblemáticas que foi a aquisição da nokia, ao preço da chuva, cuja venda «fantástitica» foi feita pelo individuo que depois da venda foi trabalhar para a M$… tanta ética e moral comercial… um «case study» na verdade LOL. Escusado será dizer que antes da venda a nokia foi perdendo imenso valor de mercado, deixada às portas na falência e depois da venda foi «canibalizada». A história é uma disciplina tramada… aparentemente há muita gente que não aprende com ela…

      • Jc says:

        Hahaha. Is acionistas são os mesmos. Nada mudou.
        Uma empresa do tamanho da MS não faz dinheiro a proteger o OpenSource.
        Isto é o fim do GitHub. Um ou mais clones aparecerão em poucos dias e todos os projectos relevantes sairão.

        Mais ainda. A MS sabe que isto é o fim do GitHub que ninguém iria confiar no GitHub depois da aquisição. Mesmo assim comprou. Assumiu o prejuízo para acabar com um problema grave. (Vários projectos sedeados no GitHub destruíram produtos da MS nos últimos anos)

      • José says:

        Skype? Dead. LinkedIn? Dead. CodePlex? Dead. GitHub? Soon to be dead.
        A malta está fugindo para o GitLab. Basta ver os tweets: https://twitter.com/gitlab
        Tudo o que a Microsoft toca torna-se em b***a.

      • Daniel says:

        ” mas sobretudo é a intenção e necessidade de levar até si um número grande de developers, coisa que tem faltado à Microsoft desde há pelo menos 10 anos.”

        Não concordo. Quer dizer, concordo que é verdade que a MS históricamente teve alguma dificuldade em conseguir ter tracção entre developers não ligados a empresas com alguma dimensão, mas isso tudo mudou com a saída do .NET core, VS Code, expansão das funcionalidades das edições community (e contexto em que se podia usar), versão free do Visual Studio Team Services, etc. Arrisco dizer que o VS Code terá sido o ponto de viragem (quantos e quantos plugins para as mais diversas funcionalidades, language bindings e afins não surgiram permitindo usar-se para virtualmente qualquer linguagem de programação ou situação?!).

        Agora, se disseres que não tem o peso de um github junto da comunidade open source, ou para projectos que não sejam de uma empresa com alguma dimensão? Garantidamente… embora que para empresas existem soluções bem mais seguras do que github (e que as empresas por norma já usam os seus produtos, como o caso da atlassian que tem o jira, o confluence, o trello… e o bitbucket!).

        Quanto às aquisições que mencionaste… Skype tornou-se praticamente irrelevante nos últimos anos por causa do hangouts, messenger, whatsapp/telegram… isto posto cronológicamente as flechadas à importância que foi levando (tirando Skype for Business, que só se chama Skype para criar reconhecimento à marca do Skype “doméstico” pois o Skype for Business é o Lync e de Skype só tem o nome forçado e mais nada); LinkedIn tem administração totalmente independente e mantem a mesma estrutura executiva (por enquanto pelo menos, será na altura em que a estrutura seja assimilada/integrada na MS é que se verá o que poderá dali sair).
        A aquisição do Github faz sentido para a MS porque é uma forma de complementar o seu serviço de Visual Studio Team Services, o resto se é “relevante” (Skype aos anos que lhe caiu a relevancia) ou “popular” não interessa, o que interessa é que complementa os seus serviços em algo que a MS já afirmou ser estratégico (e a confirmá-lo: VS Code, .NET core, MSSQL para Linux, Distro de Linux, linux userspace no Windows 10, etc).

        Eu tenho alguma fé em Satya Nadella e acho que ele realmente tenciona tornar a MS mais receptiva e menos agressiva… o tempo o dirá.

    • Cortano says:

      “Tentativa desesperada da MS de se manter relevante”
      LOL

      Abres o olhos que já é dia.

    • Daniel says:

      Não necessáriamente… até está muito em linha (ou inteiramente em linha) com o Visual Studio Online (Visual Studio Team Services), em que tens uma plataforma ALM inteira online, com source control (git,salvo erro), etc.

      Se a MS precisava? Nim. Mas escusam de reinventar a roda visto terem um produto concorrente.

      Se faz sentido para a MS comprar este serviço? Completamente, complementa a sua oferta de VSTS (Visual Studion Team Services).

      Garantidamente que para a MS a única razão não é “ser cool”, porque github é bem sucedido não é por “ser cool”, é por ser barato (grátis se não tiverem problemas com os repositórios serem públicos) e prático. Para a MS existem diversas razões para avançar com a aquisição, mas as que referi basicamente cobrem tudo o que é de importante, a meu ver.

    • Costa says:

      Ora aí está uma opinião com que concordo na íntegra, nem diria melhor.
      Só acrescento o que acho que se vai passar devagar devagarinho, parte dos projectos (dos mais importantes) ou são engolidos pela Microsoft ou saltam fora, e eu acho que vai ser a segunda opção. Os projectos menores, principalmente aqueles que têm adesão de pessoas assumidamente viradas para o mundo Linux, esses saltam fora mais rápido ainda. Os concorrentes do GitHub, se forem “espertos” já esfregam as mãos, agora é cavalgar esta manchada no GitHub e aliciar os principais projectos a migrar para o serviço logo ali ao lado.

    • says:

      “Tentativa desesperada da MS…” , ui, uma empresa que compra outra por 7,5 mil milhões de dólares, deve estar mesmo desesperada, assim também eu gostava de estar DESESPERADO.
      O desespero da MS está nas empresas mais valiosas, quer chegar ao 1º lugar, hehehe:
      1º Apple está avaliada em 923 mil milhões de dólares
      2ª Amazon está avaliada em 782 mil milhões de dólares
      3ª Microsoft está avaliada em 753 mil milhões de dólares
      4ª Alphabet (Google) está avaliada em 739 mil milhões de dólares

      Como em Portugal a governança, não pensa nem tem objectivos (coisa que transmite ao povo, e este assimila como normal), logicamente que não tem estratégia, é mais o NAVEGAR Á VISTA… ao contrário de empresas que têm objectivos e concebem uma estratégia para os alcançar.
      Compreendo que isto seja estranho para muitos Portugueses.

  2. Miguel says:

    Mais um serviço “que se foi”…

  3. Jorge says:

    E assim vai o mundo…

  4. zeca says:

    desde que seja para melhorar, por mim tudo bem 😀

  5. João says:

    Tentativa desesperada da MS de se manter relevante.

    A Microsoft precisava de fazer isto? Não.

    Faz sentido para uma empresa como a MS comprar este serviço? Não.

    A única razão da Microsoft comprar o GitHub é simplesmente porque o GitHub é cool e atrai novos programadores, a Microsoft não é, a Microsoft tenta comprar “cool”.

    BTW…

    https://twitter.com/movingtogitlab

    A GitLab está a ganhar imenso com a história…

  6. Pérolas says:

    Embrace, extend, and extinguish…

  7. arc says:

    Mais um serviço que se está a ir….devagarinho…mas vai para o fundo.
    Vivam as alternativas.

  8. fabio sousa says:

    “We are the borg… resistance is futile, your culture will serve to adapt us. You’l be assimilated”

  9. Jorge Manuel Pires Ferreira says:

    Compraram um bela m*rda LOL
    Estes negócios só parecem é lavagem de dinheiro!

    • eu says:

      Claro … um servico que toda a gente que e gente (ate a propria Microsoft usa) e uma bela m*erda… sim senhor o teu comentario faz muito sentido !!! Vai-te encher de moscas pa !

      • fabio sousa says:

        Eu acredito que estarão a tentar arranjar meios de obter informações de potenciais programadores e projectos aliciantes dentro do GitHub para melhorarem os serviços existentes e a experiência do utilizador. O GitHub é na sua essência de cariz público quando se inscreve gratuitamente. A informação e o trabalho imputado + royalties + privacidade têm um preço…

      • Djoje says:

        Ó “eu”, git??? bela bosta!
        Tecnologia para putos pá!

  10. cmariano says:

    O pplware tornou-se numa escola para iluminados, techmanjas e afins…..

    Ridículo…..

  11. João says:

    GitLab é uma boa alternativa.

    (deixo link para uma funcionalidade em falta no gitlab: https://gitlab.com/gitlab-org/gitlab-ce/issues/41766)

  12. soneca says:

    Já pensaram no acesso a código fonte de várias vertentes que a MS passará a ter? Estou a ver aqui uma oportunidade de espionagem industrial ao mais alto nível…

  13. Maike says:

    Boa. Agora vai começar a cobrar quem utilizar esse serviço e ter possibilidade de roubar projetos de cada programadores, para quem pagou para manter em privado.

    • Vitor says:

      “Reconhecemos a responsabilidade que assumimos com a comunidade neste acordo e faremos nosso melhor para empoderar cada desenvolvedor para construir, inovar e solucionar os desafios mais urgentes do mundo”, disse o CEO da Microsoft, Satya Nadella, no comunicado. A aquisição, sujeita a revisões regulatórias, deve ser finalizada até o fim de 2018. A Microsoft afirma que “o GitHub manterá o seu foco principal no desenvolvedor e vai operar de forma independente, para oferecer uma plataforma BERTA A TODOS OS DESENVOLVEDORES EM TODAS AS INDÚSTRIAS. Os desenvolvedores continuarão a poder usar as linguagens de programação, ferramentas e sistemas operacionais de sua escolha para seus projetos — e ainda serão capazes de aplicar seu código a qualquer sistema operacional, nuvem ou dispositivo”.

  14. Oscar Neto says:

    “Lá se vai um serviço…”
    Disseram o mesmo quando a Microsoft comprou o Linkedin e até o momento só vi melhorias.
    E acredito mesmo que a comunidade do GitHub sairá ganhando, pois como o Vitor M. referiu, a Microsoft está construindo um novo caminho, e o o GitHub é uma peça importante devido a sua abrangência e diversidade.

  15. José says:

    GitLab here i come!
    #movingtogitlab

  16. arc says:

    E em que plataforma assenta o GitLab…Hein?!?!

  17. Joselito says:

    Nat Friedman: finalmente um cara “Open-Source” esperto! Kkkkkk, Ah, os humanos e a sua dificuldade nata de viver precisando se alimentar, se vestir, cuidar dos filhos….
    É tanto comentário comunista nesse Pplware… Tá cada dia mais difícil!…
    Obs, para os incautos: Não existe almoço grátis!

    • Pérolas says:

      Boas, o teu comentário deve ser respeitado, mas, parece ser bastante ofensivo, pois, ao conotar-se, quem tem uma opinião contrária, como «comuna», pode inibir esse alguém de fazer um comentário livre e independente. Agora, não sei se reparas, mas vivemos noutra era, na era em que, conotações como «comuna» ou «facho» são um bocado «démodé» e redutoras; o open-source e quem defende o open-source está acima disso… Há «incautos» que preferem «love» grátis em vez de ter de pagar por ele… Se vamos por aqui, há pois é….

      • Joselito says:

        Obrigado por teu comentário consciencioso…. Embora não compreendas, q o estigma na palavra comuna venha somente de ti, apenas citei o fato (Comuna != Dinheiro)…, e que na real abordagem do amor (E tmb, mesmo nessa abordagem rasa q citas… Que qlqr mamífero conhece…), também não existe almoço grátis, nele sempre deve existir a reciprocidade (Seja física, social, genética, intelectual…) para manter-se e existir… Não existe almoço grátis…

  18. Andre says:

    Sou utilizador macOS, utilizo o GitHub para dezenas de aplicações e pesquisa…penso que estes senhores vão monopolizar a plataforma, como sempre aconteceu…Alguém concorda??

  19. Rodrigo says:

    Rumores dizem que a compraram para a fechar..

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.