Quantcast
PplWare Mobile

Mastercard passa a suportar pagamento com criptomoedas ainda este ano

                                    
                                

Autor: Maria Inês Coelho


  1. Vidal says:

    Uma coisa é certa, pelo andar da carruagem e as criptomoedas a ganhar adeptos de peso como a Tesla, ou os sistemas de pagamento se atualizam á realidade ou perdem a corrida e outros ganham o lugar.

    • Pirata das cabernas says:

      quem perde ?? achas que se as cripto entrarem na moeda isso não vai ser controlado depois ? ninguem vai perder lugar …

      • oiiiii says:

        “achas que se as cripto entrarem na moeda isso não vai ser controlado depois ? ninguem vai perder lugar …”
        importas-te de aprofundar o que queres dizer??

        • Vidal says:

          O que quero dizer, é que se o modo de pagamento com cripto se tornar eficaz eu serei dos primeiros a mandar os bancos e seus cartões cheios de comissões a pastar, quando os bancos tinham poucos clientes porque não havia tanta exigência de ter conta para tudo, aí não havia comissões em nada, agora onde não as há até as inventam, mesmo que a conta esteja zerada eles apresentam despesas de manutenção todos os meses.
          Ao menos se a conta for em cripto só pagas se usares, caso contrário não tens de pagar nada a ninguém.

          • BTC says:

            Estás quase lá,… mas ainda tem de saber aprender mais sobre as criptomoedas.

          • oiiiii says:

            A pergunta era para o pirata

          • João says:

            No dia a seguir acontece algo que faz com que o valor desça e ficas com um grande saco de… Nada. A não ser que a grande maioria dos negócios de produtos essenciais e outros de necessidade secundária aceitem pagamento direto. Não estou a ver isso a acontecer tão cedo.

            Acho que realmente é melhor virares agricultor e não confiares em algo tão volátil a 100%. Assim ao menos não passas fome.

          • João says:

            Aliás, pensa mais nas criptomoedas como um investimento, e não como uma alternativa às moeda física.

          • scp says:

            @João, para isso tens as stablecoins, moedas estáveis que nem valorizam nem desvalorizam. Por exemplo USDC. 1000 usdc serão sempre 1000 usdc, o que muda é o valor das coisas à volta.
            A vantagem deste tipo de moeda digital é que és tu que a controlas, na tua carteira digital. Não tens de manter o teu dinheiro no banco e ser cobrado por isso e podes fazer transferências sempre e quando quiseres, a única taxa é o custo mínimo da rede. Só que o único problema é a usdc estar na rede ethereum que ainda é uma rede muito cara, só quando lançarem a 2.0 passando de proof of work para proof of stake é que passarão a ter custos de transferência baixa. Mas há outras blockchains que oferecem essas taxas de cêntimos.

          • ElConquistador says:

            E não esquecer o euro digital que sera lançado como uma stablecoin, vai abrir as portas a outras stables

      • GFan says:

        “se as cripto entrarem na moeda” What? Entrarem na moeda? Qual moeda? Estás a falar do que?

        Atualmente já existem cartões Mastercard e Visa, em parceria com exchanges onde é possível comprar bens através de cryptomedas, mas, é necessário converter o dinheiro fiat para crypto (e vise versa), e essa conversão é feita do lado das exchanges.

        O que a Mastercard vêm informar é que ainda este ano irá preparar a sua rede, para permitir a transação direta entre cryptos, dentro da rua rede/infraestrutura, sem a necessidade de converter nada.

        Não há nada para controlar.

        E sim, se a Mastercard e a Visa não atualizarem a sua rede/infraestrutura, outros players iram aparecer, a paypal por exemplo.

        • scp says:

          Pelo que tenho lido a Mastercard tem a possibilidade de utilizar a plataforma Algorand de modo a fazerem as transações em pouquíssimos segundos e por taxa de transferência de 0.001 ALGO.

      • ElConquistador says:

        regulado ou não, se a mastercard e visa nao aproveitarem o barco, pode aparecer outros sistemas que substituam estas duas empresas, quantas empresas eram lideres de mercado e ficaram para tras

  2. Miguel says:

    Se assim for vou comprar um gelado com DOGECOIN.

  3. Camilo says:

    Anda todo mundo a ter sonhos molhados com a BC. Se a moeda vingar acham que se vão livrar dos impostos das taxas e fazer o que bem lhes apetecer, esquecem-se que alguém tem que pagar as estradas que usam, as infraestruturas que usam, os hospitais que usam, a recolha do lixo… Vão sonhando que com a B.C. vão-se livrar de todos este custos, os burros que não acreditam na B.C. vão pagar os vossos sonhos molhados.

    • Jorge+Ribeiro says:

      O teu comentário deixa me perplexo…
      Ainda este ano o próprio governo portugues disse que isto tudo era um bolha prestes a rebentar.
      Dizem tudo isso desde os 10 dollares…
      Para quem faz qualquer tipo de trading, seja currencies, stocks, crypto, futures etc sabes quanto pagam anualmente para o estado? 28% e nada mais e nada menos
      E achas que querem saber? Nao querem e sabes porque? Porque existe os “burros” que vao pagar e nos vamos ficar a ver os portfolios a valorizarem.
      Como se diz:
      Aprende com os erros do passado e nao deixes escapar oportunidades a frente dos teus olhos.
      Quando a lampada foi inventada todos gozaram e disseram mal, telefone igual, A PROPRIA MEDICINA….

      • TrincaEspinhas says:

        Meu caro se todo mundo deixar de pagar impostos tu voltas à idade média, voltas a domar cavalos para te deslocares porque não vão ser os marcianos que vão vir cá trabalhar por ti. Das duas uma, ou pagas impostos para ter os serviços ou limpas tu a bosta quando ela se acumular à tua porta, tapas tu os buracos na estrada quando eles aparecerem. Meu caro ou vivemos em sociedade e contribuimos para ela ou tornamo-nos “independentes” e… diz-me lá o que acontece. O teu pensamento é o de alguem que não quer contribuir para a sociedade mas quer ter os beneficios que ela proporciona, o problema é se todo individuio começar a pensar como tu, se assim for chega-se à conclusão que dinheiro não passa de papel que até terá muita utilidade para aquecer a caverna.

        • oiiiii says:

          Não percebo onde foram buscar a ideia que se vão deixar de pagar impostos… Mas isto anda tudo maluco ou quê???? se o meu patrão me pagar em bitcoins acham que ele ou eu não vamos ter de pagar esses impostos à mesma? claro que vamos todos ter de pagar impostos independentemente da moeda, seja ela virtual ou “física”… Quando recebes o teu ordenado já recebes sem descontos, neste caso o patrão faz os teus descontos, ou se receberes por inteiro tens de ser tu a descontar, seres pago em bitcoin (ou doláres ou qualquer outra moeda) não vai fazer diferença nesse aspeto. Tens de receber x e descontar y, tens a mesma de declarar esse dinheiro, etc,etc,etc… os recibos não vão deixar de existir, as empresas tem de apresentar contas tal e qual, e não se esqueçam, tudo o que compram têm de ser facturado (ou pelo menos devia) e quando pagam já estão a pagar impostos… por essa ordem de ideias ia começar a pagar o combustível para o carro em bitcoin, olha só o que conseguia poupar!!!! acho que não vale a pena alargar-me mais, acho que já entenderam onde quero chegar.
          Cuidem-se

        • Jorge+ says:

          E eu disse que ia deixar de fazer descontos sendo fisica ou virtual a moeda em si?
          Leste com atenção o que disse ou simplesmente mandaste cá para fora o primeiro pensamento que tiveste?

  4. Inyo Urass says:

    “Bitcoin é uma bolha e serve para lavagem de dinheiro e comprar drogas”

    Franklin Roosevelt, CEO do BES

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.