PplWare Mobile

LinuxDeluxe – Descubra locais onde existe Linux no Brasil


Editora no Pplware e psicóloga de profissão. Desde cedo que a tecnologia é uma paixão, interessando-se em particular com o impacto que esta tem na nossa vida e nos comportamentos que as pessoas adotam nas redes sociais.

Destaques PPLWARE

  1. nuno says:

    a coisa demora mas vai

    • Marcelo Dumont BHZ says:

      Por isso que varios caixas do banco do brasil sempre estao parados, e a casas bahia demora na entrega dos produtos, e pior, é qndo se compra espera se horas e horas para o sistema voltar kkkk.

      ta explicado….ah e nao sei quem fez a materia, o detran mg usa essa merda tb. PARCIALMENTE, pq se ele usar em tudo, o serviço que ja é lento vai ficar pior, mas graças a deus, o sistema de multas e cnhs é feito por outro setor que usa windows, ja os outros setores demoram e muito alimentados por LInuXO

  2. @lmx says:

    Boas..
    Antes de mais parabéns Marisa por mais esta divulgação.

    Será uma tendência a medida que a população de um pais vai evoluindo, e os preconceitos vão “caindo por terra”, pois a população de uma forma geral fica mais culta(reduz-se o analfabetismo, o ensino médio das pessoas vai subindo “degraus”), e quando se fala em sistemas operativos, já não pensam em Microsoft, mas sim num conjunto de software que virtualiza o hardware por forma a ser muito fácil trabalhar sobre o mesmo.

    Continua o bom trabalho.

    cmps

  3. Alucard says:

    Neste aspecto o Brasil é um exemplo que outros países e empresas deveriam seguir. Para quando uma migração da Administração Pública em Portugal para open-source? Falam tanto em cortar nas gorduras do estado, mas não se lembram das gordas licenças de software.

    • Marisa Pinto says:

      Exactamente.. e pelo que podemos ver com estes exemplos [já vamos em 60 bons exemplos e ainda há muitos outros], a redução de custos é mais que muita. Mas por cá não sei se é mais para armar, ou mesmo falta de conhecimento. Será que o nosso governo sabe o que é o Linux, e mais.. será que sabe das suas vantagens uma vez implementado?
      E falo do Governo como posso falar de outras entidades e empresas igualmente importantes…

      • Faganhoto says:

        Concordo plenamente

      • vi says:

        Tens pessoal certificado cá em Portugal? O suporte técnico quem o faz? SuSE ou RedHat? Preço? Se houver um problema há pessoal tecnicamente qualificado? Qual é o preço?

        MCSA e MCSE arranjo eu aos pontapés, e o resto? Sabes-me dizer o custo a longo prazo? Ou para vocês o preço das licenças são as únicas coisas a ter em conta?

        • Marisa Pinto says:

          És um rapaz com muitas dúvidas.

          • vi says:

            Quando responderes a estas questoes, compila tudo numa proposta e vai apresenta-la a qq organismo do Estado. De certeza que ganhas o projecto.

            Ate la, e so mandar bitaites.

            Para voces e td mt simples. Arranja-se nuns cds de ubuntu, formata-se tudo e voilla. Acabou-se os problemas. Formaçao, compatibilidade ou falta de tecnicos isso nao interessa para nada. So as licensas e que devem ser contabilizadas.

          • Pedro Pinto says:

            Caro @vi,

            Com uma resposta assim, certamente que não sabes do que falas e vives na realidade do facilitismo. Essa é a conversa de embalar…senão vejamos: Quantas instituições publicas existem em Portugal que têm software pago??? Pontapés deles…além de pagarem bem pelo software pagam também bem aos Administradores do parque informático que muita das vezes só pegam no telefone para pedir assistência. Não estou a dizer que devemos usar em tudo Linux mas há serviços em que os próprios administradores podem tomar conta deles…mas lá está, é mais fácil ligar e alguém que resolva. Essa é que é a realidade.

          • vi says:

            @PedroPinto, consegues visualizar o que percebo e o que não percebo por 3 linhas?

            Das um unico exemplo e de como os administradores são uma cambada de preguiçosos e depois extropolas o teu exemplo para toda uma realidade nacional? E eu e que vou no facilitismo? Mais honestidade intelectual sff.

            Quem é que iria migrar uma toda infra-estrutura nacional, alterar toda uma arquitectura, adoptar novos programas, desenvolver novo software a medida, dar formação e dps ainda dar assistencia tecnica a todo um territorio nacional? Tens pessoal certificado para isso tudo?

            Apresentem-me os custos disso sff.

            Mais uma vez, não vi as minhas questões respondidas. E já agora, pode-se constatar mt facilmente o sistema operativo utilizado por inumeros .gov.pt. Se alguem se der ao trabalho de analisar os TTL, repara muito facilmente que existe uma grande parte de servidores a correrem Linux ou algum tipo de derivado de Unix.. Quanto ao resto, e td politica do bota baixismo.

            Menos rebeldia e mais realidade…

          • Pedro Pinto says:

            @vi
            Vou tentar responder à tua questão com o meu ponto de vista:

            “Quem é que iria migrar uma toda infra-estrutura nacional, alterar toda uma arquitectura, adoptar novos programas, desenvolver novo software a medida, dar formação e dps ainda dar assistencia tecnica a todo um territorio nacional? Tens pessoal certificado para isso tudo?”
            PP – A migração não é algo que acontece de um dia para o outro mas pode-se começar por algum lado. Há aplicações open-source que são excelente alternativas a software comercial. Quanto ao pessoal certificado, se calhar isso começa na escola…Lembrei-me entretanto dos Magalhães….com caixa mágica, projecto português…muito interessante essa integração…Mas, será que alguém ensinou as crianças a usar o Linux?

        • @lmx says:

          @Vi…
          as tuas respostas são perguntas!!!???
          Claro que tens pessoas certificadas em Portugal, que por não terem trabalho teem que sair para o estrangeiro onde vão ganhar mais de 60K euros por ano, valor base + etc !!!
          Triste situação, mas é verdade!!!
          As empresas que tens nos outros paises tens em Portugal, e qual o problema de requisitares serviços a IBM, e REdHat???
          Saem sempre muito mais baratos e são sempre de qualidade muitíssimo superior.Com a vantagem de ser software que fica para o estado independentemente do tempo que o estado o queira usar, o que não acontece com o software actual, falam da Madeira, do bpn, do bpp, dos submarinos, das fragatas…mas e então que tal a questão do software com cada ajuste directo que mete dó ao meu bolso!!!
          E as empresas de SW livre que não podem concorrer no portal de compras do estado com as outras porque não as deixam!!!
          Mas afinal não saiu uma lei que obriga á contemplação de software livre???Onde anda a transparência????
          Desculpa que te diga, mas vou ser directo…quando falas de pessoas certificadas referes-te a que???á maioria de imbecis que se dizem informaticos do windows, ou a meia duzia de competentes que encontras espalhados pelo País a ganhar rios de dinheiro???

          cmps a todos

          • vi says:

            Muita parra pouca uva. Confundes certificação com competência/profissionalismo. Pura e simplesmente não tens Portugueses certificados na area pq pura e simplesmente não existe mercado e não é porque vão lá para fora. Achas que uma migração deste tipo seria feita por 3 gajos que acabaram de sair da faculdade? Tens a noção do esforço humano e do tempo que iria ser necessário? Para além dos custos a longo prazo que ninguem mos apresentou. Falei da SuSE ou da RedHat porque são as unicas que prestam apoio tecnico oficial. E olha que não é tão barato quanto isso. Ou vais meter Ubuntu em td o lado sem qualquer tipo de suporte? Quem és tu para dizeres que a qualidade é muitissimo superior. O kernel de linux são tijolos colados com cuspo. Há SO muitissimos superiores ao Linux (pagos ou não). Porque não adoptar-se então um OpenSolaris? Ou um da familia BSD? São sistemas operativos grátis e mt mais fiaveis que Linux. Eras capaz de migrar toda uma infra-estrutura para NetBSD? O processo é o mesmo.

            As empresas de SW livre não podem concorrer? Quem as impede? Estamos num mercado livre, pelo amor de Deus. Não atires frases para ver se pegam.

            Saiu uma lei de contemplaçao de sw livre (o que signfica isso?), como disse, MJ, AR, Computadores Magalhaes, inumeros .gov.pt (nmap, netcraft, p0f, ttl).

            Conheces muito bem o panorama do mercado Portugues para dizeres que n exstem profissionais competentes. Tão bem que não conheces as inumeras certificaçoes existentes….

          • @lmx says:

            Quando disse que não podem concorrer é verdade sim senhora!!!Parece que não conheces o panorama nacional…então não sabes que os formatos dos conteúdos para concorreres aos concursos públicos são em formatos proprietários de uma certa empresa???Sabias ou estavas esquecido??!!

            A Suse ou a RedHat não são as únicas tens também a IBM,e até se quiseres a Canonical(no caso obviamente de virem que existem projectos de monta!!), tens algumas empresas em Portugal e a Caixa Magica, e a Critical Software são alguns exemplos(se houver mercado porque não??), se eles adaptam sistemas operativos para situações criticas como para o espaço, achas que não são capazes de trabalhar com eles no panorama do Estado Português??
            Quando falas em pessoas qualificadas, sim é verdade que existem…um pouco espalhadas, mas existem sim senhora!!!E quanto aos novos engenheiros, sim também são uma mais valia, obviamente com alguém por trás que lhes “mostre o caminho…”

            Tenho noção que é um esforço grande, mas se países que são 40-50 vezes maiores que Portugal o fazem acho que um pais 40 – 50 vezes menor também o consegue ou não??
            Agora claro que não pode ser para ontem, mas também acho que não pode ser para um futuro longínquo que nunca mais chega!!!
            É preciso começar, ou avançar pelo menos a um ritmo 5-10 x superior ao actual, pois isto está muito parado!!!
            Não tem que ser usado um kernel linux, podem também utilizar outro, mas obviamente aquele que mais é conhecido é o linux, logo…fará sentido ter uma grande implementação do mesmo.
            Não concordo com a forma completamente errada com que o comparas com outros kernel’s…o linux é muitoooo bom, e um dos motivos da sua escolha comparativamente com outros é que o seu suporte a hardware é o maior de todos os outros, logo…!!
            Quando dizes que outros SO’s são muito mais fiáveis, também não concordo!!!Concordo que são mais fiáveis, fruto de terem tido por trás engenheiros do melhor que há a trabalhar de forma organizada, mas não muitíssimo mais!!
            O SO nos dias de hoje, e da forma que o conhecimento começa a estar disponível a todos está mais desmistificado que antes, agora o kernel, já não é tão importante como antes, pois salvo excepções, muitos são bons, ao contrario de antes…

            O facto de os responsáveis pela analise de custos, virem com a “mensagem”, ainda ninguém me apresentou os custos…bom vou falar aquilo que penso, se eu fosse chefe nem o deixava acabar de falar, era logo despedido!!!Então a função desses artistas é avaliar os custos de implementação, etc, e veem pedir que os outros lhe façam o trabalho, e ainda por cima a desculpa, é “como não sabemos os custos continuamos na mesma”!!!
            Então mas a função dos responsáveis destas áreas não é essa mesmo…?!Ou teem que ser os Portugueses a lhe ir fazer o trabalho!!!Os portugueses já pagam os seus impostos!!
            Se eu contracto um programador, mas ele chega lá e não sabe “tocar piano”, vai acontecer alguma coisa grave e não é a mim…
            Tudo isto para dizer que a culpa deve se atribuir aos responsáveis por estas Areas no Estado, que recebem um salário para determinada função, mas depois não cumprem com a sua função, defraudando o Estado Português!
            olha um exemplo em França…os responsáveis lá trabalham!!!
            http://www.debian.org/News/2011/20110729

            Não me leves a mal, mas acho que Portugal anda muito ao sabor do vento…

            cmps

        • Anderson Gouveia says:

          Quantos técnicos você precisa? Conheço pelo menos mais de 200 que fazem de tudo com software livre. Conheço todas as comunidades de Linux e de Software Livre em Portugal. Existe um ditado “quem procura acha”.

      • vi says:

        Para além do mais, todos os computadores do Ministerio da Justiça foram migrados para a Caixa Magica, para não falar dos computadores Magalhães.

        Já há trabalho no sentido de migração de vários ministérios para Linux, vocês é que acham que é tudo para ontem.

        Agora dizer que os ministérios desconhecem a existencia de GNU/Linux ou é má vontade, ignorancia ou a necessidade de se meter em bicos de pés…

    • Carlos says:

      Fácil dizer, díficil fazer.

      É que não há um organismo chamado “Administração Pública”.

      E é por aí que o problema começa, quem fala em “Administração Pública” geralmente não faz ideia do que está a falar.

      Muitos dos serviços públicos não têm sequer departamentos de informática, porque não precisam, nesses casos quem faria a migração? Tu? Tu vais correr *todas* as juntas de freguesia do país (incluindo regiões autónomas, claro) para mudar o software que as pessoas lá usam (contra a vontade delas) e dar-lhes formação (que elas não querem)? E de preferência de borla. Também me parecia que não…

      E nos hospitais, vais tu chegar lá, dizes “para tudo que vamos mudar o software dos computadores todos!”. E claro, contra a vontade dos utilizadores e, já agora de borla também…

      Nas escolas, talvez?

      Ou que tal se se fizesse isso nas repartições das Finanças?

      Ou no INEM? Ou nos Bombeiros Sapadores?

      De borla, claro.

      • N. Roque says:

        Ora, Portugal tem 4260 freguesias, 21 direcções de Finanças (só direcções e não repartições, essas são cerca de uma centena), tens alguns milhares de escolas e alguns centros do INEM e quartéis de bombeiros.
        Bastaria que as 4260 freguesias mudassem para alguma distribuição Linux para que, por ano, se consiga poupar 40000euros/ano, isto se considerarmos que uma distribuição Windows custa (apenas) 100€, e que cada freguesia teria apenas um computador, o que acho que é bastante improvável, para não dizer impossível. E ainda tinhas que acrescer o valor das aplicações de produtividade, mas nesse caso julgo que em alguns sítios já se usa o openoffice ou o libreoffice. Finalmente, tens milhares de Engenheiros Informáticos, ou só informáticos que não se importariam nada de dar formação a quem precisasse.
        Como viste, só nesta área tinhas ganhos de milhares de euros (para não dizer milhões).
        Finalmente, as mentalidades mudam-se, basta ter coragem para tal.

        • @lmx says:

          <>/ano,
          só no windows
          …agora junta-lhe o ofice da M$…e agora juntalhe os servidores de exchange, e agora junta-lhe o sql server…e agora…e agora, nem quero continuar a contar porque ja sei que vou ficar frustado quando chegasse a conta final!!!!!
          A mama tem que acabar, se ainda fosse uma empresa Nacional, mas não estamos a mandar rios de dinheiro para o estrangeiro(deixamos o pais mais pobre) todos os anos!!!

          cmps

    • Marisa Pinto says:

      Sim, esse é um pequeno exemplo porque Linux no Brasil é um mundo. As pessoas esforçam-se para promover e desenvolver Linux no país. Existem muitas comunidades, muitas revistas, muitos sites e fóruns dedicados ao tema.. São muitas as distros criadas.. fiquei admirada com o que encontrei. Não sei se haverá país mais empenhado em promover Linux que o Brasil. 🙂

      • Anderson Gouveia says:

        Parabéns Marisa! Se depender de mim, o software livre em Portugal vai avançar, acabo de escrever um artigo para a Revista Bit sobre gastos com software proprietário no Governo Português.

        Se quiser aprofundar mais sobre assunto em Portugal, deverá procurar a ANSOL, ESOP, Ensino Livre, Porto Linux e Hacklaviva.

        Abraço.

      • Luiz Felipe says:

        Outro site famoso aqui no Brasil sobre o Linux é o vivaolinux.com.br

  4. Pedro Pinto says:

    Excelente excelente trabalho.

  5. Vítor M. says:

    Excelente compilação sim senhor, vamos ver o que nos sai a seguir 😉

    Pena que não tens direito a LIKES… 🙁 Marisa… o meu já lá está!

  6. Para quando um artigo do genero mas de Portugal?

  7. CMatomic says:

    Aqui em Portugal continua-se com os acordos com a Microsoft por ano em mais de 125 milhões de euros dados a Microsoft pelo estado Português , Linux já bastante utilizado , só que para o mercado informático isso não conta visto 90% dos utilizadores não compra as variantes comerciais.
    Também os media não ajudam muito na divulgação dos sistemas linux.
    Quando se fala em Linux não se pode falar da mesma forma como se fala da Microsoft ou da Apple, o linux não é uma empresa , é uma fundação sem fins lucrativos um sistema que é desenvolvido e particionado por varias empresas mais 70, entre as quais ” AMD, Cisco, EMC, Fujitsu, HP, Hitachi, IBM, Intel, Motorola, NEC, Nokia, NetApp, Novell, NTT, Oracle, Siemens, Unisys e Sun Microsystems,google,sony,Panasonic,Dell,DreamWorks Animation”, o linux nunca se vai tornar num monopólio com é a Apple ou a Microsoft, mas sim num padrão partilhado por muitas empresas.

      • CMatomic says:

        Marisa o queres dizer com esse link ?

        • Marisa Pinto says:

          Porque o que tinha escrito ia um bocado de encontro que teu post, que o Linux não consegue ser um sistema como o Windows, mas na grande maioria das vezes é porque os utilizadores nem o conhecem, as empresas não sabem da existência e muito menos das vantagens. Daí eu achar que devemos ser também nós a promove-lo uma vez que só nos trará vantagens. As empresas reduzem custos e podem utilizar as verbas para outras coisas.

          • Linux é sem duvida alternativa ao Windows… Pois digam-me algo que o linux não faça e o windows faça.

            Eu só não migro definitavamente para linux(ubuntu), pois as ferramentas de desenvolvimento que uso (visual studio) não correm em linux

          • CMatomic says:

            Eu como utilizador de sistemas GNU/Linux, consigo fazer todo tipo tarefas em sistemas Linux tudo é uma questão de pesquisa, a muitos utilizadores só não mudam para linux porque estão habituados a uma marca de software exemplo,cad ou de edição video , apesar de existir muitas alternativas e algumas profissionais tudo , agora se as pessoas vem utilizar sistemas GNU/Linux e não pesquisem e nem estudam sobre a forma utilizar esse programa alternativo a marca de destaque, assim va-lhe parecer que há falta alternativas em Linux , o que não é verdade.

        • CMatomic says:

          @João Nascimento
          vê aqui

          http://monodevelop.com/

          “MonoDevelop is an IDE primarily designed for C# and other .NET languages. MonoDevelop enables developers to quickly write desktop and ASP.NET Web applications on Linux, Windows and Mac OSX. MonoDevelop makes it easy for developers to port .NET applications created with Visual Studio to Linux and to maintain a single code base for all platforms.” não sei te poderá ser útil para ti mas aqui fica alternativa

  8. CMatomic says:

    hora vejam este video do tempo que Lula era Presidente do Brasil.

    ” Lula Fala Sobre Software Livre – FISL 10″

    http://youtu.be/lFRNKytkyCs

    Cá em Portugal já se discutiu na Assembleia da republica a implementação de software livre no parlamento, mas deu em nada ficou tudo na mesma.

  9. Ryan says:

    Em Portugal isto vai demorar tempo a pegar se alguma vez pegar. Como ja se referenciou tentar encutir novos habitos nas vidas de muitas gente e complicado. A nao ser que chegue alguem a chefiar um ministerio e que obrigue a instalacao de raiz de um sistema novo, de outra forma nao vejo que em Portugal as coisas mudem. Os Portugueses sao aventureiros mas acho que ja fomos mais. Esta nova geracao que ja nasceu com a internet e novas tecnologias pode fazer uma especie de balanco entre sistemas operativos. Para mim podiam usar todos os SO no trabalho que eu agradeco. Todos tem coisas interessantes e desafiantes.

  10. nmandix says:

    não acredito q não existe ninguem no Governo q não tenha conhecimento acerca do linux, d qq forma cabe ao sr. Ministro da Educação e Ciências e os seus adjuntos tomar as medidas ou propor ao governo.. mas é + facil deixar subir os preços da agua luz gas e outros bens…

    • lmx says:

      Pois realmente!!!
      Á uma nítida falta de vontade, sempre houve…os servidores da Presidência da Republica eram em linux, mas quando o Cavaco começou a governar, mandou os gajos passear…alguém se lembra das míticas conferência de imprensa…”será possível que alguém tenha acesso e leia os meus emails???” 🙂
      Foram mudados para Microsoft, e a equipa que os geria também foi trocada, li eu algures na net na altura dessas polémicas…salvo erro em 2008…Palavras para quê!!!???
      Não existem opiniões partilhadas por todo o estado e quando assim é…uns torcem para um lado e outros para o outro, sempre a olharem para o seu bolso e os seus negócios…o Pais…esse tem um índice de endividamento de 10% ao Ano, foi sempre a curtir agora realmente que a coisa já não deu para esconder mais(devido as varias crises descobertas em 2007/2008)…podiam mudar ao menos alguma coisa e como se costuma dizer a seguir a algo negativo vem coisas boas…o problema é que em Portugal isso não acontece, visto que a seguir a coisas negativas veem sempre coisas mais negativas…
      Estou-me a alargar demasiado… concordo plenamente com o que disses-te e com o que ficou por dizer e que todos nós sempre soubemos!!

      cmps a todos

    • Armando Martins says:

      Plenamente de acordo , falta é vontade de mudar e à muitos interesses pelo meio .

  11. racpxt says:

    Apresento uma lista de organismos públicos a usar Linux em Portugal:

    FIM DA LISTA

    Gostaram? 😀

  12. Jean says:

    Aqui no sul do Brasil o linux vem sendo utilizado principalmente por escolas que recebem os computadores do governo que vem com linux. Mas quanto a população há um certo preconceito. Todos me perguntam o que é isso?, tem msn e a internet?. Enfim o povo aqui fica preso ao conceito de que curso de informática é saber mexer em windows e seu office, e que o resto é coisa de rebelde ou para não dar o braço a torcer e chamar a atenção, como meu pai diz para mim.

  13. FChiquelho says:

    eu só não uso linux por que não consigo jogar grande parte dos jogo que estupidamente só saem para windows

  14. aqui no brasil é crescente o uso de software livre por todas as empresas, mas também tem o negocio dos usuários não estarem de acordo, ou seja, não estarem acostumados a utilizar outro OS.
    Não sei se tem esse ditado em Portugal, mas aqui é assim(eu acho que é assim né =D)
    “Quando muda a cor do capim a pessoa se perde”.

    fica a opinião

  15. Anderson says:

    Otimo este artigo.

  16. Samuel says:

    Nos órgãos públicos do Brasil não se trata de custos, mas no melhor equipamento ao menor preço. Para o CENSO 2010, nós compramos milhares de 20.000 notebooks Positivo, 20.000 desktops e 500.000 smartphones. Todos com Windows.

  17. Samuel says:

    Nos órgãos públicos do Brasil não se trata de custos, mas no melhor equipamento ao menor preço. Para o CENSO 2010, nós compramos 20.000 notebooks Positivo, 20.000 desktops Positivo e 500.000 smartphones LG. Todos com Windows.

  18. murder_rabbit says:

    deviam também fazer já agora para portugal podia ser que ficasse-mos surpreendidos

  19. Eu cá em Portugal também vejo Linux e outros “Unix Like” em muitas das empresas por onde passo. O que pode não existir é divulgação da sua utilização para o exterior, o que concordo totalmente. Nao vejo beneficio em saber se X e Y corre XPTO. Se querem medir a adopção de Linux em Servidores e Desktops tem que começar a usar outras métricas.
    Respondendo a quem fala que que MCSA e MCSE arranja aí aos pontapés ? Pois arranja entao com os exam dumps é 1000 em 1000 nos exames. Até a ordem das respostas está igual.

    Cumprimentos e Larguras

  20. Excelente post. Linux não é simplesmente uma moda, ou uma tendência, é uma REALIDADE. Muitas empresas estão descobrindo o Linux e sua flexibilidade, que a cada dia está mais aperfeiçoada, somada com o fator economia, tornam o sistema operacional livre a verdadeira realidade viável e adaptável para o futuro. Sinceramente eu não gostaria de ver em uma empresa algum equipamento rodando o Windows 8 e sua interface Metro simplesmente por “ser uma novidade” e possuir “um design interessante” (isso sim, é a chamada “moda”).

  21. Serva says:

    @Marisa Pinto

    Os meus parabéns por mais este artigo bombástico , a participação também foi boa , pena que eu tenha chegado tarde ao debate , as minhas férias acabaram e agora o tempo é mais curto , bom o que é que eu tenho a dizer sobre tudo isto ???? ….. é simples , o estado Português não muda porque não existe vontade de o fazer os € poupados esses seriam muitos, provavelmente muito mais do que alguns cortes de salários e despedimentos , a questão da formação é um falso problema , hoje o Linux está mais fácil de trabalhar que o Windows , aliás …. digo de outra forma , o Linux é perfeito para trabalhar , as aplicações essas poderiam ser encomendadas a Caixa Mágica que certamente saberia reforçar os seus quadros para dar resposta , a formação também é um falso problema , porque os utilizadores teriam uma formação igual a que hoje têm quando existe uma nova aplicação nem iriam notar a diferença de estarem a trabalhar noutro SO , o parque de maquinas que está a ficar obsoleto já para trabalhar com o XP , quando existir uma mudança para outro SO o 7 por exemplo , provavelmente implicará mudar grande parte dos Pcs existentes , com Linux esse problema estaria ultrapassado , mais economia , quanto ao parque de servidores não tenho conhecimentos , mas o que sei é que muitas vezes o site das finanças não funciona quando existe um nr mais elevado de utilizadores online , ainda este ano se viu com a entrega do IRS .

    Poderia continuar , mas espero que o caro @Vi , tenha finalmente percebido os encargos que o estado tem todos os anos com as renovações de licenças e já nem falo de actualizações de suits de produtividade como o Office etc .

    ACEITEM OS MEUS SINCEROS CUMPRIMENTOS

    Serva

  22. Hugo Jardel says:

    Estou aqui para parabenizar o site. Vocês estão de parabéns! Venho também convidá-los a participar do grupo aberto por mim no Facebook: https://www.facebook.com/groups/brasil.ubuntu/ Juntem-se a nós!

  23. Uso linux a 12 anos., e afirmo é o melhor sistema do PLANETA. RuWindows já era. morreuuuuuuuuuuuu;

  24. Andrei says:

    Marcelo Dumont BHZ \o/\o/\o/\o/\o/\o/\o/\o/\o/

    Esse entende kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    É a 1ª vez que vejo alguém dizer que windows é melhor do que linux como servidor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.