PplWare Mobile

Juno chegou a Júpiter… a emoção começa agora


Autor: Vítor M.


  1. ZEDAPIPA says:

    PARABÉNS

  2. George Orwell says:

    Este artigo encaixa muito bem com o recente em
    https://pplware.sapo.pt/gadgets/high-tech/china-constroi-radiotelescopio-descobrir-vida-extraterrestre/
    É bom saber que o ser humano continua a sua saga no desvendar desse admirável e inteligente universo e em múltiplas direcções.

    Nunca a Ciência e o Divino tiveram tão próximos, aliás não são antinómicos. E é a ciência que vai ao seu encontro desvendando uma ponta do véu de um tão maravilhoso quanto desafiador universo.

    De facto, longe vão os tempos de Galileu.
    A Igreja que o condenou já o reabilitou e já veio pedir perdão por muitas faltas reconhecendo os erros cometidos no passado.
    Assim como não se conduz um automóvel exclusivamente pelo retrovisor também não se pode avaliar uma realidade apenas isolando as singularidades que querem ver prevalecidas. Claro que o retrovisor é importante, mas é tempo de o automóvel ser conduzido olhando mais pelo para-brisas e mais focado no caminho presente.

    Aliás, a proposição de um design inteligente não é privilégio de uma Igreja em especial, mas partilhada por quase todas elas abrangendo uma maioria universal de humanos crentes numa criação divina, e até partilhada por muitos cientistas.
    Foi até um dos maiores génios da de todos os tempos, justamente o teórico da relatividade que revolucionou a física e o modo como no presente entendemos o universo que afirma, cito, “Deus não joga aos dados”.
    Alguém que tenha dados mais completos para o infirmar que se chegue à frente e os partilhe connosco !

    Foi até um clérigo belga, também astrónomo, Georges Édouard Lemaître, o primeiro a teorizar a expansão do universo propondo aquilo que é hoje considerado como a Lei de Hubble, clérigo este que se baseou também nas suas próprias observações astronómicas.

    Antes do “big bang” – aproximadamente 15 biliões de anos atrás – não havia espaço-tempo, o que equivale a uma curvatura de espaço-tempo de raio zero ou a eternidade do NADA, o ZERO esse número que a ciência mais exacta, a matemática, não dispensa, a regra que precede a excepção de um jovem universo ainda em expansão, o qual na opinião de Einstein não foi impulsionado pelo caos ou o acaso, opinião esta que acolho sem reservas .

  3. Filipe Teixeira says:

    Fantástico dia para a Humanidade.

  4. BIMER says:

    A ser verídico…

  5. manito says:

    Grande feito para o ser humano! mas insignificante em termos praticos! O universo…. as perguntas naturais sobre como surgiu….pergunto me para quê as tentar explicar, quando á partida estamos totalmente comprometidos pela nossa condição finita e já agora muito atrasada!

    • Max says:

      Justamente para responder a este tipo de comentário. Não é somente para curiosidade. As milhares de tecnologias que foram desenvolvidas serão aplicadas aqui em breve ou no futuro. Muitos objetos que usamos hoje vieram de desenvolvimentos tecnológicos como este.

  6. Jotta says:

    Continuem a acreditar nisso, la em cima so existe o ceu. Planetas e estrelas fazem parte de uma encenacao para pensarem que nao ha consequencias das vossas accoes durante a vida.

    • LUMIA 630 DS says:

      Sim, e o Pai Natal tambem existe…
      Meu caro, NASA, CERN e ESA, talvez sejam palavras nunca antes vistas pu lidas por si, o que deduzo que as imagens e videos captados outrora, tambem nunca foram vistos pela sua pessoa. …

    • Rodrigues says:

      Jotta, quando se juntar a nós no sec XXI avise!

    • J.C.Lopes says:

      mai um bocadinho e vai dizer que o mudo não é redondo e que é o sol que gira à volta da terra.

      • EXPANDURMIND says:

        Quem te garante o oposto?As pseudofilmagens/fotografias da Terra no espaço?A ida à “Lua”?A NASA?Eu comecei a por muitas certezas/dogmas em causa nas últimas semanas!Mas respeito quem ache o contrário de mim,certo?

        • Rodrigues says:

          Não acredita nos americanos? Ok, eu também não sou o maior fã deles, mas agências espaciais há muitas, não existe só a NASA, todas elas estarão unidas para nos enganar? Que certezas colocou em causa? Que a Terra é redonda? Que os outros planetas não existem? À noite olhe para o céu, se vir um grande corpo celeste redondo, com uma sombra projectada também redonda, esse corpo é um planeta chamado Lua e o recorte redondo comprova que o nosso planeta é redondo. Mas aceito as suas exposições desde que apresente evidências do contrário.

          • EXPANDURMIND says:

            A 1ª que ponho em causa está ligada à curvatura da Terra.Não possuo provas científicas,mas tenho visto vários experiências que mostram e comprovam que ela pura e simplesmente não existe,mas eu aprecio uma boa teoria da conspiração!Mais uma vez,nao tomo nada por garantido…

        • BRUNO CERQUEIRA says:

          What ??? A sério que precisas de provas ? Basta subires bem alto na atmosfera, não precisas da NASA… sobe num balão… avião… qualquer coisa … e vês perfeitamente a curvatura do planeta, nem vou dizer mais pois é mau demais o que dizes duvidar, colocas as coisas em causa é um bom principio, aliás é O principio cientifico, mas colocar em causa o que é tão facilmente comprovável e mais que comprovado por um sem número de instrumentos diferentes, é simplesmente … burrice.

    • J.C.Lopes says:

      “Planetas e estrelas fazem parte de uma encenacao”. Já agora o que serão aqueles pontinhos reluzentes que se vêm durante a noite no céu?

    • joca says:

      Que documentarios, blogs andas a ver?

  7. Geringonça says:

    E para quem quiser olhar o céu e identificar Júpiter que, tal como Marte e Saturno, está bem visível e muito fácil de identificar, pode recorrer ao auxílio do SkyMap, uma excelente app que permite usar um smartphone com bússola para identificar ou procurar qualquer astro.
    Um verdadeiro planetário para nos orientar no céu de uma qualquer noite, preferencialmente longe das luzes das localidades.

    SkyMap Free
    https://www.microsoft.com/store/apps/9wzdncrfj1c6

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.