Quantcast
PplWare Mobile

Intel compra Mobileye: é a corrida aos carros autónomos

                                    
                                

Autor: Maria Inês Coelho


  1. Nuno Gato says:

    15,3 Biliões e não milhões.

    quando estava a ler a notícia parecia-me pouco apenas 15 milhões…

    boa Maria, copiar está dificil hoje 🙂

  2. Tugazinho says:

    Carros autonomos, bem eu não vou comprar carros autonomos para conduzirem por mim.. Isso é um disparate e quem pagou a carta de condução? Enfim! Não da prazer nenhum ser conduzido por um carro autonomo falo por mim, que vou valor ao que paguei, por mais que façam destes carros vou continuar a conduzir por minha conta própria.

    Não sei como essas empresas pensam que isto vai ter sucesso, só se for no mundo dos negocios e empresas porque de certeza no mundo pessoal isso de certeza absoluta não irá ter sucesso, deve haver mais gente a pensar como eu.. Que graça e piada tem um carro a conduzir por nós? Sim certo, temos mais tempo para comer, ler o jornal e então? Que diferença faz? Não há prazer nenhum! Basicamente compramos um carro para servir de manequim ou boneca!

    Mas isto sou eu, e obviamente que quando isto se avariar a carteira vai ficar apertada, porque isso não é nada barato.. Estão sempre a meter “cenas” nos carros para que cada vez sejam mais caros de arranjar.

    Diga-se estrátegias para ganharem mais uns trocos, um sistema de ABS já custa o que custa imaginem todo o sistema do carros autonómos! Um balurdio..

    Isto é tudo muito bonito “Olhaaa que giro! Um carro que conduz sozinho!! WOoow!!” “Vou comprar 1!!” “Espectáculo é o 1º mes com um carro destes e adoro!!” “X meses aparece o primeiro problema!” “vou ir arranjar o carro, parece que algo avariou! Que pena, espero que não seja caro”

    “Quanto custa” “Ah são só apenas uns 15.000 euros para arranjar o carro sempre concorda!?” (Anda +/- nesses preços então BMW e Tesla é sempre a subir lol)

    • Icaro says:

      Deixa-me contrariar esta visao que me parece conservadora. Quem andava a cavalo, não gostou dos automoveis. Agora se quiser andar a cavalo vai para um hipodromo. Estou convencido que no tempo dos nossos netos os humanos serão proibidos de conduzir carros porque será muito mais seguro ter condução autonoma. Também acho que as estradas vão mudar (vamos ter algo entre o caminho de ferro e as estradas) e vamos ter menos carros.

      Quem quiser conduzir, pode… num autodromo

    • José Rodrigues says:

      Por essa ordem de ideias também quem tem carta não ia andar de comboio ou de metro a ser levado para o emprego…

      Este tema vai chegar a uma altura que não vai ser uma questão se vontade, vai chegar a um ponto onde vai ser legislado e vai ser proibido a utilização de carros não autónomos ou vão passar a existir estradas dedicadas só para condutores humanos.
      Eu tenho imenso prazer a conduzir e qualquer coisa é desculpa para ir passear, por isso faço cerca de 40.000 km por ano, e mal posso esperar que a condução autónoma seja uma regra em vez de excepção, ter todos os carros ligados num sistema global onde passam a poder circular a grandes velocidades sem filas de trânsito, sem semáforos, sem cruzamentos, as vantagens são demasiadas.
      Prevejo algo como CaaS (Car as a Service) onde pagamentos uma fee mensal com direito a X kms ou X tempo de serviço de transporte individual onde o carro está à porta de casa às X horas, nos deixa no emprego e só volta para nos buscar ao final do dia para levar a casa.
      O futuro vai ser um mundo de possibilidades 🙂

      • Alvega says:

        “Eu tenho imenso prazer a conduzir e qualquer coisa é desculpa para ir passear”,
        “mal posso esperar que a condução autónoma seja uma regra”
        “onde passam a poder circular a grandes velocidades”.
        Acho que tens razao na tua visao GLOBAL do que vai acontecer, mas sublinho o que me parece uma contradição, Tu nao gostas de conduzir, gostas é de VELOCIDADE, pois passear a grandes velocidades é como Andar de TGV a ver a paisagem (sei do que digo).

    • toni da adega says:

      Eu cá nao utilizo maquina de calcular porque aprendi matemática.

    • Miguel says:

      Cada vez mais ter carta não significa que se saiba conduzir. Colocando isso de parte, a mim não me agrada nada ter de “conduzir” no trânsito e quer se aceite ou não, o trânsito é o ser humano que o cria e penso que os carros autónomos vão ser uma boa solução para este fatídico problema.
      Partilho da opinião tanto do Icaro como da do José Rodrigues.
      É algo interessante e persuasivo olhando às vantagens que traz e muito provavelmente vai ser obrigatório.

    • Alvega says:

      Conservador, foi o que te chamaram.
      Mas deixa que te diga que isso nao é mau, e tens colegas, MUITOS.

  3. Sérgio J says:

    A bolha dos tempos modernos

  4. Alvegasat says:

    Convém que se despachem com isso dos carros autónomos, pois estou a ficar com o meu plafond de pontos…….muito por baixo, e vou precisar de alternativa. A minha sogra com 86 anos nao conduz a um ror de anos, mas tem a carta valida, pode ir ao lado e o carro vai na boa, ALTAMENTE. VOU AUMENTAR A CLAUSULA DO SEGURO DE VIDA dela, pode haver uma falha no Autopilot….ou um ataque de “ácaros” ao carro….pois estas coisas ligadas permanentemente a net…..até que podem dar geito.

  5. Alvega says:

    O mundo e o passado está cheio de exemplos de tecnologias que foram um FIASCO, está para provar que esta o nao seja, e como em tudo na vida EXISTE um MEIO TERMO, o homem tem uma grande capacidade de adaptação, com o tempo VEREMOS.
    Deixo uma questao:
    Recentemente (1 semana) nos EUA foi interceptado um carro TESLA, carro que havia sido mandado parar e nao obedeceu a ordem, seguido, foi constatado que o condutor ia a dormir, como todos sabemos os AMERICANOS Policias, tem os dedos “nervosos” e primem o gatilho com grande facilidade, que teria acontecido se o policia em vez de seguir o carro , DISPARA ?
    Desconheço se ia só ou com a família, e se a família fosse atingida mortalmente, quem era o responsável, o Policia, que estava a fazer o seu trabalho, o condutor, que ia a usufruir da tecnologia que o carro dispõe, ou a TESLA que desenvolveu algo sem ponderar as possíveis consequências ?

  6. MarioM says:

    Aqui a dias estava um com os bracinhos cruzados e o carro a estacionar sozinho num piscar de olhos o carro ganha vida e pumba uma valente cacetada no de carrinho de trás parecia uma barata tonta sem saber o que fazer muito me ri.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.