PplWare Mobile

Incêndios: Anacom sugere que operadores não cobrem serviço


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. Miguel Ferreira says:

    Serio? Se não tenho serviços sem ser por,minha culpa nao pago! Isso é das coisas mais normais, agora os operadores pretendiam cobrar? Vergonhoso

    • Francisco says:

      O banco também perdoa a mensalidade dos carros e casas queimadas?

      • Quim Zé says:

        Boa comparação! Um empréstimo bancário com um contrato de prestação de serviço. Estavas tão bem num guardanapo…

      • Joao says:

        O banco emprestou efetivamente o dinheiro das mensalidades.
        É como agora o supermercado que fechou continuar a cobrar pelas batatas que não vende…
        A operadora não é responsável pelas infraestruturas? Se os cabos não chegam a casa estão a vender o quê?

  2. Bérrio says:

    MEO não vai cobrar durante 3 meses…hahahahahahahahah mais valia estarem calados, então passado três meses e se as pessoas (por este andar) ainda não tiverem casa, vão ligar se a um eucalipto?????????????
    Cambada de corruptos.

  3. Hugo Gomes says:

    A palhaçada do meu pais, nao cobram pois ta bem e quem vai pagar as novas estruturas por esse Portugal que ardeu. Lisboa Porto Faro vao pagar. É tudo bonito cuspir para o ar mas no fim leva se com a escarreta em cima. Meo 3 meses devia se ser um ano todas as redes, ate se construir tudo não vai ser numa semana nem em 3 dias, so se forem casas pre fabricadas tipo umas 10 mil para começar

    • David says:

      Quem é que paga para que ” Lisboa, Porto e Faro ” , tenham serviços de fibra/telecomunicações a preços da chuva? Os clientes do interior com servidos ADSL / Satelite com qualidade da treta., com preços iguais ou superiores aos das cidades. Pense.

      • Rafael says:

        +1 Aliás, moro perto de Lisboa e pago 46,90€ por ADSL 3! Play. Para além de não fazer sentido cobrar aos afectados pelos incêndios, a MEO é logo a primeira a chegar-se à frente para dizer que são uns benfeitores e que não vão cobrar! Contudo, não dizem a chulice de preços cobrados a clientes do interior ou periferia das cidades que pagam a preços desproporcionais serviços de ADSL comparativamente com a fibra. Com esta calamidade, devia-se tb apurar junto das entidades subcontratadas pelas operadoras os km orçamentados de colocação de cabo enterrado e os que vão por postes, pois vai haver uma grande discrepância. Grande parte é paga como estando enterrada e depois quando há incêndios as populações ficam sem comunicações, estranho!

      • Louro says:

        É o pessoal que vive nessa mesma zona, pois dao lucro suficiente para pagar as estroturas nas outras zonas.

  4. Nuno Ramos says:

    Isto nem deveria ser notícia!!! Era o que mais faltava cobrarem por um serviço que nem sequer está a ser prestado!!! Enfim…

  5. Diogo Dias says:

    Podem cobrar à vontade… Os 17 dias que estou sem serviço e ainda os que faltam estar não vou pagar

  6. xuxuxu says:

    Totalmente mentira. A MEO cobra e obriga a pagar quem não tem o serviço por culpa dos fogos. Farto de reclamar para corrigir a factura e não corrigem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.