Quantcast
PplWare Mobile

Google vai trazer para o Android umas mais controversas funcionalidades do iOS 14

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. Tadeu says:

    Fogo de vista, já que se é apenas isto, tal não é suficiente para impedir a prática – não é muito complicado para as redes de publicidade encontrarem alternativas ao identificador.
    A grande controvérsia com a Apple vem por a Apple ter criado regras para os programadores que vão além duma permissão no sistema! É ter uma criado uma política de privacidade que permite expulsar aplicações que tentem enganar o utilizador.

  2. lapizazul says:

    Ora se a Google recolhe os dados para publicidade e a Apple envia os dados dos utilizadores para a China, de que é que isto serve mesmo?

  3. David Guerreiro says:

    Essa implementação não vai com certeza abranger as apps do universo Google, essas continuarão a ter acesso total, para a Google manter o seu ganha pão.

  4. M. says:

    Viva,

    Sobre isto que escreveram: “A grande diferença no caso do Android é que esta estará focada na apresentação de publicidade. O utilizador do sistema da Google terá de autorizar o acesso ao seu identificador único, e caso recuso este retornará apenas zeros.”

    Isto não é verdade, não há diferença. A apple não impediu a recolha de dados, apenas impede o acesso ao identificador de publicidade (advertising identifier) caso o utilizador não dê permissão.

    Como tal, esta informação também não está correcta: Terminava ali a possibilidade das apps de recolherem dados dos utilizadores.

    A semelhança é tal, que no caso do iOS também são retornados zeros caso seja feito o acesso a esse identificador (https://developer.apple.com/documentation/adsupport/asidentifiermanager/1614151-advertisingidentifier)

    • Tadeu says:

      As coisas também não são bem assim! Isso é um ponto comum mas há muito mais coisas envolvidas.
      A Apple mudou também as regras para os programadores, não é só vedar o acesso ao identificador! Têm que ter autorização expressa do utilizador para qualquer método de tracking entre aplicações, sob o risco de verem as suas aplicações removidas da loja! Tentem contornar as regras e sofrem as consequências. Não têm acesso/autorização a tracking até que apresentem um pedido ao utilizador, de modo que tracking é opt-in.

      Pese embora ainda se saiba pouco sobre o que a Google está a planear, a forma como isto é anunciado, dá a entender que a Google não vai forçar os programadores como faz a Apple. Na verdade, até pela linguagem usada (“when a user OPTS OUT of interest-based”), parece-se mais com aquilo que era a prática anterior do iOS, em que o utilizador tinha a opção de fazer o opt-out do tracking, o que tornava nulo o identificador. É algo ridículo como a Google nem sequer permitia isso no Android até agora.

  5. AJ says:

    A publicidade é a praga da nossa era.
    Antigamente a net era lenta e uma pessoa demorava 30segundos para que a página abrisse, agora demora 30 segundos a levar com publicidade antes de ver um artigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.