PplWare Mobile

Google permite agora explorar outros planetas ao estilo de Star Wars


Autor: Vítor M.


  1. sergio Gouveia says:

    Star Wars e Doctor Who!

  2. AlexX says:

    Podiam ter concebido algo mais giro ao estilo Solar System Scope e incluindo alguns planetas da saga mas está para já limitado ao nosso sistema.. E que descarados foram, o tempo de viagem até à nossa Lua é igual que até Europa…ou Pluto.

    • eu says:

      A velocidade da luz é igual para todos, ou seja, a inercia do arranque e da chegada é a mesma e o tempo de viagem é o mesmo, ou seja, praticamente instantaneo 😀
      Agora mesmo giro, giro, era saberes escrever bem o nome dos planetas e não estares a pensar na Disney 😀

      • AlexX says:

        Tens mesmo certeza que o tempo de viagem à velocidade da luz é o mesmo entre daqui à Lua e daqui a Pluto? Escrever Pluto é força de hábito e nem é um erro crasso, para mais e ao que vejo, por muito que queiramos preservar o idioma português, este já foi assassinado e tem os anos contados 🙂

        • cm says:

          Se tivesses dito que tinha escrito em Latim até tinha passado, mas agora vires dizer que é força de hábito e que o Português tem os dias contados, nem o Mirandês tem os dias contados…. Português está entre as 10 linguas faladas mundialmente!!!

          PS: Não é Velocidade da Luz é HyperSpace, são 2 coisas diferentes.

          • AlexX says:

            Pluto, do original 134340 Pluto, foi descoberto por um astrónomo americano há cerca de 90 anos. Nada a ver com latim, o nome é digamos que em homenagem a um deus do submundo de nome Pluto. Ou Hades. Tem origem na mitologia grega. Para mim é força de hábito, da mesma forma que digo New York e não Nova Iorque ou Cape Town e não Cidade do Cabo. No máximo podes acusar-me em ter usado um estrangeirismo e não ter usado a tradução correcta para português. Mas ultimamente e cada vez mais, quantos estrangeirismos têm sido usados até por jornalistas? Não são poucos. Hyperspace? Ok.
            No que me diz respeito, o AO assassinou o português. Para já pode ainda ser falado mas ninguém sabe que idioma estará sendo usado daqui a 500 anos, e escrevi anos, não dias. Até pode ser um idioma que ainda não existe, porque é facílimo criar um, oral e escrito. E essa é uma das capacidades exclusivas ao ser humano enquanto espécie.

  3. Mário Nogueira says:

    Pois, era bom se a porcaria do gmaps não estivesse sempre a crashar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.