PplWare Mobile

Google Fotos: Não vai ser possível carregar imagens HEIC gratuitamente


Responsável pelo Pplware, fundou o projeto em 2005 depois de ter criado em 1993 um rascunho em papel de jornal, o que mais tarde se tornou num portal de tecnologia mundial. Da área de gestão, foi na informática que sempre fez carreira.

Destaques PPLWARE

  1. Miguel Dias says:

    Nao estou a perceber… o titulo do artigo diz “Google Fotos: Não vai ser possível carregar imagens HEIC gratuitamente”
    No entanto no artigo o que é referido é ” “Estamos cientes desse bug e estamos a trabalhar para o corrigir.”
    No entanto, este texto não permite perceber como é que a Google vai proceder.”

    Em que ficamos?

    • Vítor M. says:

      Lê tudo porque está bem explicado. Diz assim depois do título:

      “Conforme foi publicado na semana passada, era possível armazenar no serviço cloud Google Fotos, fotografias no formato HEIC gratuitamente. Esta opção enviava as fotos do iOS para o serviço Fotos no tamanho original sem afetar o limite de armazenamento do Google Drive.

      Apesar de atualmente qualquer utilizador ter espaço ilimitado no Google Fotos, usando a opção “Alta Qualidade”, o tal bug permitia que as imagens HEIC fossem enviadas sem serem convertidas.”

      Conforme a Google refere, está para acabar o envio das fotos em Heic gratuitamente, era um bug. Se as quiseres mandar, paga espaço e envia original que afeta a disponibilidade de armazenamento.

      Diz lá tudo, simples e bem explicado.

  2. Rui Meira says:

    É um titulo mais polémico….

    • Vítor M. says:

      Porque? Estavas a enviar, segundo a Google, um ficheiro em Heic gratuitamente sem afetar o espaço disponível. Isso vai acabar, era um bug. Queres continuar a enviar? Paga porque vai consumir espaço.

  3. Fixo says:

    A explicação mais simples costuma ser a verdadeira – princípio da lâmina (de barbear) de Ockham.

    1) Os iPhones (e, noutro post, disseram que também os Samsung, com Android 9) – têm compressão HEIC/HEIF, mais eficiente que o JPEG e por isso tem-se direito a alojamento ilimitado gratuito – no formato original
    2) O Pixel 4 não tem compressão HEIC/HEIF – para se ter alojamento gratuito e ilimitado é preciso aceitar a recompressão do JPEG
    3) Logo, o referido bug – é o Pixel 4 não ter compressão HEIC/HEIF, que se resolve passando a ter. Aliás, do que li o Android 10 tem esta compressão

    Simples 🙂

    • Diesel says:

      A explicação mais simples é que a Google quer dinheiro!

      • Fixo says:

        “Estamos cientes desse bug e estamos a trabalhar para o corrigir” – Google.

        A explicação que dás não é simples – é uma segunda derivada – a Google quer dinheiro e chama-lhe bug 🙂

        • Diesel says:

          A explicação que dou é motivação, algo que torna explícito para onde a Google quer ir considerando o modelo de negócios montado pela Google – passar a ter os clientes do iPhone a pagar tal como os restantes para terem o privilégio de ter todas as fotos originais guardadas.
          É muito mais simples do que considerares que o bug é no Pixel 4 quando a Google indica que o “bug” é no software para o iPhone.

          • Fixo says:

            E por que é que os Samsung com Android 9 (com HEIC) têm o mesmo tratamento do iPhone, diferente do Pixel 4 (sem HEIC/HEIF)?
            Por que é que o Pixel 4 não tem esse formato se existe no Android 10 (e, pelo menos, no Android 10 da Samsung)?

          • Diesel says:

            E por que é que a Google refere que o bug é guardar os ficheiros HEIC originais sem contar para o plafond? É esse o assunto, o assunto comentado pela Google não é que o Pixel 4 não tem plafond ilimitado para fotos em formato original!
            Se Samsungs com HEIC também acontece o mesmo, então a questão é a política ou descuido da Google com formato HEIC.

          • Sujeito says:

            Estás a falar da empresa que considera que ” ter vários resultados no motor de busca é um bug “.

            Portanto simples é coisa que não se aplica a eles.

    • Vítor M. says:

      Pronto, assumes, provavelmente, a verdade mas a Google não o quer assumir. Oficialmente não dizem isso, mas poderás ter explicado tal e qual.

  4. Filipe F. says:

    O fim de um benefício por ter sido amplamente divulgado…

  5. Yamahia says:

    Prefiro ter tudo no OneDrive sem compressão e de “bónus” o Office 365 .

  6. André says:

    Expliquem-me lá como é que vocês concluem que “Não vai ser possível carregar imagens HEIC gratuitamente”, como têm no título.
    Tal como vocês disseram no texto do vosso artigo, e bem, “este texto não permite perceber como é que a Google vai proceder”. Como é que daqui vocês conseguem colocar no título de que não vai ser possível carregar gratuitamente?!

    • Vítor M. says:

      Está tudo bem explicado. Mas eu volto a explicar. A Google tem um modo em que no Google Fotos os utilizadores podem carregar todas as suas imagens gratuitamente sem qualquer limite ou impacto no seu armazenamento (seja ele gratuito ou pago). Há dias, descobriu-se que os utilizadores do iOS 13 conseguiam enviar para este modo, gratuitamente e sem limites nem impacto nas quotas das contas, os ficheiros no formato utilizado pela Apple, o HEIC. Agora, segundo a Google, esta “benesse” não passa de um bug, isto é, estes ficheiros não podem ir no formato original, têm de passar no crivo e serem transformados no formato otimizado JPG. Assim, quando este tal bug for corrigido, se quiseres enviar ficheiros no formato HEIC estes ou serão convertidos ou irão custar espaço e como espaço é dinheiro, deixa de ser gratuito enviar sem qualquer limite o ficheiros HEIC para a cloud da Google. Tal como o título indica.

      Agora, tu misturas outro assunto. Dizes “e como é que a Google vai fazer?” Isso é outro assunto que nada tem a ver com o que o título diz. A forma como a Google o vai fazer pode ser simples, pode ser um filtro à entrada, pode ser algo que já tenha sido usado no passado, porque este formato já existe há alguns anos. Isso são outros trinta. Não confundas a beira da estarda com a estrada da Beira.

      Cumps.

      • Diesel says:

        O HEIC não é um formato proprietário, é um standard tal como o JPEG.
        A Google considerar que há um bug não significa que serão transformados no formato otimizado JPG. Podem muito bem continuar a ser HEIC, mas a menores resoluções ou com um nível de compressão superior.

        • Vítor M. says:

          Corrijo e complemento (obrigado Diesel). A Apple utiliza este ficheiro proprietário (não é proprietária dele), que faz parte do grupo de desenvolvimento: MPEG. O HEIC ou High Efficiency Image Coding é um formato de ficheiro para imagens individuais e sequências de imagens. E não é como o JPG, segundo os seus criadores. É melhor.

          Sobre o assunto, o cenário atual é que essa funcionalidade, que não existia, passou a existir e a Google diz que é um bug. Por isso, o cenário será o mesmo que qualquer outro até hoje conhecido. Que cenários conheces hoje existentes?

          • Diesel says:

            ” é um standard tal como o JPEG.” == HEIC é um standard e JPEG é um standard.
            “funcionalidade, que não existia, passou a existir”
            confuso!!! o bug passou a existir agora, ou já existia?
            O cenário é que a Google não vai querer estar a guardar nos seus servidores ficheiros maiores do que aqueles que são os ficheiros originais em HEIC – isso tem um custo acrescido óbvio. Logo o mais lógico seria guardar em formato HEIC mas com maior nível de compressão!

          • Vítor M. says:

            Sim, são ambos um standard, mas diferentes na tecnologia e nos proprietários. Não existia este cenário antes da Apple começar a usar o HEIC. Tudo era convertido para JPG. Agora que se descobriu (ou que se efetivou o tal bug) a Google vem dizer que de facto é um bug e que o vai corrigir. Ora para corrigir uma situação dessas, só acabando com o que está atualmente, que é o formato HEIC estar gratuitamente a ser armazenado no seu formato original e não consumir quota. O que vai contra o que a Google refere na sua aplicação. Nesse sentido, a opção é remover o formato, mesmo com notórios prejuízos, dado que o formato tem melhor qualidade e tem maior compressão. Se assim não fosse, não haveria bug nenhum, era uma opção válida e não iria falar em bug.

            Concordo que a opção mais inteligente seria continuar a deixar o assunto como está. Então, não haveria qualquer necessidade de corrigir o que apelidaranmde bug.

          • Diesel says:

            Estás a querer dizer que tu sabes que a Google não tem qualquer hipótese de guardar no formato HEIC com maior compressão!?

    • Sujeito says:

      Tens razão André, não é possível deduzir uma conclusão como eles a estão a fazer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.