PplWare Mobile

Google Compra Motorola Mobile


Responsável pelo Pplware, fundou o projeto em 2005 depois de ter criado em 1993 um rascunho em papel de jornal, o que mais tarde se tornou num portal de tecnologia mundial. Da área de gestão, foi na informática que sempre fez carreira.

Destaques PPLWARE

  1. Joana says:

    De salientar o cuidado do título do post. Google não comprou, deseja comprar, o que são coisas muito diferentes.
    E pode acontecer que não consiga comprar.

    • Vítor M. says:

      O acordo está firmado para a compra. Faltam apenas as questões processuais.

      Internet giant Google has announced a deal to buy Motorola Mobility for $12.5bn

      • Joana says:

        O Press que conta é o das entidades Regulamentais. As questões processuais podem deitar a compra abaixo.

        • Vítor M. says:

          Estou a ver ao longe o deleite da Google por 24500 patentes… e o que não faltam são dólares para segurar o crescimento sem amarras, como a Joana referiu, do Android perante os muitos processos judiciais que a mesma irá enfrentar nos próximos meses.

          • Joana says:

            A Google tem de alimentar o monstro que construiu e portanto quando se sente ameaçada reage que nem um louco. A ver vamos como vai reagir Microsoft e a Apple.

          • Vítor M. says:

            Joana a Apple tem traçado o seu plano, as patentes adquiridas à Nortel servem para vários pressupostos e em breve veremos a Apple a fazer com a Google e com os seus parceiros o que a Kodak e a Nokia fizeram com a Apple.

            À parte disso, tudo rola sob rodas, novo software, o iOS 5 e o iCloud que será mais uma fonte de rendimento, o novo iPhone, seja ele um iPhone 4G ou iphone ou até ambos como se tem veiculado e continuará a pressionar o mercado e as grandes marcas.

            Recentemente fez uma exigência à Intel, ou eles melhoram o consumo energético dos seus processadores ou a Apple parte para outras parcerias, como fez recentemente com os MacBook PRO, abandonou a nVidia e colocou as AMD Radeon dentro dos MacBooks aumentando sobejamente o desempenho.

            A Apple faz jus à sua condição de liderança, força o mercado a evoluir.

            Lembra-se certamente a Joana da guerra que foi por causa do Flash, pois hoje mais de 35% dos serviços anteriormente suportados pelo flash estão hoje migrados para HTML5 e todos os dias são actualizados muitos dos ainda em flash. Estima-se que dentro de um ano os serviços seja, já maioritariamente estruturados em HTML5.

            A própria Microsoft deu um passo nesse sentido, ao abandonar o seu foco do Silverlight e abraçar definitivamente o HTML5… olhe… até a Adobe já produz conversores 😉

            Mas mais… o segmento dos tablets ainda não têm concorrente para o iPad, muito podem apontar aos equipamentos da Samsung e Motorola, mas além de caros não vêm assombrar o poder de venda e a qualidade que o iPad oferece, mesmo que os Droid fans digam o contrario. Os valores de vendas estão aí para comprovar esta verdade.

            Repare que mesmo ao nível dos portáteis a Apple está a crescer fortemente. Tendências que foram criticadas, como a ausências de drives de disquetes há uns anos e agora drives ópticas são forçosamente imposições da estratégia de modernidade Apple.

            Os MacBooks Air serão em breve um “must have”, são hoje já um passo importante tanto ao nível do conceito, como ao nível do poder e processamento mediante a sua estrutura vanguardista.

            Com o aparecimento do A6, a Apple poderá voltar a fazer história, terá um processador com baixo consumo energetico, um aumento considerável de processamento a par da autonomia e um sem número de novos cenários futuristas, basta ver as patentes registas recentemente.

            Como tal, o segmento Smartphone, Tablet e MacBook, além das novidades como a fusão entre o Cinema Display, Apple TV e Time Capsule serão o caminho da marca de Cupertino.

            Depois os serviços, lembro que a Apple, embora não produza de raiz alguns serviços que usa, aperfeiçoa como ninguém. Com essa optimização e com os novos desenvolvidos de raiz… iremos asistir em breve a coisas notáveis… sabem porque?

            O dinheiro, a ambição, a mestria e a liderança… tudo está devidamente conseguido neste momento na Apple.

            😀 Algumas ideias desta pequena resenha são de minha autoria, outras são fundamentadas na realidade e em artigos de opinião de opinion makers experientes no mundo Apple. 😉

            Esta é a reacção que a Apple irá ter… com ou sem as opções da Google.

  2. Arnaldo says:

    Isto não será uma tentativa da Google em aumentar o numero de patentes…

  3. Joana says:

    relativamente à questão:
    Pergunta: Conseguirá assim a Google destronar a Apple na liderança do mercado Mobile?

    A ver vamos. A minha previsão é que Google venha criar anticorpos. É possível HTC, Samsung virarem para Windows Phone 7 – num patamar vingativo/pressão.

    Isso são apenas novelas para o Google não pagar o que tem de pagar à Oracle pelo uso do Java (sem autorização) no Android. Novelas.

    • Vítor M. says:

      Na verdade são acordos sectoriais. Importante nesta fase de propagação dos sistemas operativos mobile, que, como irá acontecer na minha opinião, serão estes que dominaram o mercado dos dispositivos computacionais no futuro próximo.

      Cada vez estes sistemas operativos estão mais abrangente e foram arquitectados para funcionarem em equipamentos de baixo consumo, de forma a que a sua optimização possa também ser sinónimo de poder de processamento.

      Temos visto grandes avanços nessa área mas só com liberdade de crescimento, cortando amarras com os impedimentos de patentes é que se consegue de futuro crescer. A Google sabe disso e a Apple também… mas será que a Motorola sabe que isso será o seu fim?

      Concordo em pleno com o que disse a Joana, o cenário de crescimento do Windows Phone 7 é uma outra frente que está a condicionar o Android. Se a Samsung, Nokia, HTC e outros (ainda parceiros Microsoft apostarem no seu WP7 e oferecerem dispositivos competitivos e com interacção com o novo Windows 8… então a Google volta a estar em maus lençóis.

      • Joana says:

        A Google para estar em maus (e não mãos lol) lençóis teria de fazer uma jogada totalmente estúpida – coisa que não fará certamente.
        A Microsoft não tem um CEO à altura e portanto não ameaçará, agora Apple, Facebook e parceiros … poderá ser algum perigo.

        • Vítor M. says:

          Pois as mãos é que escreveram mal 😉

          Não concordo. A Google tem estado a fazer jogadas estúpidas umas a seguir a outras.

          Vemos o caso dos dispositivos do tipo Nexus que tentaram lançar e foram autênticos flops. Vemos alguns passos para “obrigar” as operadoras a dobrarem-se perante a Google e só conseguiram aumentar mais a confusão e vemos milhões gastos em contra-ofensivas sem grande efeito pratico.

          Mas atenção, claro que a Google tem de avançar ou esta guerra de patentes, irá asfixiar o Android… como está à vista de todos… e da própria Google…. 😉

    • Pedro Coelho says:

      @Joana

      Apenas uma rectificação. No ano passado a Oracle processou a Google pela utilização do Java sem uma licença. No entanto o processo decorreu e provou-se que o código utilizado pela Google tinha sido tornado Open-Source pela Sun antes de esta ser adquirida pela Oracle, pelo que a Google apenas teve que pagar uns milhares de dolares por ter trocado a licença desse código. Era licenciado pela GPL, mas a Google erróneamente informou que era licenciada pela Apache. Portanto a Google não utilizava Java sem autorização já que o código do Android não é do Java VM (licenciado pela Oracle e ainda proprietário), mas sim do Dalvik VM que é o tal Open-Source.
      Mas este ano, em Junho, a Oracle efectuou um novo processo, referente a outro código, sobre a Google e o Android, mas este ainda apenas foi apresentado o processo pela Oracle, ainda não teve mais nenhum seguimento, nem resposta da Google, ainda.

      Esclarecimento efectuado.

      Cumprimentos,
      Pedro Coelho

  4. aver says:

    Neste momento as acções da Motorola Mobility Holdings (a parte da Motorola a comprar pelo Google estão a subir 56,15%. O Google ofereceu mais 63% sobre a cotação de fecho de ontem, o que dá 12,5 mil milhões.

    O Google está a descer 2,02% e está como um valor de mercado de 178,36 mil milhões de dólares.

    A Apple está a subir 1,62% e com um valor de mercado de 355,18 mil milhões de dólares.

    Será que há hora de fecho das bolsas (21H00 em Portugal) a Apple vale o dobro do Google ?

    • aver says:

      … à hora. (Acho que o Google pagou de mais. As patentes não valem tanto. E abre uma guerra com a Samsung, HTC e outros, que vão ter de se virar para outro lado).

      • a Friend® says:

        Quem vai lucrar com isto é a Microsoft, tal como tinha dito noutro artigo ainda estava longe de conhecer esta noticia.

        A Microsoft como não tem hardware deles mesmo, vai prometer parcerias com todas as outras marcas, pois não há conflitos de interesse, já que a Microsoft passará a ser a unica com software apenas para fornecer.

        A Google ao adquirir hardware, está assumir o inicio de uma guerra com todas as marcas que actualmente vendem Android, visto que vai favorecer e de longe o seu hardware, quer no suporte quer na market. Alias, já temos um “cheirinho” disso na gama Nexus.

        • lmx says:

          boas a Friend,
          concordo plenamente, mas acho que a Google quer é Hardware para ser ela a lançar productos e não estar sempre dependente de outros…a ver vamos se não serão incluídos aqui os portáteis que eles já lançaram , mas que futuramente serão feitos por eles também…digo eu!!

          cmps

        • Pedro says:

          a microsoft tem a nokia +/- nos mesmos moldes…

      • josé mota says:

        o valor de mercado nao significa que seja maior uma empresa ou outra. tudo depende da quantidade (%) de acçoes q estão cotadas em bolsa 😉

    • Ecchin says:

      blabla ações

  5. Joana says:

    Caro Vítor, gastar milhões em pesquisa e inovação na propriedade intelectual não pode ser Open. A Google quer (novamente, como sempre) lucrar à custa dos outros.
    Não faz sentido.

    As multas que a Microsoft já levou a Google não leva, porquê?

    • Gerardo says:

      Pagar 12,5 mil milhões é lucrar às custas de alguém? Se um paga e o outro vende não sei onde está o “lucrar às custas dos outros”. A lucrar às custas dos outros anda a Apple com as suas ridículas patentes! Ah, e com os clientes também 😀

      • aver says:

        Ora nem mais. Quando a gente sabe de que lado estão os bons (Android/Google) e de que lado estão os maus (iPhone/Apple) sabe-se sempre para que lado se há-de espingardar. Tiros de pólvora seca, é claro.

        Ainda te de hei-de ver dar vivas ao Linux e “mortes” à Microsoft. Antes não era ao contrário ?

        P.S. Não te preocupes com os clientes das outras marcas (por acso uso várias). Dá-te um ar de “chico-esperto” que se torna aborrecido.

        • Vítor M. says:

          Sim realmente chico-esperto fica-lhe bem, principalmente pela ignorância face à realidade, sempre que fala na Apple.

          • Gerardo says:

            O único comentário que fiz acerca da Apple foi as patentes serem ridículas. Mas se o “Look and feel” não é ridículo, peço desculpa. Venha de lá esses tablets circulares ou em meia-lua.

        • Gaius Baltar says:

          Quando as pessoas levam tudo no preto e branco, sem ligar às milhares de tonalidades de cinzentos, não há o que discutir. Essa treta de que a Google fomenta o open source é tão mentirosa que dá nojo. O open source existe APESAR da Google. Quem fomenta o open source não compra milhares de patentes. Como irá rentabiliza-las. Não sejam tão ingénuos a Google é uma excelente empresa capitalista, que ganha muito dinheiro (sim!) a custa dos clientes, como qualquer outra. Tentar passar uma imagem de companhia do “lado claro da força” é patético

          • Vítor M. says:

            Olha… grande comentário… sim senhor, estou plenamente de acordo. Um LIKE para o Gaius Baltar.

            Impecável…

          • Toni Antonio says:

            não uso Facebook… mas LIKE…

          • Joana says:

            o comentário mais certeiro. Boa Baltar.

          • Ricardo Elias says:

            “Essa treta de que a Google fomenta o open source é tão mentirosa que dá nojo”

            A Google contribui financeiramente projectos OpenSource. A Google gasta milhoes de dolares todos os anos para que estudantes participem em projectos opensource, ajudando a melhorar e corrigir problemas nesses projectos. A Google ja’ comprou algumas empresas para evitar que estas podessem processar projectos OpenSource; ou comprou patentes e tornou-as livres de pagamento, principalmente para projectos OpenSource. A Google contribui com varios programadores em software que eles desenvolvem, como e’ o Chromium. etc. etc.

            Se isso nao e’ fomentar o OpenSource, entao o que e’?

            “O open source existe APESAR da Google.”

            Claro. Do mesmo modo que o “open source” ja’ existia e continuaria a existir sem o “Open Source Initiative”. Agora, alguns projectos nao estariam melhores se nao tivesse sido o contributo, em termos financeiros ou com participacao directa, da Google. Querer ignorar isso, e’ quer apenas falar mal da Google.

            “Quem fomenta o open source não compra milhares de patentes.”

            Nos ultimos anos, varias empresas que fomentam OpenSource teem comprado ou criado patentes, porque perceberam que essa e’ uma forma de se protegerem contra a concorrencia. Ate’ empresas fechadas/proprietarias teem o mesmo racioncinio.

            O que e’ que acontece quando uma grande empresa processa outra devido a patentes? Mais cedo ou mais tarde, assinam um contracto em que passam a ignorar qualquer infraccao de patentes entre as duas companhia.

            Existe um grupo de empresas, entre elas a IBM e RedHat (a que mais contribui para o Linux, pelo menos em codigo no Linux Kernel) que se associaram para criar um “pool” de patentes, como forma de protegerem o OpenSource contra empresas que queiram usar patentes para atacar o OpenSource.

            http://en.wikipedia.org/wiki/Software_patents_and_free_software#Patent_pools

            Ou sera’ que a RedHat nao fomenta o OpenSource?

            “Não sejam tão ingénuos a Google é uma excelente empresa capitalista, que ganha muito dinheiro (sim!) a custa dos clientes, como qualquer outra”

            Qual o mal da Google ser capitalista? Existem tanto boas como ma’s companhias Capitalistas. A diferenca esta’ em como elas competem. Do mesmo modo que tens boas e ma’s Organizacoes Nao-Governamentais e/ou Sem Fins Lucrativos.

            A Google disponibiliza um servico, muito das vezes gratuito aos clientes, que e’ pago atraves da publicidade. Eles contribuem para o OpenSource porque sabem que benificiam do mesmo e como forma de agradecer. Mas quando alguem se mete no ganha pao, eles nao ficam parados e, se tiver que ser, processam.

            A Google nao e’ nem nunca sera’ perfeita!

            “Tentar passar uma imagem de companhia do “lado claro da força” é patético”

            O inverso tambem!

            Fiquem Bem!

    • rbras says:

      Cara Joana,

      A protecção da propriedade intelectual é fundamental num estado de direito democrático. Pode não ser algo material/físico, mas é sem dúvida “algo” que tem valor.
      Mas como não é uma “coisa” que se possa pegar e guardar numa gaveta, é preciso ponderar o que faz ou não sentido patentear, e aí muitas das patentes de software são bastantes duvidosas.
      A protecção deve ser dada àquelas que envolvem um investimento de dinheiro, tempo e de “genialidade”. As restantes são simplesmente ridículas (diria que a maioria).

      Quanto à parte das “multas” à Microsoft, peço que pare um bocadinho para ler sobre o que se passou e reflectir, porque ao estar a relacionar essas “multas” com este tema, demonstra que não faz a mais pequena ideia do que está em causa.

      • Joana says:

        Bem cada qual tem a sua opinião…eu tenho a minha e não me peça para reflectir seja o que for. Faço/comento o que me apetecer como bem me entender. Não abandono a imparcialidade a qualquer preço.

        O que sei não nasce na minha cabeça, leio e investigo.
        Se analisar os parâmetros da Entidade Regulamentar de Posição Dominante saberá do que falo. A Google para já rola bem com a sua posição dominante pois é free (não é bem free, mas mais ou menos) – coisa que não era Microsoft. O problema é que na Apple há mais génios que na Google … e neste aspecto, mesmo com a frieza de comando do CEO Larry…não chega para combater de igual para igual com a Apple. Podia entrar na questão de valor de empresa, a Apple vale quase o dobro da Google e temos menos serviços/programas que a Google.

        De volta às multas … a Google vai levar sim, quando não se sabe. Como refere e bem o CEO do Facebook…a Google pretende dominar o mundo sozinha … fazendo jogadas de comer empresas … tal como fez a Microsoft … mas esse caminho nunca resultará. Partilhar tecnologias é deveras importante. Não imagino a Google ganhar (seja patentes ou o que for) judicialmente a Oracle.

        Na minha opinião Google perdeu a estribeiras e já não é o que era. Criatividade no Google? Essa tá boa. Já foi tempo. Como refere e bem Matt (colunista famoso): Google não inova, mas come as inovações dos outros e ganha com isso.

        cumps

        • roliveira says:

          Google não inova?

          Lamento, mas que barbaridade!

          Já agora que motor de busca usas, o bing?

          Que email usas… hotmail?

          Nunca usaste portanto productos que recebem updates regulares como google Docs e google Calendar.

          E então google maps…

          Bem, podia continuar a dizer vários serviços onde a google inovou, mas a partir do momento que terminas o teu comentário como terminaste está tudo dito!

          • Vítor M. says:

            Espera lá Rui, A Google não inovou em nada com o google Maps, como disse a Joana essa foi mais uma tecnologia adquirida de outra empresa, neste caso foi em 2004 com a aquisição da Keyhole. O Google Maps aparece em Fevereiro de 2005 todo ele suportado na tecnologia de mapeamento digital da empresa norte-americana… se a memória não me falha.

            O motor de pesquisa falas tu… sim, foi a grande inovação, as restantes foram aquisições e mais aquisições.

            Gmail? Não sei se sabes mas o Gmail aparece em 2004, quando o modelo está perfeitamente definido por outros players, como por exemplo pelo Hotmail que apareceu em 1996… mais uma inovação da Google?

            Não me parece… de todo.

            Mas gostava de ver mais sugestões tuas sobre inovação da Google, elas existem, sim existem, mas nunca numa escala que se possa ombrear com a Apple, Microsoft… entre outras 😉

            Cuidado com a Google, com falinhas mansas e passos de pantufas está tentar dominar a humanidade e a “minar” a liberdade de escolha.

            Será abuso de posição dominante?

            É claramente, vejamos toda uma estrutura criada para asfixiar a concorrência nos mais elementares serviços de Internet. Claro que os milhões pagos em impostos e um tipo de negócio que tem tentacularidade em vários ramos do mundo da tecnologia, não permitiu ainda definir concretamente o abuso concretizado, como aconteceu com a Microsoft.

            O oferecer para tornar os utilizadores nuns “agarrados” é um tipo de estratégia tecno-narcotica já apontada por muitos especialistas… mas continua a dar frutos.

          • a Friend® says:

            @Vitor M.

            “O oferecer para tornar os utilizadores nuns “agarrados” é um tipo de estratégia tecno-narcotica”

            Não é à toa que o Julian Assange, fundador do Wikileaks diz que as maiores ferramentas do Governo Norte-Americano são: Google, Facebook e Yahoo.

            O serviço vai MUITO mais além do que meramente oferecer publicidade em troca de serviços gratuitos. Por isso é que a Google cresceu rápido, teve ALTOS apoios para que isso acontecesse.

            https://www.youtube.com/watch?v=Hp8rJVWC2a0

            Naturalmente, o vicio e o “gratuito” é o click para cativar as massas.

          • roliveira says:

            “A Google não inovou em nada com o google Maps, como disse a Joana essa foi mais uma tecnologia adquirida de outra empresa, neste caso foi em 2004 com a aquisição da Keyhole. O Google Maps aparece em Fevereiro de 2005 todo ele suportado na tecnologia de mapeamento digital da empresa norte-americana… se a memória não me falha.”

            Certo, e? Vais-me dizer que desde que comprou o Google Maps ele nao evoluiu nada? Dou-te então um exemplo de inovações associadas ao google maps. O google navigation em que a google foi o primriro provedor GPS a utilizar um plano de dados para descarregar em tempo real os Mapas (mantendo-los actualizados). A propria renderização de edificios no google maps foram claras inovaçõeos dentro da google.

            “Gmail? Não sei se sabes mas o Gmail aparece em 2004, quando o modelo está perfeitamente definido por outros players, como por exemplo pelo Hotmail que apareceu em 1996… mais uma inovação da Google?

            Não me parece… de todo.”

            Sim, foi a nivel de simplicidade e aplicação de tecnologias web 2.0 O gmail foi dos primeiros sites a utilizar Ajax (a tal tecnologia com base em javascript que sites como facebook usam e não refresca a pagina), alem de ter introduzido um inovador filtro de SPAM. Compara hotmail e yahoo mail (tive conta nos dois) com Gmail. No Gmail não recebo nem um unica mensagem não solicitada.

            “Mas gostava de ver mais sugestões tuas sobre inovação da Google, elas existem, sim existem, mas nunca numa escala que se possa ombrear com a Apple, Microsoft… entre outras ;)”

            Sim senhor, dou dois, aliás três:

            Crome
            Android
            Google+

            Crome – Veio trazer a standard no que se refere à simplicidade (na interface) e /rapidez que todos os browsers hoje têm. Dentro do proprio Chrome trouxe uma tecnologia inovadora de sandboxing que isola o software da camada do sistema operativo de modo a que não o danifique. Inclusive o Webkit deve muito ao google chrome. Dantes a compatibilidade do Webkit com muitas páginas web era uma anedota (quantas amigos eu tinha que se queixavam que o safari nao abria paginas bem e eu via isso nas primeiras versões do chrome).

            à Medida que a Google começou a trabalhar no webkit a submeter correcções e patchs e a trabalhar com novas funcionalidades a lado dos outros contribuidores, como a Apple o Webkit não tem nada a ver do que era quando a google começou a trabalhar no projecto. Agora já abre as páginas como deve ser.

            A empresa que possuia o android apesar de ter sido comprada achas que conseguia fazer os mesmos avanços que fazia sem ser comprada e com os recursos da Google. Mas quanto ao android falo de várias inovações que trouxe já que foi comprada em estado embrionario.

            Excelente sistema de notificações e original (ainda ninguem me conseguiu provar com datas que apareceu primeiro no cydia) o da Apple era anedótico.

            Trouxe e implementou multitarefa muito antes do iOS. É um facto era um paradigma que já existia no desktop, mas a google foi a primeira a traze-lo e torná-lo popular.

            Personalização, nenhum sistema operativo movel nunca permitiu personalizar desde o launcher até vários aspectos do android sem root ou jailbreak. É essa facilidade que o iPhone não permte

            Trás uma integração única de serviços da google que muita gente usa, como gmail, google calendar. Consegue uma melhor integração com serviços semelhantes de origem com o IOS e depois falamos 😉

            E o produto mais recente como o google+ é tão pouco inovador que conseguiu assustar o Facebook e sucessivamente a skype/Microsoft.

            O facebook até removeu publicidade paga do Google plus, demonstra mesmo o medo que eles têm.
            Não sou só eu que o digo, vê este artigo da zdnet:

            http://www.zdnet.com/blog/networking/is-facebook-already-running-scared-of-google-/1224

            -Trás inovações com os circulos, não parte do principio que todos somos amigos. Trás os hangouts (grande inovação), suporta videoconferencia para inumeras pessoas com uma qualidade excelente. Foi a primeira vez que alguém integrou isto numa rede social. Isto sim é inovação.

            Eu sei que me vais dizer, ah e tal inovou no existente mas não inventou algo de novo. E a apple? também não fez o mesmo em certa medida? Foi ela que inventou o tablet? foi ela que inventou o smartphone? Apenas inovou sobre formulas que já conhecíamos como a Google o fez à sua maneira também.

            Muita gente fala da Apple como inovadora, mas se não fosse o android, ainda tinham para aí o iOS sem multitarefa, nem um sistema de notificações de jeito. Nem tinha um ecrã retina display tão bom para se diferenciar, nem outras tecnologias que foi obrigada a desemvolver.

            A Apple inovou graças à pressão da Google. E poucas pessoas dão a mão à palmatória nesse aspecto em relação à Google.

            Além disso sabes bem que tem outros produtos (mini projectos) e experiências que sairam do Google Labs. A google aliás tem mais projectos experimentais de software e novas ideias que vejo noutras empresas (não quer dizer que inove mais neles mas tem). Alguns não saem do tubo de ensaio outros saem.

            A google tem como reconheceste o melhor motor de busca. Mas por ser lider de mercado não deixou de inovare melhorar. Vê a opção de google instant search

            O meu ponto é. Não se trata de ver quem inova aqui mais, trata-se de provar que a Google inova em vários projectos ou mesmo pequenas tecnologias que nós nem vemos e usamos como no caso do chrome.

            Por isso reafirmo que dizer que é uma empresa que não inova, é das maiores tolices que vi nos ultimos tempos no pplware.

          • Joana says:

            obrigada, mas não sou fanática. Sim o Google é o deus da inovação, tem razão. 😉

        • rbras says:

          E acho bem que comente e que discuta; mas espero que também tenha capacidade de encaixe para a critica, que é o que estou a fazer, já que está a querer atirar para o mesmo saco questões diferentes.

          A entidade em questão, na Europa, é a comissão europeia, e não, ela não multa posições dominantes, ou empresas que “querem dominar o mundo”, porque não é isso que viola o direito da concorrência (no nosso caso, europeu). O problema, como já foi dito num artigo neste mesmo site, é o abuso dessa mesma posição dominante. Esse abuso foi detectado na Microsoft mas ainda não foi detectado na Google. Se o abuso existir, será desencadeado um processo. Isso não é feito ao calhas.

          Quanto à partilha de tecnologias… tendo em conta que a maior parte do software que a Google produz é software livre, e está a comprar uma empresa para que os seus parceiros possam usar as patentes desta… não é preciso pensar muito para chegar a uma conclusão. 🙂

          Última nota: não estou aqui a defender ou deixar de defender qualquer empresa; estou aqui para olhar para os factos dizer o que acho, fundamentando. Vejo que tem algo contra a Google e isso influencia o seu discurso… mas isso já não é um problema meu. 🙂

          Cumprimentos.

    • Pedro Coelho says:

      @Joana

      A Google não leva porque só tem 65% da quota de mercado de pesquisa. A Microsoft por outro lado tem 89% de quota de mercado dos Sistemas Operativos de desktop e 95% de quota de mercado das aplicações de produtividade do tipo Office. O Internet Explorer como parte do Windows OS também era considerado força de monopólio.
      É que só quando se ultrapassa os 80% é considerado monopólio. De qualquer forma, tendo sido aplicadas multas foi benéfico para a Microsoft, é que pela lei da maior parte dos estados que multaram a Microsoft, em situação de monopólio as empresas poderão ter que ser divididas em duas (ou mais) e ser vendidas em bolsa. Claro que isto só acontece se o monopólio for continuado. Mas no caso da Microsoft foi. Ela continua com os 89% de mercado de desktop e de 95% de mercado do Office, apenas perdeu a força de monopólio do IE. E não lhe acontece mais nada.

      Cumprimentos,
      Pedro Coelho

      P.S. É o segundo esclarecimento que lhe faço, não seria de se informar melhor antes de escrever? Sem ofensa, também eu já escrevi sem ter certeza do assunto em questão.

      • Joana says:

        P.S. Não vou estar a perder tempo a dar-lhe os links onde estão as informações crediveis acerca deste tempo, mas posso dar a dica: consulte FTC 😉

      • rbras says:

        Com o devido respeito, não está a ser muito preciso.

        Não há qualquer percentagem definida no direito da concorrência, para se considerar o que é ou deixa de ser monopólio. E para além disso, ter um monopólio não acarreta, automaticamente, uma ofensa às leias da concorrência. É necessário sim que haja um abuso da posição dominante, o que tem de ser avaliado caso a caso.

        Cumprimentos.

        • Pedro Coelho says:

          Boas

          Tem razão sobre não haver legislação sobre uma percentagem de monopólio, mas há jurisprudência desde os anos 80 no processo em que a Microsoft tentou adquirir a Intuit (por causa do quicken) é que o MS Money e o Quicken eram as duas aplicações de gestão bancária que detinham mais de 80% de quota de mercado nos EUA nessa altura e o tribunal decidiu que uma empresa que detenha um produto que cubra cerca de 80% do mercado, terá que ser analisado se incorre em Monopólio, tendo como excepções produtos novos (ainda mais ninguém produziu nada igual) ou produtos que beneficiem estados de diversas formas (como a energia e a gestão dos recursos naturais, como a água).
          Claro que isto não se aplica na UE, apenas nos EUA, mas mesmo na UE e também em Portugal é uma base para a análise de mercado monopolista.

          Cumprimentos,
          Pedro Coelho

    • Pedro says:

      a Microsoft leva as multas pq vende o que não é dela, a google não vende. A google dá, logo é mais difícil calcular indemnizações…

  6. a Friend® says:

    Segundo o Larry Page, a Google quer (ou comprou) a Google com o intuito de enriquecer as patentes e fazer dispositivos mesmo deles, como os Nexus, mas isso em nada irá “abalar” os actuais contratos feitos com outras marcas, que segundo ele, têm ajudado imenso na plataforma Android.

    A pergunta fica.. será mesmo que a Google irá manter essas parcerias? É que ela tendo HARDWARE, passa a ser rival das restantes marcas e não parceira..ou seja, nenhuma marca irá ver que a Google irá “enriquecer” mais o seu produto que o deles..

    Faz-me lembrar o mesmo que aconteceu com a Apple.. eram todos “amigos” mas quando o campo de jogo foi o mesmo, viraram rivais.

    Honestamente foi inesperado este passo da Google mas, mas uma vez, acho que o resultado pode ser mais complicado do que esperam, pois eles estão a assumir guerra com muitas mais marcas que Apple e Microsoft e a Microsoft, a bem ou mal, tem parcerias, ou seja, a Google está a dar mais uma razão para que a Microsoft conquiste a HTC, Samsung e outras mais uma vez que não há interesse de conflitos.

    Enfim.. Google anda mesmo desesperada.. é o que está cada vez mais evidente.

    • rbras says:

      Estás a partir da ideia de que quem está na Google vai logo optar pela pior decisão, que é aquela que vai destruir os pontos fortes mundo Android (acho que eles são um pouco mais inteligentes do que isso, não?). Vamos lá pensar um bocadinho:

      – A Google o que quer mesmo deste negócio são as patentes, que são muitas e grande parte delas relacionadas com as telecomunicações móveis. Estas patentes vão servir para combater a chuva de acções em tribunal que o mundo Android está a receber neste momento, o que deixará os parceiros mais protegidos (já que antes a Samsung, HTC, LG, SE, etc, não podiam beneficiar deste arsenal da Motorola).
      – Não faz sentido que a Google queira dedicar-se mais à Motorola e tratar os outros parceiros como “enteados”, porque estes são a grande força do Android que quer estar presente em todo o lado, em aparelhos de todas as marcas, de todos os preços e feitios. A Google fez questão de deixar claro que o projecto Nexus continuará a funcionar por concurso, sendo atribuído à empresa com a melhor proposta.
      – Os parceiros (OEM) já vieram a público manifestar que ficaram agradados com esta compra porque ela só demonstra que a galinha de ovos de ouro da Samsung, HTC, etc, vai ficar melhor protegida, e que a Google vai proteger o Android de todas as maneiras que conseguir, dando armas aos OEM para combaterem quem os processar.
      – Essa hipótese de as empresas deixarem o Android para dedicarem-se só ao Windows não é, actualmente, realista, não só porque o Android representa a gigantesca fatia de rendimento delas como também a Microsoft já mostrou que a Nokia vai ter um tratamento privilegiado no Windows Phone 7.

      Não quero com isto dizer que nada disto mudará no futuro, porque só o tempo dirá o que vai acontecer, mas a curto/médio prazo não acredito que a estratégia da Google mude.

      • aver says:

        …”É difícil de engolir que os Android OEMs como HTC e a Samsung estão realmente okay com o novo plano do Google de competir efectivamente com eles (não importa o que tenham dito esta manhã em declarações oficiais” (CNN Money).

        O interessante é a hipótese que colocam a seguir: o Google fica com as patentes e alguém fica com as fábricas. Pode ser.
        https://pplware.sapo.pt/informacao/google-compra-motorola-mobile/#comments

        • rbras says:

          Os OEM sabem que a Google precisa deles, porque o Android não é nem nunca quis ser, um iOS a funcionar em hardware da casa, mas sim uma plataforma o mais universal possível que possa estar em todo o lado, em todo o tipo de aparelhos (smartphones, tablets, TVs, casas – Android@home – etc), e a utilizar os vários serviços da Google, que é, ainda, a verdadeira fonte de receitas da empresa.

          Esses mesmos OEM sabem que acabaram de ganhar uma protecção extra para o seu negócio milionário (venda de aparelhos com Android) e que nem tiveram de investir um único tostão nisso.

          A Google sabe bem que só iria perder se colocasse a Motorola como privilegiada dentro do mundo Android, por isso mesmo irá ficar com as patentes, e a Motorola continuará a funcionar como até agora e a concorrer com os outros como o tem feito (e quem sabe se mais tarde, a própria Google não a vende para reaver parte do investimento que fez) — o que não quer dizer que, sendo uma empresa da Google, não vá servir os interesses da “mãe” sempre que assim a “mãe” o desejar.

          Cumprimentos.

  7. Joana says:

    Eu sinceramente não percebo muito disto, mas acho que a Apple juntamente com a Microsoft devem estar a roer as unhas de medo!

    A Motorola é de relembrar que construiu o primeiro telemóvel, aquelas patentes são fundamentais para qualquer aparelho móvel.

    Finalmente a Google está a impôr respeito aos outros concorrentes semi-falhados.

    • Gaius Baltar says:

      Minha cara Joana,
      Como bem disseste no início, não percebes muito disto! A Apple tem um nicho de mercado, que em termos percentuais vai encolher muito, com o crescimento do Android e no futuro, do WP7. Mas vai continuara a facturar alto. A MS tem um excelente hardware (Nokia) e um promissor software. Prevejo que a Google será um contendor formidável nessa luta, mas ainda terá muito a aprender para conjugar bem hardware e software.. vide os Nexus que são actualizados antes de todos os outros, mas não tiveram o sucesso do Galaxy S e S2 ou do Motorola Droid.

    • Joana says:

      a Apple com medo da Google? essa foi a piada do dia…

  8. Joana says:

    As outras marcas ao contrário do que falam por aqui já vieram aplaudir esta compra para enrriquecer o portfólio de patentes.

    Acho que anda aqui muita gente enganada.

    • R o B says:

      O que há mais aqui é videntes, especuladores que tentam prever o que ai vem.

      Se não fosse a google a comprar seria uma apple ou antes uma subsidiaria qualquer com único objectivo, usar as patentes contra o android.

  9. Wesley says:

    [Off Topic]
    A notícia da nova aquisição da Motorola pela Google me deixou à pensar:

    O que aconteceria se a Apple comprasse a Google??

  10. Yamato says:

    Todo o vosso artigo centrou-se na primeira parte de um paragráfo chave, e é um erro grave esquecerem-se de comentar a segunda parte deste paragrafo que é muito importante e muda totalmente o sentido da coisa.

    “… The acquisition of Motorola Mobility, a dedicated Android partner, will enable Google to supercharge the Android ecosystem and will enhance competition in mobile computing. Motorola Mobility will remain a licensee of Android and Android will remain open. Google will run Motorola Mobility as a separate business.”

    Afinal o futuro será tão juntos como estão hoje ou assim querem fazer crer.

    • a Friend® says:

      Prevejo que no futuro vai haver guerra entre a Google e outras marcas…

      Esta tatica do “Dont Be Evil” já demonstrou várias vezes, com vários exemplos que a Google para ganhar share faz tudo. Agora ainda precisa das outras marcas e convém fazer promesas, mas quando o Android atingir a maturidade de pretendem vão começar a favorecer o seu próprio hardware e a cobrar às outras marcas para o instalarem.

      A Google está a entrar em campos onde os conflitos de interesse vão ser fortes. Com a Apple foi precisamente o mesmo. A Google tinha uma boa parceria com a Apple para fornecer serviços para o iPhone… depois de um momento para o outro surgiu o Android. Mas antes de aparecer o Android, a Google jurava a pés juntos que o projecto não era para rivalizar o iPhone…o que veio provar-se o contrário e obrigar o afastamento de Eric Shcmidt da Apple.

      Dont Be Evil… right… tanto abraçam os parceiros como logo a seguir cospem neles. Aposto que isto é mesmo o inicio de uma longa novela.

      • Paulo Ferreira says:

        Mas qual guerra com outras marcas? A google só tem a ganhar com uma parceria com outras marcas, ganhando assim o domínio no que respeita a sistemas operativos para smartphones, que sempre foi o seu desejo.
        A Apple por seu lado, tem como “aliado” uma empresa que é sua concorrente noutros sectores, e que tão depressa pode estar ao seu lado, como logo de seguida espetar uma facada nas suas costas, especialmente porque até tem uma parceria estratégica com um concorrente de peso que é o caso da Nokia.

        Players como a HTC e a Samsung não vão poder ignorar o Android e optar pelo WP7 pela simples razão que este não tem a mesma capacidade concorrencial dos seus oponentes, Android e IOS. Outro aspecto prende-se com o facto de virar as costas ao Android seria ir contra os desejos da maioria dos seus clientes, logo seria um risco optar por outro caminho.
        Aliás, tive a oportunidade de ouvir o webcast em directo da conferencia dada pela Google e foi bastante óbvio que o interesse na Motorola foi exclusivamente relacionado com o seu porto-folio de patentes, de forma a reforçar a posição do Android e aligeirar a pressão sobre a Google e os seus parceiros.

        Da minha perspectiva, hoje não foi um bom dia para a Apple. Diga-se em boa verdade que esta tem andado a cultivar alguns inimigos (com ou sem razão) de peso, e que isto, independentemente do seu valor no mercado dos smartphones, pode ser-lhe bastante prejudicial a curto-prazo.

        • a friend☺ says:

          “seria ir contra os desejos da maioria dos seus clientes”

          Os clientes desejam? As estatisticas não apontam nada disso. Pelo contrário. OS clientes andam cansados de ter dispositivos em que o suporte é inadequado e a compatibilidade com a market muito a desejar, portando não percebo essa do “desejo dos clientes”.

          É a unica alternativa viável, caso apareça uma mais consistente, simples e que corresponda com as espectativas, é para essa que os clientes se viram.

          “A Apple por seu lado, tem como “aliado” uma empresa que é sua concorrente noutros sectores, e que tão depressa pode estar ao seu lado, como logo de seguida espetar uma facada nas suas costas, especialmente porque até tem uma parceria estratégica com um concorrente de peso que é o caso da Nokia.”

          Qual empresa?

          • Gerardo says:

            Onde é que leste que os clientes estão cansados do Android? Manda ai os links. Dizer mal por dizer é fácil. Eu acho que os clientes da Apple estão cansados dos quadrados. O jogo do galo já cansa.

          • a Friend® says:

            “”

            Eu sei que sim.. é o que fazes. Tava na duvida se respondia ou não, uma vez que contigo não há “dialogo” racional possível.. mas aqui vai, para quem achar interessante.

            LINK

            Last year was the first time we asked questions about smartphone usage, and there were a few surprises. The iPhone grabbed the highest user satisfaction ranking of any product or service ever, and the Google Android phones scored surprisingly poorly.

            Depois, para não falar dos prémios de satisfação do consumidor, que, pelo 5 ano consecutivo, Apple leva para casa.

            LINK

            “”

          • Paulo Ferreira says:

            Em relação à primeira parte do teu comentário, o mercado demonstra o contrário, em especial os 500 mil dispositivos activados diariamente com Android. Quantos é que são activados com WP7? Pois é!

            Quanto aos problemas que referiste, realmente são verdadeiros e, aparentemente, já estão resolvidos com o Android 4.0.

            Quanto à 2ª parte, referia-me à aliança Apple/Microsoft para a aquisição das patentes da Nortel de forma a combater o Android. Essa “aliança” ainda irá ser muito prejudicial para a Apple.

  11. Serva says:

    Boa tarde,

    A mim não me surpreendeu nada , esta compra , noutro post meu da passada semana já chamava a atenção que a compra da S3 e das suas mais de 200 patentes não iria ser a única que a Google compraria .

    Estou convicto que com esta compra a Google poderá proteger todos os seus parceiros sem vir a ser acusada como já foi ,que o problema das patentes não era dela porque eles so disponibilizavam o SO .

    Enganem-se os que pensam que a Google pretende com esta compra criar qualquer guerra como os seus parceiros , é que a Google tem consciência que neste momento estão activos 150 MILHÕES de dispositivos com Android e apesar de todas as criticas todos os dias são mais 550 MIL que se activam .

    Parece-me que a @Joana tem um ponto que é de facto igualar a parada entre Apple , Microsoft e Google , não esquecer que a Google tem projectado o seu SO baseado na cloud e que a Google tv já é uma realidade apesar de ainda estar em fase de testes .

    Esta é uma daquelas situações que obrigou a Google que só disponibilizava serviços a entrar também no campo de domínio de patentes e consequentemente da produção com estas 2 últimas compras e correm rumores que mais surpresas aí vêm .

    O que a Google agora vale na bolsa versus a Apple não me diz absolutamente nada , os mercados bolsistas são dos mais voláteis que existem , o que hoje é verdade amanhã já não é .

    Queria finalizar para dizer que a Nortel não foi só comprada pela Apple mas sim por um consorcio , e esta foi a resposta .

    Aceitem os meus sinceros Cumprimentos

    Serva

    • says:

      Nesse caso o Google compraria as patentes da motorola, por 2,5 biliões, em vez de comprar toda a empresa. O interesse é nas patentes e no hardware, o CeO deixou isso bem claro

    • aver says:

      “O que a Google agora vale na bolsa versus a Apple não me diz absolutamente nada”

      O sucesso é como um *****. Só quando é nosso é que cheira bem.

  12. says:

    A meu ver as coisas sao assim:

    -o android estava e esta em muitos maus lençóis por causa das patentes, sobretudo as da sun. Esta compra da motorola poderá ser um dos poucos meios de sobrevivência do android, e simultaneamente da hipótese de terem controlo sob o hardware (o que me parece essêncial, tendo em conta que em nenhum telemóvel conseguimos ter a experiência que o Google pretende, excepto nos nexus). Matam dois coelhos com uma só cajadada.

    Mas e os outros fabricantes? Agora com o Google a vender hardware premium (motorola tem uma construção premium, o software é que estragava o android todo), provavelmente vai canibalizar as vendas dos outros, que vão optar por outros OS para nao perderem mercado nas vendas. E há muitas opções: a HP vai abrir o webOS, win mobile7, samsung bada, e ate os chinocas estão a preparar OS open source. Perante isto o Google começa a ficar sem os grandes apoiantes que tem tido, e acredito que perca muita quota de mercado. Mas vai certamente melhorar a qualidade por controlar toda a experiência como a Apple, e ate ter mais lucros com a venda dos seus equipamentos..

  13. Filipedgb says:

    Deixo aqui a sugestão: façam outra vez uma notícia com as marcas mais valiosas do mundo…como fizeram para 2009, se não estou em erro

    LINK

    Aqui tem mais recente (2011)… é sempre um tema interessante para ser discutido.

    Cumps 😉

    • aver says:

      Mais recentes, bem, muda todos os dias. Escolhi algumas.
      (Tem que se pôr o cursor fora do gráfico para se ter o valor das empresas no momento. Dentro altera os valores para outras datas. XOM é EXXOM e MMI é a Motorola Mobile que o Google vai comprar. AAPL, MSFT e GOOG sabe-se quais são)

      LINK

  14. Serva says:

    Exacto , fala-se na Rim com muita força .

    Eu penso que no meu post ficou claro que a Google para além das patentes que são a cereja em cima do bolo , vai passar a poder fabricar se quiser , vamos ver qual é o caminho que eles vão seguir , o problema do Bada e dos Sos Chinocas e do HP, vai ser a loja de aplicações , vocês já viram a quantidade de aplicações diárias que são introduzidas no Market ? … todos os outros Sos que venham a surgir têm pelo menos de ter a mesma qualidade o que penso ser muito difícil , o Android , mesmo para quem não queira admitir é um sistema aberto e que conta com a contribuição de uma comunidade de open source altamente criativa que produz actualmente mais de 3000 Distros Linux para todos os gostos e feitios e que suportam maquinas desde o P1 a 8 Cores , por isso vejo muito difícil mesmo para a parceria entre a Nokia e a Microsoft conseguirem parar este projecto ou pelo menos assombrarem as vendas quer do IOS quer do Android , não esquecer que depois de ter conta no Gmail todos os serviços Google são automaticamente sincronizados com o Android , a cloud está aí , mais uma vantagem para quem tenha Android .

    Penso que só mesmo a Microsft se estiver disposta a apostar forte e feio , e se a parceria com a Nokia correr bem é que pode fazer alguma mossa a estes 2 monstros (Apple e Google)

    Fiquem bem

    Serva

  15. Joana says:

    Existem diferenças de éticas e liderança. Se a Apple fosse como a Microsoft (antiga) ou a Google (actual) … faria muitas coisas interessantes, como (pois pode) comprar a Google, ou comprar a Microsoft, ou comprar a HP e Dell.
    Mas não, segue o caminho da inovação ganhando money. Simples. Já errou, e errará…mas a empresa mais dedicada à inovação dos seus produtos é, apenas, a Apple.

    • kekes says:

      Como é que a Apple compraria a Google ou a Microsoft?

      • Joana says:

        da mesma forma que a Google comprou Youtube. 🙂
        Como se compra algo? Pelo seu valor e acordo entre as partes (seja accionistas, ou seja o que for) certo?
        Se me dissessem, para que precisa a Apple de comprar a Microsoft ou a Google? Agora se pode comprar, pode! Tem dinheiro em caixa para tal…aliás tem mais dinheiro – em caixa – que o próprio EUA (coisa incrivel, mas verdade).

        • Joana says:

          quem tem dinheiro em caixa e pretende comprar, compra! Oracle > SUN; há mts exemplos…

        • Gerardo says:

          lol

          A Google para convencer os accionistas a vender as acções da Motorola teve de oferecer 50% mais por cada acção. A Apple paraq comprar a Google teria de oferecer mais dinheiro do que a Apple INTEIRA vale. Mas se acham que pode comprar, quem sou eu para dizer o contrario. Se os financiadores forem fan boys, é provável que consigam dinheiro para um operação dessa envergadura.

  16. L. Mata says:

    Acho que a Google deu um tiro no pé.

    Em primeiro lugar embora a motorola tenha muitas patentes não tem nem de perto nem de longe a penetração de mercado que uma Apple, uma RIM ou uma Nokia têm. Para além disso a Motorola é aquela marca a que todos associam falta de inovação e falta de cool factor. Durante muito tempo foi uma marca de referencia mas depois com o surgimento da Nokia passou a ser uma sombra de si mesma em alguns mercados.

    Ao investir este dinheiro a Google nao vai apenas ser um fornecedor de software, vão ser também fabricantes. Isto é que eu acho ser o maior tiro no pé. Uma coisa é ser produtor de software onde a margem de lucro é alta. Outra é meter-se no dominio do hardware onde existem tantas variaveis quantos possiveis problemas. Desde escassês ed matéria prima, desde um tsunami, passando por subida de preços de alguns materiais raros como está previsto para breve.

    A MS sabe disso mesmo e por isso fez o acordo que fez com a nokia. O negocio da ms não é hardware e nem quer ter nada a haver com isso. Prova disso mesmo foi o anuncio, triste diga-se, de que a MS não iria dar continuidade aos leitores multimedia Zune. Eventualmente o único HDW que a MS irá continuar a fazer será possívelmente os ratos, teclados e restantes periféricos onde até têm uma quota de mercado interessante e com alguma qualidade.

    Outra coisa que me leva a dizer que a Google deu um tiro no pé é de que vai passar a concorrer directamente com dezenas de marcas que comercializam telefones com o SO da Google. Isto é no minimo complexo e potencialmente problemático. Muito provavelmente muitoas fabricantes passarão a apostar noutro parceiro que lhes dê mais garantias de equidade e concorrenciais. Um parceiro que lhes forneça o software e que não concorra com eles ao mesmo tempo com o seu póprio hardware. Neste momento, e depois deste anúncio, só há um parceiro assim. Microsoft com a plataforma Windows Phone 7.X.

    Peço desculpa. Enganei-me. Provavelmente a google deu dois tiros no pé e não um.

  17. Gerardo says:

    Tanta preocupação com a Google. Primeiro o Android é de segunda por causa da fragmentação e da não optimização do SO para o Hardware. O supra-sumo dos SOs, aquele que nem multitasking tem de jeito, é que é bom porque é feito exclusividade para um aparelho pelo que não é fragmentado e é super optimizado. Agora a Google compra o seu próprio Hardware, sendo que a nível de telemóveis a Motorola é de topo, para desenvolver em cima de hardware especifico e está tudo preocupado com os outros players de mercado.
    Se os outros todos abandonarem o Android isso não é bom???? Estou muito baralhado. Tenho lido centenas de posts com epopeias épicas à Apple, porque assim é que se fazem smartphones, e então agora que a Google se arrisca a ficar sozinha com os seus próprios telemóveis, vêm os profetas da desgraça prever uma derrota para a Google?? Sinceramente não percebo. Afinal qual e o modelo de negócio certo??

    Pelos visto tem de ter maça, se não tiver não presta, independentemente de ser igual, parecido ou totalmente diferente.

    Se a Google começar a vender os seus próprios terminais, as outra marcas só têm de estar agradecidas por terem andado a vender milhões de smartphones com o melhor SO existente estas anos todos. Depois têm 3 caminhos, ou continuam a instalar Android, ou passam para Windows (que piada) ou contratam muuuittooss engenheiros e aplicam um milhões valentes, para fazerem o seu próprio SO. Qual é o problema? Venham de lá esses motorolas da Google. Se é só pelas patentes então que ataquem forte e feio. Era lindo proibirem um iDevice na Europa. O Jobs a provar do próprio veneno era de chorar a rir.

    • Joana says:

      A Google faz bem concorrer com a Apple e tentar chegar aos calcanhares da mesma. A questão é a inovação e o mercado. É um caminho arriscado pois, já basta ter a Apple para combater…quanto mais a Samsung, HTC, Microsoft (é concorrente fraquinho, mas poderá ser algo no futuro, se aparecer um CEO capaz).

      Google já tentou com HTC e Samsung algo parecido, portanto, repito isto é apenas uma novela de patentes.

      Google virar-se para Hardware? Um segmento a qual não tem experiência nenhuma? Nah. Não vejo a Google tão desorientada e burra para seguir tal caminho. Mas a ver vamos…
      A Apple sempre esteve em HW-SW próprio…logo experiência não lhe falta.

      • Gerardo says:

        Ora vamos lá fazer um 2+2 igual a 4. Se a Google comprou a Motorola, então também comprou a sua experiência em telemóveis.

        “Dr. Martin Cooper of Motorola, made the first US analogue mobile phone call on a larger prototype model in 1973.”

        Ora se não me falham as contas a Google tem neste momento 38 anos de experiência em telemóveis, diz lá de novo a quem é que falta experiência?

        Quanto aos calcanhares, é certo que a Apple vale mais, mas à Google falta-lhe menos de 30% de quota de mercado dos SO para smartphones para poder ser acusada de monopólio e posição dominante. Quem anda a morder os calacanhares de quem é uma questão de perspectiva.

        • Joana says:

          caro Gerado, peço desculpa, mas não tenho capacidade para discutir com fanáticos. Penso que compreende.
          Ama a Google, ok, mas não imponha o seu “amor” fora de fronteiras sem nexo algum. 😉

    • Joana says:

      Android melhor OS móvel da actualidade? Esta é a segunda piada do dia.
      Como tudo, os gostos não se discutem. Como diz o bom Linus Benedict Torvalds: “Eu amo Linux, mas uso mais Mac”.
      Há de tudo… 😉

      • Hélder Lemos says:

        Se como dizem gostos não se discutem, as estatísticas mostram que Android é o melhor. Simplesmente é o líder de vendas de Sistemas Operativos em smartphones.
        E olha que eu tenho um iPhone e gosto mais do qualquer outro smartphone com Android, mas factos são factos.

        • Vítor M. says:

          Mas o mercado dos dispositivos móveis não se resumem aos smartphones, neste caso a Apple lidera com o SO mais utilizado em dispositivos móveis, onde os iPods Touch, iPhone e iPad são parte integrante e com taxas de crescimento significativas.

          😉 o ponto de vista por onde se analisa tem o seu quê de importância 😉

      • Gerardo says:

        Se não se discutem porque dizes que é a maior piada do dia? na tua opinião é o 10º? o 20ª? Provavelmente até dirás aos teus amigos que é o 2º melhor OS. Por isso não é descabido haver quem discorde entre o 1º e 2º lugar seja do que for. Por isso se gostos não se discutem… Para mim dizer que o iOS é melhor que o Android é que é uma grande piada. Mas gostos não se discutem, pois não?

      • aver says:

        Acho que houve uma história antiga de ele estar a usar/experimentar Linux num Mac, mas não passou disso.

      • Ricardo Ferreira says:

        Eu queria apenas acrescentar, Joana, que provavelmente não conheces Linus Torvalds nem a sua influência no mundo tecnológico. Na verdade, essa citação falaz tem muito pouco de verdade. Talvez tivesse sido mais apropriado citar a sua opinião acerca do Nexus One.

      • a Friend® says:

        Não precisas referir o Linus. A Própria Google usa Macs… Larry Page e Sergei usam Macs… o próprio Android é programado em Macs. (Chegaram mesmo a proibir o uso de Windows na Google).

        Mas lá está.. para os “Eu odeio aquilo que desconheço” os Mac’s são máquinas incompetentes do mercado e o iOS, o “filho” do MacOSX é lixo também.

        Ironico que no meio disto tudo, os próprios fundadores da Google sejam Apple fanboys e naturalmente, como fans da marca, sejam influenciados pela Apple.

        Mais ironico ainda, e que grande parte dos fandroids não sabem, é que eles quiseram o Steve Jobs como CEO da Google e como este não aceitou, é que foram buscar o Eric Schmidt… que tinha um cargo alto na Apple.

        Já sei, já sei.. os fandroids nunca acreditam no que escrevo sem citar fontes:
        http://gizmodo.com/5677393/google-co+founders-wanted-steve-jobs-to-be-ceo-of-google

        Já agora, vejam o documentário.. mais interessante é.

      • rbras says:

        Não sei de onde foi buscar essa frase, mas mais uma vez vejo que a lição foi muito mal estudada. 🙂
        É mais do que público que o Linus tem preferência pela distribuição Fedora.

        E sim, dizer qual é o melhor entre iOS e Android é mero gosto pessoal. Não há melhor porque cada um tem os seus pontos fortes e está direccionado para um tipo de utilizador diferente.

        Cumprimentos.

        • a Friend® says:

          Por exemplo, o Eric Schmidt, um dos maiores “defensores” do Android, usa um blackberry. Vamos lá perceber os gostos de cada um.. 😉

          http://www.businessinsider.com/busted-google-chairman-eric-schmidt-caught-using-a-blackberry-2011-7

          Transmite uma confiança tremenda do produto que vende e “apregoa” ao publico. 🙂

          • rbras says:

            E depois? Também já tem sido visto com um Nexus S e um Nexus One. Até pode gostar do BlackBerry para o uso que dá aos telemóveis…

            Agora pergunto-te a ti: é daí que tiras um argumento de que o Android é mau, “viva à Apple”? Já percebi que és um fã incondicional(íssimo) da Apple, mas acho que deves perceber que não é por isso que a marca é perfeita e que cabe no gosto de toda a gente.

            Gostos são gostos, e acho que as pessoas devem aprender a respeitá-los porque o fanboyissmo não leva a lado nenhum (e isso nota-se nos comentários a este artigo). 🙂

            Cumprimentos.

          • a Friend® says:

            rbras

            Sim, usou os Nexus… quando aparece em convenções para defender o Android.

            Onde é que eu aqui estou a defender a Apple? Estou apenas a constatar um facto sobre Eric Schmidt e o produto que vende.

    • ricardo says:

      Estou contigo.
      Tenho um Samsung Galaxy S e não podia estar mais satisfeito. Não vou mudar para outro SO portanto quem me quiser vender o meu proximo Smartphone que o fabrique com o SO da Google.
      Penso que a Samsung e a Google têm um “inimigo de patentes” em comum a Aple (ui que escrevi a palavra sagrada!) portanto a sua parceria continuará a dar frutos na minha opinião. Cada um compra o que quer, eu que gosto de liberdade compro Android!

      • Luís Ribeiro says:

        You rest your case??
        Essa noticia não diz nada. Claro que a MS se auto-proclama o único player a oferecer o mesmo a todos os parceiros. Nem outra coisa seria de esperar, logo essa noticia não tras nada de novo.
        Vamos ver se os parceiros da Google acham o mesmo.

      • Gerardo says:

        A MS nem tem um acordo com a Nokia nem nada. Santa paciência

  18. Sérgio Ferreira says:

    Não me parece que isto seja uma tentativa de criar uma linha exclusiva de “Nexus”, mas sim proteger os outros fabricantes parceiros da Google.

    Do pouco que se fala existe uma possibilidade de a Motorola processar outros fabricantes com sistemas Android, daí pensar que isto é apenas uma hipotese de “estrangular” esse cenário.

  19. Joana says:

    interessante discussão 🙂
    acerca das piadas não tem a ver porque eu amo a Apple ou coisa parecida, pois não o caso, mas sim à volta em redor do tema “X é melhor que Y porque é mais usado” já está mais do que gasta. Voltar a treta de Windows versus Linux…parece-me que não é adequado.
    Alguns pontos:
    1- Apple não quer ser a mais usada, quer ganhar dinheiro – coisa que faz e muito bem. É a empresa mais valiosa do mundo, vale quase 2 googles, ou outra estatistica que quiserem, há várias possibilidades para contas.
    2- Android é o Java Me versão optimizada. É bom? é sim – sem dúvida. Gosto.
    3- Windows Phone 7 Mango é fantástico. Gosto.
    4- Sim, gostos não se discutem. Tenhos os meus gostos e falo como quero, ponto final. Para os fanáticos, falem entre vocês, agradecia. Aos imparciais, falemos/discutemos na boa.
    5- Como já referi não perderei tempo a mostrar onde mora a informação credivel. Se me pagaram, mostro.
    😉

    • Vítor M. says:

      Excelente réplica de civilidade.

      Joana, é importante termos ideias claras e já vi que a Joana as tem. O lema, o meu pelo menos, é usar o que melhor me servir no desempenho das minhas funções. A Joana pisou os pontos mais importantes com clareza.

      Pena o mail que nos deixa não ser o seu 😉 seria interessante trocar umas ideias.

      Cumprimentos.

  20. Pisca says:

    Nunca esqueçam, a historia é recente, quanto vale uma empresa ?
    É complexo, mas tentando fazer contas de merceeiro, o numero de acções x o valor de cada no mercado

    Pois, os outros eram a melhor coisa do mundo até ao dia em que, azar, uma pequenissima habilidade contabilistica, de iniciante foi descoberta, e foi tudo por água abaixo

    Até a Arthur Anderseen uma das maiores empresas de auditoria foi no arrasto e fechou a loja, “não tinha dado por nada” e certificou as coisas

    Logo esta coisa do valor, tem muito que se lhe diga, e a criatividade não se aplica apenas aos smartphones, já é usada nas continhas há muito tempo

  21. Pisca says:

    Para ser mais claro, uma companhia “lider na inovação”

    Enron

    http://en.wikipedia.org/wiki/Enron

  22. R o B says:

    Só vejo videntes e especuladores.

  23. Ryan says:

    Ha aqui muita gente que sabe muito sobre o negocio e estrategia da Google:)
    Muito do que foi descrito, senao tudo, e demasiado previsiviel por outro lado acho que e melhor deixarem o tempo correr. Opinar e facil mas depois quando nao corre como gostaram entao quero ver o que os profetas (alguns a desgraca) irao dizer. Para uns o futuro e muito bom porque os recursos ate parecem inesgotaveis (uma especie de imperio Americano), para outros ha um cepticismo.
    eu acho que por agora e preciso cuidado.
    A Google deu apenas um passo no seu negocio. Bom ou mau e apenas tudo uma questao de tempo.

  24. Luís Ribeiro says:

    A meu ver a Google fez um bom investimento para proteger o seu sistema operativo e os seus parceiros.
    Essa historia de privilegiar a Motorola não é necessariamente verdade, vejamos o caso da Apple e da Samsung, são concorrente no mesmo negocio, no entanto a Apple é dos maiores clientes da Samsung, e não é por serem concorrentes que os produtos que a Samsung vende à Apple deixam de ter qualidade.
    Vamos ver o que o futuro nos trás.

    • Gerardo says:

      Não me parece que o caso seja comparável. A Apple é cliente da Samsung como muito bem disseste. A Google comprou a Motorola. Logo são coisas diferentes. A Apple pode mudar de fornecedor em qualquer momento. Agora se a fábrica de pregos é tua, vais comprar pregos na fábrica do vizinho? Parece-me difícil.

      Agora a Google tem mentes brilhantes a trabalhar para si, se compraram eles sabem o que vão fazer com ela. O resto são opiniões de quem nunca trabalhará numa empresa que vale quase 200 mil milhões de dólares, quanto mais decidirem o seu futuro.

  25. Vítor M. says:

    Rui vamos aqui fazer um ponto de situação:

    Citando e contrapondo…

    Certo, e? Vais-me dizer que desde que comprou o Google Maps ele nao evoluiu nada?

    – Não disse que não inovou, está em causa o que a Joana disse que foi o apoderar de empresas em vez de criar tecnologias de raiz, como fez a Apple ou a Microsoft.

    Dou-te então um exemplo de inovações associadas ao google maps. O google navigation em que a google foi o primriro provedor GPS a utilizar um plano de dados para descarregar em tempo real os Mapas (mantendo-los actualizados). A propria renderização de edificios no google maps foram claras inovaçõeos dentro da google.

    – Mesmo nisto estás errado, mais uma vez a renderização dos edifícios derivou da compra à At Last Software de um software de renderização de modelos em 3D. Empresa adquirida pela Google em 2006.

    GMAIL
    Sim, foi a nivel de simplicidade e aplicação de tecnologias web 2.0 O gmail foi dos primeiros sites a utilizar Ajax (a tal tecnologia com base em javascript que sites como facebook usam e não refresca a pagina), alem de ter introduzido um inovador filtro de SPAM. Compara hotmail e yahoo mail (tive conta nos dois) com Gmail. No Gmail não recebo nem um unica mensagem não solicitada.

    – Novamente o pressuposto está errado. O Google comprou em 2007 tecnologia Antivírus e AntiSpam à empresa GreenBorder Technologies Inc. Foi mais um passo para potenciar o Gmail com tecnologia e inovação de terceiros.

    Fica a minha questão para ti: Não será o Gmail um rip do .Mac.. antigo Mobile Me? Pensa bem. 😉

    MAIS INOVAÇÕES
    Sim senhor, dou dois, aliás três:
    Crome
    Android
    Google+

    Chrome – Veio trazer a standard no que se refere à simplicidade (na interface) e /rapidez que todos os browsers hoje têm. Dentro do proprio Chrome trouxe uma tecnologia inovadora de sandboxing que isola o software da camada do sistema operativo de modo a que não o danifique. Inclusive o Webkit deve muito ao google chrome. Dantes a compatibilidade do Webkit com muitas páginas web era uma anedota (quantas amigos eu tinha que se queixavam que o safari nao abria paginas bem e eu via isso nas primeiras versões do chrome).

    …à Medida que a Google começou a trabalhar no webkit a submeter correcções e patchs e a trabalhar com novas funcionalidades a lado dos outros contribuidores, como a Apple o Webkit não tem nada a ver do que era quando a google começou a trabalhar no projecto. Agora já abre as páginas como deve ser.

    – Em relação ao Chrome, sabes tão bem ou melhor do que eu que o tubo de ensaio foi o Firefox (na percepção das necessidades mais importantes). Sabes também ou se não sabes eu digo-te, já que falas em standards que o Safari foi o primeiro browser a ultrapassar todos os standards ao ponto de ele ser dos unico que completa o Acid3… Se falas que o Webkit deve muito ao google chrome… então o que dizer do que deve ao Safari (atenção que eu sou um utilizador convicto do Google Chrome).

    A empresa que possuia o android apesar de ter sido comprada achas que conseguia fazer os mesmos avanços que fazia sem ser comprada e com os recursos da Google. Mas quanto ao android falo de várias inovações que trouxe já que foi comprada em estado embrionario.

    – A empresa Android Inc. foi quem criou o Android, depois a Google comprou esta empresa e juntamente com vários parceiros fez do Android o que ele é hoje, mais uma aquisição, portanto.

    Excelente sistema de notificações e original (ainda ninguem me conseguiu provar com datas que apareceu primeiro no cydia) o da Apple era anedótico.

    – É fácil de provar. Vê a data em que foi lançado o sistema de notificações no Android e vê um vídeo muito tempo antes de uma aplicação feita para o iPhone OS existente e disponível no Cydia. Só se não quiseres ver. Depois se era anedótico ou não, foi quem inspirou o do Android, tendo em conta que são tão parecido… no seu conceito inicial 😉

    Trouxe e implementou multitarefa muito antes do iOS. É um facto era um paradigma que já existia no desktop, mas a google foi a primeira a traze-lo e torná-lo popular.

    – Estás esquecido que o Windows Mobile já tinha multitasking há NNNN? O que a Google fez foi uma adaptação do que já se usava há muito. Melhorou-o, sim, mas partiu de uma base mais que experiente e com reconhecidas falhas devidamente identificadas. Era só compilar com mais qualidade e evitar alguns problemas (mesmo assim não está tão perfeito como o da Apple).

    Personalização, nenhum sistema operativo movel nunca permitiu personalizar desde o launcher até vários aspectos do android sem root ou jailbreak. É essa facilidade que o iPhone não permte

    – Voltas a estar errado, no Cydia o que não faltam são aplicações para tudo e mais alguma coisa. Nativamente é uma verdade que o Android é mais flexível, mas isso torna-o também mais permeável e mais inseguro.

    Trás uma integração única de serviços da google que muita gente usa, como gmail, google calendar. Consegue uma melhor integração com serviços semelhantes de origem com o IOS e depois falamos

    – Nem penses que em termos de integração o Android com o Gmail supera a integração do iOS. Esqueces-te que a AppStore, a iTunes Store e o Mobile Me são conceitos de topo no mundo dos dispositivos mobile. Ao ponto de serem serviços copiados, sim copiados, pelo Android.

    O conceito de App Store foi todo ele copiado pela Google, ao apresentar o seu Market, depois, obviamente derivou para algumas melhorias, ainda bem que o fez. Em termos de optimização, nem penses ter um Android tão optimizado como o consigo com o iOS.

    Lembra-te que a Apple tem esses serviços que referes muito antes da Google, nos seus sistemas operativos desktop. A integração com os smartphones, com o iPods e com os iPads é feita de forma criteriosa. Não é perfeito, tem falhas o iOS, mas tem menos que o Android, tendo em conta o número de dispositivos que serve.

    E o produto mais recente como o google+ é tão pouco inovador que conseguiu assustar o Facebook e sucessivamente a skype/Microsoft.

    – O Google+ é uma cópia do Facebook com alterações aproveitando as carências do Facebook e depois de um BUZZ falhado à patrão.

    O facebook até removeu publicidade paga do Google plus, demonstra mesmo o medo que eles têm.
    Não sou só eu que o digo, vê este artigo da zdnet:
    http://www.zdnet.com/blog/networking/is-facebook-already-running-scared-of-google-/1224

    – São estratégias mas isso é inovar?

    Trás inovações com os circulos, não parte do principio que todos somos amigos. Trás os hangouts (grande inovação), suporta videoconferencia para inumeras pessoas com uma qualidade excelente. Foi a primeira vez que alguém integrou isto numa rede social. Isto sim é inovação.
    Eu sei que me vais dizer, ah e tal inovou no existente mas não inventou algo de novo. E a apple?

    – A Apple com o Ping não foi longe, é uma verdade, mas tendo em conta o tremendo investimento da Google nas redes sociais, o Ping foi uma migalha. O BUZZ foi muiiito pior sucedido 😉

    …também não fez o mesmo em certa medida? Foi ela que inventou o tablet? foi ela que inventou o smartphone? Apenas inovou sobre formulas que já conhecíamos como a Google o fez à sua maneira também.

    – Sim, em relação ao Tablet a Apple foi provavelmente a mãe do que hoje conhecemos como tablets. Em 1987 a Apple lança o Newton, fabricado pela Motorola.

    Muita gente fala da Apple como inovadora, mas se não fosse o android, ainda tinham para aí o iOS sem multitarefa, nem um sistema de notificações de jeito. Nem tinha um ecrã retina display tão bom para se diferenciar, nem outras tecnologias que foi obrigada a desemvolver.

    – Estás novamente incongruente, atribuo essa evolução à Microsoft e não ao Android. Quando saiu o primeiro iPhone o Android é um Blackberry mal amanhado.

    A Apple inovou graças à pressão da Google. E poucas pessoas dão a mão à palmatória nesse aspecto em relação à Google.

    – Digo que a Apple sempre teve grande pressão da Microsoft, mas sim a Google é hoje um player forte, mas não é de todo quem dita as regras de evolução da Apple, basta ver o caminho cheio de curvas por onde caminha o Android.

    Além disso sabes bem que tem outros produtos (mini projectos) e experiências que sairam do Google Labs.

    – O Labs não será fruto do que a Mozilla tinha para o seu Firefox, mas de forma mais “controlada” como a Apple faz com as suas aplicações? De forma a não criar fragmentação no browser?

    A google aliás tem mais projectos experimentais de software e novas ideias que vejo noutras empresas (não quer dizer que inove mais neles mas tem). Alguns não saem do tubo de ensaio outros saem.

    – Sim, mas os principais, YouTube, Google Maps, Google Earth, Android, etc… são aquisições de tecnologias e inovações de terceiros.

    A google tem como reconheceste o melhor motor de busca. Mas por ser lider de mercado não deixou de inovare melhorar. Vê a opção de google instant search

    – Sem dúvida, mas nunca disse o contrario e o cerne da Google é esse e ponto!

    O meu ponto é. Não se trata de ver quem inova aqui mais, trata-se de provar que a Google inova em vários projectos ou mesmo pequenas tecnologias que nós nem vemos e usamos como no caso do chrome.
    Por isso reafirmo que dizer que é uma empresa que não inova, é das maiores tolices que vi nos ultimos tempos no pplware.

    – A Google inova em cima de projectos adquiridos e com know how de terceiros, é o poder das aquisições, o YouTube é uma das suas principais fontes de receita e olha de onde veio a inovação.

    O meu ponto de vista não é determinar se a google inova ou não, eu sei bem que inova e é hoje um importante meio de propagação tecnológica, agora em termos de produtos não se compara às grandes empresas como a Apple e a Microsoft… entre outras e o que se tenta passar muitas vezes é uma equidade da Google face à Apple… deturpando completamente a verdade dos factos.

    Isso é o que foi dito e é a realidade prostrada aqui no pplware sempre…

  26. Joana says:

    a novela continua 🙂
    os contornos continuarão a ser os mesmo…! Existe algum fan-boy Google que adora iOS? Existe algum doido pela Mac que adora Android?
    O fanatismo só tem uma cor, tal como é o comunismo. Ponto Final. Agora façam as vossas novelas e uma pinceladas de moralismo. Há de tudo.

    Na minha opinião, a coisa mantém-se. A verdadeira inovação da Google está no seu sistema de anúncios, que curiosamente é onde ganha o seu bruto money.
    De resto são optimizações – mas eficientes – , como por exemplo Android, Chrome, Gmail.
    Android inovação? Hum. Chrome inovação?…
    Questionemos assim: Que tecnologias tem o Android? O Chrome?
    Estas ditas tecnologias a Google inventou/inovou?

    …Quem é racional verá que são tecnologias de terceiros, ponto final.

    Agora que a Google é uma empresa monstruosa com génios e uma máquina de fazer bruto money, ai isso é. A grande defensora do Open, dos programas/sistemas sem amarras ao estilo comunista, mas ganha carradas de dinheiro que nem um capitalista desenfreado.

    Para quem já me solicitou buscar informações, me informar melhor, que sou piadolas…dou uma dica e/ou novela a estrear: O novo SO da Google vai nos por online, work online, games online, tudo online. A privacidade ao rubro, viva a Google, the best.
    Espero que moda do dito SO pegue que todos nós sejamos Seres Virtuais e não Seres Humanos. O Facebook já contribui largamente por isso, agora falta a cereja em cima do bolo, que é o SO da Google. (deambulando pela ironia)

  27. Joana says:

    Quem quiser ganhar dinheiro que aposte comigo o seguinte:
    No ano 2012 senão antes, Android vai ser proprietário – o verdadeiro jogo (escondido) da Google. Quem aposta?

  28. Serva says:

    @Vitor, e a Apple ?? e microsoft??? não compram empresas para melhorar como dizes , a exemplos as centenas , bom mas quero responder a @ Joana , a citação que não sei de aonde retiraste que o LINUS usava Mac , eu gostava que o documentasses com alguma coisa de palpável não podes lançar uma bomba dessas sobre um homem do qual vejo que conheces muito pouco , segundo a Apple não tinha mesmo dinheiro para comprar a Google , se verificares existem até neste tópico um post com o valor das empresas a Apple vale mais que a Google mas a diferença não chega as 100 Milhões de dólares , depois mais uma vez chamo a atenção e isto é valido para todas as empresas cotadas em bolsa este valor não é real , muitas vezes tem carácter especulativo e são títulos que podem numa altura cinzenta como a que passamos em termos económicos servir de refugio para alguns pequenos ou médios investidores , mas a passagem para uma situação contrária é muito rápida , queres melhor exemplo que a cise do Sub Prime , aconselhava-te quando citasses alguém com o estatuto de um Linus Torvalds para seres mais precisa e menos leviana .

    Cumprimentos

    Serva

    • Vítor M. says:

      Claro que todos compram, mais uns que outros obviamente, mas repara, o FaceTime foi inovador, não foi descoberto pela Apple mas inovou numa área que estava obsoleta e completamente arruinada…

      Mas não… os adeptos do robo verde dizem logo que…. a e tal a Apple com o marketing vem descobrir a roda como se a vídeo-conferência não existisse já….

      Então a Google o que mais faz é rodar a roda, pois compram empresas que são elas quem dominam as tecnologias… ora!

      É sempre a velha história, pimenta no … dos outros é refresco no teu!. 😀

      Aceita os meus cumprimentos

      Vítor M.

      • Gerardo says:

        Lol, a Google não inova, pega no que já está feito e remenda um bocadinho. A Apple faz o mesmo com a vídeo-conferencia e é já a maior inovação depois da fusão nuclear. LOL Está certo. Devo ser eu que sou faccioso.

        Posso dizer que a Google pegou no e-mail e fez só o melhor cliente de e-mail de sempre. Mas isso não é inovar. Quando a Apple fizer algo diferente no seu webmail, nem que seja mudar a cor de fundo, vai passar a ser a inovação do século. O e-mail nunca mais será o mesmo. LOL Está certo. Devo ser eu que sou faccioso.

  29. Joana says:

    Caro Serva,
    Se me pagares digo-te onde está tal afirmação de Linus. Caso contrário, investiga. Linus é um génio reaccionário, mas não é um estúpido que (só) anda num tunel chamado Linux. Dica: Vai ao google e procuras, deverás encontrar as afirmações dele 😉
    Documentar as minhas opiniões e afirmações? Era só o que faltava. Se alguém quer papinha feita que pague. Não sou adepta de utopias, mas respeito (e compreendo) quem o é.

    Acerca das compras, posso dizer que hoje a Apple vale mais do dobro da Google. Se quiseres saber mais, tens de me pagar. The time is money meu caro.

    Se formos pela cantiga das compras de terceiros, chegaremos a conclusão que não existe inovação própria, certo? Coisa que é errada!
    Dum lado temos, a Google inova sempre, de outro lado temos a Apple inova sempre. A verdadeira novela de quem é melhor, ou de quem inova mais. Para os fanáticos hão de estar sempre nos extremos. Eu prefiro neutralidade e opinar informações/dados credíveis, o resto não perco tempo.

    cumps.

  30. Serva says:

    A questão @Vitor , é como é que tu podes com toda a certeza afirmar que qualquer empresa de tecnologia é mais inovadora que a outra ?! … lembras-te certamente a relativamente poucos anos que a Microsoft comprava qualquer empresa tecnológica que começasse a por o nariz de fora , algumas vezes para a eliminar pura e simplesmente outras vezes para verdadeiramente se aproveitar no bom sentido do seu património intelectual .

    Eu diria , e não devo de estar muito enganado que as empresas mais inovadoras são as pequenas ou mesmo as micro empresas que por vezes nem sequer ouves falar ,ou que não se chegam sequer a constituir , porque limitam-se a levar as grandes as suas ideias , não concordas ? .

    Aceita os meus cumprimentos

    Serva

    • Vítor M. says:

      Sim, podemos, com recurso ao historial de uma empresa, afirmar que uma é mais inovadora e importante num mercado que qualquer outra. Sabemos perfeitamente a importância da IBM no mundo da tecnologia, será esta uma das marcas mais inovadoras de sempre…

      Sabemos perfeitamente o que vale a Microsoft em inovação, basta olhar para o portefólio deste colosso do software, podemos afirmar que o passado e o presente são o reflexo do que vale a Apple como uma das mais inovadoras empresas de sempre… quando na altura… não haveria nada para comprar mas sim descobrir e desenvolver do zero.

      Agora… é obvio que são nichos dedicados que têm maior preponderância em áreas muitos especificas mas a maior verdade é que são as grandes empresas, as com mais recursos financeiros que conseguem mais inovação pela quantidade e qualidade de projectos em execução.

      Assim, não serão individualmente empresas pequenas as mais inovadoras pois estas têm um leque muito limitado de frentes de desenvolvimento.

      Lembro-me de visitar a Microsoft, há um ou dois anos atrás e conversava sobre projectos inovadores que a Microsoft tinha em mão, desde o handwriting, ao reconhecimento de voz… a muitas outras coisas que alocavam recursos humanos e financeiros para esses projectos…

      Só uma empresa daquela dimensão poderia manter tantos projectos, tantas parcerias com universidades e empresas… os pequenos não têm esses recursos… infelizmente!

      • Gerardo says:

        Ainda gostava de saber, realmente, qual a inovação da Apple?

        Tenho a certeza que se procurar encontro inúmeras invenções da IBM.

        Sei que se informática é o que é hoje, uma grande fatia deve-se à Microsoft.

        Sei que o motor de busca da Google revolucionou a Internet.

        Sei que o Java é uma grande inovação.

        Bases de dados, clusters, biometria, internet, fibra opica, etc etc.

        O que fez a Apple de tão extraordinário? Sinceramente? Sem fanatismos? Ganha muito dinheiro, não ponho isso em causa, mas inventou alguma coisa que fique para a história? Falarão do iPhone como um smartphone de grande sucesso, mas não inventou OS SMARTPHONES, falarão dos Macs como maquinas de qualidade, mas não inventou os COMPUTADORES. Faz muito dinheiro, isso faz, porque há muita gente disposta a pagar por status ()sei que não são todos) assim como pessoas que gastam fortuna em diamantes, mas qual a sua utilidade?

        Não gosto da MS e estou sempre a dizer mal da chulice das suas licenças. No entanto reconheço-a como uma empresa de prestigio a que devemos muito do que temos hoje. Quanto a Apple não nutro qualquer simpatia. Na MINHA opinião se a Microsoft ou a Google desaparecessem amanhã era um terramoto na informática, uma revolução. Se a Apple desaparecesse acho que muita gente nem dava por isso. Esta é a minha opinião, que é tão válida como a dos profetas da desgraça. 😀

        • Vítor M. says:

          Pois, em vez de dizeres… nada de jeito ;), vai ler um pouco e depois comenta.

          Claro que se estiveres sempre a ler o mesmo credo, se não experimentares, se não leres… nunca vais sair deste prisma que te encontras meu caro… mas isso é uma questão que está mais do que esclarecida contigo, alias é inútil ter uma conversa contigo porque não sabes nada do mundo Apple 😀 verdade?

          Por isso, 😀 vai à FNAC 😉

        • Joana says:

          E viva a Google, a deusa a inovação, e o resto é conversa/paisagem! Olé.

  31. Serva says:

    @Joana , o Android como ele é concebido actualmente é impossível se tornar proprietário , mais uma bomba que aqui lanças sem nexo , o Andoid depende do Kernel Linux que por sua vez está protegido pela Linux foundation .

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Linux_Foundation

    Por isso ou o Android muda a sua base LINUX OU ENTÃO NADA FEITO .

    Já agora podes ler um pouco sobre Linus faz-te bem , os teus comentários a dar com a epoca de verão que vivemos tẽm de ser mais fundamentados ou lanças a confusão geral e para isso já temos os mercados e CEOS das companhias e tudo o mais

    Aceita os meus cumprimentos

    Serva

  32. Joana says:

    Caro Serva,

    É apenas uma novela, relaxa 😉
    Android foi uma companhia comprada pela Google, e foi remexida (para se dizer à malta que foi inventada/concebida pela Google). O tal link que postou não vi lá informação que impede a Google de tornar Android proprietária. Sendo que não preciso de money (de momento) dou-te uma info de borla:
    “A Google passou a distribuir seus produtos sem submetê-los à licença GPLv2, o que permitiu aos desenvolvedores que criassem livremente dispensando a livre distribuição, antes prevista na licença original. Infração? A Google é muito, muito esperta.”

    • Ricardo Elias says:

      @joana,

      Se procurarmos pela primeira linha do comentario que colocaste, os primeiros links que aparecem mostram titulos como: “Android pode estar perto da morte | Nerddisse”, “Especialistas avisam: O Android pode morrer – Mercado – IDG Now”. Isto parece que algo realmente grave.

      Eles referem-se ao facto da Google usar uns scripts para obterem os DEFINE/structs dos cabecalhos do Linux Kernel, que sao usados no BIONIC, com o objectivo de evitar que o codigo deste seja regido pela licensa GPL.

      Se quizessem, podiam tambem obter os mesmos cabecalhos atraves do glibc que vem com a licensa LGPL, mas isso implicaria interferir nos planos da Google. Arrepiante! 🙂

      Qual e’ o objectivo da Google? Permitir usar codigo (nao cabecalhos) com a licensa BSD e Apache, em vez da GPL. Esse codigo tem origem, e mantem os respectivos copyrights, dos projectos NetBSD, OpenBSD, individuos e do Android.

      Seria uma bocado estranho a Google ter o trabalho de usar/colocar codigo em BSD para depois torna-lo fechado/proprietario. Normalmente, quando a Google usa BSD e’ porque quer que outros possam compilar sem restriccoes (ter que tornar todo o software GPL).

      O que e’ que Linus Torvalds diz sobre este assunto: “… new claims that Android violates the Linux license are “totally bogus.” ” Richard Stallman disse em 2003 num email: <>

      http://www.networkworld.com/community/blog/linus-torvalds-android-copyright-violation-cl

      A fonte em cima e’ incluida com respeito aos utilizadores que visitam este site e para que nao hajam equivocos de onde veio a informacao.

      Se e’s capaz de introduzir um comentario copiado ‘a letra, nao te custaria nada dares o link tambem. Poupariamos tempo (que neste caso, foram segundos, o tempo que a Google demorou a mostra os resultados) e perceberiamos de onde estas a retirar a tua informacao. Vires com a desculpa que o tempo e’ precioso, ou mais valioso do que outros, mostra falta de respeito e que, muito provavelmente, andas a inventar.

      “O tal link que postou não vi lá informação que impede a Google de tornar Android proprietária.”

      O codigo do GPL nao permite que a Google torne o CODIGO (nao partes de cabecalhos) do Linux Kernel, proprietarios. Se o fizesse, a Linux Foundation seria uma das primeiras a processar a Google e obriga-los a cumprir as regras da licensa.

      Fiquem Bem!

      • Ricardo Elias says:

        A parte do comentario que foi eliminada:

        … ” Richard Stallman disse em 2003 num email: it is “not the FSF’s view” that “including a header file always makes a derivative work.” A more “substantial amount of code” is needed to create a derivative work,

        Fiquem Bem!

      • Joana says:

        Caro Ricardo Elias,

        Se me pagares indico-te com prazer os links. Caso contrário investigas tu. Pela primeira linha de comentário? Interessante a forma como investigaste o meu comentário. Interessante. Uma piadola feita para dar aos meus alunos. Bem, posso dizer que são todos sites usa e uk.

        Acerca da Google querer tornar o Android proprietário, aconselho a ler melhor sobre as licenças e as formas de dar a volta à questão – pois nem tudo é linear como se parece. Se quiser saber, posso o indicar sites interessante – se me pagar.

        Dica: A Google paga Java que usa no Android?
        E como sabe, (bem esta não precisa de pagar), esta é proprietária – Oracle.

        Espero que não entre na novela de que Oracle é demónio, como também o é Microsoft, como a Apple…espero que não entre em novelas de comunistas frustados e angelicais/utópicas.

        • Ricardo Elias says:

          “A Google passou a distribuir seus produtos sem submetê-los à licença GPLv2, o que”

          Essa frase copiaste de sites brasileiros. Seria obra teres tirado esse comentario de sites dos EUA e UK, feito tu propria a traducao, e conseguires acertar em todas as palavras e ate’ na pontuacao, e com termos brasileiros.

          A unica piada e’ tu seres professora. Espero que nao seja relacionado com Informatica, para o bem dos teus alunos!

          Os comentarios que deixas mostram que nao sabes do que falas, e o constante pedido de pagamento para poderes indicar links, justificares as tuas afirmacoes, e explicacoes so’ me faz pensar que deves estar mesmo ‘a rasca financeiramente, ou inventas e arranjas essa desculpa do pagamento.

          “Dica: A Google paga Java que usa no Android?
          E como sabe, (bem esta não precisa de pagar), esta é proprietária – Oracle.”

          Duvido que a Google pague pelo JAVA, visto a Oracle ter processado a Google.

          JVM (Java Virtual Machine) e’ proprietaria, e actualmente pertence ‘a Oracle (antes deste terem comprado a Sun Microsystems). O Android usa o Dalvik Virtual Machine em vez do JVM, para converter ficheiros JAVA em “bytecode”. O DVM e’ “Open Source” e talvez a Google pague, ou devia pagar, ao Senhor Dan Bornstein (autor do DVM).

          “Espero que não entre na novela de que Oracle é demónio, como também o é Microsoft, como a Apple…”

          Se leres alguns dos meus comentarios, ja’ defendi a Microsoft e elogiei a Apple pelo seu contributo ao OpenSource. E nao se preocupe, nao sou comunista e o OpenSource tambem nao e’.

          Quando quiser justificar as suas afirmacoes, poderemos continuar a conversa. Ate’ esse dia…

          Fiquem Bem!

          • Joana says:

            Caro Ricardo,

            Está de parabéns com a sua resposta. Portanto a sua novela já tem uma boa final e está resolvida. 😉

          • Joana says:

            Mas mesmo assim, caro Ricardo aconselho-o a estudar melhor os temas, pois assim enriquece as novelas 😉

          • Joana says:

            E claro és um autêntico comuna, emblezado na sua moral de arrogância de sabichão. Mas à vontade, o seja à vontade, mas não incomode os outros com as suas pericias de matraquilheiro de noveladas imaginárias.

            Como o referi, estude mais e melhor e se é bruxo que adivinha as coisas dos outros, use esse poder e ajude então as pessoas que mais precisam.

            Justificar as minhas afirmações para continuar a conversar? Não obrigada, não o conheço a lado nenhum e parece-me que falamos línguas diferentes. Mas mesmo assim, obrigado pela novela que criou, foi gira enquanto durou 😉

  33. Tiago Correia says:

    Vitor M. és o maior Apple fanboy que já vi.

    • Vítor M. says:

      Não, por acaso não sou, alias eu gosto mais do sistema operativo da Microsoft do que do da Apple. Trabalho mais horas em Windows que em Mac OS X, uso o Chrome como browser, não gosto do Safari, desde 1998 que sou um utilizador do Windows CE (depois Windows Mobile) ao nível profissional, comecei há muitos anos com um Commodore 64, detestei o SO da Apple até aos Mac OS X, antes odiava pois era intragável. Trabalhei alguns anos com NetWare… e tudo o que envolveu este sistema operativo…

      Hoje, pela minha experiência, sou um conhecedor profundo de várias plataformas, utilizador iOS no meu iPhone e iPad 1 e 2, Android no meu Acer Liquid Metal (quando não tenho as máquinas que vês testadas no nosso site), tenho também actualmente comigo um Samsung Omnia 7 com Windows Phone 7 (que gostei muito desde a primeira experiência, como podes ver na minha análise), andei muito tempo com o BlackBerry Bold 9700, agora nas mãos do Tiago Dias…

      Como máquinas Windows tenho muitas 😀 é verdade, lá em casa além do meu MacBook PRO I7 2011 tenho um Sony VAIO, um Toshiba Satellite, um servidor, um netbook Asus, Magalhães um e dois… e uma máquina que em tempos foi um servidor de mail, máquina de downloads… etc.

      Depois, como sabes (ou não), passam-me pelas mãos muitas máquinas recentes, sejam elas Windows ou Mac.

      Além disso, existe lá por casa um vasto leque de gadgets de várias marcas, desde leitores MP3, o meu Walkman da Sony que me ofereceram era eu teenager, tenho um discman da Sony que comprei em 1994, o meu primeiro gadget Apple, um iPod Shuffle, comprado há uns 3 anos… máquinas fotográficas, e tanta “tralha” que nem te sei dizer ao certo já…

      Por isso, o que dizes (essas terminologias vazias) 😀 para mim vale ZERO 😉 eu uso o que melhor me serve no desempenho das minhas funções e claro, actualmente uso o que melhor se faz ao nível tecnológico. 😉

      Abraço.

      • Tiago Correia says:

        Disse aquilo porque defendes sempre com unhas e dentes a Apple, mesmo com tantos utilizadores dizendo o contrário e muitos deles terem razão em vários aspectos arranjas maneira de dar a volta e virar a razão para a Apple.

        Na minha opinião, não desgosto de Apple, aliás, até há uns tempos tive para comprar um MacBook que como disseste nós compramos segundo as funções que damos no dia-a-dia, só que não podemos ser tão lineares, porque a Apple é sim uma empresa inovadora só que não façam da Apple “santos” porque como qualquer outra empresa não são santos nenhuns, e todas a empresas que chegaram à grandeza mundial que são hoje em dia já fizeram decerto algumas maldades e ilegalidades.

        Isto não é apenas para ti mas para muitos outros que defendem uma coisa com unhas e dentes só porque gostam e por vezes não sabem ver o lado da razão sendo imparciais.

        Isto é uma crítica construtiva e não encares como ofensa, porque como pessoas civilizadas que somos conseguimos manter discussões adultas sem abusar nem ofender, e desde já perdoa-me se em tudo o que disse estou errado.

        Cumprimentos

        • Vítor M. says:

          Estás enganado, eu defendo a minha opinião perante oq ue utilizo e conheço.

          Eu, se seguires o que escrevo, também aponto os problemas e informo sobre toda a amplitude, positiva e negativa, da Apple no mundo da tecnologia.

          Além disso, sempre escrevi sobre Windows, sobre Android… até Linux já em tempos meti umas coisas 😉

          Agora defendo a minha opinião perante o que conheço contra muitas opiniões de pessoas alheias à realidade da marca e dos seus produtos.

          Muitas vezes defendi outros produtos, por igual motivo e claro… muita gente veio sempre dizer que eu era fanático pelo Windows, depois quando disse que o Chrome ia suplantar o Firefox e que eu usava Chrome como uma alternativa melhor ao Firefox… era porque era fanático pela Google 😀 enfim… eu com muitas dessas coisas posso eu, apenas vos digo que opinem sobre o que sabem e não se deixem levar por clubismos e pela carneirada do open source contra o capitalismo, contra a propriedade intelectual… só utopias que alguns fazem questão de alimentar para enganar a malta 😉

    • Joana says:

      Eu também sou a maior fã da Apple que já (nunca me viu óbvio) conheceu – pelo simples facto de não opinar 100% a favor do Android 😉

  34. Serva says:

    @ Joana , assim não vais longe , andas a ler os artigos nos sítios errados ou de facto não lês nenhuns e depois dás uns palpites , não faças isso , porque não dignifica primeiro a tua pessoa segundo não acrescenta nada ao debate e terceiro tens depois resposta que não sabes como responder e respondes de uma forma brejeira .

    Relaxado já eu estou de férias e lendo o mais que posso , desfrutando as minhas férias , mas os teus comentários …………….. hum …..são daquelas coisas de arrepiar até o mais calmo do mortais .

    Cumprimentos

    Serva

    Serva

    • Joana says:

      Caro Gerardo,

      Penso que é mais que entendido a obsessão que tem pelo Android/Googles. Está tudo explicado o seu extremo pelo anjinho Google de Open 100%.

      Caro Serva,
      Estamos apenas a opinar. Se não vou longe? Problema meu! Incomodo-o com as minhas opiniões? Ofende-o? Se sim, peço desculpa, se não, não se estique com moralismos de sabichão, agradecia. Pluralidade – recomenda-se! 😉

      Se ando a ler artigos em sitios errados? Problema meu. Estranho é saber o Sr. em que sitios andei a ler pois não lhe indiquei nada, mas enfim, não vou perder tempo e claro pode opinar o que quiser, dizer coisas sem fundamento, com esta atrás dita – que obviamente não sabe que sites leio/investigo.

      E claro, não podia deixar-lhe de desejar boas férias e deixe os outros ditos calmos mortais opinarem o que quiserem. Se acha que a razão/moral está do seu lado? Ok, porreiro! Fique na sua e eu na minha, é deveras simples tá a ver 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.