Quantcast
PplWare Mobile

Google arrisca nova multa por recolha de dados dos utilizadores

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. JJ says:

    Acho que a postura que as autoridades Europeias tem estado a tomar para com as diversas empresas dos EUA (principalmente no panorama online/tecnológico), só irá prejudicar os consumidores.

    Muitas serviços e produtos dos EUA já nem vêem para a Europa, devido as leis de cá, não sendo fácil os europeus terem acesso alguns desses produtos e serviços que não existem no “velho continente”.

    Ao mesmo tempo esta postura, a meu ver, de arranjar dinheiro a pala das empresas dos EUA, só poderá fazer com que empresas que tenham cá os seus serviços (como no caso da Google), comecem a limitar os mesmos aos europeus.

    • poisé says:

      Bem pelo contrário, a privacidade é um direito que todos nós temos. Ainda bem que eles estão com uma iniciativa destas. A Google é que gosta de fazer as coisas sem consentimento das pessoas. Não estamos a falar das entidades reguladoras fecharem as portas à Google, estamos a falar que as mesmas exigem transparência para com o utilizador e que o mesmo tenha mais controlo com aquilo que é seu: Dados privados.

      • JJ says:

        Concordo com a protecção de dados, mas essa situação esta a ser levada aos extremos.

        Os dados recolhidos, normalmente, são dados que todo e qualquer provedor da Internet tem conhecimento e pode utiliza-los com o mesmo objectivo que a Google utiliza.

        Existe centenas de sites que recolhe a mesma informação que a Google recolhe, e não estão a ser alvo deste tipo de iniciativa, incluindo outros motores de pesquisa de grandes empresas.

        Os dados que a Google recolhe e a sua finalidade é de conhecimento geral e encontram-se nos Termos do serviço.

        Qualquer das formas, eu estava-me a referir a situações mais abrangentes, como o que aconteceu em Espanha com o Google News Espanha.

        • Hugo (também) says:

          Aí é que se engana. A Google para além de recolher dados pessoais como por exemplo se é masculino ou feminino também lê os seus e-mails do gmail para lhe impor publicidade personalizada. Tudo isto sem o seu consentimento. Se eles recolhessem os mesmos tipos de dados ou da mesma fora como outras entidades, não haveria tanta controvérsia relacionado com a Google. Todos nós sabemos que nos últimos anos a mesma conseguiu bastante puder e isso reflete-se nas suas táticas anti-competitivas (essas também já em julgamento) como a maneira que recolhem dados e os usam. A Google poderá continuar a fazer tudo como faz, logo que nos deixe decidir se queremos ou não ser expostos. Atenção, mais uma vez, trata-se de direitos fundamentais do humano, privacidade. Eu pessoalmente não o quero perder para seja qual for a entidade, mesmo que essa ande nos a dar Chupachupas para disfarçar (lollipop).

    • Tavares says:

      Podias concretizar quais os serviços e produtos,QUE NÃO EXISTEM NA EUROPA, que empresas dos EUA não “exportam” para a UE devido à legislação Europeia? É que diria que o problema é algumas empresas dos EUA quererem impor na Europa práticas comerciais que…não podem implementar nos EUA.Precisamente por ser proibido que o façam…

      • JJ says:

        Quanto a impor praticas na Europa que não conseguem impor no EUA, é bem o contrario… o problema para essas empresas e não poderem utilizar as mesmas praticas na Europa que utilizam nos EUA. Os EUA a nível comercial é muito mais liberar do que a UE.

        Por exemplo, na UE é obrigatório 2 anos de garantia, nos EUA apenas 1 ano, logo isso não é do interesse das empresas e por isso não exportam para a Europa.

        PS: Não tenho nada contra o termos 2 anos de garantia sobre produtos, acho bastante bem essa situação.

        • Hugo (também) says:

          Atenção, opiniões não viram factos só porque sim. Nunca ouvi tal coisa seja de que empresa for. A Microsoft, por exemplo, é uma empresa americana no entanto comercializa os seus produtos cá em Portugal, com dois anos de garantia, logo essa opinião vai por agua a baixo.

        • Tavares says:

          jj…que eu tenha conhecimento a única empresa americana que na Europa “oferecia” um ano de garantia nos seus produtos,quando a legislação “obriga” a dois anos foi a Apple!Que consoante as reclamações…teve de se adaptar!E se pensas que esses problemas com a Google são apenas na Europa podes ler:
          http://gizmodo.uol.com.br/google-emails-lava-jato/

    • lmx says:

      JJ, o teu comentário…parece-me muito triste defacto…

      Desculpa, a minha opinião, mas uma empresa Americana que vem retirar-te os teus dados, sem tu consentires…e achares que os Europeus é que estão mal…és Americano certamente?

      Só pode…

      Olha a Russia é que está a ser esperta…”
      ai querem roubar dados…então agora metam cá os servidores, e nós vamos audita-los…a info que roubarem…batem com os costaços na choldra”

      que é para os meninos deixarem de ser criminosos…

  2. Marcelo Barros says:

    A google que pague, se fosse a Apple ainda se abre uma excepção.

    Porque como todos sabem a Apple não recolhe com segundas intenções, apenas esta preocupada com as pessoas e faz um backup.

  3. Paula says:

    porque os droids odeiam a apple? pq sao frustrados sem possibilidades de ter iphone

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.