PplWare Mobile

Gigafactory, a Super Fábrica da Tesla


Responsável pelo Pplware, fundou o projeto em 2005 depois de ter criado em 1993 um rascunho em papel de jornal, o que mais tarde se tornou num portal de tecnologia mundial. Da área de gestão, foi na informática que sempre fez carreira.

Destaques PPLWARE

  1. Goncalo Machado says:

    35 GWh –> 35 GigaWatts por hora –> 35 * 365 Gw por ano 😉

    • Daniel says:

      Por ano penso que será:
      35*24*365 GW ano

      Acho fantástico o que a Tesla está a fazer!

    • Antwin says:

      35GW * h, não por hora.
      É uma unidade de energia, neste caso sobre a energia que pode ser acumulada em baterias novas que a Tesla produzir durante 1 ano.

    • Antonio Sousa says:

      Exmos Sr.
      GigaWatt por hora não tem nenhum significado físico. O Watt é uma unidade de potência, o que significa energia produzida num segundo. Portanto 1 kWh significa a energia produzida pela potência de um kW numa hora.

    • Telmo Monteiro says:

      GW/h = Unidade de energia. Ponto. Eles produzem num ano baterias suficientes para armazenar 35GW/h.

      • Goncalo Machado says:

        Certo, mas a frase “Segundo Elon Musk, a Gigafactory irá fabricar 150 GWh de baterias por ano (a cidade de Nova Iorque consome, anualmente, 52 GWh de energia)”, Nova Iorque consome 52 Gw por hora, logo as baterias da gigafactory ao final do ano, iriam apenas cobrir a energia de NY por pouco menos de 3 horas. A palavra “anualmemente”, pode induzir em erro.

        • Kátia Teresa says:

          Penso que não é bem isso, mas sim o facto de Nova York utilizar 52GW/h e a Tesla vai produzir cerca de o triplo necessario para sustentar Nova York.

        • Antwin says:

          não é GW por hora, é GW * h, uma unidade de energia.
          52 GWh seria o consumo total de energia da cidade de Nova Iorque para o ano todo, não o consumo por hora, embora ache que esse valor está errado
          O que o Musk disse é que a produção de baterias na fábrica da Tesla poderia crescer para 150 GWh.

          • Katia Teresa says:

            Nao sei. Segundo o site official da cidade de nova york eles usam actualmente cerca de 11 bilioes de watts por dia.

          • Antwin says:

            Watt é uma coisa, Watt.hora é outra.
            O consumo de energia da cidade de Nova Iorque deve andar perto de 52.000 GWh por ano (mil vezes mais), o que daria cerca de 14 GWh por dia em média

        • Alguem says:

          GWh (não GW por hora) é uma unidade de energia, assim como o kWh, o Joule, as calorias, etc.
          1W (Watt) de potência é a transferência de 1 Joule de energia em cada segundo.
          1Wh (Watt-hora) é a transferência de 1W durante uma hora, então se em cada segundo é transferido 1 Joule, numa hora são transferidos 3600 Joules; assim, 1Wh é outro nome para 3600J.
          1kWh é outro nome para 1000Wh.
          1GWh é outro nome para 1000 000GWh, ou 3600J * 1000 000 000 = 3600 000 000 000J.

          Interpretando corretamente agora a informação:
          “- A partir de 2018 produzirá, anualmente, 35 gigawatt-hora (GWh) de baterias, o equivalente à produção mundial de baterias produzidas em 2014″
          Ou seja, a fábrica produzirá, num ano, baterias suficientes para armazenar 35GWh (ou 126 000 000 000 000‬J) de energia.

          – Segundo Elon Musk, a Gigafactory irá fabricar 150 GWh de baterias por ano (a cidade de Nova Iorque consome, anualmente, 52 GWh de energia)”
          Novamente, a fábrica irá fabricar, em cada ano, baterias suficientes para armazenar 150GWh de energia. E Nova Iorque consome 52GWh (ou 187 200 000 000 000J) de energia por ano.

      • Antwin says:

        não é GW/h, é GW*h

  2. João says:

    Simplesmente fantástico! Vai ficar para a história!

  3. Vasco says:

    Esta empresa está a mudar o mundo

  4. JJ says:

    Se quando a fabrica tiver pronta, com os painéis solares no telhado e com parque eólico ao redor da fabrica, conseguirem ter a fabrica a produzir 365 dias por ano, apenas com energias renovais, então será extraordinário.

  5. Ai dentro says:

    Sou muito admirador do elon musk

  6. ILS says:

    Importa salientar que Tesla, Hyperloop e Space X são três empresas independentes. Elas não têm em comum a Tesla. Elas têm em comum um accionista chamado Elon Musk.

  7. Mafurra says:

    E desistimos da fábrica de baterias para automóveis eléctricos em Portugal !
    Enquanto uns vêem longe, outros não conseguem ver o que têm debaixo do nariz…

    • rui says:

      Neste momento, carros elétricos é um “não”. As pessoas apenas estão a servir de “beta testers” e estão contentes com isso.
      Esses veículos ainda não tem o desempenho que deviam ter, e estão muito longe disso. Para um país como o nosso que já “estoura” o dinheiro em muita coisa que não faz falta, veículos elétricos e tudo o que acarreta (sítios onde os carregar, componentes, …) ainda é algo de que não precisamos realmente por aqui (do ponto de vista de que o dinheiro que iam esbanjar no investimento, neste momento faz falta para calar os idiotas da europa que querem meter-nos no fundo do buraco novamente).
      Depois de isso estar resolvido, aí sim, poderemos investir como deve ser e quem sabe, até ajudar a melhorar essa mesma tecnologia.

  8. José Paradela says:

    Admiro tudo o que é energia renovável. Temos potencial humano e inteligente para tal. Falta capacidade de investimento, se a UE não nos atrofiar mais uma vez! !!!!!!!

  9. Marco Fontes says:

    Infelizmente só não considero realmente alternativa em Portugal por falta de assistência! Onde faria a manutenção, por exemplo!?
    De resto, tivesse eu €€€ para ter um destes Tesla X e levar a miudagem toda! Fantástico trabalho do Sr Musk.

  10. bill says:

    “a Tesla assinou um acordo de 1,6 mil milhões de dólares com a Panasonic”
    Ou seja com a Toyota

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.