PplWare Mobile

Fim das comissões no serviço MB WAY, uma realidade que pode estar próxima?


Autor: Maria Inês Coelho


  1. Cortano says:

    Então mas quando os bancos começaram a cobrar taxas o BE, que até estava no Governo, não disse nada!!
    Não me digam que só agora é que acordou para a vida?!?

    A CGD até é do Estado e não vi o BE preocupado com as comissões anunciadas!!!

    Que esquisito…

    • asd says:

      Politicos a fazer politiquices.

    • Paulo Martins says:

      O Bloco de Esquerda nunca esteve no governo, eles tinham um acordo com o PS para não os bloquear no Parlamento, permitindo que por exemplo os orçamentos do estado fossem aprovados.
      Agora não te queixes porque por populismo ou outra coisa qualquer se limitarem as comissões acho que todos ficamos a ganhar.

      • Luís oliveira says:

        E o acordo era aprovar tudo do PS e não ter nada em troca? obviamente que a contrapartida tb era passar certas ideias do BE…

      • Cortano says:

        No Governo em si não, mas esteve na “geringonça” que era um acordo entre partidos para que o governo PS não caísse.
        E achas que há almoços grátis? Para o BE e o PCP não bloquear o PS, podiam submeter as suas propostas de lei ou qualquer outra proposta que achasse útil para a sociedade – tal como o PCP fez para os passes a 40€.
        Portanto, o BE podia muito bem na altura que estava na geringonça ter apresentado uma proposta de bloqueio às comissões nos bancos, e não o fez porque não quis, porque quando estão em posição de fazerem alguma coisa, simplesmente alinham com o poder.

        Esta proposta não passa de demagogia ridicula do BE, mais uma.
        Digo-te mais, esta pseudo-proposta nunca vai passar e o BE sabe disso. É populismo e a mania de se armarem e de aparecerem para dizerem que tentaram.

  2. João M says:

    “Mariana Mortágua referiu, relativamente ao serviço MB WAY que “os bancos começaram por habituar os clientes a esta aplicação não cobrando taxas, e agora carregam nas taxas que cobram”. ” — Engraçado o que esta senhora diz dado que o mesmo está a acontecer em praticamente tudo em que o estado dá benefícios para incentivar i investimento e depois carrega nas taxas ou impostos – por exemplo nos carros eléctricos.

    Não sou a favor das taxas mas gostaria de ver o mesmo esforço quando quem as cobra não é o privado (apesar de a CGD ser publica) mas sim o próprio estado. Quanto temos um estado demasiadamente Obeso, impostos, taxas são o dia a dia. Aqui não se corta porque “fica mal” e o animal já está habituado a comer à grande..

    A banca não é o melhor exemplo mas o BE (e o PCP) são os partidos com mais “lata” na nossa democracia. Por um lado estão sempre a criticar e fazem manifs e até fake news mandam, mas por outro aprovam tudo e mais alguma coisa porque o “quer ser poder” assim o dita.

  3. arnaldo says:

    Agora que já não estão no poleiro é que se lembram disto?
    Demagogia e hipócrisia.
    E ainda defendem a ida ás urnas. Só vai quem é patego e não acordou para a vida.

    • eu says:

      Ou quem é arnaldo é que não vai. Se não vais lá estas-te a queixar do quê mesmo?

      • Hugo says:

        Quem não vota não tem direito a opinião?
        Para além disso, se ele não acredita no sistema…

        • Marco says:

          Sim. Quem não vota não tem direito a opinião sobre o que foi votado. Escolheu, livremente, não ter direito a opinião! Se não gosta da oferta política atual tem duas opções: cria a sua própria força política (difícil) ou vai votar nem que seja em branco para dizer que não há lá nenhuma proposta válida.

          • Hugo says:

            Isso era no tempo do Salazar e mesmo assim haviam opiniões muito distintas. O facto de alguém não ir votar não significa que essa mesma pessoa perca automaticamente os seu direito à liberdade de expressão.
            Não sei se o Arnaldo acredita no sistema de voto, mas caso não acredite não faz qualquer sentido incentivá-lo a ir votar em branco.

          • Marco says:

            No tempo de Salazar, não havia escolha. Agora há. Mas não é admissível que alguém não se queira responsabilizar em fazer uma escolha e depois criticar as escolhas dos outros. Pode não perder o direito à liberdade de expressão, mas ao usá-lo de forma destrutiva só está a ser cinico. Se não acredita na democracia, e considerando que esse é o regime adoptado no seu país, pode e deve usar esse mesmo regime para o alterar. Para o regime monárquico, ditatorial ou até anárquico. Ou começar uma revolução, se quiser. Mas tem que se responsabilizar pelas escolhas que opta por [não] fazer

  4. SANDOKAN 1513 says:

    Confirmo.Já por mais de que uma vez que paguei 1 euro por cada movimento no serviço.Tenho conta na Caixa.E não são os 88 cêntimos que aqui falam no artigo,é um euro,muita atenção !! Pelo menos comigo assim é.Por isso é que desisti do MB WAY.

    • SANDOKAN 1513 says:

      Qual próximo mês de Janeiro,qual quê.Se eu já paguei 1 euro enquanto utilizei esse serviço nessa aplicação em que é que ficamos ?? 😐

      • Salvador89 says:

        Nao sera uma historia de IVA?
        Assim por alto, os 0.88€ + IVA vem pra cerca de 1€…
        De toda a maneira, e mais uma machadada no sistema para encher barriga a alguns.
        Estou no estrangeiro e houve uma aplicaçao do genero que foi lançada entretanto, e o que os bancos fizeram foi aliar-se a esta app para desenvolver soluçoes de pagamento digital.
        Nao a comissoes em lado nenhum nem surpresas no fim do mes.
        No nosso Portugal, quando a ganancia fala mais alto que o resto temos este resultado…
        Pena

        • Joao Ptt says:

          A SIBS também é uma aliança dos bancos… e depois viram ali um pote de mel para ir lambuzar-se… e quase todos já estão a lambuzar-se ou planeá-lo fazê-lo em breve.

          Estão a prestar um serviço! Por isso devem ser pagos.

          A questão é: será justo o preço cobrado face ao serviço prestado? Quais os custos verdadeiros da prestação do serviço? Quanto estão a ganhar a mais? Se lhes custar 1 cêntimo de euro (ou nem isso) e depois cobram 88 cêntimos de euro parece um bocado desproporcional… mas isso é a mim.

          Não sou afectado porque nunca utilizei tal serviço… apenas o MBnet que deixou de existir na forma original e foi integrado nos web sites (e apps?) dos bancos (alguns pelo menos).

          Para os que não pagam nada do MBway, parabéns, seria um deles segundo as condições do meu banco porque faço questão de lhes dar mais dinheiro todos os meses que o mínimo exigido… porque se estou a usufruir de um serviço acho que devo pagar por ele e em tempos até tinha algumas vantagens reais que eles aparentemente decidiram que eram demasiado vantajosas e retiraram… mas para todos os outros que têm mesmo de pagar, excepto mudar para outro banco que muitos poderão não conseguir por causa de contractos de toda a espécie associados e juros e coisas do género…. terão de ter paciência e deixar de usar o serviço ou pagarem e pouparem em outras coisas… se não forem daqueles que se queixam muito mas depois se for preciso na semana seguinte aparecem com o mais recente modelo de um qualquer veículo topo de gama apesar de já terem antes um bom… mesmo para quem não é rico, mas tem algum dinheiro, pode abrir uma conta paralela em outro banco que tenha as vantagens que pretendem e usarem-no para os serviços que querem à “borla”… é ver se de facto depois poupam ou acabam por gastar mais do que se pagassem as comissões.

  5. Carlos Costa says:

    E que tal usar o Moey!

    ou então o bancoctt?

    Nenhum dos dois tem taxas e taxinhas

  6. Alpha says:

    Revolut… Não há taxas ou muito baixas, podemos ter cartão, fazer o que faz o mbway, aplicação sleek e impecável, gere despesas e budgets, comprar titulos… etc

    Neste momento e a grande ameaça à banca tradicional

    • Clairvoyant says:

      Eu uso o N26.
      Quem se quiser registar no N26, com o meu código ganha 30€!
      No registo utilizar o código: nunop9040

    • paulo rodrigues says:

      Não pode associar o cartão do Revolut ao MB Way, é disto que trata este tema… Sim, por enquanto, usando o cartão dos CTT na aplicação na existem comissões. Isto é um país de hipocrisia, infelizmente….andam a injectar parte dos nossos impostos no Banco Bom, quando este perdoa dívidas ao Sporting… não sei se será só ao Sporting, sei que para quem tem crédito à habitação, por exemplo, acho que não tem perdão…

  7. mlopes says:

    a mim não me interessa nada de onde vêm as boas ideias.
    só me interessa se são boas ou não e tudo o que seja para acabar com as comissões bancárias é sempre uma excelente ideia!
    cobrar comissões é furto legalizado.
    os bancos ganham dinheiro com o produto que vendem: dinheiro. compram-no aos seus fornecedores (nós titulares de contaas bancárias de depósitos) a preços que na atualidade são quase zero ou mesmo zero e vendem-no (aos clientes com quem fazem contratos de mútuo) ao preço que querem.
    é assim com qualquer empresa, tem que ser assim com os bancos. não há desculpas para ser diferente.

  8. Nonnus says:

    Os bancos nos últimos anos conseguiram inverter o tipo de negocio que era um banco. Um banco há uns anos
    atrás pagava aos clientes para estes terem lá o seu dinheiro, agora que estamos todos dependentes dos mesmo, seja para créditos, ou até mesmo para receber o nosso ordenado que inverteram isto de tal forma, que agora temos de pagar para eles terem e usarem o nosso dinheiro. Fazer uma transferência pagas, ter dinheiro a prazo não recebes e ainda pagas para manutenção de conta, cartão de debito pagas, conta ordenado pagas manutenção de conta, conclusão, usam o nosso dinheiro para os negócios deles e ainda pagamos para isso. Neste momento há algum negocio melhor que um banco?

    • Jose Lapao says:

      Concordo plenamente e quando vão a falência, lá vamos nós todos pagar novamente os desaires deles e eles com carrões, casarões e outros ões, ficam imunes.

    • Tiago C says:

      Hoje em dia, paga quem quer.

      O que não faltam são alternativas. Seja BancoCTT, ActivoBank, Moey, ou mesmo N26, Revolut.

      • Nonnus says:

        Tiago C,

        É tão fácil falar. Tenho um credito habitação a 15 anos diga-me lá se posso transferi-lo para o Moey, N26 ou para o revolut? Posso transferi-lo para o Banco CTT mas com taxas de spread (se calhar você nem sabe o que é) mais altas que as que tenho actualmente e para transferir o credito tenho de pagar a cabeça cerca de 2000€. Quando nós vivemos na casa dos pais e ganhamos o nosso ordenado para sair a noite e comprar coisas na internet parece que é tudo muito simples, mas o mundo real é muito mais que isso.

  9. eu mesmo says:

    neste momento pago 80 e poucos € por ano para ter conta e cartão de débito no totta, odase…. o mais tardar inicio do ano vou encerrar este casamento que só me dá prejuízo.

  10. Celso Pereira says:

    Os Bancos viram nesta aplicação mais uma fonte onde poderiam continuar a sacar o dinheiro aos clientes.

  11. Nn says:

    Mbway muito bom para burlões, publiquei um anúncio para vender um carro e numa semana recebi 11 chamadas s com a intenção de me burlar sempre com a mesma história, agora pergunto eu se fosse seguro, seria tão apetecível para burlões??

    • Nonnus says:

      É tão seguro como outro sistema qualquer. A questão é que muitas pessoas vão na onda porque alguém disse que simplificava muito (o que não deixa de ser verdade) e não percebem como funciona e depois a quem se aproveite disso. Tal como você no mesmo fim-de-semana recebi dois telefonemas de chicos espertos a tentar-e enrolar com a mesma história de pagamento por mbway de anúncios que tenho no OLX.

  12. Costa says:

    Mais uma vez o Zé povinho a alimentar os bancos ,e os ladrões com casarões e altos carros à pala do povo manso

  13. Flavio says:

    Por isso uso N26 que me dá a mim e a quem se regista 30€ em vês de andar a pagar comissões 🙂

  14. Not anymore says:

    Lamentavelmente os Bancos começaram a cobrar comissões após disponibilizarem uma ferramenta gratuita (MBWay) que incentivaram os consumidores a usar (quanta publicidade não se viu por aí a apelar ao uso do MBWAY?!?)… Foi um furto premonizado!!! Doloso!!! Grave e atentatório da boa fé!

    No dia em que anunciaram as comissões desinstalei a APP e “esqueci” essa possibilidade…

    Aos políticos apenas tenho um recado: vão mas é M… com a vossa conversa de ilusionismos vãos!

  15. Miguel Amaral says:

    Só acho chato que coloquem a noticia com uma imagem de um dos poucos bancos que já anunciou que não iria cobrar comissões pelo uso do MBWAY……….

  16. O pirata says:

    Propaganda ao BE?
    Onde isto chegou…
    Se fosse o primeiro a apresentar uma proposta era normal, agora nem foi o primeiro foi…
    Pura propagandas

  17. Carlos Campos Serra says:

    Uso o PAYPAL

  18. Pedro Sousa says:

    Se 0,88€ é exorbitante, o que se chama ao 1,20€ do bpi, ou aos 1,54€ do activobank, etc…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.