Quantcast
PplWare Mobile

É tão simples usar o Windows 8…

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. Ru1Sous4 says:

    Só vejo o Metro n o windows 8. N vejo a remoção de um software, a alteração da sensibilidade de 1 rato. O video é todo ele mt bonito mas qd o utilizador na pratica vai utilizar o SO já n é bem assim…

    • diogo says:

      Win+D e é como se tivesses no Win 7, e fazes tudo o que querias.

      A não ser que queiras usar os novos atalhos do Win8 que ainda alteras o que queres mais rapidamente.

    • Nuno Pinto says:

      Mais fácil é praticamente impossível. Como o vídeo demonstra, tudo é mais intuitivo e simples.
      Desinstalar nunca foi tão fácil, alterar definições é mais simples ainda, e para quem tem medo da inovação a Microsoft ainda oferece o antigo Desktop (que na prática até me dá imenso jeito para poder continuar a desenvolver e a testar as “velhinhas” aplicações que desenvolvo para o “velhinho” ambiente de Desktop.

    • F says:

      Concordo, só se viu o miudo com o dedo a passar de um lado para o outro no interface Metro. A M$ deve pensar que todos têm um monitor touch.
      Eu gostava era de ver o miudo a carregar no title do “velhinho” desktop e a trabalhar nele.
      A M$ tentou seguir a moda e acabou por criar um Frankenstein.
      A interface Metro vai “criar” mais leigos que apenas sabem carregar nos botões.

    • Tiago says:

      um pequeno pormenor para todos, é Modern UI Style e não Metro !!!

    • OneX says:

      A Microsoft desta vez fez propaganda ao nível do windows 8 lol
      Ou seja este windows 8 e para as crianças brincar quem procura uma ferramenta seria, fiável e para trabalhar nem pensa 2x windows 7 como ferramenta de trabalho é muito superior ,
      esta porcaria do windows 8 é para tablets e para brincar.
      Quando instalei o windows 8 levou logo format C:\ que aberração … lol

      • Pedro says:

        OneX, nunca vi tamanho preconceito.. foste com a mente tão fechada quando instalaste o win 8 que nem deves ter reparado que dá para sair do Metro e ficas com o sistema igualzinho ao win 7 lol, enfim..

        Qualquer coisa que tu fazes no win 7, acredita, eu faço-o mais rapido no win 8

        • Ricardo Cardoso says:

          Win 7 (MS) ou Win 8 (MS)… Microsoft… Microsoft… Licenças… Dinheiro… Enfim!…

          “Qualquer coisa que tu fazes no win 7, acredita, eu faço-o mais rapido no win 8”. Mesmo o desligar o PC?… 😉 Talvez, mas será que o fazes mais rápido que num Ubuntu? Este sim, gratuito, estável e completamente aberto a personalizações de interface por parte do utilizador! Ubuntu, Xubuntu, Lubuntu, Kubuntu, Edubuntu, Mint, Macbuntu, Caixa Mágica, etc. É só escolher aquilo com que te identificas mais!

          Já nos Win 7/8, usas o interface que tem e mais nada!

        • Daniel Silva says:

          Desculpa Pedro mas o interface AERO do Windows 8 tem vantagens ao AERO Glass do 7, não o vou negar, mas também tem desvantagens…
          E o facto de não ter botão de iniciar deixa um muito a desejar pois as alternativas não são tão boas como o “real” assim como a compatibilidade com vário hardware e software recente é uma nódoa e nem com modos de compatibilidade vai lá 🙁
          A ideia que tenho do Windows 8 é que é uma boa opção para quem usa um PC com o mesmo fim de um tablet ou como um media center, até porque o tempo de arranque é fenomenal, mas como máquina de trabalho o 7 ainda me parece melhor solução.

          • Arcanjo_Gabriel says:

            Incompatibilidades de software e hardware, ainda não encontrei, faco tudo o que antes fazia e ainda mais. Abriu novas portas aos sistemas operativos. Linux e muito bom, mas não correm jogos e programas que o Windows corre, e não me venham falar do Emulador wine, os programas ou jogos que correm por ele ficam mais lentos, e se conseguir executa-los. O Windows 8 trouxe o melhor do 7 e juntou novas e poderosas ferramentas, alem de ter sido construído de raiz, eliminando muitos bugs. Neste momento o Windows para mim, esta melhor que o Linux, não que a culpa seja do Linux em si, mas dos programas que desenvolvem para ele, ate o meu velhinho pc que só corria Linux agora corre o W8 sem problemas, e pela modica quantia de 49.99. Guerras entre Linux e Windows, Apple e outros e estupido cada um utiliza e habitua-se ao que lhe der mais jeito.

        • Pedro says:

          Pronto, se não fossemos todos diferentes é que o mundo era chato lol.
          Eu gostei do windows 8, concordo com algumas coisas que disseram, mas não tudo. Cada um usa o que gosta ou lhe convem mais, ponto final.

          Bom Natal a todos 😉

          • Daniel Silva says:

            Nem mais, gostos não se discutem 😉
            Neste momento tenho o PC de casa com o 8 e é para manter. O portátil de trabalho é que vai regressar ao 7 por causa das compatibilidades com programas que necessito.

  2. Gopher says:

    Isto é apenas umc anuncio publicitario.
    Eu pensava que o pplware era opiniões neutras.
    Afinal é apenas um blog publicitário.

    • JEFE says:

      Meu caro,
      Sou um menino mt pequeno perante todo o “saber” que vejo por aqui… no entanto …

      Este tipo de artigos, ou anúncios, como preferires, são de mt utilidade p mim, e não só. Pq. num único site consigo uma compilação extraordinária de uma série de novidades, e não só, que de outra forma me passariam ao lado. Ah ! e em Português, o que ainda é mais relevante .
      E pelo que tenho observado, tanto publicam artigos a favorecerem todos os “players” do mercado.
      Correcto ?
      Para todos Boas Festas !

    • Tony Silva says:

      É por isso que eles já estão a fazer um artigo com este vídeo.

      https://www.youtube.com/watch?v=WTYet-qf1jo

      • Vasco says:

        Este vídeo é tão, tão fraco…

        Embora concorde com algumas coisas.

        Utilizar o windows 8 tem uma curva de aprendizagem (nas apps de modern UI) que não existe nas evoluções anteriores. só isso.

        Quando tento trabalhar em osx tenho exatamente os mesmos problemas “HOW DO I MAXIMIZE THIS WINDOWS URR DURR STUPID OS” mas não é por isso que vou dizer que o SO é mau, ou não é intuitivo ou fluido.

        • Hugo says:

          Então se tem uma curva de aprendizagem que os outros não tinham não pode ser “mais intuitivo” (ou sequer “intuitivo”). A não ser que “intuitivo” tenha mudado de significado, não será “só isso”.

          • Pedro says:

            Tudo, mesmo intuitivo tem uma curva de aprendizagem. Até no iPad que tem o iOS uma pessoa nao apanha tudo a primeira.. e não é por isso que o vou mandar para o lixo e dizer que o SO é horrível

            Simplesmente aqui, as pessoas tavam habituadas desde o win 95 que o próximo windows viesse igual em traços gerais ao anterior. Agora mudam uma coisinha como o menu iniciar (sendo que em modo desktop e exactamente igual) e é o fim do mundo.

          • Hugo says:

            Certo Pedro, mas o que se advoca é que o Win8 é o mais intuitivo da MS, ora se tem uma curva de aprendizagem superior aos anteriores segundo alguns então não é propriamente o mais intuitivo (ou intuitivo de todo sequer se tem de ter videos de ajuda que só são visiveis num contexto completamente diferente ao que se necessita da ajuda).

            E o windows 95 era intuitivo e transparente: icons no desktop; menu iniciar com tudo o resto, agrupado por tipos (definições, programas) que facilitava o acesso, só tinhas dois sítios possíveis onde ter as coisas. Na verdade com o evoluir de cada lançamento foram complicando o UI na tentativa de melhorar a UX (e na maioria dos casos com sucesso, noutros nem tanto).

            E não é mudar uma coisinha, no meu caso o Windows 8 é simplesmente intragável para trabalho. O modern é demasiado intrusivo e sandboxed (cada aplicação é o seu próprio walled garden e retira contexto a tudo), no desktop não tenho à cabeça as funcionalidades que tinha. Eu não me chateava muito se a MS desse a hipótese de escolher, o problema é que a forçar já se vê o caminho que tomam e se por enquanto ainda vamos tendo um desktop (fajuto de funcionalidades). Se não se criticar agora em evoluções posteriores só restará comer e calar, e como utilizador enterprise que necessito do windows é para trabalhar e não para brincar não me posso dar a esse luxo.

    • Nuno Pinto says:

      Não tem nada a ver com publicidade. Lê e analisa cada palavra (assumindo que sabes interpretar Português). Este artigo não é único na publicação de novidades de vários produtos das mais diversas marcas. Se cada vez que se falar num produto isso for considerado publicidade com tendências, então temos duas opções: pessoas com essa personalidade não deveriam visitar sequer este blog, ou talvez a única opção será fechar o Blog,… bem visto se calhar até mesmo a internet, jornais, rádios, televisão, e tudo o que tocar no nome de um produto ou individuo.
      Sinceramente! Cresçam ou deixem os crescidos trabahar.

    • Navyseal says:

      Foi só a divulgação de um vídeo original, qual é o problema?

    • Ricardo Cardoso says:

      Gopher, tens toda a razão! Se há quem no Ppplware coloque bons artigos, relativos a diferentes tecnologias e até Sistemas Operativos, como já li por várias vezes, isso não aconteceu desta vez… Frases como “Mas o que não podemos negar e que o Windows ficou mais simples de usar e muito mais intuitivo!” são publicidade, sem qualquer sombra de dúvida!

      E já agora, alguém me pode explicar como se acha o Win 8 intuitivo, se para o desligar temos que descobrir que a opção “Desligar” ou “Reiniciar” está dentro do menu Definições ou algo do género? E existem outros exemplos como esse, que não vale a pena estar aqui a explicitar… Tive contacto com Win 8 ontem pela primeira vez, e chamar àquilo de intuitivo e simples, é muuuiiiiitaaa simpatia!….

      Ponham alguém que nunca viu um Win 8 à frente, ainda que conhecendo bem o Win 7, e contabilizem o tempo que este perde a encontrar funções básicas…

      Simples e intuitivo? Ubuntu 12.04 LTS ou 12.10, com Unity. Até o meu filho de 4 anos brincou com ele na primeira vez que lhe coloquei o computador à frente…

      • Fábio Marques says:

        Estás com o Win 8 há 1 dia. Aprende a fechar apps, usar a charms bar e fazer uso do share, etc. Excelente para ler e partilhar informação. Para trabalhar há o desktop, num SO mais estável que o Win7.

        • Glink says:

          O grande problema é que não deveria ser necessário aprender a fazer isso, deveria ser muito mais simples e intuitivo dar continuidade ao que já existia…

          queriam mudar, faziam gradualmente, tinham um OS para tablets e para desktops e gradualmente fundiam os dois, não é preciso ser um génio para chegar a essas conclusões…

          • Ricardo Cardoso says:

            Exactamente, disseste tudo!

            Fábio Marques, passa 3 ou 4 horas com Ubuntu 12.04 LTS, instala Cairo-Dock através do magnífico Centro de Software Ubuntu, instala plugins do Compiz e personaliza-o. Ficarás com uma super máquina, bem mais intuitiva e funcional que o Win 8. Onde não perdes tempo a aprender como fazer algo, mas apenas a desfrutar do que realmente é necessário!

          • Fábio Marques says:

            Huuum, Ricardo, usei Ubuntu ou Mint durante 1 ano. O máximo que tive sem me dar problemas foi 2 meses. E mesmo assim voltava a configurar tudo por gostar mais que o Win7 (Tirando o facto de não poder ter certos programas ou jogos).
            Mas agora não prefiro nada disso ao Win8. E a verdade é que perdi bem mais tempo a aprender comandos Unix e outros tweeks que a aprender a usar o Win8.

      • Jose says:

        Concordo.

        Quando instalei o Windows 8 no PC da minha irmã, ela quase que chorou para lhe voltar a pôr o Windows 7.

        A coitada nem o Windows conseguia desligar.

  3. Ricardo B says:

    Uso Windows 8 desde Setembro. No primeiro mês de uso ainda tinha em dual boot com windows 7 por uma questão de produtividade e poupança de tempo.
    Admito que no inicio é estranho e não nos habituamos à nova interface em dois ou três dias, no entanto com alguma paciência vai lá…
    Já só uso Windows 8 e não perco mais tempo, ou ganho mais cabelos brancos por o usar. Foi só uma questão de tempo, paciência e também algumas horas a chamar nomes aos senhores da Microsoft. Mas valeu a pena…

    • Ricardo Cardoso says:

      “Foi só uma questão de tempo, paciência e também algumas horas a chamar nomes aos senhores da Microsoft. Mas valeu a pena…”??!!! Valeu mesmo a pena? Pagar à MS para nos dificultar a vida e colocar interfaces que requerem “paciência e também algumas horas a chamar nomes aos senhores da Microsoft”. Valeu mesmo a pena? Se calhar haviam outras opções… E gratuitas…

      • Ricardo B says:

        Mas como sabemos nem todo o tipo de trabalho pode ser feito em SO´s gratuitos, pois existem determinados tipos de aplicações que pura e simplesmente não existem para esse tipo de sistema. Como por exemplo sistemas de aquisição de dados ou gestão contabilistica, entre muitos outros. Sei que existe sempre uma segunda opcção que se calhar até resolve o problema no entanto não é a mesma coisa.

      • Ricardo B says:

        Mas como sabemos nem todo o tipo de trabalho pode ser feito em SO´s gratuitos, pois existem determinados tipos de aplicações que pura e simplesmente não existem para esse tipo de sistema. Como por exemplo sistemas de aquisição de dados ou gestão contabilistica, entre muitos outros. Sei que existe sempre uma segunda opção que se calhar até resolve o problema no entanto não é a mesma coisa.

        • Ricardo Cardoso says:

          Se mais pessoas usassem SOs e software open source, mais os produtores de software como os que tu indicaste se preocupariam em criar soluções para esses SOs. O Steam, para jogos, é disso um exemplo, estando já a dar cartas em Linux. Muitos fabricantes fazem já drivers para Linux, também. E quantas aplicações existem para Linux que também não existem em Windows? Neste último caso, também se “resolve o problema no entanto não é a mesma coisa”. 😉

          E à medida que for implementado o uso de formatos livres (ODF, por exemplo) na Administração Pública, como já foi aprovado pela AR, mais os SOs alternativos ao da MS ganharão reconhecimento. Porque qualidade já muitos deles têm…

  4. Shikai says:

    Muito bem conseguido
    Microsoft Portugal esta de parabéns

  5. Serginho M says:

    Cada um é livre de dizer aquilo que pensa. Eu mudei recentemente para o Windows 8, e sinceramente, já não tenciono voltar mais ao 7. Acho que a maioria das pessoas, diz mal, só por dizer. O Windows 8 é o melhor de sempre, em todos os aspectos!

    • Alberto says:

      Concordo, também acho que é o melhor SO que usei da MS. Quem tem a dizer mal, que procure outro e cada um use o que melhor servir.

      • Hugo says:

        Não é bem assim. Eu tentei usar por mais de 3 meses (entre a developers preview e a consumers preview e depois para testar a viabilidade de rollout a nivel da empresa) e vi-me grego com o Windows 8 e trabalhar (não é dificil de utilizar, é somente intragável para o uso que damos a um portatil de trabalho).

        O dizer “que procure outro e cada um use o que melhor servir” não é argumento. A MS eventualmente acabará com o suporte ao Windows 7 e teremos de ou migrar para Windows 8 ou procurar alternativa… isso ou fazer pressão para que as necessidades sejam atendidas, e a julgar pelos números de usage do Windows 8 e pelas críticas que antes e após o lançamento do Windows 8 (que se encontram patentes nos forums da MS) claramente indica que estão a fazer ouvidos moucos a uma grande percentagem dos seus clientes (se não a maioria). Todos podemos ter a utilização que quisermos, e não era muito difícil para a MS conjugar as duas: uma opção para usar somente o modern ui, somente o desktop ou ambos. Só que quer-me parecer que a MS quer forçar que os utilizadores usem um UI único de forma a ser totalmente transparente a passagem para o WP ou surface RT, à semelhança do que aconteceu na década de 90 em que as pessoas desistiam de alternativas porque não tinha o feel Windows (a MS sabe bem que tendo uma pernina na casa do cliente vende mais serviços, e sendo o mesmo look’n’feel ajuda imenso, e nisso o desktop e look’n’feel antigo não ajuda a criar uma identidade única). Só que a ser isso, ao contrário do que aconteceu antes isto está a ser forçado ao utilizador e não a ser totalmente pacífico e natural.

    • Nuno Pinto says:

      Concordo. Encosta a um canto qualquer outro SO em performance, fiabilidade, inovação, etc…
      Finalmente a Microsoft resolveu desenvolver este novo SO de raiz e fizeram um excelente trabalho.

      • Jose says:

        Performance? Procura melhor, o Windows 8 esta cheio de memory leaks, em tantos anos de conhecimentos, nunca vi um PC a comer 8GB como o Windows 8, nem a passar dos 4GB no máximo.

        • Pedro says:

          !!??

          tenho 2 Gb de RAM com o Win 8. Jogo bastante, uso photoshop, etc e é muito raro comer os 2 Gb, quanto mais 8 porra.. tas a correr 10 servidores no teu pc ou assim?

    • rand says:

      Em todos os aspectos não digo (a nova interface tem uma curva de aprendizagem um bocado ingreme, eu por exemplo tive que ir pesquisar como desligar o pc da 1ª vez que usei o Win8) mas sem dúvida alguma após 1 ou 2 dias de esperiencia com ele (um dos betas) só mantive o win7 no disco por uma questão de salvaguarda.

      • Nuno Pinto says:

        O problema destes putos é que já dedicaram muito tempo a aprender a ligar o PC e o cérebro já não dá para armazenar mais nada.
        Deixem de ser burros, quem não sabe aprende e tudo o que é novo é bem vindo, ainda para mais quando é para simplificar a vida a principiantes e menos dotados de capacidades para a tecnologia.
        E um pouco de humildade para se reconhecer essa incapacidade só vos ficaria bem.

        Este foi o meu ultimo comentário no PPLWare este ano. Se as coisas mudarem por aqui pode ser que ainda cá volte no próximo ano. (Irra que esta gente chateia-me mesmo…)

        • Ricardo Cardoso says:

          Chateias-te com pouco. Mas isso é típico da prepotência de quem não gosta de ouvir opiniões contrárias à sua…

          Sou um puto de 42 anos que já experimentei muitos Sistemas Operativos diferentes, e acho que isso me dá experiência para saber avaliar o bom e o mau de cada um. E Win 8 está muito longe de ser o melhor…

          Respeita para seres respeitado!

        • Ricardo Cardoso says:

          “o que é novo é bem vindo, ainda para mais quando é para simplificar a vida a principiantes e menos dotados de capacidades para a tecnologia”?…

          Se até utilizadores experientes de Win 7 e de outros SOs demonstraram aqui que o Win 8 requer uma grande curva de aprendizagem, como podes sequer dizer essa frase?

        • Daniel says:

          De novo a ironia de alguem a defender a MS usar argumentos que eram típicos de zealotas linux quando rebatiam a dificuldade de configuração e utilização do linux versus a facilidade de configuração e utilização Windows há uma década e picos (que cunhou o termo de mouse engineers – click, click, next – para referir a administradores de sistemas windows e afins).

    • Bruno says:

      Você diz diz: ” cada um é livre de dizer aquilo que pensa” e logo de seguida :”acho que a maioria das pessoas,diz mal,),você entra em contradição.
      Este site tem alguns bons artigos,infelizmente não é imparcial na apreciação do windows 8,aqui tudo é fantástico. E o triste que se vê é que a maioria de quem coloca comentários não admite de forma alguma que algumas pessoas coloquem apreciações negativas.
      O windows 8 tem coisas boas e tem outras más,este assemelha-se um pouco ao fado do vista,muito provavelmente o próximo SO será uma versão do windows 8 melhorada de forma a agradar a gregos e troianos.
      Cada pessoa tem uma opinião diferente e uma percepção diferente e é de salutar que assim seja. Sendo que comentários a criticar a opinião de cada um,referente ao produto em questão,é um comportamento deplorável de que nada contribui para a discução do assunto.

  6. M.Manuelito says:

    Já agora uma pergunta, no windows 8, para quem tem apenas se loga com a conta Live, e não tem uma conta local, como se consegue logar se estiver sem internet? Agradecido 🙂

  7. pedro says:

    Muito bom e barato… Aqui temos um SO para feito por pessoas para pessoas… e barato.

    • circle-A says:

      SO’s feitos por pessoas e para pessoas (e ainda mais barato) só maravilhoso mundo GNU/Linux!

      • Jorge says:

        não sei porque dizes isso, eu já tentei migrar para o mundo linux e aquilo é uma confusão danada, para alem de ser feio, e nem sequer um modem 3G dá para ligar e

        • Ricardo Cardoso says:

          Há quanto tempo tentaste? Com que SO?

          Experimenta Ubuntu 12.04LTS. E depois diz se continuas a achar uma confusão danada. Em poucas horas já dominas e brincas com essa distro Linux. E se o aspecto é importante, instala-lhe o Cairo-Dock e os plugins extra do Compiz. Os vídeos no YouTube acerca do Compiz no Ubuntu 12.04 dão-te uma ideia do que isto faz…

          Ao nível de drivers, o Ubuntu 12.04 LTS (prefiro ao 12.10), está muito completo, e quase não necessita de instalações adicionais. Experimenta.

  8. ERoque says:

    Eu tenho o Win 8 e o Win 7… uso normalmente o Ubuntu e recorro ao Windows apenas quando necessito para alguma coisa imperialmente necessário…

    No entanto, tenho de admitir que o Win 8 pura e simplesmente não tem sentido para quem não tem um monitor toutch…

    é incómodo, não é prático e chega a ser inconveniente… eu não gosto e só o mantenho numa máquina virtual… com esperança de um dia realmente gostar alguma coisa daquilo…

    Eu acho que a Microsoft tentou criar um Frankenstein um SO para tablet e pc num só… pura e simplesmente não funciona…

    para tablet sugiro Android claramente e para pc… Ubuntu… senão Windows 7 claramente…

    • F says:

      @ERoque concordo plenamente. Não poderia dizer melhor.

    • rand says:

      Eu não tenho ecrã touch e não tenho motivos de queixa da interface (até por que pelo que me parece todas as opções touch podem usadas com os botões do rato)

    • Fábio Marques says:

      Como disseste apenas recorres ao Windows “para alguma coisa imperialmente necessário”, logo, suponho que, a realidade é que não gostaste assim que o viste e, como tal não te deste tanto ao trabalho de realmente tentar explorar o SO.

      • ERoque says:

        sou professor, é a minha obrigação dominar suficientemente os diversos SO’s… e como tal, explorei relativamente bem o Windows 8, o suficiente para fazer uma análise objectiva do mesmo…

        • Fábio Marques says:

          Usei Ubuntu/Mint durante 1 ano (2 anos se contar o tempo que tive dual boot), e apesar de gostar principalmente do Gnome 3, na minha opinião o Win8 para consumir informação é melhor que as alternativas. Neste momento usar o browser desktop mete-me confusão por me ter habituado tanto a utilização em fullscreen. É melhor para ler, partilhar e procurar informação.

          Quanto a trabalhar esqueçam a interface Metro. O desktop está lá e vai sempre estar para isso. Não consigo trabalhar na interface metro, nem usar o browser em fullscreen quando o faço. Mas distingo as coisas, um é para consumir, outro é para produzir.

          A nivel empresarial, a interface Metro neste momento é um impasse a produtividade. Mas o SO é novo. Há a capacidade de uma empresa ter o mesmo software a correr num PC e num tablet. Ao invés de 2 versões diferentes.

          • Ricardo Cardoso says:

            Com essas dificuldades no interface do Win 8, ainda continuas a usar?… 😉

          • Fábio Marques says:

            Quais dificuldades? Não encontro dificuldades nenhumas. Tu é que criticas com todos os dentes o SO.
            A interface do Win8 é a mesma que o Win7 para trabalhar. A interface Metro não é para trabalhar, é para consumir informação. Coisas muito diferentes. Para trabalhar a interface é a mesma com a falta do logotipo Windows.

    • jorge santos says:

      Penso exactamente da mesma forma.

    • Ricardo Cardoso says:

      Concordo inteiramente!

  9. Arcadiy Kulchinskiy says:

    loool Muito fixe. 😀

    No vídeo vi logo dois colegas meus. 😀

  10. Alberto says:

    Estou usando desde o lançamento e não tive um problema sequer durante meu uso. A única dificuldade foi no primeiro dia até descobrir o Windows + X hahaha.
    A questão de hoje ter a tela iniciar e não mais o menu iniciar foi superada com facilidade no meu caso e não faz mais falta alguma.

    É um SO muito bom e não me arrependi de ter feito o upgrade

  11. Emanuel Alves says:

    Já pensava que o pplware não ia fazer uma pequena menção a esta campanha genial, por parte da Microsoft.

    Tem corrido o mundo e, independentemente de ser Windows 8 etc., há que admitir que a ideia foi brilhante, e a implementação perfeita.

  12. bismarques says:

    Quem critica o Windows 8, ou nunca trabalhou com o novo SO ou então não conseguiu se adaptar ao mesmo! O vídeo passa uma mensagem muito simples e há pessoas que ainda não a perceberam ou não a querem perceber, quiçá só porque são do contra!

    Boas Festas!
    BisMarques

  13. Henry Jr says:

    Vou dar minha sincera opinião de usuário do Win8 BETA ao Win8 Pro FINAL que possuo. Trabalho com Windows desde a versão 3.11 (Calma não sou tão velho assim rs). Vi cada versão após esta nascer.

    Windows 8 tem suas vantagens como gerenciamento melhor de processamento e memoria, principalmente com copia de arquivos em massa. Pra mim isso é perfeito (teóricos 17,5x mais rápido que o Win7).

    Mas sinceramente? Tenho pena de usuários leigos e medianos ao tentar realizar tarefas mais avançadas. Primeiro exemplo simples é o próprio modo de desligar o micro: mouse no canto superior direito, configurações, desligar… Usuário do M$ Windows é preguiçoso, não quer ter esse trabalho todo.

    Outrosim, será as propriedades dos Apps instalados, exemplo simples que eu mesmo tive: Skype. Como excluir o histórico das conversas. Pesquisei, goooglei… e simplesmente NADA. No App do Skype vc coloca o mouse no canto superior direito, configurações, OPÇÕES (Essa agora se refere ao APP aberto e ativo). COMO QUE VOU ADIVINHAR ISSO? Eu ri muito pensando no caos que os usuários leigos e medianos vão sofrer.

    Fácil? Sim e não. Tudo depende de qual a sua necessidade.

    • Fábio Marques says:

      Depende de utilizador para utilizador. Até mesmo nos entendidos as opiniões dividem-se. Conheço usuários leigos (sem sequer saber como usar torrents) que gostam do Win8 e entendidos que gostam e outros que não gostam.

  14. leandro says:

    simples fácil e intuitivo….
    perfeito para mim!!!!

  15. andré says:

    quanto receberam para fazerem esta publicidade? a interface do windows 8 com rato, ou seja, num pc é tudo menos facil, n vale nd, zero, estes senhores da MS só vendem licenças pelo simples facto k os pcs saem d fabrica com o win8 instalado ng no seu perfeito juizo compra isto. só lamento k as pessoas engulam estes videos que é facil e intuitivo. Não se esquecem que esse senhor, o CEO da ms usa mac lol

    • Digitalfox says:

      Mas quanta estupidez seguida. 🙁

      O CEO da Microsoft têm nome, Steve Ballmer, e gostes ou não dele, ele não usa um Mac, e isto sabias se visses keynotes ou outras entrevistas dele, mas pronto, mais um fanboy sem cérebro livre para pensar por ele mesmo.

      Vá és fanboy de k? Linux, Mac, Android, iOS ???
      E antes k me acuses de ser M$ fanboy, olha eu tb tenho um iPhone, um iPad, uma PS3, várias TV’s Samsung, tenho um File Server Fedora a correr cá em casa, e sim tb uso o W8 nos meus Desktops e Notebooks.

      É tão tipicamente tuga…

      Um vídeo feito no nosso país com a nossa língua (coisa rara) vira viral por este planeta e em vez de “É pá não gosto da M$ mas fixe ter sido feito cá”, é só comentários parvos…

      • Ricardo Cardoso says:

        Digitalfox, é verdade que o André exagerou um pouco nos termos utilizados, mas partires tu para a ofensa, acabas por exagerar muito mais!

        Eu sou um fanboy, na definição que lhe dás, de soluções boas com baixos custos (ou nenhuns). Logo, prefiro Android a Iphone/Ipad. Mas sei reconhecer méritos nas outras opções quando existem. E se o MS Office tem muito de bom até à versão 2003, sendo em várias coisas superior ao LibreOffice, desde que a MS começou a brincar com os interfaces dos seus produtos, perdeu-se grande parte da sua qualidade. Acabei por optar por LibreOffice por isso mesmo, ser mais intuitivo. E este Win 8, tal como os novos MS Office, não é intuitivo, quando se chega ao ponto de serem necessários tutoriais para explicarem como desligar uma aplicação ou obrigam a pesquisar em que local se encontra a opção de encerrar o Sistema Operativo…

        Sistema Operativo bastante bom, estável e intuitivo? Ubuntu 12.04 ou 12.10. Sou um fanboy? OK, com muito gosto!

        Se houvessem muitos fanboys como eu, a humanidade era muito menos despesista no seu geral. E a crise não seria tão acentuada…

  16. mafc says:

    A pergunta fundamental aqui, é: quando vem o Windows 9?

  17. kernel says:

    é muita estupidez junta pensar que todos nós utilizamos um tablet para o nosso trabalho diário? É ridículo ter de arrastar para baio com força para fechar um programa, é ridículo não aproveitar convenientemente os dois monitores que tenho, é ridículo ter de andar a saltar do metro para o desktop quando temos programas abertos nos dois.

    A não ser que deite fora o maquinão que tenho em casa com 4TB de disco e 16GB de RAM e o troque por uma porcaria de um tablet.

  18. Infelizmente ainda não tive tempo para testar uma instalação limpa. No entanto, as versões RC que fui instalando na VM sempre me pareceram extremamente fluídas e funcionais. Ao fim de algumas horas já estava completamente ambientado ao novo SO.

    Resta agora arranjar paciência e possibilidade para instalar a versão final do Windows 8.

  19. Skrithu says:

    “Se até uma criança o consegue mostrar, usar e ensinar então para os adultos esta experiência será ainda mais simples e fácil.”

    Errado. As crianças estão a crescer com estas novas tecnologias, acredito que muitas crianças e jovens adolescentes aprendem com muita mais facilidade um software mesmo que seja menos user-friendly do que um adulto.

  20. Nuno says:

    Boas!
    Este assunto vai levar sempre ao gosto e não gosto…

  21. Fernando_BR says:

    Quando o assunto é Windows 8 encontra-se sempre opiniões extremistas (é simples / é ruim), noto a presença de pessoas que precisam ganhar dinheiro, bem como os fanboys que divulgam ou falam mal gratuitamente.

    Vou emitir minha opinião: um usuário mediano como eu em três dias operará o sistema normalmente, não é um sistema “simples” pois as coisas estão ocultas ou em lugares diferentes (como no Linux?), nem tão difícil que deva ser estigmatizado.

    Como as apps metro são escassas geralmente fico no modo desktop na maioria do tempo e considero este sistema bom para quem está iniciando (já entra no clima da nova geração) ou para entusiastas ficarem atualizados com novas tecnologias.

    Em meu notebook W8 e Xubuntu estão em dual boot, mas sinceramente – em minha opinião pessoal – acho o Xubuntu tanto mais simples como mais leve

    • Ricardo Cardoso says:

      Fernando_BR, disseste “um usuário mediano como eu em três dias operará o sistema normalmente”. 3 dias? Que desperdício de tempo… Eu diria que com Unity do Ubuntu, 3 horas chegariam perfeitamente…

      • Fernando_BR says:

        3 dias pode ser um prazo extenso, mas é para ter controle completo com tudo instalado e configurado e uns atalhos decorados. Quanto ao Unity pouco usei mas posso dizer que neste caso o W8 foi um pouco mais fácil. Prefiro KDE em máquinas potentes e XFCE em máquinas mais lentas.

        • Ricardo Cardoso says:

          Foi mais fácil que com Unity? Estou admirado, e é sincero. Quando o experimentei a primeira vez, estranhei-o, por ser algo diferente do que estava habituado com o Gnome, mas nunca perdi grande tempo para descobrir como funcionava nem onde encontrar algo. Hoje já não troco Unity por nada, pois tudo está à distância de um mero clique ou de uma pesquisa no Dash!

          Ontem, ao ter o primeiro contacto com Win 8, não só estranhei, como perdi minutos à procura da simples opção de desligar o PC… Acho que este exemplo diz muito!

          • Fernando_BR says:

            Ricardo:
            Aqui mesmo no pplware tem uma dica de atalho para todos os programas (como se fosse iniciar), e não utilizo nenhum outro programa para esta finalidade.
            O que acham do W8 eu acho do Unity: desconfortável mas dá para acostumar, não falo mal e não recomendo.

            Quanto a mim, ainda prefiro o XFCE 4.10 o qual é maravilhosamente leve e fácil, consumindo menos recursos que o Windows

  22. Antonio Lopes says:

    E se fosse o Ubuntu, acham que o vídeo ia ser muito diferente?

  23. João Meixedo says:

    Tenho 3 pcs em casa. 2 desktop e 1 portátil. Devido à necessidade de sazonalmente ter de fazer assistências técnicas a pcs, instalei o 8 no portátil para me familiarizar com ele.
    E sinceramente, acho o Metro UI uma superior inutilidade num ambiente não touch, e não encontrei até agora uma única app que ache útil a sua utilização. É-me muito mais prático ter várias tabs abertas no firefox que andar a saltar de app em app para visitar sites diferentes.
    Com o classic shell ignoro completamente o Metro UI fazendo uma utilização idêntica à que tinha no 7 em ambiente desktop. O sistema é sólido, mas as poucas diferenças não me convecem a perder tempo a alterar os outros 2 computadores para o 8. Não são assim tantas as vezes que uso Task Manager nos meus computadors e o desligar e ligar mais rápido não me oferece vantagem nenhuma no pc principal que nunca é desligado, por exemplo.
    Acho Metro UI concorrencial no mercado tablet, mas uma inutilidade no ambiente desktop.
    A adopção do Metro não obedece a nenhuma evolução, nem melhoria da interface propositadamente estudada. A sua forçada implementação no windows 8 pretende apenas ajudar a Microsoft a familiarizar os seus utilizadores à sua nova plataforma móvel, onde parte muito atrás da concorrência.
    Ter 2 apps simultaneamente no ecrã é revolucionário num tablet, mas ridiculamente limitativo num desktop do sec. XXI.

  24. projetuga says:

    Não vejo qual é o mal que o windows 8 possa ter.
    É simples de usar e pratico. Noto que é um pouco mais leves que os anteriores e que o iniciar ficou BEM MAIS RÁPIDO.
    Haverá sempre quem critique.

  25. jorjão says:

    Tenho-o instalado em VM e adoro, por exemplo, a aplicação da banca sapo. Como vejo todos os dias as capas dos jornais e a melhor forma de o fazer é mesmo através da aplicação que referi.
    Antes de mexer no windows 8 a melhor coisa a fazer é aprender como mexer nele.
    Antes de criticar devem aprender. Quando compram um carro novo, ou um telemóvel novo, aprendem a trabalhar com ele ou criticam??
    Eu comecei por ver uns vídeos na net sobre o windows 8 e facilmente aprendi a mexer nele.
    A única crítica que faço é que não é intuitivo porque houve muitas alterações em relação ao windows 7 e a tudo o que era tradicional no windows.
    Se aprenderem primeiro talvez mudem de opinião.
    Abraço.

  26. Sergio says:

    publicidade genial.

    Os comentários deste (e de muitos outros) artigos acabam por se encaixar perfeitamente neste anuncio. As pessoas não estão habituadas e não importa se esteja mais simples, como está diferente já é uma m…

    • Ricardo Cardoso says:

      Quanto tempo perdeste só para descobrir como se desligava?…

      • Fábio Marques says:

        Mas aprendeste uma vez. E lembras-te sempre. A primeira vez que utilizas iOS também precisas de aprender como fechar aplicações, não há lá nenhuma cruz para fechar, ou há? Eu também andei uns 2 minutos a procurar como desligar, mas nunca mais me esqueci.

        Teres de aprender a primeira vez não torna o sistema pouco user friendly. O facto de aprenderes a utilizar uma aplicação e a partir dai saberes utilizar todas as outras, isso sim, é user-friendly. Em vez de ter menus aqui, e menus ali, de aplicação para aplicação.

        • Ricardo Cardoso says:

          E achas que procurar uma simples opção de desligar durante 2 minutos é racional, num SO que pretende ser user-friendly?

          Ser user-friendly não é usar a capacidade de memória e paciência dos utilizadores, mas sim ter as funcionalidades de tal forma evidentes que até um leigo ou uma criança, num primeiro contacto, dão de imediato com elas! Por exemplo, com o Dash do Unity (Ubuntu), às primeiras letras que escrevas, são-te sugeridas aplicações, funcionalidades, vídeos, músicas, ficheiros, pastas, contactos pessoais e muito mais, que a essas letras correspondam. Tudo de forma bem organizada e separada. Isso sim, é user-friendly!

          Ser intuitivo é estar criado de forma a que, mesmo o que não está visível, seja fácil de imaginar onde se encontra, portanto facilmente localizável!

          • Fábio Marques says:

            E por acaso experimentaste a procura do Win8?? Não me parece.

            “Até um leigo ou uma criança” – Pelos vistos pelo video tens aí a tua resposta 😉

            A verdade é que a interface do Metro é para consumo de informação. O facto de teres o IE sem barra a vista é para te focares precisamente no que estás a fazer. Sem distrações, e a utilizar toda a altura do ecrã para ler uma notícia ou ler qualquer coisa. Por algum motivo ao longo dos anos os browsers têm vindo a ocupar o minimo espaço vertical possível, para apresentar o máximo de informação de cada site.

            Lá por estar escondido não o torna dificíl. Pois assim que aprendes que o o botão direito mostra o menu, sabes que TODAS as aplicações da interface funcionam assim (Ao invés de teres dezenas de botões e menus em sítios diferentes de aplicação para aplicação)

            E esse teu ultimo paragrafo é exactamente o que o Win8 é. Mas talvez tenhas estado distraído durante o video inicial do Win8… Aposto que o experimentaste durante 10m. Viste os quadrados a ocupar o ecrã todo, usaste 1 ou 2 aplicações e pronto.

            Opiniões divergem. Se não gostas fica-te pelo Linux e espera que Valve o faça ganhar cota de mercado. Eu gosto, assim como outros tantos milhões de pessoas. Tu não gostas, assim como outro tanto de milhões de pessoas.

        • Daniel says:

          Mas o facto de estar “escondido” e ter de tomar um numero alto de acções para lá chegar faz disso pouco user friendly. Em UX há alguns “axiomas”, um deles é tentar limitar o número de acções necessárias para atingir um determinado objectivo, sendo que o número de interacções deverá de ser tendencialmente menor quanto maior for a criticidade e/ou repetição de utilização. Outra coisa que se costuma dizer também em UX é que o primeiro design raramente convence.

  27. marquinhos says:

    Se estão achando ruim agora, esperem até chegar o Windows 9 que vai ter MAIS OUTRA interface totalmente diferente !!

    LOL LOL LOL

    • Ricardo Cardoso says:

      Marquinhos, tens toda a razão! Aliás, acho que muitas pessoas gostam porque tem o nome MS por trás e porque é pago! Assim como há muito quem goste de produtos da Apple, a custarem balúrdios de dinheiro, não pela sua produtividade mas pela imagem que querem passar… É chique! Está na moda! Dá um alto “status”.

      Produtos bons e gratuitos? Ubuntu e Android. O resto é pura vaidade…

      E ainda há quem fale em crise…

  28. sigsegv says:

    Instalei uma VM com esse achado e sinceramente a minha opinião é muito negativa. Para técnicos de informática ou pessoas que pretendem efectivamente “trabalhar” com o PC é o pior sistema operativo do mundo. Uma confusão ainda pior que quando se lembraram de lançar o “ribbon” no office. Ainda hoje após 3 anos vejo-me grego para aceder a algumas funções….. Conclusão, se for um utilizador avançado fique-se pelo 7.

    • kernel says:

      Sou técnico de informática e concordo a 100% com esta opinião e a do João Meixedo “Ter 2 apps simultaneamente no ecrã é revolucionário num tablet, mas ridiculamente limitativo num desktop do sec. XXI.”

      • Luís Miguel says:

        Sou técnico de Informática e após um mês de uso do windows 8 com a mente aberta… não quero voltar para o windows 7… Utilizo o antigo desktop e tenho acesso a um cem número de ferramentas de um modo mais rápido. O que provavelmente os “técnicos” mais se queixam é da sua inadaptabilidade quando confrontados com dúvidas por parte dos clientes por não terem adquirido, AINDA, os Skills necessários para o efeito. A curva de aprendizagem é, de facto, maior. Outro motivo que poderá deixar os “técnicos” menos satisfeitos é o facto de não terem, futuramente, os mesmos dividendos que nos sistemas operativos anteriores no que diz respeito ao suporte. Acaba-se o “formata-se” pois o Win8 traz ferramentas de restauro e upgrade que nenhum outro SO traz para além de um suporte ao hardware de raiz muito mais completo e eficaz. Acreditem ou não: o Windows 8 veio para ficar. Somente estou de acordo num ponto – a Microsoft deveria manter uma opção nativa de seleção de padrão do menu iniciar para quem quisesse manter o estilo antigo…

        • Daniel says:

          Luis Miguel, não fales à boca cheia que o Windows 8 veio para ficar. Só saberemos se o Windows 8 veio para ficar quando chegar a altura das enterprises fazerem rollout para o Windows 8, e aí sim vamos ver se estamos perante um novo Vista ou um novo Windows 7. Até agora tudo indica um novo Vista (usage share, vendas dos surface, resistência dos developers, resistência das empresas em considerarem sequer o Windows 8 – nem todas mas, da realidade que conheço, a esmagadora maioria), mas ainda é cedo.

          • Luís Miguel says:

            Como já o fiz em ambientes empresariais sem qq problema o posso afirmar. É claro que isto é sempre uma verdade relativa até ao aparecimento de um Windows 9, ou Os Xpto, ou linux yyyy. Quanto ao Windows Vista acho que foi um passo importante para o windows 7. Será por isso um flop ? 🙂

  29. Delfim Mota says:

    “Se não se gosta do conteúdo da mensagem, não se mata o mensageiro.”
    Senão gostam da nova interface Windows 8 não usem, mais tarde ou mais cedo terão de usar.
    A inovação não pára só porque não gostamos.

    Cump’s

    • Ricardo Cardoso says:

      Aqui não se mata o mensageiro, a não ser que este seja tendencioso na forma como transmite a mensagem!…

      “mais tarde ou mais cedo terão de usar”… Partes do princípio que a grande MS vai continuar a sua hegemonia e quase monopólio? Sim, talvez tenhamos que usar, se a isso nos obrigarem! Mas não impede que existam soluções melhores. Simplesmente porque há sempre alguém com poder e casmurrice, para querer pagar para usar algo de qualidade discutível e obrigar outros a fazerem o mesmo…

  30. kernel says:

    Que remedio amigo! tenho mesmo que utilizar, faz parte do meu trabalho manter-me actualizado.

  31. Darth says:

    De facto, o video esta muito bom. Parabens a quem o fez

  32. JP (djlinux) says:

    Como enganar muitas pessoas : Por uma criança a arrastar o dedo num ecrã… Ok, esta engraçado, mas no fundo não mostra nada… Mérito para quem se lembrou de o fazer, mas o resultado seria o mesmo para qualquer S.O. …

    Nunca virão o vídeo de “dois amigos” a mostrar o Kubuntu e a dizer as pessoas que era o Windows? As pessoas diziam que era melhor do que o Windows ( vista se não me engano ) …

    https://www.youtube.com/watch?v=tVnvqRhxL8Y

  33. Nuno Gonçalves says:

    Estive a pensar muito no Windows 8, e o maior problema é sem duvida terem optado por manter o Desktop antigo, porque do estilo se kerem mudar que mudem de vez, não mantenham o Desktop antigo, so vai forçar a que exista esta entropia, alem de que tem de melhorar muito a experiencia desktop sem ecrãs multitouch.

    “Quem tudo quer, tudo perde!”

    • Fernando_BR says:

      Sem desktop antigo como iriamos usar nossos programas? quantas apps úteis tem na loja?

      Neste ponto a MS acertou, pois sem os antigos programas (firefox, office, jogos, coreldraw, photoshop) seria um caos tão grande, que o novo SO iria nascer já morto.

      Se as aplicações de desktop tradicional não forem portadas para a nova interface logo, o próximo Windows será diferente do de agora

      • Nuno Gonçalves says:

        Então concordas com a minha opinião de que a Microsoft nem quis arriscar, quis manter tudo, e o mais provavel é este S.O crescer como um hospital, e no final vai ser necessário uma biblia para saber onde estão as coisas, Get Real!

        • Fernando_BR says:

          Não achei tão difícil assim, o unity considero mais complicado, mas mesmo assim dá para acostumar. Repito: Se os desenvolvedores não programarem para o metro, win 9 será todo desktop. Quanto ao win8 existem programas para consumir com as novidades, dando para usa lo como um win7 (só que feioso sem o Glass)

  34. circle-A says:

    Claro que sim, sistema operativo mais fácil seria impossivel…
    http://youtu.be/v4boTbv9_nU

  35. zp says:

    Tanta bub com o W8 e pcs com ecrã mágico NADA…ou a preços proibitivos. Timing todo ERRADO!!!

  36. Mario Junior says:

    Claro, uma criança treinada pela MS, pra fazer aquilo ali.

    Pega uma criança que nem tenha mexido ainda no Windows 8, e manda ela usar, para vcs verem o que acontece.

  37. Joakim says:

    “Espere ai que vou chamar a minha colega” Partiu tudo. LOL

  38. Strato says:

    O anúncio está sem dúvida muito bem conseguido, mas é claro…”haters gonna hate”

    Hater: A person that simply cannot be happy for another person’s success. Instead of giving acknowledgment in courtesy, a hater often pursues his/her point by exposing a flaw in the target subject. Hating, the result of being a hater.

    Em suma, a Microsoft esteve bem, a empresa que criou o anúncio esteve bem, o sitio foi bem escolhido…venham de lá essas criticas (pouco) construtivas…

    • Ricardo Cardoso says:

      Pouco construtivo é não estar receptivo a críticas contrárias à sua opinião… A grande questão aqui é que a maioria (não todos), dos que aqui defendem tanto este Win 8, nem sequer se deram ao trabalho de testar outros SOs para além dos da MS.

      Eu já testei e usei durante meses e até anos, nalguns casos, outros SOs. Portanto, quando critico o Win 8 por ser pouco user-friendly e pouco intuitivo, é porque tenho experiência no terreno para o dizer.

      Tenho 42 anos, e usei produtos MS durante mais tempo do que muitos dos aqui intervenientes. Mas desde que comecei a trabalhar diariamente com Ubuntu, nos últimos 3 anos apenas, já não quis regressar aos Windows, a não ser que a isso seja obrigado.

      • Strato says:

        Meu caro, eu uso Ubuntu diariamente a muito tempo, aqui nada tem haver com o aceitar ou não as criticas, simplesmente é um anúncio, e ao contrário de muitos outros é um anúncio muito bem feito.
        Agora, na minha opinião que o Windows 8 está muito bem conseguido, na minha opinião está, não vejo praticamente onde está a diferença, tira-se o Modern Interface e temos de volta o Windows 7…e sinceramente até o Ubuntu já teve melhores dias…

  39. Lm says:

    PUB.
    (Pode ser que depois do intervalo possamos retomar a emissao com assuntos realmente tecnicos)

  40. Lm says:

    Por acaso teria sido mais logico aparecer alguem com mais de 65 anos.

    CRIANCAS = TECNOLOGIA duhhh!!!

    Meter uma crianca ‘e meter um especialista em tecnologia!

    Este video ja ‘e bem velhinho: https://www.youtube.com/watch?v=A_cElFausf8

    (nao gosto de meter links mas acho este muito interessante e divertido)

  41. Ricardo Cardoso says:

    Muitos dos que opinam, nunca trabalharam com outro SO, não pertencente à MS. Quando muito, alguns até criaram máquinas virtuais só para dizerem que conhecem, mas à mais pequena diferença apagaram a VM, regressando ao seu Windows Qualquer Coisa…
    Para se ter verdadeiramente capacidade para opinar, tem de se ter trabalhado durante bastante tempo com uns e outros SOs.

    Eu trabalhei a maior parte da minha vida (42 anos) em Windows. Durante os últimos 3 anos trabalhei com Ubuntu maioritariamente. E dessa minha experiência, posso realmente opinar que apesar de Ubuntu ainda ter algumas poucas limitações, é de longe a minha escolha para o uso diário, quer profissional, quer pessoal. Para além de ser livre e gratuito, permite ao utilizador mudar o interface para aquele com que se sente mais à vontade. Como já indiquei antes e repito: Ubuntu, Kubuntu, Mint, Xubuntu, Lubuntu, Caixa Mágica, etc. Nos Windows temos aquilo e mais nada, a não ser através de programas de camuflagem que enchem o CPU de processamento…

    Com o Centro de Software Ubuntu, podemos descarregar e instalar programas e jogos, na sua maioria gratuitos, com um simples clique! Nos Windows até ao 7 (no 8 desconheço), tínhamos de ir pesquisar com browser (por ex. ao célebre site Baixaki), descarregar e mandar executar…).

    Para remover programas, no Ubuntu, basta novamente um clique no Centro de SW Ubuntu. No Windows, temos que ir ao Painel de Controlo desinstalar e depois, correr programas como o CCleaner para limpar registos e outro lixo que fica “esquecido” pelo SO (e depois os utilizadores queixam-se que o seu Windows fica lentinho… Precisa de ser formatado…).

    Em resumo, qual é afinal o mais amigo do utilizador? Qual o que lhe dá mais liberdade de personalização? O melhor SO é esse, claro!

    • Fábio Marques says:

      “Muitos dos que opinam, nunca trabalharam com outro SO, não pertencente à MS.”

      “Para se ter verdadeiramente capacidade para opinar, tem de se ter trabalhado durante bastante tempo com uns e outros SOs.”

      “Nos Windows até ao 7 (no 8 desconheço)”

      I rest my case.

      • Ricardo Cardoso says:

        Fábio Marques, trabalhei anos, como disse, com vários SOs, incluindo outros Windows. E os primeiros 10 minutos de contacto com um sistemas operativo são suficientes para chegarmos à conclusão se este é intuitivo e user-friendly ou não. O Win 8 não o é, e a minha opinião está corroborada por diversos utilizadores que aqui colocaram comentários, muitos deles pró-win8! Até pode ter mil e uma nova funcionalidades que eu desconheça, mas intuitivo é coisa que não é!

        Não vou rebater cada uma das tuas mensagens, porque o essencial já foi dito nos meus comentários anteriores, onde está preto-no-branco o porquê de eu preferir Ubuntu para minha utilização, quer profissional, quer pessoal. E se já tiveste experiência com Mint (que eu também já usei mas prefiro o Ubuntu com Unity e Cairo-Dock) há muito tempo, lembra-te que não é só o Windows que evolui…

  42. Ricardo Cardoso says:

    Desmistificação de mitos acerca de Ubuntu (Linux):

    1) Instalar programas é difícil. ERRADO! Com o Centro de Software Ubuntu, instalar e desinstalar é feito com um simples clique! Bem mais fácil que com Windows.

    2) Tem pouca compatibilidade com os programas MS Office. CERTO! Mas com as alterações recentes na Administração Pública, deixará de ser necessário usar especificamente produtos MS, podendo ser usadas alternativas como LibreOffice e outras. Isto permite até aumentar a compatibilidade entre SOs, facilitando a comunicação entre aplicações de utilizadores e instituições. Ler a notícia: http://br-linux.org/2012/governo-portugues-decide-pelo-uso-do-odf-na-administracao-publica

    3) Existem programas de contabilidade e outros que só funcionam com Windows. CERTO! Mas, para além de serem casos muito pontuais, à medida que a migração para formatos livres ganha força, como referido na alínea 2, a abertura a outros SOs também ganha terreno, e os fabricantes passam a produzir também para esses SO. Vejam o caso do Steam: https://pplware.sapo.pt/linux/steam-disponvel-para-todos-os-utilizadores-linux/

    4) Migrar para Linux acaba por ter mais custos que usar Windows. ERRADO! A capacidade de personalização das distros Linux, como Ubuntu, permite criar algo completamente à medida das necessidades de utilização de uma comunidade de utilizadores. Ver: https://pplware.sapo.pt/informacao/estado-pouparia-100-milhesano-se-optasse-por-open-source/
    e
    http://www.computerworld.com.pt/2012/11/26/munique-poupa-11-milhoes-de-euros-ao-mudar-para-linux/

    5) Linux “é feio!”… ERRADO. A capacidade de personalização de interface (temas, ícones, gestores de janelas, etc.) faz do Linux algo que permite ir desde uma enorme simplicidade até a algo bem poderoso e deslumbrante em termos estéticos. Ver:
    https://www.youtube.com/watch?v=hWLYOyLFm_w
    https://www.youtube.com/watch?v=Fh3L0-AJLtc
    https://www.youtube.com/watch?v=vrqJUrqBgi4
    etc…

  43. PaSSas says:

    Boas tardes, já tenho o windows 8 sensivelmente á um mês e posso dizer que demorei um dia a adaptar-me á nova interface do iniciar e á charms bar mas a parte do ambiente de trabalho que todos estamos habituados está idêntica ao windows 7.
    É verdade que está orientado para tablets é mas tudo o que se faz com os dedos num tablet faz-se bem com o rato e com os novos atalhos verão que depois de se habituarem consegue-se trabalhar muito rápido.
    A única coisa que peca é por causa das compatibilidades especialmente dos jogos penso que não seja um problema pois haverá no futuro novo updates que resolverão estes problemas.
    Passados um mês não quero outra coisa, rapidez, fluidez, desempenho e organização. Provavelmente o melhor SO da microsoft até agora.

    • Fernando_BR says:

      Apple apesar de ser um Unix, está fora da filosofia GNU, portanto não deveria ser citado como um Linux

      Aproveito bem os sistemas e acho Linux e Windows “os máximos”

      O melhor sistema é aquele em que você se adapta melhor e encontra benefícios, seja suporte, gratuidade, segurança, compatibilidade, etc…

      • Ricardo Cardoso says:

        Unix não é Linux. Tens toda a razão, pois não tinha reparado no logótipo da Apple naquele aparelho. Quando vi por alto o quadro, interpretei-o como sendo um Android, que usa uma base Linux. Ainda assim, o quadro apresenta um panorama geral bem interessante, apesar desse erro.

        Quanto a Windows ser um máximo… Apesar de algumas qualidades que tenha, perde para mim todo o valor a partir do momento em que é praticamente imposto na maioria dos computadores que existem à venda. Não deveríamos pagar a menos que o quiséssemos, e há muita gente que preferia um SO gratuito, para pagar menos pelo computador. Se acrescentarmos os custos de licenciamento que estes SOs da MS têm, em conjunto com outras aplicações MS, como Office ou Visual Studio, veremos que Estados, empresas, organizações e particulares gastam muito mais do que precisavam, ao terem alternativas gratuitas, que deveriam ser ensinadas por defeito e a partir do ensino básico das escolas.

  44. Xico says:

    Isto é lindo, nerds à batatada… Para vocês tenho uma só coisa a dizer: OS X

    • Ricardo Cardoso says:

      Deves estar a brincar! Trocar o caro pelo caríssimo… E não digas que é o melhor, pois isso é relativo. Tem bugs como os demais, está tão fechado ao utilizador e programador externo como um Windows, e quase todas as aplicações para ele têm custos de aquisição…

      Se calhar, com um Macbuntu à frente, dizendo-te que era uma nova versão do OS X, ficavas a dizer maravilhas…

      E já agora, para quem gostar do estilo: http://sourceforge.net/projects/macbuntu/

    • Nuno Oliveira says:

      Podes crer. Para quem quer “apenas” usar o computador e não quer perceber as contas que o computador faz. Viva o OSX. Sempre que tenho de ir a um windows parece que estou a falar pra uma pessoa que percebe portugues mas nao fala portugues. E carregar 3 vezes numa cena e ainda te perguntar “Mas tem a certeza?” e os updates constantes mal ligas a porcaria do computador? Nunca digas nunca mas “Windows nunca mais” tão cedo 😉

  45. joao says:

    o que voces que cham do windows 8

  46. Maxrunner says:

    Isto basicamente é chamar de estupidas ás pessoas. A MS continua em declinio….

  47. Rafael says:

    Em resumo, Windows 8 = Lixo
    Se for para fazer trabalho sério é melhor continuar no Windows 7

  48. tereza says:

    Gostaria de saber como faço para excluir definitivamente as conversas do meu Skype, já fiz alguns procedimentos orientada pela net, mais volta tudo novamente, PORQUE ISSO?
    preciso d eajuda urgente
    obrigada
    tereza

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.