Quantcast
PplWare Mobile

COVID-19: YouTube bloqueia mais de 30 mil vídeos com informações falsas sobre vacinação

                                    
                                

Autor: Maria Inês Coelho


  1. Bruno Mota says:

    O Youtube (Google) tem imunulogistas? Como podem aferir que a informação contida num video é real?

    • Fo says:

      Deves ser adepto do contra.

    • Spoky says:

      Como podem aferir que a informação contida num video é falso ou real!?

    • Ola says:

      Não se trata de ser real ou não. O que não é oficial ou provado e que pode influenciar pessoas de forma negativa, deve ser apagado.

      • Spoky says:

        Então partindo do pressuposto do teu argumento, Se numa empresa tiver 30 colaboradores se tiver mais de 27 pessoas que não concorda com a tua opinião e que pode influenciar maus hábitos na empresa, deves ser despedido.

        Ou então apagado.
        Não me faças rir com essa argumentação parva e ridicula. Se assim for, estudos científicos inconclusivos devem ser apagados.

  2. Robin says:

    E o que são informações verdadeiras ?
    Será a voz dos laboratórios ? se calhar são eles que pagam ao youtube para apagar as fake news dos outros e manter a fake news deles.

    • Hélio Musco says:

      Não. É a voz de alguém totalmente desconhecido que diz que as vacinas tem nanochips. É nessas pessoas que devemos colocar a nossa confiança.

      • Robin says:

        E colocamos a nossa confiança em quem ? nos órgãos de comunicação comprados, nos cientistas que já dizem aquilo que lhes dizem pra dizer porque já estão comprometidos por quem lhes paga ?

  3. Spoky says:

    Passo a dar a minha opinião

    Youtube bloqueia mais de 30 mil videos com informações falsas sobre a origem da Vida.

    Então, vamos la começar. Como todos sabem, existem teorias e estudos onde são escassos ou nada provam, ou até já foi comprovado o contrário, ou então repete-se o ciclo vicioso de quem tem um estudo contra e depois outro a favor e vice versa.

    É um ciclo vicioso de “eu é que tenho razão porque…” não não “eu afinal tinha razão! Vê este estudo!” e cabo meses depois descobriam-se “que ninguem tinha razão e que o origem é outra”

    Agora vamos a parte do bloqueio! Como é que o Youtube sabe que aquilo é informações falsas? Por exemplo digo a minha opinião de X ou Y teoria, que não foram comprovadas ou foram e até são escassas ou pouco ou nada provam.

    Não têm provas nenhumas, eles bloqueiam porque lhes apetece, ou porque chateia alguém.
    Mais uma? Por exemplo, corrupção em Clubes de Futebol, fui trabalhador de X empresa e despiram-me injustamente porem devido ao meu cargo hierático não podia falar sobre este assunto pois era despedido.

    Fui despedido injustamente, nada me impede de dizer ou relatar FACTOS ou Verdades.
    Se o que tiver a falar é verdade, e o Youtube bloqueia o vídeo por difamação.

    Eu questiono-me o seguinte

    Como o Youtube sabe que é mentira ou verdade? Não sabe!
    Como é que o Youtube sabe se quem reportou o vídeo esta a falar a verdade ou a ocultar?
    Como é que o Youtube sabe que o verdadeiro motivo para retirar o vídeo não é a difamação, mas sim a ocultação!?

    É mais que lógico que isto, foi removido por MOTIVOS obvios. Pensem fora da caixa, esse é o truque.
    Hoje em dia só se vê pessoal a acreditar e a engolir a seco o que Médicos, Jornalistas dizem.

    Sem se questionar, se é verdade, se é mentira, se há alternativas, se é possível, se não é possível, se houver algo a mais por detrás de X ou Y motivo, razão ou acto!

    Porquê? Um médico nem sempre tem razão, exemplo “Você tem Cirrose, infelizmente não há cura”
    E alguns: “Ok, Sr. Doutor então não há mesmo chances de conseguir curar?”
    Médico: “Lamento, mas não”

    Onde é que há provas cientificas, que não é possível curar? Onde é que há estudos cientificos que indiquem a 100% de forma irrefutável? Não há!

    Assim como não há um estudo cientifico que indique que é possível curar certo?
    Só isto representa que os médicos nem sempre têm razão, no que toca a doenças “incuráveis”.

    A nossa mente é poderosa, se tivermos pensamentos negativos o nosso sistema imunitário baixa, e isso não é segredo, estudem as emoções em correlação com o corpo humano.

    Um exemplo, o efeito das emoções a nível cerebral.
    Os efeitos das emoções a nível da digestão!?
    Os efeitos das emoções a nível cognitivo?

    Isto e muito mais, poderia criar uma lista (in)finita. Nunca deixem de acreditar que é possível curar, mesmo que digam que não!

    Sabem aquela pessoa que diz “desiste, isso não vai dar certo!? Vais falhar, vais perder!” até podem ter razão, MAS… e se não tiverem!? De certeza que já viram casos de insucesso mas também de sucesso.

    Para concluir. Nunca desistam de vós proprios. Mesmo que digam que não.
    Acreditar e fazer por isso as vezes leva a vermos a vida de outra forma.

    Ninguem pode vir aqui alegar que uma doença misteriosa não tem cura! É algo neutro, não existe informação.
    Ainda sabemos tão pouco da origem da vida! Quanto mais de doenças estranhas ou misteriosas?

    Tudo tem uma razão de ser, tudo tem uma explicação óbvia.
    A cura as vezes esta na alimentação (leva tempo e bastante, mas não basta comer bem durante 1 mês, é preciso meses e talvez 1 ano para se notar diferenças)

    Podem criticar, estais a vontade. Penso desta forma, certamente há quem pense o contrário.
    Nem todos temos que ter a mesma opinião, sentido e forma de ser. Temos pena, e tenho pena de pessoas que mudam a sua opinião ou maneira de pensar, só porque alguém os crítica ou os manda abaixo.

    Bom Fim de Semana a todos.

  4. leme says:

    as pessoas ainda se espantam como aparecem regimes autoritários. assim.

  5. Sardinha Enlatada says:

    No mundo da censura a que estamos vivendo cada vez mais, os donos dos servicos que disponibilizam podem dizer eu quero posso e mando, e tenho razao (mesmo que nao a tenham) e assim se justifica cada vez mais este autoritarismo, mas todos trabalham para o mesmo. Para poder controlar melhor as informacoes que eles querem que se mantenham. As televisoes ja fazem isso, agora o youtube e companhia. Viva a ditadura. Se um virus ja fez o estrago que fez, agora e mais um pretexto para se andar a censurar tudo e todos.

  6. Miguel says:

    A OMS já foi apanhada e considerada culpada em tempos de fraudes. No entanto o que a mesma dita torna-se uma verdade inquestionável….

    A ciência não funciona assim, senão é falsa ciência controlada por interesses específicos.

    No meu entender, a melhor forma de não haver espaço para alimentar teorias da conspiração é através da transparência a todos os níveis. Ora isso não existe nem é fomentado.

  7. J.B. says:

    Lembram-se do Galileu Galilei? Pois bem, voltamos ao mesmo, só que agora a inquisição é regulada por grandes empresas em vez da igreja. Estas grandes empresas podem já ter maior poder que os proprios governos e media convencionais.

    Numa altura destas onde tudo o que não é politicamente correto é silenciado e removido, mesmo sem bases cientificas, abrem-se espaços no mercado para redes sociais alternativas ao Twitter, Youtube, Facebook, etc…

    Coloquem aqui algumas:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.