PplWare Mobile

Corpo do pioneiro do Bitcoin foi congelado… para o futuro!


Editora no Pplware e psicóloga de profissão. Desde cedo que a tecnologia é uma paixão, interessando-se em particular com o impacto que esta tem na nossa vida e nos comportamentos que as pessoas adotam nas redes sociais.

Destaques PPLWARE

  1. Alex says:

    Quando a empresa for à falência é que vai ser um problema!! A não ser que descubra a cura mais rápidamente do que eu penso!

  2. João Terra says:

    Andam a ver muito futurama 😀

  3. Nelson says:

    Estupidez.

    Dá para curar? Tenta-se!

    Não dá? Pó chão!

    Para mim, é uma palhaçada, uma vaidade e uma fraqueza humana não aceitar a lei da natureza que vamos todos morrer de uma forma ou outra.

    E pior, são estas empresas que se aproveitam dos humanos que não querem morrer, e que os seus ente-queridos morrem. Porque estão a vender aquilo que não é possível, estão a vender ficção científica com realidade, estão a prometer uma coisa que não é possível.

    Ainda não temos a tecnologia necessária para congelar e descongelar um humano vivo. Aliás, estamos mais próximos, por exemplo, de curar todas as doenças.

    • Benchmark do iPhone 5 says:

      No futuro:

      – “Descongelamos o gajo e fazemos a autópsia para saber como morreu?”
      – “Não, sabe-se lá o que aconteceu aos vírus. Queimamos o gajo que é mais seguro”.

      Podia ter feito isso agora, deixava mais uns trocos para a família, para o canil municipal ou outra coisa qualquer.

    • Francisco says:

      Concordo!

    • Márcio SOares says:

      Finalmente um comentário teu com o qual concordo. Desde á muito que esperava por isto.
      E se tomasses como exemplo este teu comentário? Podias de agora para a frente ser assim nos futuros comentários, comentar com lógica e serenidade, sem tendencialismos nem palavras depreciativas quanto ao resto que não seja apple.

    • Frederico says:

      Nelson mas não é só isso. Esta tecnica que agora se estuda pode ser usada se os humanos necessitarem de irem para outro planeta viver e que para nao se perder gerações de humanos passadas dentro da nava usa-se isto 😉

      • Nelson says:

        Pois, alguém tem isso como prioridade? Não…

        Ainda não conseguimos congelar e descongelar um rato, quanto mais um humano!

        De facto, existem animais que conseguem fazer isso, os tardígrados por exemplo, mas isso é da natureza deles…

        É que será, quando o conseguirmos, necessário não só saber descongelar, como saber congelar…

    • eu e tal says:

      sim, mais vale nem sequer tentar curar as doenças nem praticar qualquer tipo de acto medico, n vá a pessoa sobreviver da varicela, do sarampo, ou outras doenças que em temos eram mortais e agora são tratáveis sem pensar 2 vezes.
      eles estão a vender a ideia de que hoje em dia não é possivel mas que poderá ser daqui a algum tempo e, por isso, congela-se a pessoa até lá.
      é verdade que se trata de vender esperança, o que pode nem sempre correr bem. mas se a pessoa está no estado de ex-papagaio e tem dinheiro para gastar, n vejo porque não o fazer.

    • João says:

      Até acho que o valor é bastante baixo tendo em conta as prespectivas relativamente ao tempo que será necessário preservar o corpo. Desconheço as cláusulas contratuais mas pelo que dão a entender o corpo será mantido nas referidas condições muuuuito tempo. Ora se a tecnologia necessária só estiver operacional daqui a 200 anos, estamos a falar dum valor de 1000$/ano. Não chega a 3€ dia.

  4. Blasterjack says:

    “Após a sua morte” Nunca vi ninguém a ressuscitar de uma morte cerebral.

    E como eles colocam os fluidos todos no sitio? Especialmente do cérebro? Parecem do mesmo tipo de promessas que o governo fez à alguns anos.

  5. Rodrigo Quiterio says:

    E a discussão de ética à volta do assunto de trazer uma pessoa morta ao mundo dos vivos?
    Isto pelo menos é legal?

  6. Duxa Mendes says:

    Também eu vou pelo mesmo diapasão dos comentadores precendentes e considero a crioconservação momojamba cientifica sem provas dadas e com pouca, ou nenhuma, hipotese de sucesso (pela morte cerebral conforme aqui já referido)… mas não se esqueçam que já houve ratos que foram clonados de células de animais congelados … isto é .. no futuro poderá existir um clone do fundador do bitcoin .. duvido muito é que ele possa “renascer”.

  7. Duarte Santos says:

    Como alguém já tinha dito, erradamente, ‘criónico/a’ também não consta no nosso dicionário. Temos as expressões crio-, criogenia, criogénico como sempre se ouviu dizer. Um pouco de pesquisa exige-se num site tão bom e popular como este.

    • Marisa Pinto says:

      Caro Duarte, na verdade a criogenia é o termo usado de forma errada e, basta uma pequena pesquisa na ALCOR Portugal, para veres que eles escrevem criónica (que também pode ser criônica).

      Criogenia é o estudo desta parte área que envolve muito mais para além da criónica e a criónica é a tecnologia/processo de preservação.

      “O que é a Criónica?

      Criónica é uma tecnologia especulativa de suporte da vida que procura preservar a vida humana num estado viável, permitindo o seu tratamento médico futuro. Espera-se que estes tratamentos futuros venham a incluir nanotecnologia avançada, e a capacidade de fazer tratamentos a nível celular e molecular.”

      http://www.alcorportugal.com/

      Como vês, a pesquisa foi feita 🙂
      Cumps,

  8. David Guerreiro says:

    Aquela congelação destroi tudo, as celúlas destroem-se todas por ação do frio extremo. Um dia para o reviver, é preciso tecnologia para reparar tudo.

  9. António Batista says:

    A minha dúvida é só uma: Será que vamos cá estar para saber se o gajo ressuscita ou não… 😀

  10. Luis Miguel Lopes says:

    Gosto especialmente quando as empresas têm um domínio .com que é o caso desta e depois utilizam como Email: alcorportugal@gmail.com .

    Fica bonito e crível!

    Será mesmo que os nossos futuros irão reviver as pessoas? E se sim não consigo ter noção do espaço temporal, mas acho que seríamos mais cobaias para o futuro perceber o passado! Ou quem não me diz a mim que quando fosse revivido o mundo seria tão diferente da nossa realidade que preferia morrer logo ali?

    Penso que tudo tem um fim.. eu irei ter certamente o meu, não digo que não gostava de viver mais porque gosto de viver. Mas tudo o que é demais cansa… e há que dar oportunidades aos outros.

    Se todos os ricos começarem a preservar os corpos imagine-se no futuro o excesso de população.

  11. João says:

    Uma coisa é certa, nenhum de nós estará presente para saber se afinal é ou não possível tal situação

  12. To_MrDrum says:

    A minha opinião é que a tecnologia pode dar certo, segundo os comentários todos aponto como vão restabelecer os fluidos no organismo ok…. Pode ser um problema mas o ser humano é capaz de tudo.
    Em relação ao processo acho que copiaram o processo já existente a milhares de anos em algumas criaturas existentes no nosso planeta.
    Há espécies de insectos e repteis que passam por esse processo de congelação e votam há vida (descongelando) na primavera, processo este que ainda se estuda hoje em dia 🙂

  13. Luca says:

    Essa evolução é ótima, mas tem coisa que não consigo entender:

    A pessoa Morreu.
    Vão congelar uma pessoa Morta.
    A tecnologia já conseguiu gerar vida humana?
    A tecnologia é capaz de dar a vida que já foi????
    Pois se ela conseguir acho que irei rever meus conceitos.
    Vejo que nossa imaginação tem ido muito além do que podemos imaginar, a pessoa falecer e o coração continuar batendo compreendo. Mas como fazer o cérebro voltar a funcionar???
    Os cientistas querem ser Deus, eles tem a capacidade de poder trazer a vida quem acabou de morrer pq não fazem isso hoje?

    • Benchmark do iPhone 5 says:

      Não é os cientistas que querem ser Deus. É uma empresa que quer facturar. Havendo quem compre tudo se vende. O que me admira é haver países onde esta falcatrua é legal.

    • Blasterjack says:

      É uma empresa de markting, género as apps que vês (vias) na windows store, o que interessa é vender, se funciona, pah, provavelmente nem ficam a saber, mas so por o terem ja significa que vai funcionar…num dia…talvez…secalhar.

  14. phex says:

    Quase que só faltava esta..

  15. Mike Dandi says:

    Depois são retirados não sei quantos anos depois e são conhecidos pelos cromos da pré historia……

  16. Joaquim says:

    Ninguém interessado em se associar a mim para criar uma empresa destas em Portugal?

    É capaz de dar mais lucro que os caixões que hoje se usam e metem debaixo de terra.

    Temos que deixar bem claro que o congelamento não tem uma taxa de sucesso de 100% na ressurreição do morto. Assim ninguém poderá pedir indemnizações, é lucro na certa.

    • Benchmark do iPhone 5 says:

      Nem conheço melhor negócio. O cliente paga adiantado e se o serviço não corresponder ao esperado nunca reclama 🙂

      • David Ferreira says:

        eu até criava, mas os tugas ainda passam cheques carecas 😀

        • Benchmark do iPhone 5 says:

          Isso não é problema, Põe-se um aviso: “Pagamentos por cheque: congelamentos só após boa cobrança”. O que é preciso pensar é num sistema de pagamentos em prestações, para poder chegar a todas as bolsas, mas com garantia. Por exemplo, o cliente paga em prestações, mas entrega um testamento a favor da empresa. Se se finar antes de ter pago todas as prestações vai-se buscar a casa da viúva.

  17. Jorge says:

    “A Alcor Portugal é independente da Alcor Life Extension Foundation e não pode fazer contratos, representações ou quaisquer outros acordos em nome de, ou como representante da Alcor Life Extension Foundation.”

  18. Sharp Random says:

    O mais doido disso tudo é ainda não terem conseguido NENHUM voluntário saudável para fazer a reversão e provar a eficácio do método. rs

  19. Carlos Costa says:

    Tenho a certeza que há situações, a nível mundial, de maior urgência. Com o valor pago para a “longevidade” daria para salvaguardar e investir num futuro próximo.

    Para muitos de nós, que temos a água ao alcance de uma torneira. Bens de primeira necessidade ao virar da esquina. Peças de roupa que enchem caixas na arrecadação ou despensa. Informação sobre o mundo num ecrã de 4 a 5 “… Algo que consideramos garantido nos dias que correm.

    Não quero tirar credibilidade à noticia, neste espaço formidável, mas sim apresentar o meu ponto de vista.

    Seria mais nobre, investir nos que mais necessitam de ajuda. Investir nas energias limpas e mas tecnologias na medicina. (Impressão de Orgãos Humanos em laboratório)

    Há locais em que o conceito da água é totalmente diferente. Uma criança que veio de uma das PALOP para ser operada num hospital em Lisboa. Enquanto esperava no quarto, disse que tinha sede. Deram-lhe uma garrafa de água de litro. Bebeu 2 tampas dessa garrafa!! Uma enfermeira, ficou admirada e disse-lhe que podia beber. A resposta foi muito simples. “Quero guardar porque pode não haver mais”

    Desculpem, mas há muito mais onde investir!

  20. Rute says:

    Será que já descongelaram alguém a ver se funcionava se de facto a pessoa volta a viver?
    E o espirito da pessoa para onde vai?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.