PplWare Mobile

Apple & U2… Depois das críticas, chegam os resultados


Responsável pelo Pplware, fundou o projeto em 2005 depois de ter criado em 1993 um rascunho em papel de jornal, o que mais tarde se tornou num portal de tecnologia mundial. Da área de gestão, foi na informática que sempre fez carreira.

Destaques PPLWARE

  1. João Felix says:

    A conclusão é que há sempre alguém do contra.

    • Mark says:

      Sim porque promoções ou ofertas é sempre algo muito ofensivo

    • okapi says:

      Acreditem ou não, agora é moda ser do contra.

      • Galo says:

        Acho que o “problema” (que não é problema nenhum) foi a maneira como a Apple executou esta oferta..Se tivesse publicitado antes que iria oferecer o album a todos os clientes e que quem quisesse poderia remover depois, não haveria tantas reclamações…mas pelo que percebi os utilizadores foram surpreendidos com o “album” no já seu equipamento e consideraram isso uma intromissão…
        Mas pelos vistos a jogada da apple resultou:
        ” mais de 26 milhões de pessoas fizeram download do álbum ”Songs of Innocence” na sua totalidade” “quando desde que a iTunes Store foi lançada, há 11 anos, apenas 14 milhões de pessoas haviam comprado músicas dos U2 na loja On-line da Apple”.

        • tiago says:

          a historia não é bem assim, quem tem download automáticas viu o álbum aparecer no ipod, iphone.. etc… mas quem não tem não viu tal acontecer… eu tive de ir fazer download explicito por exemplo…

        • MM says:

          Claro que não resultou!!! Quantos users o itunes tinha há 11 anos?! Se calhar nem metade dos que tem hoje!
          No meio disto tudo quem ficou a ganhar foram os U2 que com uma previsão de venda de 1 milhão de discos para um disco novo, acabam por despachar 26 milhões de discos e encaixar 50 milhões de dólares!
          Portanto… a Apple foi “inovadora” na campanha, mas quem ficou a ganhar foi claramente a banda e a Apple acabou por ser prejudicada na imagem por causa da controvérsia que deu este “incutir à força” o download.
          26 milhões de discos nem chega ao top 10 dos discos mais vendidos no mundo!

          • Galo says:

            @MM

            “Claro que não resultou!!! Quantos users o itunes tinha há 11 anos?! Se calhar nem metade dos que tem hoje!”

            atenção ao “desde”….faz toda a diferença. No texto não é dito que foram vendidas 14 milhões há 11 anos…é em toda a “história” do Itunes.

            E atenção também a esses 50 milhoes de dolares! essa é fatia correspondente à “Universal Music Group” que a Billboard avança…porque no texto claramente é dito “Ainda não foram avançados resultados específicos por parte da Apple nem dos U2”!

            @Tiago mas tiveste que ir pesquisar pelo album em questão (como fazes para qualquer outro album) e descarregar? ou ele “aparecia-te” já lá mas para o ouvires tiveste que descarregar?

          • MM says:

            @Galo
            O que os U2 irão receber depende do contracto com a editora! O contrato entre a Apple e os U2 passa pela editora – se esta não aceitasse não se fazia nada (claro que depende dos contratos).
            Repara que há 11 anos atrás muita gente comprou CDs. Quem comprou CDs obviamente que não ía comprar o MP3 no iTunes (salvo excepções).
            Depois, tal como eu, se calhar outros milhões sacaram o disco porque é grátis e não porque o queriam realmente. Eu ouvi e está ali no disco a ocupar espaço. Portanto, estes 26 milhões de discos são enganadores, porque como disse no início, as previsões para a venda de um novo disco dos U2 rondavam 1 milhão de vendas (e já era optimista).
            Portanto, sim, fui um sucesso para os U2/editora. Qualquer valor de compra de direitos que fosse acima das 2 milhões de cópias já era um sucesso… a apple pagou para 500 milhões!! LOL

          • Galo says:

            @MM

            Eu só te chamei a atenção para o facto de te estares a cingir a “há 11 anos atrás” quando os valores apresentados se referem ao “período” de tempo desde que o Itunes surgiu até agora.
            Há 11 anos atrás muita gente comprava CD, e como é óbvio não comprava o mp3…Mas o ano passado já praticamente toda a gente comprava mp3 e não CD.

            O que mostra que esta “jogada” da Apple em “oferecer/impingir” o album resultou…resultou, nesse sentido de que conseguiram em meses mais que duplicar o numero de descargas antes conseguidas em 11 anos!
            Em principio quem mais beneficiou foi a banda pela publicidade (e concertos que daí advierem)…já que monetariamente não sabemos detalhes dos contratos entre produtora-U2-apple. Sabemos que normalmente as bandas têm fatias pequenas das receitas das vendas das musicas, e que ganham € dos concertos (e nada me diz que a Apple não tenho direito a uma percentagem disso). Isto sou eu a supor, tal como tu deves estar quando falas em 500 milhoes LOL.
            No texto apenas referem 50 + 100 de marketing global…sendo que estes valores são por sua vez suposições da Billboard.

            ps: como não uso serviços da apple esta oferta “não me aqueceu nem arrefeceu”…além de que “U2” não fazem parte das minhas primeiras escolhas musicais 😉

          • MM says:

            500 milhões de utilizadores 😉

  2. Heos. says:

    É tudo muito bonito e muito floreado, mas nunca se esqueçam, nada é GRATUITO.

  3. Luís Soares says:

    não tenho iPhone mas acho que aqui o que se trata não é ser do contra… é mais a intromissão e presunção da Apple. acharem que tu tens obrigação de gostar de U2.. se queriam oferecer davam um link para fazer o download.. quem não quisesse não sacava.
    o utilizador é que manda no seu telemóvel e biblioteca de música.

    • António says:

      Não tenho iPhone, não gosto de u2. Criei uma conta no iTunes e tive esta oferta.

    • JP says:

      A única coisa que apareceu no equipamento foi mesmo isso, a possibilidade de fazer o download. Apenas quem queria sacar é que sacava… Eu por exemplo, não fiz o download.

    • Joel says:

      Entao informa te antes de falares, a apple nao introduziu a musica no telemovel de ninguem.
      so faz download quem quer!
      Falo porque sei do que estou a falar, fiz download porque quis

    • Telmo says:

      x2 Concordo a 100%. O motivo de toda a “bronca” foi o facto de o álbum aparecer automaticamente nos aparelhos. Se tenho um aparelho, quem escolhe o que lá tenho sou eu e não o fabricante.

      • Tc says:

        Uma coisa é aparecer um álbum com uma nuvem e outra é aparecer sem esta nuvem. O que Significa? Se tiver a nuvem significa que está pronto a ser feito o download ou ouvir através da cloud da Apple sem fazer download. E é disto que estamos a falar. Só teve o álbum diretamente no seu idevice quem tem a opção “fazer download automático de músicas via iTunes”. No meu caso, tinha lá o álbum e só fazia download se quisesse. Não preciso de ter o álbum no meu iPad ou iPhone. Mas ao menos sei que é meu. Quem nunca foi sacar uma app que é grátis e depois desinstalou? Na segunda vez, já sabem que a app é vossa e mesmo que esteja paga, já ninguém vos tira essa possibilidade de fazer download. Deixem-se de coisas. É preso por ter cão e por não ter. Não querem, eliminem, ponto

  4. niquelnausea says:

    Conheço pessoas que se sentiram ofendidas com isso, mas mudaram de ideia ao ouvirem o álbum.
    Achei interessante a iniciativa e o álbum em si, espero que façam mais promoções como essa.

    • Carlos Carvalho says:

      lol e é pela música ser boa ou não que deixa de ser invasão de privacidade? o que a apple fez foi errado, nao sei como ha gente a defender isso.

      • niquelnausea says:

        ninguem foi obrigado a baixar, foi apenas disponibilizado, ou seja, caso não queira o album, delete da lista. não acho que seja invasão de privacidade algo ser disponibilizado a voce.
        garanto que sites como o google e o xvideos sabem mais sobre voce que o itunes ou seu iphone, e mesmo assim ninguem deixa de acessalos 😉

  5. Abílio says:

    A cavalo dado não se olha ao dente.
    Eu por acaso até fui daqueles que ouviu os U2 em Vilar de Mouros no ano 82, ainda não eram uma super-banda. Agora já cansei um pouco mas trás boas recordações.

  6. darth says:

    o mundo esta cheio de eternos revoltados. nem sei qual o espanto. se se faz, é porque se fez. senao, é porque nao se fez. atras ed um username, tambem vale tudo

  7. MM says:

    Hum… segundo me lembro, a Apple pagou pela licença sobre a projeção de 500 milhões de clientes “For what Apple said were up to 500 million customers in 119 countries, “Songs of Innocence””
    Se “só” 26 milhões realmente fizeram download… eu diria que é fiasco!
    Eu fiz o download e quantas vezes ouvi o disco? 1 e em sacrifício.
    Portanto, os U2 nem com música dada lá vão e a Apple escolheu mal o artista.

    Este argumento “Em termos de comparação, Cue usou ainda o facto de que desde que a iTunes Store foi lançada, há 11 anos, apenas 14 milhões de pessoas haviam comprado músicas dos U2 na loja On-line da Apple.” joga contra esta iniciativa!! Mas claramente contra.
    Quer dizer que em termos de percentagam de clientes vs. vendas, U2 há 11 anos vendeu bem mais que este ano com um disco à borla!!
    Fiasco!!

  8. Antonio says:

    Desde que esta oferta foi feita, neste caso no mês passado, mais de 26 milhões de pessoas fizeram download do álbum
    ….
    No entanto este lançamento esteve envolto em polémica, devido ao facto de que o álbum seria adicionado automaticamente à biblioteca dos utilizadores.
    ……..

    Afinal em que ficamos ?

  9. Marco says:

    Mas eu sou obrigado a ter o album no meu telemovel se não quero? Não se trata em ser do contra, trata-se em ter a autonomia de gerir o conteudo do meu telemovel como eu bem entendo.

    É assim tão dificil de compreeender? Há muito conteudo gratuito e nem por isso eu tenho de o ter no telemovel!

  10. Miguel Reis says:

    Está a ficar tudo maluco neste mundo!
    Nem gosto muito da apple, nunca tive iphones, ipads, iquaquer coisa, nem estou a pensar ter.

    No entanto trata-se de uma oferta! grátis! à pala! à borla! entenderam???

    Se forem comprar uma televisão e vos oferecerem 2 ou 3 dvs com filmes que não gostam, vão reclamar também? Nunca aconteceu a ninguém?

    Quem não gosta, põe na beira do prato. Neste caso apaga! Que trabalheira, que loucura!

    Cambada de virgens ofendidas! Onde vai parar este mundo com gentinha que se preocupa com coisas tão pequeninas! Já com outras que se calhar se deviam preocupar, enfim…

  11. Nuno Vieira says:

    Nunca percebi quanto foi o problema disto. O álbum apenas foi adicionado ao iTunes, e apenas quem o quisesse descarregava-o.

    • Marco says:

      O problema é que depois de o descarregares não o conseguias eliminar!!

      É a mesma coisa que instalares um jogo ou aplicação qualquer e depois não conseguires desinstalar. Também só a instalaste porque quiseste!!

      • Tc says:

        Marco sabes eliminar músicas no ipad/iPhone? Não estas a confundir quando tem uma nuvemzinha no álbum? Se fores as opções do itunes e tirares o pisco no ponto que diz “mostrar músicas copradas” vais ver que desaparece esse teu álbum. Ele está disponível para download, mas não significa que esteja no teu idevice.

    • censo says:

      Não foi adicionado ao itunes, foi incluído nas tuas musicas compradas, tu so tinhas de fazer o download. Ou seja não era preciso ir ao itunes à procura do disco, ele ali estava simplesmente pronto para “sacar”. De qualquer forma o pessoal empolou este assunto por nada, até porque a Apple reconheceu a intromissao e difundiu uma app para acabar com o assunto e calar as virgens ofendidas.

  12. MM says:

    Sucesso, sucesso de verdade são alguns tipo Thriller, Dark Side of The Moon, Back to Black, etc., que efectivamente venderam mais de 50 milhões de discos. Isto sim é sucesso.
    Até a Adele VENDEU mais de 25 milhões de discos com um dos albuns e os U2 só conseguiram DAR 26 milhões?! É caso para se dizer: nem dado.

    • Censo says:

      50 milhões é sucesso, mas 26 não é. Que raio de lógica a tua. Já agora diz lá quanto tempo precisou o Dark Side para atingir a marca dos 50?

      • MM says:

        A Apple referenciou que o publico alvo eram 500 milhões de pessoas. Se só 26 milhões fizeram download isto equivale a 5% de sucesso.
        O Dark Side foram vendas efectivas, este dos U2 foi dado. O disco da Adele vendeu mais que este dos U2 dado, e neste caso estamos a falar de um trabalho recente e na mesma era tecnológica.
        Mas queres saber mais porque foi um fiasco, porque basta ver os comentários aqui no pplware acerca da invasão de privacidade da Apple. A Apple gastou mais de 150 milhões de dólares com esta jogada que além de se fragilizar perante outros artistas, demonstrou que está sem ideias e resolveu fazer esta jogada para safar o seu evento do iphone.
        Foi um fracasso porque passado uma semana teve de admitir que cometeu um erro enorme nesta jogada e foi obrigada a lançar uma app para eliminar a pré-instalação do disco.
        Esta jogada é um marco na historia da música. Duas empresas espetaram uma grande cavilha no já quase morto mercado da musica. A Apple por desespero e por não perceber que a estratégia seria errada, os U2 por serem uma banda em fim de vida já não têm nada a perder e neste caso só ganharam (foram os únicos a ganhar) – como dizia alguém famoso no mundo da música, que os U2 deixaram de ser músicos para serem uns empresários sem escrúpulos.
        Alem do mais , estes 26 milhões de downloads nem sequer contam para as tabelas de vendas, portanto, nem na historia vai ficar (fica mas no livro negro da história da música).
        Sim, 26 milhões de downloads é um número impressionante, mas isso não faz dele um sucesso.

        • nuno says:

          Relembro-te que os U2 fazem as maiores live-tours do mundo. Entre 2009 e 2011 eles fizeram 110 shows, tiveram 7.272.046 bilhetes vendidos e um lucro de 736.421.584 dolars de lucro. Não acho que os U2 sejam uma banda acabada como dizes! Apenas acho porreiro da parte deles oferecer a sua música (eu não paguei nada). Já chegaram a um ponto na sua carreira que não precisam fazer mais música para ganhar dinheiro! Mas mesmo assim eles continuam a criar novas músicas e isso é de admirar! Eles são uma banda unida, podres de ricos e continuam a juntar-se para criar novos temas por gosto! Só quem toca numa banda sabe o que é ter gosto por criar uma música. Quem sabe se outros artistas, também ricos não fazem o mesmo!

          • MM says:

            Os U2 não ofereceram nada, quem ofereceu foi a Apple.
            Os U2 não são tão unidos como pensas, já tiveram para acabar mais que uma vez por divergências entre o Bono e o resto da banda (o Bono tem a mania de dar opiniões políticas em nome da banda e os outros não gostam).
            Eu sou músico, portanto, sei o que é criar música e sei o que é sentir saturação também (mas não sou rico, infelizmente).
            Sim, os U2 são uma máquina de fazer dinheiro nas tours mas isso não invalida o facto de estarem claramente em fim de linha – e não sou só eu que digo, diversas pessoas bem mais entendidas que eu o dizem.
            Este negócio com a Apple foi excelente para eles porque assim além de ganharem dinheiro que nunca ganhariam com a venda no circuito normal, ainda ganham balanço e marketing grátis de preparação da próxima tour.

  13. Alexandre says:

    Até quando é oferta há sempre quem queira ser do contra.

    O album apenas foi acrescentado ao iTunes do iPhone, não consumiu nada, não gastou trafego e não ocupou espaço nenhum do disco.
    Quem queria o album teve de o descarregar, quem não quiz amanhã desaparece e passa a ser pago como os outros todos.

    É ASSIM TÃO COMPLICADO??????

  14. Ro301 says:

    O problema não é o numero de pessoas que não ficaram contentes com a iniciativa.

    O problema é o abuso da apple em tocar no que é privado sem consentimento. Se fazem isso com facilidade e na cara das pessoas imaginem o que podem fazer por detrás.

    A generalidade das pessoas avalia as situações pelo numero de pessoas insatisfeitas. Ora, essa abordagem é ridicula e só prova a ignorancia e a falta de noção de muita gente.

    Reparem a unica lei que determina que o número de pessoas é importante é o voto. De resto o número de pessoas não determina o certo e o errado. Violação de propriedade (mesmo que não exista nem 1 pessoa a reclamar) é crime. Se pensarmos nas minurias por exemplo, as minurias etnicas essas nunca seriam respeitadas porque são uma minuria. Então, uma vez mais a unica lei que conta o numero de pessoas é o VOTO.

    Parem de ser ovelhas e começem a pensar.

  15. LP says:

    No outro dia reparei num rapaz que com destreza e ligeireza ofertou os condutores que estacionaram aqui os carros com um belo flyer do “Professor Bambo”…
    Depois de deparados com tal oferta, uma parte dos condutores seguiu viagem com ele e desconheço o desenrolar, mas a maioria, pegou nele e chegou mesmo a ouvir a primeira música, i.e., a ver sobre o que era, uma parte desses leu mesmo até ao fim e acredito que uma pequena parte tenha mesmo solicitado os serviços do senhor, pelo menos a “primeira consulta grátis” (a cavalo dado não se olha o dente!).
    Fiquei sem saber quantos destes terão ficado contentes com a fantástica oferta… mas imagino 😀

    • MM says:

      Eu costumo recolher todos os flyers, mais não seja para ajudar os “moços” a despachar o material.
      Fiz o download do album dos U2 que ouvi 1 vez e não estou a pensar em ouvir novamente – ver se o apago um dia destes.
      Contei para o número dos 26 milhões, mas não faz de mim um potencial comprador no futuro. Ouvi porque era grátis e porque me apeteceu, porque hoje já o podia ouvir na mesma noutro lado qualquer.
      Uma coisa que a Apple poderia fazer era lançar um inquérito de satisfação para avaliar o sucesso desta iniciativa…

  16. djizus says:

    Podiam por a noticia completa e deixarem-se de “fanboysismos”.

    Apenas 5,2% dos utilizadores registados fizeram download (26 Milhões em 500). Desses 26 Milhões apenas 70.000 (nem vale a pena colocar a percentagem de tão ínfima que é) vão comprar o álbum no melhor dos cenários.

    LOGO, foi um falhanço épico 🙂

  17. MM says:

    Entretanto o Bono já veio pedir desculpa pelo abuso!! LOL

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.