PplWare Mobile

Apple acaba 2015 a liderar nos EUA e China mas perde o mundo


Responsável pelo Pplware, fundou o projeto em 2005 depois de ter criado em 1993 um rascunho em papel de jornal, o que mais tarde se tornou num portal de tecnologia mundial. Da área de gestão, foi na informática que sempre fez carreira.

Destaques PPLWARE

  1. Castlead says:

    A Apple é excessivamente cara em todos os equipamentos.

    • cara para povo pobre says:

      é cara para o mercado tuga e como o nosso que é a maioria do mundo. vais aos estates até um “trolha” sem querer ofender, tem um iphone de ultima geração. ganham isso por semana. e são super consumistas, o que ganham gastam. mercado como o nosso e resto do mundo, aguenta e não chora…chateiem-se com os governos de bosta que temos tido nos últimos 40 anos que em vez de andarmos para a frente andamos para trás. Alguns andam para a frente…os políticos com as suas reformas vitalícias e os tachos criados todos os anos por eles com ordenados milionários com produtividade 0 para o país….culpem a apple pelos preços que fazem..isso…

    • Wistfultale says:

      A culpa não é da Apple. A culpa é das bolsas, conversoras de moedas, taxas… Não é à toa que um iPhone é mais caro aqui do que na França, ou então nos próprios Estados Unidos. Mesmo assim, pode ser um preço de vários números, mas compensa cada Cêntimo!

      • Luid says:

        Será que compensa assim tanto?
        Que fazes com esse telemóvel que não consegues fazer com um de 200€?

      • Santos says:

        A culpa nao e da Apple? Uma coisa e gostares, seres fa, utilizador, etc. Outra coisa e ser fanático ao ponto de fazeres uma declaração dessas. A culpa e toda da Apple:
        ” Apple spends $236 to make each iPhone 6s Plus device, which it sells for over three times that value at $749—a 217.4 percent markup that highlights the tech giant’s ability to dominate the premium market while other smartphone makers struggle.”

        Vendam mais barato que serão numero 1 em todo o mundo.

  2. Carlos Gomes says:

    O problema do Brasil não é apenas a carga fiscal. É que se a Apple vende os seus produtos a preços exorbitantes e com a “ajuda” da carga fiscal brasileira, fica de fora da grande maioria dos brasileiros.
    Se a Apple com menos vendas faz mais dinheiro, é porque tem uma maior margem de lucro em cada equipamento vendido, ao contrário do que alguns dizem.
    Obviamente que o Android cresce e continuará a crescer nos países mais pobres, pois existe uma grande variedade de produtos de todo o preço. O Windows Phone continua a ser um sistema moribundo, resta saber quanto tempo mais a MS vai aguentar.

  3. PSN says:

    Ou seja, ainda há muito território para conquistar! Ainda há muito iPhone para vender.

    O problema é que o dólar está muito forte, e isso implica preços altos.

    • Ricardo Raimundo says:

      O que implica preços altos é a ganância desmensurada da Apple.

      • Vítor M. says:

        Pode ser, mas e os preços altos dos carros da Mercedes, da BMW ou da Porsche?

        Não estou a dizer que não concordo contigo ou que concordo, estou só a dizer que pode haver uma necessidade de segmentar face à oferta anexa ao produto, tal como existe noutras marcas/produtos.

        Porque razão um Mercedes Classe A 180 não custa 15 mil euros?

        • Flávio Ferreira says:

          Porque a qualidade está lá, e sim essas marcas são sempre mais caras devido aos acabamentos porque o resto é questões de se pagar marcas, porque até e um modelo com motor Renault, se lá está no veículo da Mercedes e porque não é tão mau assim

          • Vítor M. says:

            Sim, mas na Apple também tens lá a qualidade, o ecossistema e se reparares ao longo dos anos eles conseguem manter dentro dos seus serviços os seus utilizadores e conquistar novos, como aconteceu no enorme mercado urbano chinês que era da Samsung.

            Porque embora possa haver sempre opiniões diferentes, não é difícil ver que nenhuma outra empresa (quer se goste ou não) tem um ecossistema tão elaborado, com um serviços, software e hardware inclusive com um movimento de developers tão criativo e financeiramente atractivo como a Apple.

            Ao longo dos tempos fomos vendo que esse era o modelo certo, por isso a Microsoft adquiriu a area de fabrico mobile à Nokia para ter também ecossistema e por isso a Samsung tenta por todos os meios ter o Tizen e a sua loja de apps a dar cartas (sem grandes êxitos contudo).

            Também a Google tenta isso, tentou quando comprou a unidade mobile da Motorola para ficar com serviços, hardware e software, ao longo dos anos tem tentado colocar o Chrombook no mercado para ganhar atracção.

            Assim, mesmo que a Apple nalguns aspectos não tenha o melhor desempenho, no global (basta ver por exemplo nas lojas físicas, nas lojas online e até na maior base de dados do mundo de cartões de crédito) é sem dúvida uma poderosa empresa que tem esse estatuto premium. Além disso, o culto e o facto de ter apenas uma unidade por ano do seu telefone permite como as marcas premium de outros segmentos, cultivar esse culto.

            O preço aqui é o somatório de tudo.

        • David Ramos says:

          Por favor não compare automóveis com smartphones….

          • Marco says:

            porque não? olha que o exemplo do classe A é um bom exemplo, sendo o carro baseado num renault que é bem mais barato….

        • Boss says:

          Porque o motor não foi fabricado pela Kia, o interior pela Hyundai e por aí adiante…

          • Paulo says:

            o motor nao foi fabricado pela Kia mas foi pela Renault, e os interiores foram fabricados na Romenia ou em Portugal e depois foi montado na Republica Checa e pagas o preço de made in Germany.

          • Renato says:

            “O motor fabricado pela KIA

            Até parece que os iPhones não têm “só” o hardware mais rápido e mais actualizado do mercado, assim como a melhor construção. Nunca viu um iPhone na vida!

          • Rafael says:

            Olha que o A180/160/B180/160 cdi tem motor e caixa de velocidades da Renault…

          • Boss says:

            Foi o usado o único motor da Mercedes/BMW fabricado por outra marca, isso não acontece em nenhum outro. Já a Apple não fabrica nada, os iDevices são todos retalhados, uma peça vem da Samsung, outra da LG, outra sei lá de qual marca concorrente e ainda a agravar, o facto do mesmo componente em dois devices poder ser de marcas diferentes, sendo uma rifa ver se não calha um device com menos qualidade que o do vizinho, que supostamente é igual.
            Os interiores da Mercedes são da sua exclusiva responsabilidade, independentemente da localização das fábricas que não têm qualquer influência.
            Eu percebo o que o Vítor quer dizer e também me parece provável que seja esse o futuro da Apple, restringe-se a uma fatia específica do mercado, pequena mas lucrativa, mas tem de mudar muita coisa para isso, para ser uma Mercedes, para se distinguir da concorrência, para acrescentar valor. O marketing e o fanatismo que têm sustentado a marca no alto patamar em que está parece terem finalmente esgotado.

          • Vítor M. says:

            Boss, não estás a dizer as coisas com as coisas… e a misturar os conceitos. Estava a falar em marcas premium.

            Isso de motores e alavancas de velocidades e plásticos… de forma isolada não dizem nada. Nem são para aqui chamados. A conversa está num patamar muito mais elevado.

          • Boss says:

            Explica-te lá que agora não percebi. Os motores e restantes referidos são da Mercedes, que quem chamou à conversa foste tu, onde está a mistura?

        • Liberal da Cerca says:

          porque quando compramos um Mercedes compramos:
          – garantia;
          – confiança;
          – valor futuro;
          – assistência;
          – qualidade;
          . Etc.

        • Pascoal says:

          Comparar a Apple com Mercedes… bom há alguma lógica, marcas premium têm de manter um certo nível de mercado que pague não só os produtos como tudo que os envolve e desenvolve, mesmo ao nível estratégico. Faz sentido, concordo com o Vítor.

        • Santos says:

          Vitor:
          Apple spends $236 to make each iPhone 6s Plus device, which it sells for over three times that value at $749—a 217.4 percent markup that highlights the tech giant’s ability to dominate the premium market while other smartphone makers struggle.

          • Vítor M. says:

            Santos e quanto gasta na gestão da App Store? Na gestão da iTunes Store, na gestão do iOS? Na gestão do iCloud? Na gestão do Apple Mapas, na gestão das patentes que suportam o que o iPhone taz, quando custa o desenvolvimento dos estudos que antecedem a produção do iPhone? Quanto custa o marketing, as lojas físicas, as lojas online?

            Quanto custa o pós venda de um iPhone, um Apple Care Service, quanto custa o serviço de segurança permanente por trás de cada iPhone?

            Quem diz um iPhone, diz um Android ou um Windows Phone. Porque o preço de uma unidade não é o preço liquido dessa unidade em funcionamento, ela tem um ecossistema por trás 😉

            Pensa nisso.

        • kreetor says:

          Boas, até existe uma margem para comparar, mas quando compras um Iphone, sabes que dali a 5/6/7 ou até 8 anos, terás que comprar outro.

          Mas quando compras um mercedes/bmw/audi, sabes à partida, que se o estimares e não o levares a nenhum “sucateiro”, entenda-se “mecanico da esquina” terás um carro para a vida, ou pelo menos para uma boa parte dela.

      • Renato says:

        Ganância? Tu vês bem os resultado deles? Têm os preços que o mercado aceita!

        Agora, vendem 9 iPhones por segundo, a toda a hora.

        Se eles baixassem os preços, teriam de cortar em muita coisa, não é o negócio deles.

  4. daiquiri2 says:

    O android evoluiu muito nos últimos anos: o sistema operativo é sólido, rápido, fiável e completo. A qualidade das APPs disparou e a exclusividade de apps para iOS reduziu.

    Aparecem telemóveis excelentes, tecnologicamente avançados a bons preços.

    Assim como é que justifica trocar o meu excelente sensor, Sony IMX230 com 23MP, 1º lugar nos laboratórios DxOMark, à prova de água, autonomia muito acima da média, 32GB, etc de 450€ por um iphone de >=650€?

    • Mota says:

      ^^^^^^ +1 ^^^^^^

      A cena é que as pessoas já entenderam que com apenas 200€ (ou até menos) conseguem telemóveis rápidos e com garantias. Conforme aqui está a Apple tbm poderia estar a Samsung.

      Hoje em dia qualquer smartphone com o minino de specs consegue o mesmo que um flagship.. sure nunca a 100% e perde qualidade de construção mas é a diferença de preço é gigante.

    • joao says:

      Se a prioridade de um smartphone para ti é o sensor da camera, isso diz muito de ti…mediocridade é a palavra que me vem a cabeça. Se quiseres um sensor de jeito compra uma maquina fotográfica de jeito, ponto. por 450 ja compravas uma sony a5100 em promo que dava 10000 a 0 ao teu telemovel maravilha. Telemovel compravas um qualquer de 10 euros. Nao é a prova de agua, mas por 10 euros duvido que isso interesse.

    • joao says:

      O android 6 nao esta mau, mas quando so 3% dos aparelhos que o tem, a realidade é que quase toda a gente tem um android lento pesado e desactualizado. Qualidade das apps em android? A serio? Instalo mais de 50 apps por dia a fazer pesquisas e é como encontrar uma agulha num palheiro de tanto lixo que lá anda.

      • daiquiri2 says:

        Nem o 6.0 nem o 5.1… Simplesmente não me falha. Não preciso de correr atrás de um número. o 6.0 vem quando estiver pronto e não sofro com isso. Não fico limitado em nada por estar no 5.1.

        Não instalas nada umas 50 apps por dia. Ninguém faz isso. A não ser que sejas um caso muito muito muito especial e tenhas requisitos que a grande maioria da população não tenha.

    • MLopes says:

      esclarece-me por favor uma dúvida, para que te servem os 23Mpx? 😉 o que fazes com as fotos? imprimes outdoors?! 😮

      • daiquiri2 says:

        (eu ja tinha respondido mas devo ter esquecido de publicar)

        Esse é um erro repetido muito pelos papagaios dos blogs: Megapixeis não são inuteis. Um exemplo é mesmo quando imprimes 10×15 para guardar em casa, quando em pouca luz vai ter muito mais dinâmica e menos ruido. Alías, é uma técnica conhecida da Nikon e da Canon, reduzir as fotos quando o ISO é demasiado alto (normalmente relacionado com pouca luz). Outro exemplo é o do Boss, consegues crop muito mais facilmente.

        (a titulo de curiosidade, os outdoors costumam ser fotografados com, por exemplo, hasselblad, que têm 40 ou 50 megapixeis.. )

  5. Logica404 says:

    Apple 13.7% share na china, samsung 24.6% ok? Gostava de saber onde é que está essa liderança.

    • Vítor M. says:

      “In urban China, Apple regained its title of most-sold smartphone brand with a share of 27% and had the top three models in that market,” commented Tamsin Timpson, strategic insight director at Kantar Worldpanel ComTech Asia. “Huawei remained the top seller within the Android ecosystem as it captured 34% of sales. Xiaomi is now a distant second in the ranking at 10 percentage points below Huawei.”

    • Jsp says:

      Eles estao a falar no artigo em Sistemas operativos. Nao em fabricantes

  6. Sergio J says:

    Como tenho vindo a dizer, quem quer Android não está preocupado em actualizações, pois ao fim de 2 anos está a trocar de equipamento, que lhe continua a corresponder às expectativas. Não é um investimento de longo prazo. Desde que o equipamento satisfaça às necessidades não estão interessados em comprar topos de gama. Os topos de gama funcionam com flagship é claro para quem gosta de Android e quer ter a melhor experiência possível.

    Quem gosta de iOS gosta dos detalhes, do cuidado com que as apps são feitas. Por isso está disposto a pagar por elas. São bons equipamentos sim senhora, mas o que realmente vale é o sistema operativo. Estamos a pagar uma espécie de jóia de clube para ter acesso a um ecossistema.

    • Boss says:

      “Estamos a pagar uma espécie de jóia de clube para ter acesso a um ecossistema.”
      É esse o pensamento que a Apple quer incutir, é isso que faz com quem haja dispostos a pagar os preços, é isso que faz os fãs, porque pagaram para isso, é isso que os torna cegos.

  7. Joao Luiz says:

    E aquela conversa que rolou em 2015 que a procura por iPhone nunca foi tão grande por parte dos usuários de android.
    Ex. “Um terço dos novos iPhones vendidos são para utilizadores que vêm do ecossistema Android!” fonte: https://pplware.sapo.pt/apple/comecou-a-debandada-do-android-para-o-iphone/

    Os números da Apple não mentem. Cada vez mais os utilizadores estão a abandonar o Android e a abraçar o iOS. FONTE: https://pplware.sapo.pt/apple/por-que-razao-tantos-estao-a-mudar-do-android-para-o-ios/

    • Monica says:

      Joao luiz,so vieste aqui comentar, nao leste o artigo?
      Le e vais reparar que é contraditório, o android aumentou o seu número de utilizadores em todo o mundo!
      Se um terço dos utilizadores android mudaram para iphone, então, metade mudaram de iphone para android. O crescimento esta a vista em todos os países. Se lesses o artigo em vez de entrares directamente na zona do comentários, o teu comentário seria mais acertado.

      • Joao Luiz says:

        Desculpe, era para ser uma pergunta, coloquei ponto final por engano, não falei que “um terço dos novos iPhones vendidos são para utilizadores que vêm do ecossistema Android!”, só peguei um trecho de uma notícia pouco tempo publicada aqui e em vários locais.
        E sim eu li o artigo, grato.

  8. Boss says:

    E ainda o Tim gosta de se gabar que cada vez há mais Androids a mudar para iOS… lol!

  9. Tiago says:

    esta noticia ou tem o titulo incorrecto “Apple acaba 2015 a liderar nos EUA e China mas perde o mundo” ou “Apple acaba 2015 a ganhar terreno nos EUA e China mas perde o mundo” ou os gráficos estão trocados…

  10. Joaquim says:

    essa information pode ser verdadeira/ apple acaba 2015 liderar nos EUA e China perde mundo.

  11. gilgamesh says:

    Enfim não percebo pk é que os meus comentários nunca são aprovados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.