Quantcast
PplWare Mobile

100 mil alunos vão ter computadores mas depois têm de os devolver

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Pinto


  1. Diogo Mateus says:

    Acho que a ANACOM já autorizou a MEO a criar a nova gama de números.

  2. Sergio says:

    Cofres cheios, e é só negociatas.

  3. Tony says:

    Hum… devolver? Mas o estado não ia cobrar uma nova taxa ao povo para ajudar no material de quem mais precisa?

  4. eu2 says:

    Podiam fazer como os manuais escolares. Todos os anos têm de devolver para dar para os alunos do ano seguinte.

  5. Petrus says:

    Pelo menos, deverá impedir certas pessoas de os venderem nas feiras como fizeram com os Magalhães.

    • Manuel da Costa says:

      Muitos aconteceu-lhes isso… eram levantados numa manhã, de tarde já estavam a ser vendidos.
      Mas, o maior problema, foi a destruição, provocada pelos jovens que não os sabiam usar. Desde o partir as patilhas das tampas, até ao rebentar com as portas USB, por tentarem ligar, à força, cabos que não eram de lá.
      Cheguei a ver um que o jovem, de 14 anos, furou o trackpad com uma faca para “facilitar o mover o dedo”, veio reclamar um computador novo que aquele não funcionava.
      Muitos dos computadores dados desde o início da pandemia, vão parar a pessoas que não os sabem usar.

      • Rafael says:

        Isso são alunos do secundário, atualmente é complicado não saberem usar um a essa altura do campeonato, visto que provavelmente já tiveram que fazer muitos trabalhos em word e powerpoint na escola. Se não souberam talvez seria altura de haver umas aulas obrigatórias de TIC, nem que seja para mostrar os básicos.

        • Peace says:

          1º, 2º e 3º ciclos, mais ensino secundário. Está na notícia.

          • Rafael says:

            Tem razão, desculpe, mesmo assim nesse caso, há que começar a ensinar esses desde de pequenos como usar um computador, nem que seja só abrir o zoom, se bem que talvez assim tão pequenos um iPad talvez seria o ideal por ser simples e de fácil utilização, também não são tão caros e pelo preço haverá de engatar menos que um portátil com um Celeron.

  6. Carlos says:

    Pessoas sem capacidade economica para pagar desastres” com os PCs não sei se vão arriscar a assinar o termo de responsabilidade o inerente ao levantamento da máquina!

  7. Sergio says:

    Medida ridicula.
    Todo mundo anda com iphone y galaxys de 400 e mais euros. Não tem dinheiro para pagar um laptop financiado pelo governo de 200 euros.
    Esta cultura de gratituidade é o que destroi este Pais.

  8. alc says:

    Portugal é um país rico… Eu não vejo isso aqui no Luxemburgo e nem na Alemanha…. No entanto Portugal está arrebentar por todos os lados e os portugueses fugir de PT… Ao contrário da Alemanha, que tem omens qualidade de vida…. Enfim!

    • Becas says:

      Uma coisa te digo. Fica por aí mas depois não venhas a correr para cá. Boa sorte.

      • alc says:

        Pq deveria ficar por aqui? Caso não saibas, Portugal tb me pertence…. Não sou de Portugal de favor…. Os meus antepassados tb lutaram para que essa terra fosse hoje portuguesa….
        Não estou contra Portugal… Estou contra o sistema…. São 2 coisas distintas… Muitos do que fazem Portugal sistema, nem portugueses deveriam ser… Não, não sou racista! Mas tb nao me venham dizer que Portugal não me pertence…
        Quanto ao assunto em causa, tb não sou cego e nem burro… Sou realista!E nesta altura, (desde há muitos anos), são mais os que correm de Portugal (sistema) dos que correm para Portugal… Não é por acaso que a população portuguesa cresce mais no estrangeiro do que em Portugal em termos proporcionais… Aqui no Lux ela cresce na ordem dos 3% anuais… Há quantos anos em Portugal não vê esse nº mesmo somando os IMIgrantes? Se fosse por Portugal nação e não sistema, a maioria teria regressado… E não venhas dizer que estamos a fugir das nossas responsabilidades de fazer crescer o país… As remessas dos emigrantes, consome superar qualquer industria portuguesa, excepto o turismo! Ou seja, contribuimos muito mais de que a maioria dos que vivem em Portugal para o crescimento do país… E para não falar do emprego que se não fosse a emigração, Portugal estaria mesmo muito mal por não conseguir absorver tanto emprego que afetaria a todos, inclusive aos que vivem em Portugal, pois todos estariam a disputar as mesmas vagas…. A nivel de impostos… Mesmo eu não estando em Portugal , tb pago IMI, IRS, IVA e taxas em Portugal… Mais que uma boa parte da população…

  9. Mike says:

    Desde quando os miúdos dão valor a algo oferecido? Aliás, na maior parte dos casos, nem os pais dão valor. Mais uma fatura para o camelo pagar, para os miúdos destruirem.

  10. nicole says:

    ouve uma altura que o governo deu computadores as crianças sem se estar nesta pandemia agora que os deviam dar não dão as crianças que precisam deles para ter aulas e consultas e não tem . vão emprestar para crianças com problemas estragam tem que pagar um novo o governo devia dá-los

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.