PplWare Mobile

Silicon Valley: Uma breve história da revolução tecnológica


Tomás Santiago

A tecnologia e aquilo que é possível fazer com ela sempre foi algo que me cativou bastante. Estudo Ciência de Computadores na Faculdade de Ciências da Universidade do Porto. Adoro programar e desenvolvimento de aplicações móveis, principalmente para iOS. É a escrever para o Pplware que partilho os meus conhecimentos. Sigam-me no Twitter: @mrtomasantiago

Destaques PPLWARE

18 Respostas

  1. Jotas says:

    Artigo muito interessante!

  2. Cortano says:

    NA verdade, o iPad surgiu antes do iphone dentro da Apple. A apple estava a trabalhar num tablet / iOS, mas o Steve Jobs teve a ideia de “hum, porque não um telefone em vez do tablet”. O ipad foi para a prateleira e saiu o iphone. Mais tarde, o Steve Jobs achou que era a altura do ipad entrar no mercado.

    Também falta referir no artigo que o Gates foi uma peça fundamental no desenvolvimento do Apple II, já que sem sele, o sistema nunca iria funcionar porque havia uma lacuna qualquer no sistema operativo. Jobs pediu ajuda ao Gates para resolver o problema – B Gates tinha o Basic a funcionar, coisa que o Wozniak nunca conseguiu terminar e vai daí, Steve Jobs pede ajuda ao Bill Gates.
    Sem a ajuda do Bill Gates / Microsoft o Apple II nunca teria existido, Jobs tinha o hardware pronto mas o software não funcionava.

    • Nuno Peixoto says:

      Se fores ler a historia, veras que no inicio o Steve Jobs estava um bocado renitente em criar um telefone. E mesmo quando o convenceram (dentro da Apple) ele esteve inclinado para o iPod Phone, que era um telefone touch, mas utilizava uma “click wheel” digital como interface de comunicacao. Mas eventualmente percebeu que o caminho seria o iPhone que todos vimos em 2007.

  3. says:

    Excelente artigo. Muitos parabéns.

  4. ilda says:

    Bill Gates e a Microsoft tiveram muito mais influencia no aparecimento do PC, na “informática para todos” e no conceito “computador/electrodoméstico” do que S. Jobs e a Apple.
    Não percebo o destaque inverso que é dado neste artigo.
    Sinto que ha uma falta de verdade histórica.

    • Vítor M. says:

      Na informática para todos provavelmente, mas a história vem muito mais de trás, alias, a informática para todos é muito recente, coisa que o que conta este artigo é o início de tudo tal como aconteceu. A história não começa com a informática para todos, temos de recuar muito mais e ver as coisas de forma séria como elas têm de ser vista, o nascer do conceito é muitíssimo importante. A aviação não apareceu com a aviação comercial meu caro 😉 mas massificou-se nesse tempo, mas teve história nessa história verdade? É essa a história que hoje deixamos.

      Cump.

  5. AP says:

    Muito grato pelo excelente artigo. Meus parabens

  6. Jeremias Zacarias says:

    Belo artigo. Meus parabéns Tomás Santiago

  7. João Oliveira says:

    Gostei deste artigo , muito bom.
    Uma frase que que resume muitos dos dialogos que neste site aconteçe:
    “É assim que o progresso funciona: olhar em volta, ganhar inspiração e inovar.”

  8. José Rodrigues says:

    Photoshop alert.
    Na primeira imagem o sugeito tem um iWatch…
    *flies away*

  9. Rogerio Sameiro says:

    Excelente artigo. Muito bom mesmo.

  10. Tony says:

    NOTA: O iPad foi apresentado e lançado em 2010.

    Em 2011 como refere o artigo já estavamos com o iPad 2.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.