Quantcast
PplWare Mobile

Força Aérea dos Estados Unidos falha teste de mísseis hipersónicos

                                    
                                

Autor: Ana Sofia


  1. Joao Ptt says:

    Uma vez que não podem ficar para trás no sentido de outros conseguirem ter e usar armas potencialmente muito perigosas que eles mesmos não possam ter, até faz sentido o investimento, mas lá que é uma pena terem de desperdiçar energia e foco nisto, lá isso é. Quantas estradas e barragens, linhas de comunicação não poderiam ter sido melhoradas com este dinheiro e outro dinheiro desperdiçado porque alguma malta gosta mais da ideia de se matar que de se ajudar uns aos outros.

    • Zé Fonseca A. says:

      O dinheiro da venda de armas é o principal motor economico dos US, sem R&D não tens vendas, sem vendas não tens estradas, barragens e afins.

  2. Asdrubal says:

    Uma vez que estas armas serão super-rápidas e de difícil detecção humana e posterior reacção em defesa, serão automatizadas máquinas de inteligência artificial de forma a se reagir o mais rápido possível sem intervenção humana. As máquinas poderão falhar na sua interpretação e lançar um míssil a algo amistoso ou alguma posição de um país estrangeiro. E daí pode lançar-se uma chuva de mísseis de um lado e do outro de forma automática sem intervenção humana. Seria um desastre mundial devido um incidente provocado por máquinas autónomas de inteligência artificial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.