Quantcast
PplWare Mobile

Fim dos Deepfakes! Microsoft lança nova ferramenta para evitar criação de vídeos falsos

                                    
                                

Fonte: Microsoft

Autor: Pedro Simões


  1. ervilhoid says:

    o problema é que circulando algo falso, seja ele vídeo imagem ou texto, mesmo que detetado vai continuar a enganar alguém sempre que partilhado

    • PML says:

      Ora bem! A verdade infelizmente não consegue apagar a mentira!

      • Rrrrrr says:

        sim, mas nao deixa de ser uma boa noticia, e potencialmente algo que possa correr na cloud ou nos nossos browsers, e que alerte o utilizador para a veracidade do mesmo.

        • Apple says:

          Es louco pá, tu queres uma ferramenta de fact checking a correr no teu pc? tu conheces as intenções e os critérios por trás de quem fala o que é falso ou o que é verdadeiro?

          • Paulo Jorge says:

            @Apple exacto, o verdadeiro fact-checking cabe a cada um de nós investigar, de forma consciente, através de diversas fontes, meios e cronologia. Depois, dentro das possibilidades, cruzar toda a informação para chegar a uma opinião o mais bem formada, verdadeira e imparcial possível. Curiosamente, isto é algo que o jornalismo profissional era suposto fazer por nós através das chamadas notícias…

            A minha sincera opinião é que este tipo de fact-checking automático através das plataformas habituais de social media/networking, influencia cada vez mais as pessoas a pesquisar cada vez menos, a usar ainda menos as suas capacidades lógicas, cognitivas, e que tenham cada vez menos uma análise verdadeiramente critica e informativa dos acontecimentos ou situações reais. É suposto agora ver um selo e aceitar/acreditar cegamente, porque “eles garantem” que aquilo é que é a verdade ou a mentira “oficial”. E isto sem sequer abordar as influências políticas e parciais que estão por detrás destas mesmas plataformas. Basicamente existem diversos métodos jornalísticos de publicar as notícias conforme as intenções e o público alvo… mas o que interessa actualmente são apenas os headlines, partilhas e likes para dividir cada vez mais as pessoas.

  2. antistupid says:

    a verdade da mentira!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.