PplWare Mobile

Youtubers LGBT processam o YouTube alegando discriminação sexual


Imagem: The Verge

Fonte: The Washington Post

Desenvolveu desde cedo o gosto pela escrita e comunicação. Em leis formado, tem como hobbies a aquariofilia e a música. Mas é na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e no Pplware a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.

Destaques PPLWARE

  1. Jota says:

    É arrumar com essa gente de uma vez por todas!

  2. kan says:

    tinham de ir para plutao e ficarem por la, e ainda levar a plataforma de viad da netflix, so sabe produzir serie de viad….hj mesmo o twiter da netflix br tava com duas noj..

  3. SANDOKAN 1513 says:

    Que se lixe esta gente!! Tenho respeito por toda as pessoas mas o que é demais enoja !! 😐

  4. Blam-O says:

    > Olhar para a noticia por alto
    > Ver o title card do video de youtube
    > “Ya, realmente o YT devia dar um pouco mais de suporte à comunidade e não permitir que façam videos a gozar com–”
    > Subita compreensão que isto é um video de quem se está a queixar da perda de monetização
    > “WTF is wrong with you mate!?”

    “Não sinto que as pessoas nos levam a sério e isso tem que mudar”

    Sim, realmente pessoas como este senhor têm de mudar.
    Queres ser gay, transgenero, whatever – Optimo, seja – You do you! Mas ainda que isto não seja o YouTube Kids, que mer#€%& de conteudo é este e o que raio estás à espera que aconteça.

    Há lutar por direitos iguais, e depois há estes flocos de neve especial de corrida que pensam que eles têm direito a ser mais iguais que os outros

    • Rodrigo Da Silva says:

      ‘…que mer$?%! de conteudo é este e o que raio estás à espera que aconteça….’

      pelos vistos nao sabes os videos que ja existem no youtube. Se soubesses nao dirias isso

  5. maxgiger says:

    Não sei e nunca vi vídeos desses que se autoproclamam de comunidade, mas de uma coisa tenho a certeza.
    A única coisa que precisa de haver é respeito! Dito isto, quer se queria quer não, os youtubers sao os ditos influenciadores e como tal, obviamente querem transmitir a sua mensagem.
    Então nem vale a pena se armarem em coitadinhos pois se ganham menos, é porque o seu conteúdo deve de ser dirigido a aqueles que EFECTIVAMENTE aderiram para ver tais vídeos, seja por curiosidade ou interesse.

    E tal como o SANDOKAN 1513 diz, Tenho respeito por toda as pessoas mas o que é demais enoja !!

  6. Fulano says:

    “Não sinto que as pessoas nos levam a sério e isso tem que mudar”
    Não, não tem… Ninguém é obrigado a ver conteudos que não têm qualquer tipo de interesse, e também não quero que os meus filhos sejam “obrigados” a ver “recomendações” de videos que não se adequam â sua educação. Já não basta ter de levar com vegans e outros tipos de lixo humano???

    • Rodrigo Da Silva says:

      mas quem ‘e que obriga quem? Ninguem esta a dizer que tu ou os teus filhos teem de ver os videos deles. O que eles estao a dizer ‘e que nao deveriam penalizados pelos seus videos.

      Mas claro..tinhas de inventar esse argumento para justificares a tua homofobia n’e?

      Quem ‘es tu para chamar vegans de lixo humano??

  7. mmendez says:

    Quem é que os obriga a estar no Youtube ?
    esta gente já chateia.

  8. Powerverde says:

    No meu tempo aprendi: não gostas, não uses.
    Querem um youtube que corresponda 100% ao seu gosto?
    Façam um de raiz.

    • Mario says:

      Custa assim tanto seres tu a mudar? Adere à comunidade e assim ficarás a saber o que andas a perder em vez de estares agarrado a um pc sozinho.

  9. gemario says:

    Coitadinhos, estão tristes , o youtube é mau, porque não se queixam ao Putin.

  10. Cortano says:

    “Desde Brett Somers, Lindsay Amer, Celso Dulay, Chris Knight, Cameron Stiehl, Chrissy Chambers, bem como Chase Ross.”

    Não conheço nenhum…

  11. DrFrank says:

    Cada vez mais as minorias querem controlar o que a maioria vê ou pode ver. E se a maioria não gosta é porque são todos uma cambada de isto ou aquilo.

    enfim…

    • rodrigo says:

      olha outro que se sente inseguro consigo mesmo e inventa coisa para justificar a sua discriminação para com os outros..

      mas quem ‘e que quer controlar quem rapaz? O que as pessoas querem ‘e igualdade..nem mais do que os outros nem menos! sera pedir muito?

      enfim…

      • donttagme. says:

        E não tem já igualdade ? Sabes porque é que ainda são descriminados ? Porque estão constantemente a ter de dizer que são dos LGBT e a fazer paradas etc , a uns anos as primeiras paradas eram em favor da igualdade etc e respeito isso e acho muito bem , e elas resultaram pois a discriminação parou , agora? Agora só lhes interessa andar a dizer ‘Ah somos dos LGBT olhem como somos mais felizes que vocês” Ai é só estupido. Mas falando de youtube já vi videos com conteúdo como ‘Dia a dia de um Gay’ ou ‘Dia a dia de um Transgénero’ , mas depois dizem que são discriminados quando eles próprios fazem videos a mostrar o dia a dia deles com a sua orientação no titulo , como se fossem diferentes de qualquer outra pessoa no mundo.

        • Rodrigo Da Silva says:

          errado meu menino! Alguma vez a descrimicao parou??

          ‘e obvio que ainda nao existe igualdade..basta ler os comentarios aqui neste post e veras que ainda existe mt descriminacao. Tal como existe descrimincao para com as mulheres, com os ciganos, etc na nossa sociedade.

          Sao descriminados porque sao uma minoria num mundo de homens brancos cristaos heterosexuais.

          Se eu tivesse lido este post sem qualquer comentario negativo ai ja diria que as coisas estivessem a melhorar. Ainda nao chegamos a esse ponto mas para la caminhamos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.