Quantcast
PplWare Mobile

Japão: Polícia prende homem por resumir filmes no YouTube

                                    
                                

Autor: Marisa Pinto


  1. IDroid says:

    Mas e as reviews? Muitas delas considero autênticos resumos (as que dizem que incluem spoilers).

    Considero a diferença entre estes dois casos muito ténue…

  2. TraumatologiaeOrtopedia.com.br says:

    É pirataria resumir livros também? Então as resenhas da escola são ilegais?

  3. adbu says:

    Ele fazia serviço publico.
    Com os filmes de manuel de oliveira bastava 5 minutos para resumir o filme.

  4. Carlos Marques says:

    A humanidade está perdida. O capitalismo levou a melhor. Agora até a liberdade de expressão passou a ser opcional quando em causa estão os interesses dos grandea grupos económicos. Este foi preso por uma ninharia de 770€ por mês, ao fazer serviço público que não tira 1 cêntimo à indústria cinematográfica. Ao mesmo tempo que o desgraçadito vai preso, os actorea de Hollywood vão à garagem da sua mansão escolher que atentado terrorista ambiental vão conduzir hoje… Isto sim é um resumo realista do Parasitas…
    Perante isto, os torrents, a par da Wikileaks, foram a coisa mais democrática e defensora da liberdade que aconteceu à humanidade nas últimas décadas. Por isso é que é considerado crime e pessoas como Snowden e Assange são presos políticos dos regimes ocidentais, a chamada “democracia liberal”. E mais não digo. Duvido é que o meu comentário passe pela censura deste site.

  5. RU says:

    Por cá, isto seria o inverso. Conhecem a Comunidade Cultura e Arte?

  6. Mico says:

    um parasita foi preso por utilizar “Parasitas”

  7. Algo says:

    “Para além disso, o suspeito terá confirmado que este tipo de conduta é crime.” Provavelmente a polícia o forçou a tal, penso eu. Coitado.

  8. Guilherme Lino says:

    Ridículo. 11 mil euros? Granda criminoso, ganhou pouco mais que o salário mínimo num ano

    Se anda-se a robar pessoas na rua, ou a burlar milhões, a polícia já não queriam saber

    Qualquer dia até cantar na rua é pirataria

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.