PplWare Mobile

A Google vai abandonar o Ubuntu e passar a usar o Debian


Pedro Simões

Apaixonado por tecnologia, encontro no Pplware a forma ideal de mostrar aos outros os meus conhecimentos e de partilhar tudo o que me interessa neste intrincado universo

Destaques PPLWARE

25 Respostas

  1. Roberto Varajão says:

    O Ubuntu não tem base debian?

  2. Luis says:

    Em breve também as pessoas em geral também vão evoluir, e prevejo um futuro em que será o linux, nas suas várias formas, o sistema principal.

    • Hugo Gomes says:

      Vai sonhando, so quando for a pagantes. Com o investimento é que se vai longe agora um bocado de ti do outro do vizinho. Código aberto, se receberes 0 ao fim do mês como é. É fácil falar ah e tal é free tao e quem trabalha nisso tem de por comida na mesa pagar contas. O trabalhar para nos termos free tem um preço. Eles recebem? Ta la para fazer os donativos, quantos fazem isso. Por isso é que quando configuras o ubunto vai aumentando o preço. Ta la na página deles agora o free nao é solução. Assim entao o android era free, o windows era free etc e o povo agradece

      • E-Lektro says:

        A batalha de Windows vs Linux sempre foi tema de conversa, mas acho que as pessoas esquecem-se qual a função de cada um, o Windows é um sistema de lazer e entretenimento pois tem uma grande quantidade de aplicações para tal, enquanto que sistemas Linux são sistemas produtivo em que há ferramentas para promover tal.

        É errado dizer que o Open Source não é remunerado, especialmente quando existem equipas que dão suporte a sistemas operativos e software dessa origem.

        Enquanto que o Windows tem assistentes de configuração automáticos e tiram dinheiro e trabalho a pessoas que dão suporte a tal, o Linux tem equipas dedicadas a dar suporte a esses tipos de tecnologia.

      • Valter Pinho says:

        Finalmente alguém que diz as verdades…
        Imagina o que seria a Adobe fazer a sua suite com o Adobe Photoshop, Lightroom, Premiere Pro, After Effects, Audition….and so on para Linux….quanto ganhariam por isso? Acredito que muitos fotógrafos e videógrafos mudariam para Linux mas ainda assim…quanto é que a Adobe ganharia com isso?

  3. RuiBranco says:

    O android não é free? :/
    Então o Linus Torvalds não pode ver isto (é que está lá dentro o kernel dele) 😉

  4. Rodrigo says:

    O tuga não gosta de coisas gratuitas. Por isso é que não adopta o Linux. Só quando as distribuições desktop do linux começarem a ser pagar é que começam a utilizar. É o que nós chamamos por cá de “esperteza saloia”.

    • Victor F. says:

      Quando deixarmos de recorrer ao Wine para correr programas triviais, aí sim talvez tenha futuro

    • Paulo says:

      O tuga e o resto da MAIORIA da população mundial… é, somos todos parvos. O que vale é que temos os “espertalhoides” do costume para nos alertar, não é? 🙂

      Enfim, agora a sério, é óbvio que enquanto as principais software houses não apostarem forte em Linux, não vale a pena sequer sonhar em adoptá-lo como sistema operativo principal (não estou a falar em servidores…). Correr Linux para depois ter que correr uma virtualbox qualquer com o Windows ou macOS instalado, não faz sentido. Para os utilizadores e para as empresas em geral, o que interessa é que o software funcione e produza de acodo com os seus objectivos, seja compatível com o hardware disponível no mercado e, claro, que tenha um bom apoio/suporte técnico. Tudo o resto, é irrelevante, porque no final, os custos serão bem maiores.

  5. Bruno says:

    Uma boa decisão já que muitas distribuições têm base no debian e partilham o mesmo gestor de pacotes. Mesmo a Ubuntu continua a usufruir das correcções da Google, pelo menus nos pacotes base. Se. Debian já era das distros mais estáveis agora ainda deve ficar melhor.

  6. Tiago Ventura says:

    Quem desenvolve o Ubuntu? A canonical… Quem comprou a canonical recentemente? Microsoft… e pronto, está tudo dito 🙂

  7. Margarida Martiins says:

    Ja paravam de dar bolachas á GORDA. Empregados do google tudo sedentario…. Parece que tem 3 barrigas.

  8. Batman says:

    Ubuntu em decadência?

  9. Joao Magalhaes says:

    Posso confirmar que ainda não é usado.

  10. José says:

    Ficava melhor GooBian…

  11. Philippe Marques says:

    A pior coisa que pode acontecer.
    O Linux é livre e nao pertence a google, nem a qualquer otro orgao economico.
    Debian viveu mutio bem sem Google e é so de esperar de continuar sem que Microsoft, Apple, Google ou qualquer se apodere da Debian. Alem d’isso nao acredito que Debian se deixe apoderar por google.

  12. Jose says:

    Ótimo muito bom

  13. Andre says:

    Confesso que a noticia me assusta um pouco. Até agora, confio numa maquina instalada com debian. Mas se a google começa a fazer patches aos pacotes da “testing”, e esses patches se vao incorporando na distribuição, daqui a uns anos, poderemos continuar a confiar em Debian ?? Sabem quantas distribuicoes se apoiam em Debian ?? Injectar codigo em Debian é injectar código em milhoes de servidores e desktops/portateis por todo o mundo.
    Debian beware, keep your eyes open.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.