Quantcast
PplWare Mobile

#GDC19: Google diz que Stadia é mais potente do que PS4 ou Xbox One X, combinadas!

                                    
                                

Autor: Micael Pires


  1. Bruno says:

    A ideia até parece boa mas … Pagar por um serviço, onde os jogos nunca serão realmente meus? Depender de terceiros para jogar? Amim nao me cativa, mas prefiro ver como vai correr no futuro antes de tomar a minha decisão e formar uma opinião.

    • TSSRK says:

      ja existe do mesmo no psnow, origin, …

    • TSan says:

      Por outro lado podes jogar 4K a 60 fps sem ter de gastar 2500€ num pc

    • D. Afonso Henriques says:

      Eu adoro a ideia.
      Adorei a ideia do PSNow da playstation. Infelizmente os jogos lá presentes não sao cativantes.

    • JV says:

      De que forma é diferente do Spotify ou do Netflix? É o futuro

      • Tiago says:

        É diferente porque nos jogos existe um factor que se chama, imput lag. Que é o suficiente para arruinar a experiência e mostrar a banhada wue é o cloud gaming.

        • Joao says:

          tu nem experimentaste ja eestas a flar de coisas que nem sabes ahahah pode fazer impressao a muita gente mas este serviço é tanto a base da internet coomo os jogos de hj em dia quando tu fazes um input tem de ir do comando para a ps ir da ps para os servidores e ir para a consola do teu oponente e isto tudo acontece em tempo real e tu nao vez lag nos teus comandos nem dos do teu adversario se jogas algum jogo online consegues perfeitamente perceber que os comandos do teu adversario estao a ser transmitidos para ti praticamente com 0 lag como se costuma dizer quando a lag nao é perceptivel ao olho humano

          • Tiago says:

            Jesus. Escreveste tanto para não dizer nada de jeito. Então imagina agora na tua ótica dares o imput no comando, ou teclado e a consola nao está a 2m de ti. Está a 500 ou 1000km, e ainda tens que receber a imagem e som bem como o resultado do teu input. Resultado, input lag tremendo e nada comparável ou que temos hoje em dia.

          • wave says:

            Tiago, a imput lag “supostamente” é semelhante ao comando da xbox!

    • Ricardo Silva says:

      Eu também pensava assim, e por isso e que tenho a PS1 a ganhar pó a N64 e jogos a ganhar pó ps2 a ganhar pó a xb360 tudo a ganhar pó.
      Moral da historia mesmo que os jogos “sejam nossos” nunca os vamos jogar para sempre. E a longo prazo se for o mesmo preço que a PSNOW 100€ anos já fiz contas e sai mais barato que comprar pc para jogar 4k de X em X tempo ou consolas de 4 em 4 anos.

      • wave says:

        Isso nao é argumento. Se estiveres sempre na vanguarda e trocares de sistemas sempre que saem novos ou antes uns tempos, tens sempre a questao da venda tua, ou seja mesmo que um pc custe 2000€ podes sempre vender o pc ou algumas peças e nao perdes o dinheiro.
        Aqui a verdadeira questão é para quem nao quiser disponibilizar logo à partida uma grande quantia para um pc, pode subscrever a isto.
        Se fizeres as contas ao serviço da Shadow por exemplo que custa 25€/mes e comparar com um pc de 2000€, ao fim do ano gastas 300€ num e 2000€ no outro, mas para ter shadow precisas de uma internet melhor por isso gastas mais 10€ de internet, ou seja 420€ no primeiro e 420€ no segundo ano, ao fim de 4 ou 5 anos o pc ja rentabiliza.

        • Filipe says:

          Diz isso aos meus jogos que comprei p/ Win95 e Win98…
          São meus, mas não consigo jogá-los no Win 10. Muitos problemas de compatibilidade, e o Wine não dá para tudo.
          Concordo com o Ricardo Silva, acrescentando que os sistemas em que jogamos não são exactamente estáveis a médio prazo. Podes trocar de sistema mas não te livras de incompatibilidades futuras com os jogos que compras-te no passado.
          Ainda tenho uma SNES e o meu saudoso timex 2048 lá em casa, mas precisam de entradas de cabo coaxial o que numa tv 4k tem um resultado engraçado. Também não consigo ligar a minha ps2 à tv pois a minha samsung 4k não tem entradas analógicas…
          E já agora, também tenho a ganhar pó o meu leitor de dvd, com o respectivo cabo scart xpto que me custou €€€, e o meu leitor bluray (netflix…).
          Já pensei como tu, mas com o tempo estou a ficar farto de tanta mudança e de ver tanta coisa minha a ganhar pó e a transformar-se em pisa-papéis…

          • ZOA says:

            E impressão nossa ou o Ricardo Silva e o “Filipe” são a mesma pessoa a teclar…

          • wave says:

            Eu ainda nao percebi se defende o serviço ou o critica!
            A unica coisa que eu disse é “tenho a PS1 a ganhar pó a N64 e jogos a ganhar pó ps2 a ganhar pó a xb360 tudo a ganhar pó.”, que este argumento nao tem validade assim como o argumento do “sai mais barato”. Pode sempre vender… nao ganha mais pó.
            Não consegue jogar jogos que jogou no win95? porque? sabe que um computador pode ter varios sistemas operativos? virtual machines?
            Se tem essas consolas todas e disse “nunca os vamos jogar para sempre” se nao joga é porque nao quer. Tenho ps1 ainda a funcionar e ligada a uma tv HD… o mundo nao sao só tvs 4k mas caso seja, ha adaptadores nao se preocupe. (Agora vai falar da qualidade da imagem, nao vale apena porque na altura era assim e agora sera igual).
            Para terminar, acho muito bem esta retrocompatibilidade só nao achei validos os seus argumentos mais nada.

    • Pedro says:

      Então usa a NVIDIA SHield.
      Recomendo a 100%.

      Compras na STEAM os jogos, são teus portanto.
      Jogas na cloud… e tem cliente geforce now para PC Também.

  2. Manuel Silva says:

    Sim, este é inevitavelmente o futuro. Resta esperar q os operadores não façam traffic shaping já que vamos gastar bastantes GB a fazer stream se quisermos jogar em HD ou em 4K como prometem

  3. neo says:

    A Google não inovou absolutamente nada, o lider nesta área é a Nvidia que faz muito tempo que criou uma plataforma de Gaming em Streaming num serviço pago.

    A maior parte das pessoas não conhece porque não tem a Nvidia Shield, Media Center e Gaming Console onde assenta o serviço.

    Mas atenção porque os restantes estão a trabalhar no mesmo, existem desafios de ordem tecnológica gerados pela latência, obviamente especialmente em multiplayer.

    • wave says:

      esse serviço ainda nao está disponivel eu sei porque ja estou inscrito na beta do programa à meses. Aliás segundo sei está disponivel mas apenas para mac, e ja foi testado.
      e meu caro, não não é pioneira se fores ver o serviço da shadow tambem é algo similar com a diferença que precisas de comprar os jogos para os poderes jogar (o que na minha opiniao deveria ser assim que a google deveria fazer)

  4. dqdd says:

    É tudo muito bonito até os operadores cortarem a torneira. Principalmente à hora dos jogos do Porto e Benfica

  5. Joaquim Alcobia says:

    “A Google diz – que de dane o hardware.”
    Seria:
    “A Google diz – que se dane o hardware.”
    ?

  6. José Cardoso says:

    Nem chegaram cá os telefones da google, desde a era dos Nexus e agora os Pixel que estamos à espera e nos ignoram e já aqui ao lado em Espanha é comercializado, vendem cá o chromecast que é um dos produtos mais inúteis visto que existem muitas alternativas no mercado, até que isto chegue a Portugal ainda vai demorar, e mesmo quando chegar não existem infraestruturas em Portugal robustas o suficiente pra adoção em massa deste sistema

  7. Telmo Barros says:

    Acho isto tudo demasiado fantasioso… A ideia eventualmente até poderá ser porreira, mas não me parece que seja assim tão “preto no branco” como Google quer fazer transparecer para o público. A ver vamos…

  8. Fabio says:

    Em Portugal para ja é uma ideia impossivel, duvido que os operadores tenham infrastrutura para aguentar este tipo de streaming

    • Mateus Pinto says:

      claro que conseguem, esse “streaming” é baixo e o número de clientes diminuto vs. Netflix ou outros servicos de filmes. Claro que em Portugal falamos apenas de cidades do litoral e grandes, com Internet com pouco lag.

  9. Pedro Fernandes says:

    Dependendo do valor da anuidade, se tiverem lá o FIFA, vou pensar seriamente em subscrever, e em vender a minha PS4 Pro 🙂

    Não preciso de comprar mais este jogo todos os anos, nem de subscrever o PS Plus para jogar online. 🙂

  10. Francisco says:

    Os Google glasses também eram o futuro…

    • Pensamento Positivo says:

      …E são!… Meu caro: Há mais mundo para além das aparências. Sabe que algumas das intervenções cirúrgicas mais avançadas que existem têm o auxilio dos Google Glasses? Agora: Não será é para o mercado de consumidor final, por exemplo.

      A CUF Infante Santo aqui em Lisboa ou os Hospitais da Universidade de Coimbra usam isso todos os dias, meu caro!…

      E tenha uma boa noite!… 🙂

  11. gigbola says:

    Não percebi ao certo o que é a plataforma!

  12. rui says:

    Se não fosse melhor que as Xbox e PS4, que têm mais de 3 ou 4 anos e vão lançar nova geração que vão ser superiores às atuais. A ver vamos e tb o que a Microsoft pretende fazer no streaming. O weakest player parece que vai continuar a PS4 e se perder os exclusivos não sei se será a nova sega

    • Manuel Silva says:

      A ps4 já tem um serviço similar, o psnow q tem jogos ps2, ps3 e ps4. É já está implementado nos USA e em múltiplos países da Europa, logo não é o weakest player muito pelo contrário, a playstation detém os maiores/melhores esclusivos de jogos (já q a Microsoft ‘abandonou’ muitos dos seus exclusivos nesta geração) e são esses exclusivos que fazem a ps4 ser a consola dominante nesta geração mesmo tendo a Xbox um hardware superior (e sem contar com o começo infeliz da Xbox nesta geração porque já tiveram tempo de superar isso, a playstation na geração passada tb começou como underdog e acabou por superar a Xbox no final)

  13. Renato says:

    Erro ortográfico: onde diz: “caminhando inegavelmente para a obsolência”, seria mais correto dizer “caminhando inegavelmente para a obsolescência”.

  14. João Lopes says:

    Se o PSNow com um catalogo miserável custa 14.99 mês e demorou 5 anos a chegar a PT, assusta pensar quanto é que custará este serviço fazendo o mesmo jus ao que a Google fala. E depois há a questao do TS…

  15. fc says:

    Parece-me que a maioria está a falar do potencial para substituir consolas e PCs para jogar a jogos super potentes. A mim parece-me que um mercado ainda maior vai ser o telemóvel, e se por um lado canibaliza a playstore da google consegue entrar de uma forma brutal na loja da apple. Todo o dinheiro que é gasto em jogos pagos, ou compras dentro dos jogos, passa para a plataforma da google. As limitações de processamento dos telemóveis são em grande parte ultrapassadas porque servem apenas para display, a limitação de espaço para vários jogos acaba pois será apenas preciso uma app da plataforma. Irá dar inclusivamente para jogar no telemóvel/tablet usando o controlador fisico pois o mesmo é ligado à plataforma por Wifi e não ao telemóvel.

  16. Nuno V says:

    Eu acho razoável a Stadia ser mais potente que a PS4 Pro e a Xbox One X juntas (usando a métrica de FLOPS), afinal de contas estas são consolas de uma geração que está prestes a terminar. A Xbox 360 é 12 vezes mais rápida que a Xbox original. A Xbox One é 5,5 vezes mais rápida que a Xbox 360. A Xbox One X é 25 vezes mais rápida que a Xbox 360. A PS3 é 37 vezes mais rápida que a PS2. A PS4 é 8 vezes mais rápida que a PS3. A PS4 Pro é 18,3 vezes mais rápida que a PS3. Agora, como é óbvio, FLOPS são uma medida teórica. Lá por um GPU possuir o dobro de FLOPS de um outro, não significa que a diferença de performance é o dobro.

  17. Jorge Seco says:

    A PS$ para mim oferece o que mais nenhuma outra consola consegue oferecer. Exclusivos de qualidade é verdade que na xbox temos o forza entre outros mas para mim em nada se compara aos da playstation um grande exemplo e para mim o melhor jogo lançado até hoje The last of Us, esta é apenas a minha opinião

  18. Delpis says:

    Vejo aqui tantas pessoas a criticar o as infra-estrutras de rede em Portugal, mas certamente, falam sem saber do que falam( esse sim, um grande problema em Portugal)
    Informo, para os mais distraídos, que Portugal tem hoje em dia, uma das melhores redes de fibra óptica em todo o mundo, penso até que até ao final do presente ano estará no top 20. Tomara os EUA( só para dar um exemplo) terem a rede de internet que Portugal tem!

  19. Pensamento Positivo says:

    A ideia em si parece-me boa, ou pelo menos interessante… Mas, tal como nas redes sociais, também aqui a Google chega já tarde!… O Google Plus está morto… E este… Ou muito me engano ou vai pelo mesmo caminho, excepto se a ideia for entrarem pelo mercado que dominam: O Mobile. Aí será outra coisa!… Mas, terá de ser substancialmente diferente do que apresentaram; ou pelo menos complementado de outra forma… Veremos!…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.