Quantcast
PplWare Mobile

India ultrapassa EUA e torna-se no segundo maior mercado de smartphones

                                    
                                

Autor: Marisa Pinto


  1. PEDRO says:

    China tem mais de 1.390 bilhões de pessoas
    Índia tem mais de 1.340 bilhões de pessoas
    EUA tem mais de 328 milhões de pessoas

    Na minha humilde opinião já era para ter passado a muitos anos os EUA. Em relação a números é praticamente uma obrigação esses 2 países serem os maiores consumidores em tudo no mundo.

    • RPG says:

      Claro, com o tempo os EUA tenderão a ser o maior mercado de armas e drogas do mundo.. de resto ambos os países que mencionas ultrapassarão os EUA nos mais variados setores. É perfeitamente normal que ambos tenham uma economia bastante superior, e que crescerá com o desenvolvimento desses países.

      • PEDRO says:

        Tem momentos na vida que é melhor ficar calado senhor RPG.

      • José says:

        Falou fora de tempo e sem ser honesto! Sabe lá você como andam esses países nos “campos” que refere? Até parece que você nem está num país que foi atacado com armas chinesas e nem era na altura tecnologicamente nada de especial. Além disso, “lembre-se” dis contributos norte-americanos para o desenvolvimento tecnológico mundial sendo pioneiros em praticamente todos os sectores. O mais exemplar é o facto de estarmos a comunicar desta forma, e os meios que usamos, e isso nada temos de agradecer quer à China, quer à Índia. Estes últimos países com populações gigantescas, o quádruplo da americana, sem copiar, ajudas e/ou colaboração estavam como sempre têm estado, a ver crescer a população causando um imenso problema ao mundo, pois só estes dois tem 2/3 da população mundial, adicionando atraso civilizacional e regimes tenebrosos e tiranos como o chinês. Se está preocupado com a droga ou armas nos EUA, pergunte-se por que razão dominam nos Nobel de uma forma arrasadora em relação aos outros dois?

        • RPG says:

          Parece-me que você pensa dentro de uma caixinha muito pequena, e tendo em conta apenas os últmos 200 anos da história da humanidade. Verdade que os EUA são hoje pioneiros, e mais concretamente o ocidente. É verdade também que não há muito tempo atrás, antes da revolução industrial, que era o inverso.. É verdade também que os chineses inventaram aquele pozinho mágico por exemplo que permitiu, a quem dizimou os americanos nativos, de formar os EUA.. sem pólvora de certeza que a história tinha sido outra. Isto só para dizer, que como dizem os entendidos, e até o nosso presidente Marcelo já o disse por ser tão evidente, que tudo isto tem ciclos.. e estamos a entrar num ciclo novo, no qual o poder e riqueza no planeta estão a começar a ir na direção que teve em tempos. Até um cego vê isso. Quanto às armas e drogas, foi apenas sarcasmo.. EUA já são de longe o maior mercado em ambos, e não, nenhum desses “mercados” será maior por exemplo na China.. daí que os EUA irão continuar a liderar em ambos.

    • José says:

      Nem mais! O que admira é terem tanta população e terem estado tanto tempo atrás. Só prova uma coisa, estão muito longe do nível de vida dos norte-americanos.

  2. Vasco says:

    Seria muito bom se fossem líderes em fabrico e venda de sanitas e papel higiénico. Centenas de milhões de indianos não têm sequer uma simples casa de banho com sanita e homens mulheres e crianças têm de ir é ca/ar ao rio quando as necessidades apertam. Esse é o desenvolvimento real de toda a Índia, onde no meio existem algumas ilhas de modernidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.