Quantcast
PplWare Mobile

Intel acusa AMD de usar truque para melhorar a eficiência dos processadores

                                    
                                

Autor: Marisa Pinto


  1. Felipe Cardoso says:

    Quer dizer que a Intel fez uma apresentação pra mostrar que os AMD são melhores em alguns pontos??
    Sinceramente eu dificilmente uso o notebook fora da tomada. Eu sempre utilizei ele como um aparelho com portabilidade, que pode ser levado para outros lugares facilmente, sempre tento mante-lo plugado na energia.

    Pelo custo x beneficio dos AMD eu acho que vale muito a pena suportar esse “problema” que a Intel acusou… ainda mais tratando-se de chips com gráfico muito superiores.

  2. GB says:

    A Intel já entrou em desespero, até já sente a necessidade de atacar um produto em especifico, que por acaso é melhor em quase tudo de forma categórica.

    Se a Intel desse os mesmos recursos que dá ao departamento de marketing/imagem aos engenheiros que trabalham nos chips.. talvez não estivessem presos numa geração que já no ano passado era mais que ultrapassada 🙂 Infelizmente há stakeholders para satisfazer e o mercado entusiasta não é uma prioridade da Intel, mas já da AMD…

    • O bastardo says:

      +1 a Intel está à rasca em quase todos os segmentos e já demonstrou que não consegue nem produzir nem ter uma arquitectura de alto nível pronta para a competição. Ficaram todos a jogar golfe e depois dá nisto.
      A Intel baixou as calças, a AMD e Apple vieram por trás e trataram do assunto…

    • José Fonseca Amadeu says:

      Não é desespero é o RyzenGate

  3. Batatas says:

    Cheira-me a inveja sendo que perderam todo o mercado em termos de CPU´s.

  4. moedinha says:

    O trump tá em todo o lado, até na intel 😀

  5. big says:

    Eu se fosse à Intel e AMD eu pensaria como competir com o M1 da Apple, que de uma forma ou outra vai empurrar o mercado a olhar para para ARM para laptop (e desktop) com um olhar ainda mais sério do que a Microsoft conseguiu fazer até agora com o Windows para ARM.

    Parece-me que se a próxima iteração do M1 for um salto de performance tão significativo como este M1 para o x86 que era usado, parece-me que a Apple irá sair desta fase de experimental e vai empurrar ARM para todo o portfolio.

    Agora a Intel e AMD tem que competir em single thread performance com um processador que consome 12W.

    • Nuno T. says:

      Basta a Apple colocar os 8 núcleos de alta performance num processador e já tem um processador que deixa todos os Intel e AMD mobile a grande distância, consumindo apenas 25-30W reais em tarefas intensivas do CPU, ou seja menos de metade da concorrência.

      • O bastardo says:

        Nuno T.: isso parece muito simples mas não é assim, tu falas como se o escalonamento fosse linear, e não é. Além disso a AMD não usa toda a tecnologia e são conservados porque não têm competição no x86. Para o ano se metem nos chips de laptop o gpu rdna2 e fabricam em 5nm, acredita que dão muita luta.

        Mas na verdade agora há 2 reis: AMD e Apple. Adeus Intel.

        • Nuno T. says:

          Não assumi escalonamento linear, calculei com uma eficiência de escala de 85% em MT, com base no facto dos núcleos consumirem muito pouco (permitirá manter a velocidade de relógio máxima de forma sustentada, como se tem visto agora) e na forma como a Apple organiza a cache e memória.
          Os chips da AMD continuam a consumir muito, não assumas que poderiam ter feito muito mais nos chips actuais para portáteis. A diferença em eficiência face à Apple é gigante, não é passando de 7nm para 5nm que vai reduzir muito essa diferença, e não te esqueças que a Apple também não fica parada.

          • Filipe S says:

            andamos a comparar maçãs com salada de fruta. o M1 é mais eficiente porque só precisa de funcionar no mundo da maçã, amd e intel fazem chips para toda a fruta…

          • Toni da Adega says:

            Os chips da AMD não consomem assim tanto quanto dizem gastam menos metade de um CPU da Intel para a mesma performance.
            Em Muitas situacoes um AMD Ryzen de 15W está praticamente ao mesmo nível que um Intel de 45W. Quando mudarem para cores Zen 3 a diferenca vai ser ainda maior.

          • O bastardo says:

            Filipe S., o conjunto Apple funciona como funciona porque 50% é o hardware e 50% o software. Eu tenho 1 Asus recente, 1 Surface go, 1 Mac mini M1 e muuuuitos no trabalho com Windows, e a Microsoft + companhias adjacentes (Asus, msi, Intel, hp, Acer, etc etc) são uma catástrofe (excepção feita à AMD e Nvidia), optimização zero, software ainda pior… como a Apple quer bons produtos, o resultado está à vista

          • Nuno T. says:

            Filipe S, aconselho a ver os vários benchmarks e análises que têm saído.

          • Nuno T. says:

            Toni da Adega, os chips da AMD consomem bastante quando comparados com o M1. A eficiência do M1 deve ser 2-3 vezes maior (a puxar para os 3). Numa análise do youtube num teste de Cinebench viu-se bem a diferença no consumo entre um MacBook e um portátil com um AMD 4800U. Ao fim de 10 minutos um tinha consumido o equivalente a 9,5 Wh e o outro 2,5-3Wh. O 4800U conseguia melhor performance mas o ganho era de apenas cerca de 30%, com a performance a decair com a passar do tempo para apenas cerca de 15% de vantagem.
            Em termos mais objectivos o consumo dum M1 numa tarefa destas andará na casa do 15W, incluíndo memória, segundo outros testes. Já um 4800U deverá ser facilmente superior a 30W na mesma tarefa, segundo outros testes.

            Quanto aos valores que dás, não te esqueças que esses 15W / 45W não são os consumos reais dos processadores, são apenas os valores de referência do TDP. Um AMD dito de 15W pode consumir muito mais do que isso em tarefas intensivas, facilmente alcançando 35W. Imagino que o Intel de 45W também possa consumir bastante mais do que 45W.

    • José Carlos da Silva says:

      Essa teoria… Não existe essa competição. Nunca vai existir. Nunca retirando o mérito ao excelente avanço que foi, mas, nunca vamos ver um Apple Mxx fora do ecossistema Mac, tal como nunca vamos ver um Apple Axx fora do ecossistema iPhone, por muito bons que sejam.

      O mercado vai olhar para o que sempre olhou. Quem usa Mac, usa Mac. Quem não usa, não usa. Pouco importa se o M1 é superior a seja o que for.

      • Nuno T. says:

        verdade. Não vai haver competição em fornecedores de chips, mas vai haver competição nos produtos que consumidores e empresas compram. Para muitas pessoas ser Mac ou não ser Mac, pode não ser o factor de decisão. A Apple parece ter apostado em certas áreas audiovisuais com estes novos processadores, é possível que venha a criar uma forte mudança nessa área do mercado.

      • australopithecus says:

        Concordo que o M1 é e será sempre utilizado apenas em Macs no entanto nada impede as restantes grandes marcas de computadores x86 (Dell, Hp, etc) de migrarem para SoC’s ARM e pouparem € em CPU’s Intel / AMD além de ganharem eficiência e competitividade em termos de mercado.. Isto supondo que sai um port em condições de Windows 10 para ARM e algo tipo rosetta para windows..

        • Nuno T. says:

          Creio que vai ser complicado que nos próximos 2-3 anos se veja uma oferta significativa de PC’s Windows com ARM. Não há e não se vislumbram processadores ARM da Qualcomm ou doutra, capazes de dar a performance necessária para uma transição dessas. Mesmo a performance das aplicações ARM não sobressairá muito face ao equivalente na Intel e AMD… Obviamente que conseguem consumir menos mas será complicado de convencer muitas pessoas a comprar. A Apple é por enquanto um caso isolado no que diz respeito a processadores ARM em computadores.

  6. Emanuel Vitorino says:

    Portanto, o senhor da Intel veio demonstrar que a AMD dá a opção ao fabricante de ativar este “delay” de 10 segundos para aumentar a vida útil da bateria. (Sim, porque este comportamento é opcionalmente ativado pelo fabricante). Entretanto para fazer as comparações de desempenho, usa portáteis tiger lake com o nível de energia (TDP) dos mesmo configurados para 28W ou mais comparando com os AMD que estão limitados aos 15W.

    Já vi que a Intel voltou às antigas táticas.

  7. ToFerreira says:

    Estes dois continuam à luta? Ainda não deram conta da entrada de um novo player (Apple) que os envergonhou?

  8. natar says:

    Meus caros….
    O TDP é importante como o ICC.

  9. Rogerio da Silva Matos says:

    Intel : O produto da AMD é melhor! O que vamos fazer? Vamos falar que o produto deles utilizam de truques.
    – Pois os nosso Fãs BOYS são trouxas e irão comprar a NARRATIVA. E ainda podemos pagar paras os BENCH_TUBER concordar com nossas FALAS…
    – É mesmo, vai dar certo. Sempre deu CERTO.

  10. Abílio Portas says:

    Bem…
    Se isto for mesmo verdade significa que os utilizadores que adquiriram AMDs, embora sejam bons processadores, acabaram por comprar “gato por lebre”.
    Não tenho dúvidas que trazem algumas “vitaminas” extra.

  11. koloveli says:

    o problema dos processadores amd, parece ser mais pelos dissipadores de calor desproporcionais do que qualquer outra coisa…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.