Quantcast
PplWare Mobile

COVID-19: trabalhadores chineses obrigados a dormirem nas fábricas de chips

                                    
                                

Fonte: The Register

Autor: Marisa Pinto


  1. Técnico Meo says:

    Da série do pessoal que defende a China e o comunismo…

  2. Bernardo duro says:

    São estes animais que muitos acham correcto. comprar lixo chinês tiram proveito de trabalho escravo força xiami e lixo chinês continuem a patrocinar esta ditadura…

  3. Vegeta says:

    Ha muito comunista por ca que devia ir viver para a china. Os que criticam os europeus e americanos sao os mesmos que nunca saem de ca, alguma vez o jeronimo iria ter uma vida tao boa fora de portugal? Ele sabe que nao, mas falar fala muito

  4. Estradiol says:

    Muito “normal” as fábricas obrigarem os trabalhadores a dormir lá em vez de irem para a sua vida privada. Espero que pelo menos lhes paguem esse tempo que lhes obrigam a ficar em casa… lol é China, obrigam e já está. Imaginem se o governo não fosse socialista…

  5. Awake says:

    Há quem diga que a escravidão foi abolida…apenas trocaram os nomes aos escravos por trabalhadores.
    Mais de 90% do povo trabalha para pagar uma casa e colocar comida na mesa, os escravos viviam em casa dos proprietários e tinham direito a comer…a China é apenas o extremo do que já acontece no resto do mundo.

    Os próximos tempos preparam-se para trocar a suposta liberdade e privacidade pela segurança…

    • Manuel Cruz says:

      Somos todos culpados nesse quadro… Os patrões não percebem, ou fazem que não percebem que as empresas sem trabalhadores não funcionam, e os trabalhadores são demasiado “carneirinhos amestrados” para entender a força quem têm enquanto colectivo.

    • MCakaZim says:

      adoro estes iluminados que diz que 90% da populaçao trabalha para pagar contas e comer. Existe familias assim é verdade, infelizmente. mas 90%? deves estar a contar com aqueles que o dinheiro nao chega ao fim do mes mas estao sempre a comprar e gastar. Jantam ou almocam regularmente em restaurantes… Carros gama media/alta a crédito… telemoveis novos quase todos anos e dos mais caros porque estao na moda e a crédito… e muitas outras coisas. desses que vivem acima das possibilidades e queixam-se que o dinheiro nao chega nao tenho pena nenhuma. Consumismo é bom, mas se gasta o que nao tem, nao se queixe.

      • Profeta says:

        MCakaZim isso era assim ha uns anos atras depois da divida dos paises, penso que a maioria dos Portugueses aprendeu a licao. E obvio que ainda devem andar muitos assim mas nao tantos como estavamos habituados a ver.

        • MCakaZim says:

          Infelizmente não tem melhorado. Pelo contrário. O crédito ao consumo tem subido ano após ano. Cada vez ouço mais gente que compra a crédito… Uma triste e medonha realidade

    • andre says:

      em portugal és escravo de acordo com os escaloes de IRS

  6. jone says:

    Se fizessem o mesmo ca em Portugal ja estavamos ao nivel da alemanha

  7. Sargas says:

    Numa unidade em Vila do Conde, também está a chegar a esse ponto. Retirar férias e maltratar as pessoas está na moda.

  8. Joaquim Sobreiro says:

    Um conformista interpreta como uma medida profilática aceitável para bem comum. Alguns negacionistas recordam a engenharia social a ser aplicada para o cumprimento da agenda 2030. Ambos já viram antigas e novos filmes e séries que mais parecem reportagens em direto, bem atuais.

  9. LA says:

    A China a ser a China.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.