Quantcast
PplWare Mobile

AMD estará a preparar um SoC ARM para concorrer com o Silicon M1 da Apple

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. Nuno T. says:

    O ARM vai demorar muito tempo a ter sucesso na plataforma Windows.
    A Microsoft tem falhado do lado dos programadores ao não dar grande incentivo para programar para ARM… nem sequer pensou em distribuir uma plataforma de testes barata. A emulação de aplicações x86 é lenta, não dando grande incentivo ao consumidor para escolher estes computadores.
    Por último, estão tão focados em usar ARM no formato tablets e ultraportáteis que nem reparam que enquanto não houver computadores mais poderosos com ARM, capazes de competir com desktops e com boa performance gráfica, quase nenhuma empresa se vai dar ao trabalho de desenvolver versões das suas aplicações para ARM, já que os computadores ARM estão limitados a um pequeno nicho. A própria Qualcomm mostra desinteresse em sair deste pequeno nicho. É incompreensível.

    • Valter Pinho says:

      Então e como é que a Apple se conseguiu mexer bem?
      É a tal cena, não sou applemaniaco nem fanático da maçã…mas temos de reconhecer que quando a Apple faz…it just works…ja o Windows ..oh, esqueçam lá isso…ora, a Apple criou o Roseta2…já a Microsoft…está muito parada, e então com a pandemia, muitos desenvolvimentos ficaram suspensos

      • Tuaregue says:

        A MS teria de investir tempo e recursos em separar o wpf, o winforms e companhia da camada win32 entre outras coisas e ao mesmo tempo promover, como faz a Apple, os FAT Binary’s. Está no bom caminho com o .net core, mas ainda n está lá, enquanto n permitir que um developer pegue num programa desenvolvido para intel e possa compilar o mesmo programa para arm, nisto está incluido a camada wpf e winforms.

        • Nuno T. says:

          Acho que o FAT Binary nos dias de hoje não traz uma grande vantagem, apenas torna menos complicado para o consumidor transportar uma aplicação entre computadores diferentes.
          Acho que a real vantagem para a Apple é o que dizes na última frase, ao contrário da Microsoft a Apple suporta em ARM basicamente todas as frameworks que usava em Intel.

      • Nuno T. says:

        O Rosetta2 não é perfeito mas realmente parece facilitar de forma muito mais pragmática e convincente a transição do que a solução da Microsoft.
        A Microsoft parece demasiado presa a tentar não quebrar nada e a não deixar o x86/x64 para trás. Não parece querer mostrar nenhum futuro grandioso para o Windows em ARM.

  2. José Carlos da Silva says:

    Continuo a não entender como vão “concorrer” se, a partir de agora, não deverá haver nenhum outro SoC em computadores Apple, que não os da própria Apple. Enquanto que, o inverso também se verifica: nunca se vai ver um SoC Apple num produto que não Apple. A concorrência é AMD vs Intel.

    Faz tanto sentido quando a concorrência de um A14 ser um Snapdragon, Exynos ou outra coisa qualquer, quando são universos distintos…

    • Samuel MG says:

      Concorrem no mesmo segmento, ou seja vamos ver quais serão os portateis mais poderoso!! Se vão ser os da Apple ou os com AMD K12. Tenho a ideia que os ARM da AMD vão deixar os da Apple em segundo lugar.

      • Nuno T. says:

        O AMD K12 estava focado em servidores o que não tem as mesmas necessidades dum desktop ou portátil.
        O facto é que neste momento não há um núcleo ARM que consiga o mesmo nível de performance que o núcleo desenvolvido pela Apple, nem se vislumbra no futuro próximo, o que irá dificultar imenso que apareça um SoC ARM capaz de ultrapassar o M1, muito menos ainda os outros SoC que a Apple lançará para os outros MacBook Pro, iMac e Mac Pro.

        • Samuel MG says:

          Também se dizia antigamente que não ia existir smartphones e que também não ia existir processadores com mais de 2 cores e com APU. O que agora é verdade amanhã é mentira. Já devias saber isso!!

          • Nuno T. says:

            Se te justificas com não haver impossíveis então não tens ideias ou argumentos.
            Provavelmente não sabes isto, mas nos últimos anos tem deixado de haver empresas a criar núcleos ARMv8 proprietários, quase todas passaram a usar os núcleos desenhados pela própria ARM. E isso não aconteceu por acaso…
            A exceção é a Apple!

    • Nuno T. says:

      Concorrência não se resume apenas às alternativas de SoC disponíveis a um fabricante de aparelhos. Concorrência é também no produto final quando o consumidor vê aparelhos diferentes e faz uma escolha com base em determinadas características de performance que são uma consequência do SoC usado pelo aparelho.
      Não podes ignorar que o SoC da Apple dá-lhe uma vantagem competitiva em termos de performance e consumo numa gama de aparelhos, o que poderá afectar as vendas da AMD e Intel.

  3. znax says:

    O Futuro é RISC-V (OpenSource), a ARM parou no tempo! Sendo que a ARM foi adquirida pela NVIDIA, será que a AMD quer alimentar um dos seus concorrentes a pagar as licenças e os royalties?

    • PGomes says:

      A AMD paga à Intel para a licença X86. E a Intel paga à AMD pela licença do X86-64.
      Qual é o problema de pagar uma licença de outra arquitetura?
      Desde que venda e dê lucro, é sempre bom.
      O RISC-V é interessante, mas ainda tem um mercado minúsculo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.