PplWare Mobile

Se tem uma emergência médica, o melhor é não perguntar nada à Siri ou à Cortana


Fonte: RescueScience.org

Autor: Pedro Simões


  1. Rui says:

    Não tenho nenhum destes, mas gostava de ver as respostas a perguntas estranhas.

  2. Fulano says:

    A serio? Foi necessário fazer um estudo? Mas a malta acha mesmo que um relógio, telemóvel ou assistentes virtuais conseguem ajudar ou dar uma resposta correta em caso de emergência médica (ou qualquer outro tipo de emergência)?

    • ToFerreira says:

      A malta devia ler antes de comentar:
      “O Google Assistant e Alexa reconheceram os tópicos em mais de 90% das questões e deram respostas precisas e úteis em cerca de metade dessas instâncias… para além de uma ajuda concreta baseada em resultados na Internet, recomendou ainda que fosse contactado o 112 para assistência médica”

    • Filipe Rafael says:

      Sendo que os assistentes estão ligados à Internet, é normal que saibam alguma coisa. Já a minha Assistente (Google Home Mini) é uma grande burra, diz sempre que não percebeu a pergunta ou que não pode ajudar.

  3. SANDOKAN 1513 says:

    Então numa emergência médica pede-se conselhos a assistentes virtuais,a inteligência artificial ?? Então para que servem as urgências hospitalares ?? Ó meu amigo,isto é cada uma… 😐

    • Berto says:

      e se estás no chão e não te consegues levantar nem chegar a um telefone e por acaso tiveres uma coluna assistente? não podes recorrer ao assistente Ó amigo ?

    • fak says:

      O assistente pode ser usado para te auxiliar, lá está, é um assistente, não vai fazer nada por ti e precisas de fazer perguntas objetivas, se vais perguntar “como salvar alguém que caiu de mota” ela não te vai dar grande resposta… mas se perguntares “posso tirar o capacete a um motociclista acidentado”, “como fazer um garrote”, etc, ela já te diz a resposta.

      além disso, é mais facil para chamar a nº de emergencia, em vez de estares a ligar 112, podes dizer “ligar à policia mais proxima” ou “ligar aos bombeiros mais proximos”, geralmente é mais rápido ligar diretamente em vez de usar 112.

  4. mlopes says:

    este artigo e o teste que cita são construídos em cima da questão mais estúpida que ouvi nos últimos anos!
    e o pior ainda é que acredito que haja alguém suficientemente idiota para questionar um dispositivo sobre questões importantes como as referentes à saúde

    • Alves says:

      Viu as perguntas que foram feitas?
      Também é daquelas pessoas que vai as urgências de um hospital para tratar uma simples gripe ou corte superficial?
      Quando tem dúvidas sobre saúde liga logo para os números de emergência?
      O que é mais descabido?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.