Quantcast
PplWare Mobile

Mineração de Bitcoins consome mais energia do que a Bélgica e a Finlândia

                                    
                                

Fonte: Gizmodo

Autor: Marisa Pinto


  1. compro essa também says:

    Andavam aí uns boys a dizer que era mentira ….

    Embrulhem !

    🙂

    😉

    • freakonaleash says:

      Não é mentira…mas como eles acham que o sistema fiduciário gasta ainda mais (visto que nos serve a todos até a eles para poderem trocar as bitcoisas por algo que as mercearias aceitem) então não há problema a bitcoin gastar tanto!

      • Zé Fonseca A. says:

        Na verdade os numeros rondam os seguintes:
        BTC – 113.89 TWh/yr
        Banca mundial (inclui ATMs, produção e transporte de dinheiro, servidores, etc etc) – 238.92 TWh/yr

        Mas se as contas fossem bem feitas seria preciso incluir todas as outras crypto, as PoW que também consome energia e as PoS que têm milhares de validadores a correr, em cima disso seria preciso contemplar todo o universo web3 e as suas dapps e o consumo dos seus servidores e numa última análise prever qual o consumo de energia esperado para o BTC daqui por 2 anos após o halving.

        Agora as curiosidades, o sector bancário emprega directamente acima de 10 milhões de pessoas, indirectamente deve ascentar às 100 milhões, quantas emprega o sector das crypto, algumas dezenas de milhar.

        E para concluir, as comparações de crypto ao sistema bancário são meramente tradeoff nestas discussões, isto porque se tivessemos que comparar crypto com alguma coisa teriamos de comparar com aquilo que ele é na realidade, um activo financeiro, e aí teríamos de verificar quanto consomem todas as stocks exchanges e brokers mundiais, o que não chegaria sequer a 1/1000 daquilo que consome a mineração.

        Agora fazendo de advogado do diabo, apesar dos altos gastos energeticos da mineração esses consumos são bastante positivos para as redes de energia dos locais onde são implementados, não só ajudam a regular o consumo de rede como em periodos de pico as distribuidoras solicitam que os mesmos desliguem a sua mineração o que facilita a ter energia disponivel para garantir a estabilidade da rede e como o consumo é elevado a reduzir o preço de energia para a maioria dos consumidores.
        E como muitos não acreditam nesta afirmação segue uma de muitas fontes para um exemplo:
        https://www.cnbc.com/2021/12/04/bitcoin-miners-say-theyre-fixing-texas-electric-grid-ted-cruz-agrees.html

        Maioria das vezes existe o lado bom e o lado mau, convém ter informação suficiente e tecer os seus juízos com base nessa informação.

  2. Manuel says:

    A produção e a transportação de dinheiro físico gasta mais eneriga e é muito mais poluente para o planeta (pégada de carbono). Qualquer pessoa com dois dedos de testa percebe isso.

    • Carlos Pedro says:

      sim,
      está visto que a moeda virtual é uma das soluções para resolver o aumento da nossa (pégada de carbono)

    • Sabe-se lá says:

      Onde estão os dados que comprovam isso?
      “Transportação” de dinheiro físico? Mas quê? A União Europeia manda fazer as moedas e notas de Euro na China? 🙂

    • gambuzino says:

      “Transportação de dinheiro fisico” ??
      Deves mesmo ter mais de dois dedos de testa xD

      • Ogoid says:

        Se tem dimensão para fazer diferença, isso não sei afirmar. mas que existe transporte, sim, existe. acham que o dinheiro físico chega aos bancos locais e centrais como? ou como é alimentado os ATM’s?
        Neste cálculos, devemos contabilizar tudo, e ser críticos quanto ao consumo sejam em qualquer meio de pagamento/transacção, seja físico, electrónico ou crypto.

        • gambuzino says:

          Não sei, não sou especialista, tambem não quero saber, já tenho mais com que me preocupar, mas falar por falar sem apresentar factos ou numeros, só porque sim, mais vale é estar calado.

          • Vitor says:

            Era exatamente isso que te ia dizer. O teu comentário em nada alimenta um debate… Ou seja o teu comentário consegue ter menos pontos de discussão do que o dele… Se calhar alguém vai procurar e apresentar aqui qualquer coisa… Mas sobre o teu? Bem eu pelo menos não vejo utilidade e nem motivação para procurar/desenvolver nada sobre o teu comentário – ou seja (para mim) foi inútil.

    • J. says:

      qualquer pessoa com dois dedos de testa, um um bom sistema de transportação, percebe do seu comentário que está “a arder” com a desvalorização das bitcenas e que a todo custo as quer enaltecer para tentar recuperar o seu 😛

  3. jota says:

    …mas aposto que há aqui alguns “ecologistas” que não se importam com isso, querem é ganhar dinheiro!

    • Joao Silva says:

      Nunca minerei, mas com os preços da eletricidade a subir e com a desvalorização das moedas duvido que ganhem dinheiro com isso!Pelo menos em Portugal!
      A não ser que tenhas um campo de futebol com painéis solares 😀

  4. Carlos Pedro says:

    pois
    continuamos a acelerar direitinhos contra a parede
    e pelos vistos ninguém quer mudar de rumo
    vai ser mesmo por obrigação que vamos ter de mudar a nossa maneira de tratar este planeta

  5. Vitor says:

    Que pena. Só os EUA consomem mais combustíveis fosseis que quantos países juntos? Bem, parece que o povo anda tapadinho com a pressão destas noticias das criptomoedas. Existem inúmeros problemas que se arrastam ao longo da historia e o problema é só o que se cria agora. Mudar os velhos hábitos isso não faz falta!
    (nada contra o pplware, não foram os criadores do estudo).

    Está na altura de procurarem alternativas e não estar sempre a gastar dinheiro a fazer os mesmos estudos. Parece o ‘novo’ aeroporto em PT, tantos estudos e sobre factos ainda nada.

    • Sabe-se lá says:

      Não é por os EUA poluírem “mundos e fundos” que a mineração deixa de ser um problema energético! Podes é dizer que existem problemas maiores, mas também é um problema…

      Sobre o aeroporto, uma coisa tenho a certeza: Vão fazer o orçamento e o prazo de conclusão, e ambos os dois vão derrapar…. o orçamento, aí uns 200%, como de costume…

    • B@rão Vermelho says:

      Já pagamos 3 aeroportos só em estudos 🙂
      E se reparares o único homem que teve coragem de tomar uma decisão foi crucificado em praça publica.

    • PML says:

      Foi aprovado esta semana o maior pacote ambiental nos EUA que visa reduzir em 60% as emissões do país até 2030. É um grande passo. Vamos a ver se conseguem implementar.

      • DIamond says:

        É tudo muito lindo e tudo para 2030 o mundo todo só vai mudar em 2030 porque só se ouve falar desse ano como se fosse tudo mudar ao mesmo tempo isso e que e mais engraçado mas também se fala de um reset económico no mundo no meio disto vamos é la ver se ainda vamos ter mundo em 2030.

        em relação ao Bitcoin, o que e mais lindo e quando ele esta em alta todo o mundo quer compara mas quando o seu valor desce todos dizem que não e bom e se fizerem ao contrario em vez de o compara e alta o comprar em baixa fizer holding talvez terão algum resultados a não ser chorar

  6. Micas says:

    Acho que se deve continuar a publicitar e a promover criptomoedas e carros elétricos.

  7. °0° says:

    E o que isso tem de problemático?

  8. helder11 says:

    Qual é o consumo energético do sistema de pagamento VISA?

    • PML says:

      Muito menor. Basta procurar na NET.

    • Ogoid says:

      temos de contabilizar o processo end-to-end. Não só o sistema de pagamento. desde a produção da moeda (incluindo a matéria prima para a produção), transporte (sim, uma vez impresso, tem de ir para algum lado 🙂 ), a utlização no pagamento/transações. Não podemos de nos esquecer, que o comerciante tem de ir ao banco depositar (sim, transporte, do própio -com roubos pelo meio- ou de empresas). somado aos sistema electronicos que também tem o seu consumo, com base de dados que tem de ser replicadas para salvaguardar dados., processos massivos nortunos para cruzamento de dados (por isso é que alguns bancos não estão acessíveis à noite )…
      se é mais ou menos, não sei, só encontramos estudos a criticar algo inovador e transformador, que pode até vir a morrer, mas já faz as pessoas discutirem sobre o que existe hoje!

  9. Profeta says:

    Tudo consome energia, umas coisas mais do que outras. Aonde querem chegar mesmo com este estudo ? Nao sou a favor nem contra as bitcoins mas de facto o que e demais ja enjoa em relacao ao que se gasta de energia e nao gasta.

  10. Redin says:

    Os cães ladram e a caravana passa.

    • J. says:

      mais um lesado das criptocenas a armar-se

      • Vitor says:

        Muito afirmativo. Gostaria de saber como chegou logo á conclusão de “lesado”.
        Bem eu apoio as criptomoedas e nunca tive/investi. Apenas li livros e acampanho a evolução, porque no meu entender é uma boa solução (a precisar de melhorias). Com tudo sou OBRIGADO a pagar em € quase tudo. (ninguém é totalmente independe :D)

    • Fo says:

      Quando for proibida esta monstruosidade, a caravana deixa de passar.

      • PovoManso says:

        lolol A principal vantagem do bitcoin, é de que ninguém controla, podem proibir mas nunca vai deixar de existir!

        A bitcoin é como a liberdade de expressão! Os ditadores podem proibir, mas nunca vai deixar de existir!

        • Zé Fonseca A. says:

          Se chegar a 0 não vale de muito continuar a existir.

          Consigo encontrar N fundamentos técnicos e macro para que isso possa acontecer e consigo encontrar outros N fundamentos técnicos para contrarir os primeiros.
          Na verdade ninguém sabe o que vai acontecer e neste momento é tudo especulação, as proximas bills US e EU irão ditar o futuro.

          • PovoManso says:

            Amigo… nunca vai chegar a 0! Basta existirem duas pessoas no mundo com necessidade de transacionar!

            Consegues encontrar fundamentos? Então explica lá como é que transacionas capitais monetários a um domingo?

          • joao says:

            Se chegar a zero…
            LOLOLOL
            Como esta o dolar e o euro recentemente? ….

      • joao says:

        Proibam la o que quiserem. Eu mando e recebo para quem eu quiser! No meu dinheiro mando eu! Vao fazer o que? desligar a internet para matar o bitcoin? LOL

  11. paulo says:

    voces estao exactamente a cair no control social deles! nos como sociedade temos de consumir mais energia para poder evoluir agora temos é de encontra formas sustentaveis de a produzir!

    este artigo foi pago por bancos?? queiram ou nao queiram o BTC vai continuar e a gastar ainda mais energia! esta é o preco da liberdade! quando chegarem as CBDC vao ententer o o btc vai ser a salvacao!

  12. Sergio says:

    A eletricidade usada em luzes de natal também dariam para alimentar toda a argentina durante um ano.
    São prioridades..

    • Vitor says:

      Esse tipos de estudos não vendem noticias!
      Existe um ciclo muito básico:

      As empresas pagam os media
      Os media ‘controlam’ a população
      A população consome nas empresas

      Mas acreditem que o mundo não vai mudar tão radicalmente assim de repente… Vai muito devagar…E não me vendam estudos de como será o mundo em 2050! Que em 2019 os estudos vendiam 2021 como um bom ano! E olhem … Por isso a mudança acontece e muitas vezes não é previsível, apenas viver com objetivos e ideais e então esperar se vão acontecer.

      • Sergio says:

        Vitor, não é uma questão de estudo.. é uma questão factual que se pode medir com a variação de eletricidade consumida através das luzes de natal.
        Aliás esta contabilização já foi feita varias vezes ate parece se falar sobre questões ambientais.

        A grande questão é, será mais benéfico para o ser o humano continuar a gastar eletricidade de forma supérflua em luzes de natal.
        ou no desenvolvimento de uma tecnologia, que apesar de longe da perfeição irá mudar as nossas vidas?
        E não estou a falar nesses casinos e mercados de binances e afins.
        Blockchain pode ser a chave para a descentralização de muita coisa e o fim de muito sistema corrupto.

  13. B@rão Vermelho says:

    Eu sou um ignorante no que toca a criptomoedas , ou por outra palavras nota-se mais a minha ignorância no que toca a creptomoedas 🙂 e o pouco que sei é graças a todos vos aqui nos comentários e por isso agradeço desde já, eu nos últimos tempos quando oiço falar em criptomoedas é por norma pelos piores motivos, ou foi alguém que perdeu tudo ou um trader que desapareceu, não têm medo que o vosso esforço vá pelo cano a baixo?
    E porquê que acham as as criptomoedas são o futuro?

    Eu sei que no mercado dito normal até aos 100K os meus €€ estão garantidos aqui pelos visto não há nada que proteja os lesados.
    Mais uma vez peço desculpa pela minha ignorância

    • R!cardo says:

      Então quando conheceres o dinheiro físico vai-te dar uma cozinha má.

    • Sergio says:

      o que tu falas é o placard das cryptos.

      Lê o livro “bitcoin” do António Vilaça Pacheco e facilmente terás argumentos para decidir se achaes interessante ou não as cryptos.

    • Zé Fonseca A. says:

      os teus 100k estão garantidos se não estiverem investidos.
      crypto é investimento de risco, tal como stocks, ninguém nunca vai garantir nada a ninguém.
      lesados são só gente menos inteligente, que ou foi hackada ou foi alvo de scam, queixa nas autoridades e se por milagre descobrirem o culpado tribunal, tal como em qualquer fraude.

    • Rui says:

      “até aos 100K os meus €€ estão garantidos”
      Se achas que na conjuntura actual é impossível uma crise bancária sistémica, podes dormir descansado. O teu dinheiro está lá guardado (ironia)

      Falando da notícia, esta só fazia sentido se a mineração fosse feita com petróleo ou carvão.
      É feita com eletricidade!
      A sociedade tem de evoluir é para que essa eletricidade seja proveniente de fontes renováveis, não é acabar com os equipamentos elétricos.

  14. Grunho says:

    Não se preocupem com as bitcoins. Vão poder trocá-las por papel comercial do BES.

  15. João says:

    Já que estamos nestas comparações, a mineração e produção de baterias, consome a energia de quantos países?

  16. Samuel MGor says:

    Sempre soube que a mineração gastava muito mas os 1 kw só para minerar é muito. O total da somas da minerações é também surpreendente 91 Twh. Como dizia a mineração de bitcoins contribui para o agravamento das alterações climáticas. Não existe fontes de energia renováveis para produzir o suficiente para a mineração.

  17. Antonio Santos says:

    Ora aqui esta uma boa ajuda para acabar com a tão falada crise energética!

  18. JJ_ says:

    O estudo em si, está mal feito. Não se pode comparar uma industria a um país, só entre industrias.

    Se não, temos de perguntar também:
    – Quanto gasta de energia a produção de automóveis em todo o mundo, em comparação com o consumo dos países?
    – Quanto gasta de energia o transporte de mercadorias em todo o mundo, em comparação com o consumo dos países?

    Outro ponto: como é que fazem estes estudos? Se a mineração é feita no planeta Terra, então é feita dentro de vários países. Logo, dentro do consumo desses países esta o consumo de energia do Bitcoin. Normalmente a mineração está em países onde a energia é mais barata.

    O que para mim é chocante é ver a Bélgica em 4º lugar dos países que mais gasta energia! De certeza que a percentagem de energia em mineração Bitcoin é muito baixa, pois não é de certamente dos países onde a energia é mais barata.

  19. OBravo says:

    Se o tipo pagar a Luz ninguem tem nada a ver com isso, alem disso produzem riqueza.
    Quantas e quantas empresas gastam luz a rodos não pagam não produzen nada, e ainda sobra para o contribuinte pagar.

  20. Duv says:

    Acreditem nisso acreditem. Só as fábricas nesses países gastam muito mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.